1. Spirit Fanfics >
  2. Gaze >
  3. Serendipity

História Gaze - Capítulo 3



Notas do Autor


Será que alguém vai pegar a referência da cena do piano?

Capítulo 3 - Serendipity


Jinsoul sentou em frente ao piano da sala de música que possuía em sua casa, arregaçou as mangás do blusão e respirou fundo pronta para dar início a 4 O'clock. Assim que começou a tocar sentiu como se todo estresse que carregava fosse embora, sorriu e fechou os olhos apenas deixando com que suas mãos que sabiam todas as teclas guiassem a música. 

Lembrou de Jungeun, por algum motivo não esquecia aquela garota e som de sua voz. Era como se estivesse ficando perturbada, mas tentou se concentrar apenas no piano. Então logo em seguida só se ouviu o estilhaçar da janela enorme que ficava em frente ao piano e o baque do corpo da Jung que foi de encontro ao chão. 

Jinsoul sentiu sua testa arder e também um pouco de sangue escorrer, passou os dedos sobre a testa e sentiu doer mais ainda. Resmungou alguns xingamentos e sentou-se, ainda com a mão cobrindo o ferimento.

Passos apressados foram ouvidos se aproximando cada vez mais da entrada da sala e logo a porta foi aberta revelando quem a Jung esperava que fosse. Im Yeojin, ofegante e suada adentrou a porta da sala.

A expressão da garota suavizou assim que encontrou a Jung, mesmo notando seu machucado na testa. Que feio, Jinsoul pensou.

- Jindori! Ainda bem que dessa vez era só você, já pensou se fosse algum empregado? Eu estaria fodida. - A Im andou até a mais velha e estendeu a mão para levanta-la, Jinsoul segurou e a puxou para cair ao seu lado.

- Pra você aprender a não me atingir mais com uma bola de baseball, muito menos falar palavrões. - A im fez um bico nos lábios e Jinsoul se levantou lhe repreendendo com o olhar. 

- Unnie malvada. - A garota de se levantou e juntou sua bola de baseball, logo em seguida passou a andar ao lado de Jinsoul até a porta da sala.

Embas já haviam perdido as contas de quantas vezes isso já havia ocorrido, tanto que a Jung nem ligava mais e havia ganhado o apelido de "testa de ferro". Jinsoul e Yeojin se tornaram mais próximas graças a péssima mira da mais nova. 

- Veja pelo lado bom, é mais uma bola para sua coleção. - Yeojin riu baixinho, aquela risada adorável e engraçadinha.

Na primeira vez que isso havia acontecido a mais nova havia lhe dado como pedido de desculpas a sua bola de baseball favorita, desde então toda vez que isso acontecia ela dava de presente a bola que atingia a testa da mais velha.

- Nem me surpreende mais. - Andaram até chegar no quarto da mais velha que abriu a porta para que entrassem. 

- Um dia você se acostuma. - Yeojin se atirou na cama e se ajeitou para que pegasse no sono ali mesmo.

- Que abuso. - Dito isso a Jung foi até o banheiro de seu quarto para que pegasse o quite de primeiros socorros e cuidasse do ferimento. - Ei Yeojin, saia da minha cama sua fedida! - Gritou do banheiro. 

- Daqui não saio e ninguém me tira! - Gritou de volta arrancando da Jung um suspiro derrotado. 

Yeojin era como uma irmã mais nova que nunca teve, se sentia responsável pela vizinha descuidada e isso não lhe incomodava nem um pouco.

Naquele mesmo dia quando chegou na escola encontrou uma Jungeun sorridente mas não demorou muito para que mudasse de expressão e viesse correndo em sua direção preocupada. 

- O que houve? Você está bem? - Se aproximou e ajeitou uma madeixa do cabelo o da Jung atrás da orelha, sua mão levantou o queixo de Jinsoul e ela ficou séria enquanto analisava seu rosto.

Alguns estudantes que passavam pelo corredor observavam a cena e murmuravam entre si, mas Jungeun estava ocupada demais e Jinsoul embasbacada demais para notar alguém á sua volta que não fosse a loira.

- Eu estou bem. - Jinsoul abaixou a mão de Jungeun e sorriu lhe passando confiança. Entrelaçou suas mãos e então lhe puxou para que andassem lado à lado.

- Você tem certeza? - Jinsoul assentiu, no seus lábios possuía um tímido sorriso, não podia negar que achava a preocupação da Kim fofa. - Onde conseguiu isso? 

Jungeun lhe deu um olhar de canto um pouco curiosa.

- Eu levei uma bolada. - Dito isso Jungeun fez uma careta confusa, jinsoul não tinha cara de quem praticava esportes - Foi minha irmã mais nova. - A Jung riu da confusão da mais nova. 

- Você tem irmã? - Outra pergunta. Jinsoul gostava quando ela fazia perguntas, achava adorável. 

- Tenho sim, na verdade ela é meio que uma irmã mais nova mas não de sangue. - Jungeun ficou mais confusa ainda -Acredito que amigos são a família que você escolhe. 

- Entendo. - Agora sim parecia mais tranquila. 

Ao que a Jung notou as mãos ainda entrelaçadas tentou separar-se da Kim, mas ela não permitiu e acariciou as costas de sua mão. Esta ação foi o suficiente para que passasse as aulas sorrindo e trocando olhares discretos com a loira.







Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo curto🤧💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...