História Gêmeos em ação - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hashirama Senju, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Kakashi Hatake, Kankuro, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki, Temari, Tsunade Senju
Tags Sasusaku
Visualizações 382
Palavras 4.157
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei 😁

Adorei escrever esse cap então espero que gostem 😍

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 30 - Eu te amo


Capitulo 30 - eu te amo 

 

 

 

Pov’s Sakura Haruno 

 

 

 

— Com decote canoa de ombro a ombro e mangas curtas, ele trazia aplicações de pedrarias e muitas transparências tanto no colo quanto nas costas. Fluida, a saia foi toda salpicada de flores assim como o véu, garantindo movimento e um toque romântico. - minha sogra retira o vestido de dentro do saco e pendura no cabideiro - do jeito que pediu - sorri por fim.

— Claro - esfrego meu rosto - Dona mikoto pode me deixar sozinha um pouco, preciso tomar um banho e vestir algo descente - me cubro com o lençol.

— Claro, a banheira já está cheia e o café da manhã está aqui - pega a bandeja e coloca na cama - vou estar lá embaixo se precisar.

— Obrigado - sorrio.

 

Ela se retira e me deixa só, meu corpo doía por completo, minhas coxas estavam marcadas com as mãos enormes dele. Caminho até o banheiro desamarro o cabelo e entro na banheira quente e perfumada. Esfrego o meu corpo com a esponja esfrego meu cabelo e passo um creme de cereja. Termino meu banho coloco um roupão branco e enrolo uma toalha na cabeça.

 

Pego uma fruta de morango na bandeja dou uma mordida e olho pro vestido, era lindo perfeito exatamente do jeito que eu tinha sonhado. Como mais algumas frutas e saio do quarto, desço as escadas e encontro minha sogra sentada na sala conversando com minha mãe.

 

— Filha - minha mãe se levanta e vem até mim - está feliz ? 

— Muito - sorrio e a abraço.

— Ótimo - passa a mão pelos meus cabelos - a cabeleira já deve estar chegando, hoje é seu grande dia - escorre uma lágrima.

— Mamãe - seco a lágrima dela - vai dar tudo certo.

— Eu sei que vai - suspira fundo - pode subir eu já vou lá com você.

— Claro mãe - olho para minha sogra - cadê as minhas madrinhas Dona mikoto ?

— Estamos aqui vadia - Temari escancara a porta de entrada.

— Que bom que chegaram - abraço ela.

 

Hinata entra acompanhada de Ino.

 

— Cadê a Izumi ? 

— Ela estava com contrações e falou que vai se arrumar em casa mesmo - fala minha sogra - mas fique despreocupada Izumi estará na igreja junto com Itachi.

— Ok.

 

Subimos as escadas e fomos pro meu quarto, os gêmeos não paravam de chutar e estava me dando muito enjoos. A moça que ia me ajudar no penteado havia chegado.

 

— Então sakura tem algum penteado em mente ?

— Quero ele solto mas todo cacheado na frente quero ele preso pra trás - tento mostrar.

— Hum - ela analisa - gostei e vai dar super certo, podemos começar ?

— Claro. 

 

Enquanto a Jenny fazia meu cabelo Maya e Maitê faziam minhas mãos e meus pés, minhas madrinhas estavam sendo paparicadas pelo resto da equipe.

 

 

 

 

Pov’s Sasuke Uchiha 

 

 

 

 

Tinha acordado com a cabeça explodindo e com o sol batendo bem no meu rosto. Sakura estava nua deitada de lado dormindo igual um anjo, me sento na cama esfrego os olhos e por fim me levanto. Depois de tomar um banho arrumo uma pequena mala dou um beijo nela e saio do quarto.

 

Desço as escadas minha mãe já fazia o café da manhã.

 

— Quem te deu a chave ? - me sento na cadeira da mesa.

— Eu consegui a cópia - enche uma xícara de café - pode ir lá pra casa eu vou cuidar dela.

— Ok - dou um gole.

 

Me levanto pego a chave do carro e a bolsa e vou pro carro. Chego na minha ex casa abro a porta e vou pro meu ex quarto. 

 

— Sasuke ? - meu pai abre a porta do quarto - oque esta fazendo aqui ?

— Bom dia pro senhor também - falo rindo - estou bem obrigado por perguntar.

— Para de bobeira - cruza os braços.

— A mamãe me expulsou da minha própria casa - me sento na cama - e mando eu vir pra cá pra ela ter o dia com a nora dela - reviro os olhos.

— Hoje você vai casar né - sorri de canto.

— Sim pai.

— Hum - ele vem até mim - vai virar um homem de família.

— Sempre fui.

— Não Sasuke - ele se senta ao meu lado - o fato de ter virado pai cedo não te faz um homem de família - suspira - finalmente o meu casula vai casar - sorri bobo.

— Pois é.

— Está feliz ? - me olha de canto.

— Estou pai - dou um sorriso.

— Ótimo - se levanta - quero que vá ajudar o seu irmão Izumi está com contrações e ele não para de me atormentar.

— Saco - resmungo.

— Oque disse ? - me olha sério.

— Nada - dou um sorriso amarelo - já vou pra lá.

— Hum 

 

Ele sai do quarto. Me levanto com a maior preguiça e volto pro meu carro, sigo o caminho até a casa do meu irmão. Estaciono na frente da casa branca, vou até a porta azul escura e toco a campainha.

 

— Sasuke ? - Itachi abre a porta - oque faz aqui ?

— Papai me pediu pra vir - entro na casa - cadê a minha cunhada ?

— Está no quarto chorando - suspira tristemente.

— Oque fez ? - o olho seriamente.

— Ela pirou por conta das marcas e ainda a gente discutiu por ela ter pego o dançarino la na festa - se joga no sofá - me chamou de insensível, infiel e mil outros nomes.

— Você só fode no pau em puta que pariu, - reviro os olhos - mas e aí viu quanto está de dilatação ?

— Não, ela não deixa eu entrar no quarto.

— Lembra de alguma coisa ? 

— Só lembro até a gente tomando o absinto e mais nada - suspira - estou com um puta medo dela pedir divorcio.

— Fica de boa - me levanto - vou conversar com ela.

 

Sigo até a escada subo as escadas indo até o quarto deles.

 

— Izumi - bato na porta - sou eu seu cunhado.

— Oque quer Sasuke ? - ouço sua voz por trás da porta.

— Está tudo bem ? 

— Sim só o bebê que não para de chutar.

— Deixa eu ver o quanto está de dilatação ?

— Não quero ver o Itachi.

— Ele não está aqui.

 

Se rende e destranca a porta, a mesma estava de roupão e o cabelo em um coque mal feito.

 

— Estou com muita contração - resmunga.

— Deita na cama e me deixa ver - falo calmamente.

— Não é justo hoje vai se casar - cruza os braços.

— Relaxa não se preocupe com isso, agora deixa eu ver se a minha sobrinha vai vir hoje - passo a mão pelos braços dela.

— Tudo bem - suspira derrotada.

 

Izumi se deita na cama e abre as pernas devagar pra me deixar ver se está muito dilatado. Quando a Star estava com 9 meses e algumas semanas tive que fazer isso então sabia quantos dedos tinha que entrar. Minha cunhada estava com 3 de dilatação, não tinha risco de vir hoje.

 

— E aí ? - me olha ansiosa.

— Três de dilatação - sorrio de canto - está tudo bem, pode tomar seu banho e se arrumar você é a minha madrinha.

— Obrigado Sasuke - ela se levanta e me abraça - pode voltar pra casa dos seus pais eu vou pra lá com o traste do seu irmão - fecha a cara.

— Izumi - suspiro - olha a gente bebeu muito e nem estávamos pensado nas consequências.

— Tá tá - revira os olhos - vou pensar no caso dele.

— Ótimo - dou um beijo na testa dela - espero você na igreja.

— Claro - sorri doce.

 

Saio do quarto fechando a porta. Desço as escadas e me deparo com Itachi agoniado.

 

— E aí ? - se levanta desesperado.

— Está bem - o tranquilizo - ela foi pro banho e já vai se arrumar e você trate de implorar perdão.

— Eu vou - consente rapidamente.

— Então tá, já vou indo quero dormir antes do casamento.

— Ok - me dá um tapa na cabeça - to orgulhoso de você maninho - abre um sorriso - muito.

— Eu sei que está - dou um sorrido convencido.

 

Itachi revira os olhos e me abraça. Saio da casa do meu irmão e sigo para a dos meus pais. Iria tirar um cochilo e depois me arrumar.

 

 

 

 

Pov’s Sakura Haruno 

 

 

 

 

Já se passava das 14:00 e estava arrumada só faltava o vestido.

 

— Vem filha só falta o vestido - fala minha mãe.

— Eu já vou - dou um sorriso falso.

 

Estava extremamente nervosa e ansiosa e pra piorar meus bebês não paravam de se mexer. Vou até o  banco e subo para ficar mais fácil de por o vestido. A costureira apertava a vestimenta e ajeitava a barra e eu não desviava o olhar de mim através do espelho. 

 

— Acabei Senhora Uchiha - fala a costureira.

— Eu quero ficar sozinha - a olho.

— Claro - diz por fim e sai do cômodo 

 

Desço do degrau e me sento na cama. A ideia de casar ainda me dava medo e com alguém que eu ainda não tinha total confiança, por mais que eu o amasse.

 

— Sakura vamos filha já está na hora - minha mãe entra no quarto.

 

Não a respondo apenas abaixo a cabeça.

 

— Ei, oque aconteceu ? - ela se ajoelha na minha frente - está tudo bem ?

— Mãe chama o Sasuke.

— O noivo não pode ver a noiva antes do casamento - fala como se fosse uma ofensa.

— Por favor mãe - suspiro - eu não saio desse quarto sem antes falar com ele - falo firme.

— Sakura... - suspira decepcionada.

— Mãe ! - digo alto.

— Vou mandar chamar ele - se retira do quarto. 

 

Me levanto e vou para a frente do espelho. Sem sombra de dúvidas eu estava linda o vestido era do jeito que eu tinha pedido a barriga não parecia muito de frente e me deixava feliz. Passou uns 20 minutos e a porta do quarto é aberta por Sasuke vendado.

 

— Oque aconteceu amor ? - vem andando com os braços esticados pra frente.

— Vem aqui - dou a mão para ele o puxo para mim - eu não tenho certeza Sasuke - me aninho em seu peito.

— Não tem certeza do que sakura ? - passa a mão pelas minhas costas - eu te amo e sei que você me ama.

— Ama mesmo ? - o olho com os olhos cheios de lágrimas.

— É claro que amo - fala com carinho - com todo o meu coração - deposita um beijo na minha testa.

— Então eu caso - suspiro fundo - pode ir pra igreja.

— Estarei te esperando lá - abre um sorriso lindo.

— Acho bom - dou um beijo na bochecha dele.

 

Levo meu futuro marido até a porta e a fecho. Volto pra frente do espelho e encaixo o meu véu na cabeça deixo bem no centro e cubro o meu rosto, encaixo os brincos e o colar, ajeito a minha aliança de noivado e por fim pego o meu buquê. Minha sogra e mãe me esperavam no pé da escada.

 

— Finalmente - diz minha sogra - vamos as crianças já estão no carro.

— Claro - levanto a saia do vestido.

 

Descia as escadas de casa com um sorriso no rosto. Minha mãe abre a porta do carro e me manda entrar. A igreja estava cheia e principalmente linda, meu pai me aguardava na porta com um sorriso escondido no rosto. 

 

— Mamãe você está linda - fala Sayuri.

— Estamos lindas filha - sorrio docemente para ela.

 

Descemos do carro as crianças foram correndo para a porta, minha mãe me deu um beijo e entro na igreja, minha sogra tinha que entrar com o noivo então teve que ir. Estava apenas eu e meu pai.

 

— É isso mesmo que você quer sakura ? 

— É papai - passo meu braço pelo dele.

— Então tá - sorri.

 

Subimos os degraus da igreja e nos posicionamos na frente da porta, o fotografo arrumava a barra do meu vestido e ajeitava o véu no meu rosto. 

 

 

 

 

Pov’s Sasuke Uchiha 

 

 

 

Entro na igreja acompanhado pela minha mãe, varias câmeras capturavam o momento e outras gravavam.

 

— Ela está linda filho - sussurra.

— Eu imagino - dou um sorriso de canto.

 

Chegamos no altar dou um beijo na testa da minha mãe e me posiciono. Minhas mãos soavam e tremiam como uma vara mas tentava disfarçar o máximo que conseguia. 

 

Logo os padrinhos entraram, primeiro Naruto e Hinata, Itachi e Izumi, Temari e shikamaru, Gaara e Ino, depois Sayuri e Sora entraram jogando as flores e atras vinha Saito e Saori com as alianças, era sinal que a noiva já os entrar. 

 

A marcha nupcial começou a tocar meu coração parecia que ia sair pelo peito. A porta da igreja foi aberta, ela estava linda, perfeita, maravilhosa não havia palavras pra descrever a minha noiva. Sakura tinha um sorriso radiante no rosto meu sogro tinha a postura séria de sempre, mas ela não estava simplesmente espetacular. 

 

Seu Kizashi me entrega ela com uma certa insegurança.

 

— Cuide da minha menina Uchiha - suas palavras saíram entredentes.

— Eu vou - falo rapidamente. 

 

Pego as mãos da rosada e vejo que ela estava passando pelo mesmo que eu, suas mãos soadas e trêmulas entregavam o nervosismo da mesma, levanto o seu véu.

 

O padre abre a Bíblia, pega o microfone e começa.

 

— Noivos caríssimos, 

viestes à casa da Igreja 

para que o vosso propósito de contrair Matrimónio seja firmado com o sagrado selo de Deus, perante o ministro da Igreja e na presença da comunidade cristã. Cristo vai abençoar o vosso amor conjugal. Ele, que já vos consagrou pelo santo Baptismo, 

vai agora dotar-vos e fortalecer-vos com a graça especial de um novo Sacramento para poderdes assumir o dever de mútua e perpétua fidelidade e as demais obrigações do Matrimónio. Diante da Igreja, vou, pois, interrogar-vos sobre as vossas disposições.

 

Sakura ouvia e prestava atenção mas palavras do padre e lágrimas silenciosas escorriam pelo canto dos olhos dela.

 

— Sasuke Uchiha  e Sakura Haruno, viestes aqui para celebrar o vosso Matrimónio. É de vossa livre vontade e de todo o coração que pretendeis fazê-lo? 

— Sim - falamos juntos.

— Vós que seguis o caminho do Matrimónio, estais decididos a amar-vos e a respeitar-vos, ao longo de toda a vossa vida? - olha pra nós.

— Estou sim - respondemos.

— Uma vez que é vosso propósito contrair o santo Matrimónio, uni as mãos direitas e manifestai o vosso consentimento na presença de Deus e da sua Igreja. 

 

Unimos nossas mãos direitas, eu começo.

 

— Eu Sasuke Uchiha, recebo-te por minha esposa 

a ti Sakura Haruno, e prometo ser-te fiel, 

amar-te e respeitar-te, 

na alegria e na tristeza, 

na saúde e na doença, 

todos os dias da nossa vida - falo calmamente e olhando fixamente nos olhos esmeraldinos.

 

—Eu Sakura Haruno, recebo-te por meu esposo a ti Sasuke Uchiha, e prometo ser-te fiel, 

amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

 

— Confirme o Senhor, benignamente, o consentimento que manifestastes perante a sua Igreja, e Se digne enriquecer-vos com a sua bênção. Não separe o homem o que Deus uniu. 

 

O padre pega as alianças que os meninos carregavam, me entrega a menor.

 

— Recebe essa aliança como sinal de meu amor e da minha fidelidade. - passo o anel pelo dedo anelar dela - Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo 

 

Dou um selinho no anel. O sacerdote entrega a outra pra sakura.

 

— Receba essa aliança como sinal de meu amor e da minha fidelidade. - ela cafunga, põem o anel no meu dedo - Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo - sakura dá um selinho na aliança.

— Amém - os presentes falam.

 

O padre entrega uma caneta pra mim e outra pra Sakura. Assinamos nossos nomes na folha que dizia que estávamos casados perante a lei e principalmente perante Deus.

 

— É com grande alegria que os declaro marido e mulher, pode beijar a noiva.

 

Puxo sakura para um beijo calmo e com muito amor, nos separamos calmamente. Saímos da igreja e foi chuva de arroz pra todo lado.

 

— E o buquê ? - gritou uma.

 

Sakura subiu as escadarias e virou de costas, todas as mulheres fizeram um amontoado pra pegar o buquê, me afastei gentilmente e fui até a limusine que nos aguardava.

 

— Um, dois e três - ouço sakura gritar para todas as mulheres.

— EU PEGUEI CARALHO - Ino minha secretária/madrinha gritou. 

 

Sakura ria com gosto de ver o desespero do “primo”.

 

— VAMOS SAKURA - gritei chamando a atenção dela.

 

Ela veio correndo até mim, seus cabelos voavam junto ao céu a minha esposa era simplesmente perfeita. Sakura pulo nos meus braços e eu a rodei.

 

— Eu te amo Sasuke Uchiha - sussurrou no meu ouvido.

— Eu te amo Sakura Uchiha - mordo o lóbulo da orelha dela.

 

Entramos no carro, peguei as duas taças e a garrafa de espumante - sem álcool - servi para nos dois.

 

— Um brinde a nos - batemos as taças.

 

Sakura virou a taça.

 

— Queria tanto poder beber - fala triste.

— Então não gostaria de estar grávida ? - me faço de bravo.

— Que ? - arrega os olhos - claro que não Sasuke - me dá um tapa no peito - apenas queria que viessem depois do casamento.

— Mas veio antes e eu amo vocês - passo mão pelo ventre dela.

— Eu sei que ama - deita a cabeça no meu ombro - e eu amo mais.

 

Logo chegamos no bufê muitas pessoas gritando e batendo palmas por nos. Recebemos abraços e muitos parabéns dos convidados. 

 

— Bem vinda a família - minha mãe abraça sakura.

— Obrigada Dona mikoto.

 

Meus pais saíram e veio a madrinha maluca.

 

— Saky - a loira pulou no pescoço da sakura - parabéns amiga.

— Obrigado tema - abraçou forte a loira.

— Parabéns e boa sorte Sasuke - shikamaru me deu um abraço e dois tapinhas nas costas.

— Obrigado.

— Cadê o Shikadai ?

— Oi madrinha - um menino parecido com o Shikamaru aparece.

— Meu bebe - ela abaixa e abraça o menino - como você cresceu - ela passa a mão no rosto dele - está lindo igual a mamãe.

— Eu falei shika - dá um tapa no braço do marido - ele tá igualzinho a mim.

— Aí Temari - resmunga.

— Opa, licença - fala a organizadora - agora é a valsa dos noivos, vamos ? 

— Claro - pego na mão da sakura.

 

Fomos até o centro do salão, passo os braços pela cintura dela e ela pelo meu pescoço. 

 

 

What would I do without your smart mouth

Drawing me in, and you kicking me out

Got my head spinning, no kidding, I can’t pin you down

What’s going on in that beautiful mind?

I’m on your magical mystery ride

And I’m so dizzy, don’t know what hit me, but I’ll be alright

 

O que eu faria sem a sua boca inteligente

Me atraindo, e você me afastando

Minha cabeça está girando, sério, eu não consigo te decifrar

O que está acontecendo nessa mente linda?

Estou em sua jornada mágica e misteriosa

E eu estou tão tonto, não sei o que me atingiu, mas eu ficarei bem

 

 

Dançávamos de acordo com a música, estávamos imersos aos convidados a única coisa que tinha era eu e ela. 

 

 

My head’s under water

But I’m breathing fine

You’re crazy and I’m out of my mind

 

‘Cause all of me

Loves all of you

Love your curves and all your edges

All your perfect imperfections

Give your all to me

I’ll give my all to you

You’re my end and my beginning

Even when I lose I’m winning

‘Cause I give you all of me

And you give me all of you

 

Minha cabeça está debaixo d'água

Mas estou respirando bem

Você é louca e eu estou fora de mim

Porque tudo de mim

Ama tudo de você

Amo as suas curvas e seus contornos

Todas as suas imperfeições perfeitas

Me dê tudo de você

Eu darei tudo de mim para você

Você é o meu fim e o meu começo

Mesmo quando eu perco estou ganhando

Porque eu te dou tudo de mim

E você me dá tudo de você

 

 

Pov’s Sakura Uchiha 

 

 

 

 

Não ouvia e nem prestava atenção em nada a não ser no nosso momento. Sasuke conduzia a dança eu estava literalmente perdida nos olhos ônix do MEU MARIDO, ah como é bom falar isso. 

 

 

How many times do I have to tell you

Even when you’re crying you’re beautiful too

The world is beating you down, I’m around through every mood

You’re my downfall, you’re my muse

My worst distraction, my rhythm and blues

I can’t stop singing, it’s ringing, in my head for you

 

Quantas vezes eu tenho que te dizer

Mesmo chorando você é linda também

O mundo está te castigando, eu estou por perto acompanhando tudo

Você é minha ruína, você é minha musa

Minha pior distração, meu ritmo e minha melodia

Eu não posso parar de cantar, está tocando, em minha mente para você

 

— Eu que escolhi a música - Sasuke sussurra no meu ouvido - gostou ? 

— Eu amei - sorrio - eu te amo.

— Eu amo mais - me beija como se não ouve-se o amanhã.

 

Sinto pétalas caírem em nos, mas não cessamos o beijo. Fomos interrompidos por palmas e assobios de todos. Encostamos nossas testas e continuamos a dançar. 

 

— É a hora dos votos - Anne fala.

— Claro, senta lá na mesa que é a minha vez - dou um selinho nele.

 

Todos se sentam em suas mesas ansiosos para os meus votos. Olho fixamente pra ele.

 

— Eu queria saber oque você tem que me fez apaixonar tanto toda vez que te olho, você tem o melhor abraço é aconchego que traz tanta paz e segurança, que traz tanto amor e carinho - sorrio feito uma boba apaixonada - eu te amo Sasuke é apenas isso que tenho pra te falar e principalmente agradecer aos filhos que me deu novos filhos e mais dois - passo a mão no meu ventre - eu quero estar sempre com você e ser mais que uma esposa, quero ser amiga, companheira, namorada, amante e principalmente sua apenas sua. 

 

As bagas negras estavam cheias de lágrimas. Fui até ele e o abracei. Ouvimos palmas ecoarem pelo salão todo.

 

— Minha vez - ele pega o microfone.

 

Me sento na cadeira e espero a bomba vir. Sasuke vai pro meio do salão, ele retira um papel do bolso o abre e começa.

 

— Acho que nunca me senti tão feliz como hoje! Nem no dia que nos conhecemos e fizemos promessas de amor eterno! - desvia o olhar para mim e logo volta - Você é a melhor pessoa que eu poderia encontrar para ser minha esposa e mãe dos meus filhos. E agora que vamos oficializar o nosso relacionamento no matrimônio eu sinto que nosso casamento vai ser bem abençoado.Prometo fazer tudo que puder para garantir seu bem-estar e juro por tudo que me é sagrado que é ao seu lado que quero ficar para sempre, sakura.

 

Lágrimas escorriam pelo meu rosto com as belas palavras proferidas pelo meu marido. Vou até ele e dou um beijo e um abraço apertado, mais aplausos e assobios.

 

— Por favor - Itachi bate na taça - eu quero falar por nos padrinhos - aponta para a mesa - Eu adoro enxergar o amor. E felizmente o amor está bem presente ao lado de vocês dois. Estou muito feliz por celebrarem o amor através do matrimônio. Vocês são muito especiais! Desejo que se amem muito e de verdade nesta e em outras vidas. Que nunca se separem e que mantenham sempre o carinho e o desejo de construir uma bela história de amor. E seja bem vinda a família cunhadinha - Itachi levanta a taça - um brinde aos mais novos integrantes da família Uchiha. 

 

Um garçom trás duas taças um de champanhe e outra de água. Fizemos o brinde e a festa começou. 

 

Todos estavam bem entretidos com a banda que tocava e a fartura da mesa de comida, então resolvi tirar o vestido e por algo mais leve.

 

— Eu já volto - sussurro no ouvido do Sasuke.

— Vai aonde ? 

— Fugir idiota - reviro os olhos - vou tira o vestido, fica aqui.

— Tá - me dá um beijo rápido.

 

Me retiro do salão e subo para o segundo andar, tinha um quarto com um segundo vestido. Adentro o cômodo e vou direto pro guarda roupa, pego o vestido de seda branco com detalhes em pedras. Retiro o meu e o ponho o outro, estava pronta pra descer antes de sentir alguém fechar a minha boca, tentava prender a respiração mas estava difícil me debater e logo desmaiei.


Notas Finais


Pse gente ele voltou 🤦🏼‍♀️ Queria dar um final melhor pro Kiba por isso ela vai aparecer no proximo cap.

Comentem e favoritem estou com sdds de ler os comentários de vcs ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...