História Gêmeos Em Guerra! - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Comedia, Gêmeos, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookie, Kookmin, Park, Park Jimin
Visualizações 21
Palavras 1.897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Cuecas e travesseiros


Fanfic / Fanfiction Gêmeos Em Guerra! - Capítulo 7 - Cuecas e travesseiros






Jiminssi nunca foi uma pessoa sensível do tipo que saía chorando se alguém gritasse consigo, pelo contrário, na maioria das vezes que o mesmo acabava em um suposta discussão quem saía magoado era o outro envolvido, o mesmo perdeu as contas de quantas vezes já foi chamado por ofensas do tipo sem coração, insensível, e por ai em diante.

Mas pra tudo se tem uma primeira vez não é mesmo? E pra ele não foi diferente, pois logo após ouvir as palavras que Jungkook lançou pra si, ele saiu se sentindo extremamente mal e um sentimento estranho percorreu seu corpo, sua garganta doía e seu peito apertava, seus olhos ardiam, seu sangue fervia.

Jiminssi queria socar uma parede até sentir o sangue percorrer por seus dedos. Queria socar o rosto bonito de Jungkook e como queria.

Numero desconhecido:


" Não bloqueia por favor. "

Jimin:

                 " O que você quer? "
A


rrombado:

" Me deixa resolver as coisas por favor não fique bravo comigo, eu não quis dizer aquelas coisas. "


Jimin:
" Mas você disse Jungkook, e deixou bem claro o quanto você me desdenha. "


Arrombado:
" Jiminssi por favor... Me diga aonde você está e me deixe concertar as coisas entre nós. "


Suspiro


Jimin:
" Estou de cabeça cheia e se te ver vou socar a sua cara e não estou de brincadeira. "


Arrombado:

" Eu bem que mereço. "


Jimin:
" Estou em frente a uma boate de strippers"


Merecedor:

" Fala sério Jiminssi, aonde você está. "


Jimin:

"Tarde demais já estou dentro. "


GPS Humano:

" Puta merda, manda a localização."


Jimin:
" Vem me salvar gatinho, rápido"


Quebra de tempo...


Jungkook tinha carteira de motorista isso era certo, porém o principal para sair de um lugar para outro lhe faltava.

Acho que meu irmão não se importaria se eu pegasse o carro dele emprestado certo?

Errado, mas ele estava se fodendo.

Após chegar ao local onde Park havia lhe mandado a localização seu sangue ferveu com a visão em sua frente.

Park se encontrava claramente fora do seu estado normal de sobriedade enquanto um Homem barbudo e que aparentava ter uns 50 anos, tentava colocar as mãos dentro das calças de Jiminssi.

Jiminssi tentava afastar o Homem a todo custo e agradecia a deus por ter escolhido uma bendita calça de coro apertada, pois o velho estava tão bêbado que não conseguia abrir a bendita calça colada.

Foi então que Jungkook sem pensar muito avançou no homem dando-lhe um merecido soco em seu rosto fazendo o velho cair no chão e cuspir sangue de sua boca.

- Quem você pensa que é seu moleque! - O velho levanta cambaleando um pouco e tenta acertar um soco no olho de Jungkook.

Rapidamente o mesmo segura a mão do velho e da uma joelhada no estômago do homem. Jiminssi tentava afastar Jungkook a todo custo lhe puxando pelo braço antes que a polícia chegasse ao local.

- Jungkook para! Você vai matar ele! - O mesmo já estava em cima do sujeito metendo socos e socos em seu rosto com o homem já inconsciente abaixo de si. - Jungkook olhe para mim eu estou bem, por favor pare. - Jiminssi segura seu rosto com as duas mãos e olha em seus olhos fazendo Jungkook parar. - Eu estou bem, você já me salvou.

A boate toda havia parado para olhar a briga, Jungkook perdeu totalmente o controle e ele jamais iria se perdoar se algo tivesse acontecido com Jiminssi por sua causa. Nem conseguia imaginar o que tivesse acontecido se ele não tivesse chegado a tempo.

Jungkook pega Jiminssi pela mão e vai em direção ao carro logo colocando o mesmo dentro antes de dar a partida.

- Aonde você mora? - Jiminssi ia apontando para as ruas conforme Jungkook ia dirigindo. Minutos depois chegaram ao apartamento de Park e Jungkook teve que carregar Jiminssi no colo pois assim que o mesmo subiu as escadas ele torceu o tornozelo e quase saiu rolando escadas abaixo. Poderia ser engraçado se não fosse trágico.

- Você está fedendo a álcool, consegue tomar banho sozinho? - Jiminssi poderia aproveitar da situação e pedir para que o mesmo lhe desse um belo de um banho se estivesse sóbrio o suficiente, mas ele realmente precisava de ajuda.

- Apenas ligue a banheira pra mim, se acontecer algo eu grito. - Jungkook assentiu eu foi em direção ao banheiro enquanto Jiminssi se despia no quarto sentado na beirada da cama sem perigo para que não caísse.

Quando Jungkook voltou ao quarto para avisar que a banheira já estava cheia o mesmo parou em frente a porta e ficou chocado com a visão.

Jiminssi usava só uma cueca, sua pele era branquinha exatamente como Jungkook gostava pois podia deixar marcas com facilidade, seus lábios estavam entreabertos enquanto seu braço  cobria os olhos e o outro acariciava seu peito como uma forma para aliviar a tensão dos seus músculos.

Jungkook não podia negar que era uma bela visão e que poderia ficar duro se não fosse a sua cabeça dizendo para não olhar para o volume que era marcado pela cueca, o que complicava ainda mais era que Jiminssi usava uma cueca de renda branca. Jungkook só conseguia pensar em como deveria ser a visão da parte de trás do corpo no menor a sua frente, é claro que já havia reparado no tamanho daquela bunda você não? Pois deveria.

Park era muito gostoso

- A banheira está cheia. - Jiminssi levanta da cama e vem em minha direção.

- Obrigado. - Até o jeito como ele caminhava desleixado para o banheiro era um pecado. - E a propósito. - Para no batente da porta sem olhar para trás. - Eu gosto de jeito que você me come com os olhos. - Solta um risinho e fecha a porta.

- Eu estou ficando louco. - Me jogo na cama e percebo que Jiminssi deixou as roupas espalhadas pelo quarto, pego as mesmas e vou até a lavanderia do apartamento.

- Inacreditável. - A varanda do garoto era cheia de Cuecas de todos os tipos possíveis, iam das mais delicadas com renda e tule, para as mais normais e justas da Calvin Klein, dos tons mais escuros até os mais claros.

Assim que o mesmo parou de observar com a maior cara dr pau as cuecas do irmão do seu vizinho, colocou as roupas na máquina de lavar junto com o sabão em pó.

Até que Jungkook escuta um Grito vindo do banheiro, assim que se deu conta a quem o grito pertencia Jungkook saiu correndo tão rapido que acabou batendo o dedinho na quina da mesa.

- BUCETA! - Jungkook estava morrendo de dor mas a sua preocupação com o garoto no banheiro era tanta que foi obrigado a esquecer a dor que sentia e voltou a correr.

Assim que chegou no banheiro encontrou Jiminssi já de cueca e caído de quatro no piso molhado do chão rindo sem parar.

Como a risada dele é gostosa de ouvir - Pensou Jungkook soltando um risinho.

- O que aconteceu? - Jungkook abaixa para pegar o corpo que estava no chão.

- Eu fui colocar a meia e escorreguei por causa do chão escorregadio. - Jungkook balançou a cabeça rindo de como Jiminssi podia ser desastrado e logo pediu para o mesmo segurar seus ombros. - Jungkook cuidado com o pis.. - Assim que Park avisou Jungkook pisou no mesmo lugar onde Jiminssi havia escorregado e caiu dentro da banheira com tudo fazendo Park cair na gargalhada. - Eu tentei avisar.

- Puta que pariu e agora? Eu não trouxe roupa. - Jungkook tentou levantar mas caiu de novo.

- Relaxa eu não me importo de ver o seu corpinho nu, na verdade eu adoraria. - Jiminssi começa a olhá-lo de cima em baixo demorando um pouco mais em suas coxas. - Eu posso te emprestar uma Cueca se quiser.

Jungkook na Hora lembrou das Cuecas penduradas na varanda e fez seu rosto corar ao se imaginar com uma cueca de renda.

- Pode ser uma normal OK? - Jungkook demorou para entender então sorriu de lado. - Não que suas cuecas sejam esquisitas, na verdade elas ficam muito bem em você é só que eu não curto muito esse tipo de... - Park começou a gargalhar.

- Então você gosta de me ver com cuecas de renda Jungkook? - Jiminssi chega mais perto e se apoia na banheira. - Ou você prefere tirar elas?

- Será que pode me ajudar a sair daqui? - Jungkook estende a mão e Jiminssi suspira logo puxando sua mão.

- Fica ai que eu vou buscar algo que sirva nesse seu corpinho gostoso. - Jiminssi sai do banheiro deixando Jungkook sozinho enquanto esvaziava a banheira.

Minutos depois Jiminssi volta ainda apenas de Cueca e com algumas roupas na mão.

- Você vai continuar andando quase pelado pela casa assim?

- A casa é minha, e além do mais eu durmo só de cueca. - Jiminssi empurra as roupas contra o peito de Jungkook. - Bom banho pra você.

Enquanto Jungkook estava no banheiro Jiminssi Ficou deitado na cama pensando se Jungkook ficaria zangado se ele Invadisse seu banho e pedisse para tomar banho Junto consigo.

Talvez sim, talvez não mas Jiminssi acabou dormindo pensando em quão gostoso deveria ser Jungkook sem nenhuma peça de roupa e se arrependeu profundamente de ter levado roupas para o mesmo quando ele pediu.

Enquanto isso no banheiro, Jungkook vasculhava o banheiro todo apenas com uma calça moleton e os cabelos molhados, procurando a maldita camisa que park deveria ter pego para ele vestir.

- Não acredito que ele esqueceu da Minha camisa. - Assim que Jungkook saiu no banheiro pronto para reclamar, ele encontra Jiminssi Abraçado a um travesseiro.

Suas pernas formavam um quatro enquanto sua cabeça se apoiava um pouco e seus braços abraçavam.

Jungkook chegou mais perto da cama para observar como o menor dormia serenamente e não aguentou a vontade que seus dedos tinham de fazer um prevê carinho nos cabelos do garoto.

Até que ele era bonito.

Após pensar isso Jungkook balançou a cabeça para afastar tais pensamentos e levantou para se afastar da cama, porém seu pulso foi segurado.

- Jungkookie continua por favor. - Jiminssi pede com uma voz manhosa.

- Eu preciso ir, já está tarde. - Tentou afastar a mão do menor de seu pulso mas ele segurou mais forte.

- Fica aqui comigo. - Jungkook suspirou. - Não me deixa sozinho Por favor kookie. - Aquele maldito apelido. - Pensou Jungkook.

- Ta bom eu fico, mas não se acostuma. - Jiminssi balançou a cabeça e assim que Jungkook deitou ao seu lado ele o abraçou. - O que está fazendo?

- Quero carinho. - Jiminssi fez uma carinha de cachorrinho e pegou a mão de Jungkook colocando em seus cabelos. - Por favor Kookie.

Jungkook suspirou e começou a fazer carinho em seus cabelos macios enquanto escutava o menos suspirar aliviado abaixo de si.

- Boa noite Jungkookie.

- Boa noite Jiminssi.

Jungkook ficou fazendo carinho em seus cabelos até Park adormecer e logo depois fez o mesmo.

Seus corpos quentes transmitiam o calor um para o outro e eles dormiram escutando o barulho de seus corações batendo a noite toda.

Jungkook era o travesseiro favorito de Jiminssi










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...