História Ghost - [XiuChen] - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Cute, Exo, Gay, Romance, Sobrenatural, Xiuchen
Visualizações 272
Palavras 756
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Mistério, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 57 - 53


Levei MinSeok comigo para escola no dia seguinte. Já tinha me acostumado a levá-lo. Ele gostava de ir, e como bom 'namorado' que sou, faço todas as vontades dele só para vê-lo feliz.

Por falar em namorado, a gente já está junto igual um casal mas nunca me lembrei de fazer o pedido oficial. Vou fazer isso hoje.

Chegamos quase atrasados hoje. Se o Minnie não tivesse segurado o portão que o vigia forçava fechar só para fechá-lo na minha cara tenho certeza disso, eu ficaria do lado de fora.

Entrei correndo e mi virei para o senhor e pisquei sorrindo para o mesmo com intenção de deboche e ele bufou de raiva. Assim que passei, Minnie soltou o portão que devido ao senhor tentava ainda forçar a fechá-lo, bateu de uma vez fazendo um som estridente e Minnie se ferrou a mim devido a sua sensibilidade auditiva que agora já sei o motivo.

-"Obrigado por segurar o portão querido."- lhe segurei o queixo e recebi um sorrisinho de mostrar os dentes.

Ah como eu amo aquele sorriso.

-"Além de perdedor também é louco."- debochou de mim, um daqueles alunos que me atazanavam assim que entrei para cá e sua turminha riu.

Fingi que não ouvi e segui em frente. Minnie sempre a minha cola segurando numa das alças da mochila feito aquelas criancinhas que se aferram a barra da saia da mãe para não se perderem.

-"Tem um amigo imaginário é? Sempre vejo você e os outros conversando com nada."- me seguiu e passou o braço pelo meu pescoço justo no lado que MinSeok estava, atravessando-o sem saber que havia 'alguém' ali. Ele continou debochando de mim.

MinSeok deu dois passos para frente irritado. Se tinha uma coisa que ele mais detestava era quando alguém o atravessava. Seu rosto estava numa expressão de raiva e eu sabia que ele não ia deixar barato. E eu não falei nada só para ver até onde ele iria com aquele garoto que estava nos ofendendo.

-"Sabia que a psicóloga daqui é boa? Se quiser posso te mostrar o caminho até lá .. Mané! "- deu um tapa na minha nuca e foi a gota d'água para MinSeok que já bufava fogo pelo nariz.

MinSeok tomou impulso e concentrou força em suas palmas que foram de impacto com o peitoral do garoto que foi arremessado longe.

Caraca! Ele tem força mesmo ein.

O garoto se levantou assombrado e desconcertado olhava para um lado e outro talvez buscando uma resposta para o que havia acontecido. Seus amigos arregalaram os olhos assustados também.

-"O-oque foi isso? O que você fez comigo seu loser?!! "- dizia ainda assustado.

-"Eu não converso com o 'nada', só para você saber."- sorri cínico. Ao mesmo tempo MinSeok foi até o garoto e chutou pra cima alguns livros que ele segura.

Ele saiu correndo para onde estava seu grupinho morrendo de medo com certeza. MinSeok e eu caímos na gargalhada e seguimos para no pátio onde encontraríamos parte do nosso grupo lá.

-"Meu deus Jongdae! O primeiro sinal já tocou e nada de você aparecer. Nem vai dar tempo da gente conversar nada. Seja mais responsável garoto!  Aish! "- Suho me reprendeu e fomos direto para nossas respectivas salas. Channie e Baek teriam a primeira aula comigo, mas eles não estavam ali no pátio e ainda não entraram na sala. Com certeza devem tá se pegando em algum canto dessa escola.

Aproveitei a primeira aula para escrever algo para Minnie que prestava atenção no que o professor dizia.

Porquê não sigo o exemplo dele? Affu, não consigo.

-"Hey, MinSeok. "- chamo sua atenção o chamando baixinho e cutucando sua coxa.

-"Sim? "

-"Leia isso."- virei meu caderno na diagonal para facilitar sua leitura.

___________________________________

Kim MinSeok, aceita ser meu namorado?

           "♡"    ∩__∩            I

               \ =( ̄ω ̄)=      LOVE

                  (''')(''')     )S      YOU

__________________________________

Melhor reação ever.

Ele me olhou surpreendido tapando o perfeito O em sua boca e dando um sorrisinho que eu mal podia ver por continuar cobrindo sua boca.

Acho tão fofa essa mania dele.

-"E então? Não vai responder? "- disse num semi sussurro com minha cabeça baixada encostanda na mesinha.

-"Claro que sim ChenChen! "- disse alto. Só eu podia ouvi-lo ali mesmo.

-"Ótimo."- pisquei para ele e sorri.

-"Você é louco de namorar um fantasma."- ele disse ainda sorrindo.

-"Pois estamos empatados, porque você também é louco de estar namorando um vivo."

Ele riu e eu também, e fui o centro da atenção da classe toda que me olhou como se eu tivesse louco.

Mas tudo bem.

Eu estou louco mesmo.

___________________________________


Notas Finais


Ghost tá nos seus caps finais :'c

Eu sou uma pessoa triste, pq os bonequinhos não saem bonitinhos aqui. Affu ;-;

Yori


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...