1. Spirit Fanfics >
  2. Ghost Love >
  3. Das cinzas renasce o mal

História Ghost Love - Capítulo 695


Escrita por: Matthew96

Capítulo 695 - Das cinzas renasce o mal


Fanfic / Fanfiction Ghost Love - Capítulo 695 - Das cinzas renasce o mal

Danny não teve chance alguma em seus primeiros golpes contra Darkmus, ele foi derrubado facilmente e arremessado para o meio da cidade, colidiu com o solo em grande impacto, ficou um pouco atordoado, se levantou lentamente olhando a sua volta, tudo estava em chamas, ele não podia salva-los, ele não podia fazer nada.

Darkmus pousou alguns metros a frente dele com as mãos para trás o observando, ele então estalou os dedos com a manopla e todos os seus soldados na cidade sumiram e voltaram para as naves, todos os danos foram anulados como se a invasão nunca tivesse acontecido, todo o fogo desapareceu, toda a destruição sumiu, no entanto as espaçonaves ainda estavam no céu, o que deixou Danny extremamente confuso.

-Porque?

-Para que você veja o quão grande é meu poder agora, eu já poderia ter te matado, apenas um pensamento e posso fazer qualquer coisa, poderia até mesmo te transformar em uma poça de lama, ou um micróbio, você não tem chance alguma contra isso.

-Quem diabos é você? Como me conhece? Porque está fazendo tudo isso?

Eu sou Darkmus, uma lenda viva neste universo.

-Não aqui! Nunca ouvi falar de você! Pra mim não é ninguém.

-Hmpf... Você diz isso como se fosse algo tão simples criança... Mas o que você não imaginava, é que eu... Sou irmão gêmeo de Serenity.

-Serenity? Não conheço ninguém com esse nome.

-Hahaha, não me faça rir, ela te escolheu Phantom, ela passou o legado dela pra você! Ela morreu por você!! E é isso que me deixa indignado, e é por isso que estou aqui... Como ela pôde... Se sacrificar por um mortal, como ela pôde ensinar uma técnica divina a uma simples criatura limitada... Você é o culpado pela morte dela Phantom, e você vai pagar por isso, você e todos que você ama, vão sofrer, como eu sofri... Disse Darkmus apontando para ele.

-Olha só! Eu já te disse! Não sei quem é Serenity!! Não faço idéia do que esteja falando!!

-NÃO MINTA PRA MIM!! Gritou o homem fechando o punho da manopla em direção a Danny lançando uma violenta onda de choque contra ele o arremessando para longe.

-Eu vou destroçar este universo até o último átomo usando o poder das jóias! E não a nada que ninguém possa fazer!!

-Se você acha que a culpa é minha! Então porque quer destruir tudo!? É comigo que você tem problemas!! Não com outros!

-Eu vou destruir todos porque vocês são criações mesquinhas e sem sentido!! Quando eu purificar o universo eliminando todos os mortais então apenas o belo, o perfeito e o divino existirão, não importa o planeta, não importa a galáxia!! Vocês mortais são uma doença!! Uma praga!! E por isso devem ser extintos mas antes disso Danny... Ah antes disso... Eu vou te fazer sofrer, o que estou prestes a fazer com sua vida e com seu mundo... Eu vou gostar... Eu vou gostar demais.

-Daniel!! Exclamou Vlad voando até ele pousando ao seu lado.

-Tio Vlad!

-Ah!! Ora ora!! Vlad Plasmius!! O gênio por trás do mal! Eu tenho que te agradecer por encontrar o lendário cristal celestial pra mim, não teria conseguido sozinho.

-Do que está falando? Quem é esse cara?

-Porque não pulamos apresentações e vamos ao que interessa? Respondeu Darkmus quando uma rajada de energia veio do lado esquerdo acertando seu rosto o atordoando, Jack e Maddie haviam chegado no local com o novo Fenton veículo de ataque e tinham disparado contra ele, eles saíram do veículo com Fenton bazukas em seus ombros e se aproximaram.

-Saía da nossa cidade seu alienígena maluco! Exclamou Maddie mirando para o rosto dele de longe com Jack ao lado.

-Hahahaha, vejam só, os pais de Danny Phantom, mais que ótimo!! Exclamou Darkmus apontando sua mão com a manopla para eles os empurrando para trás, eles foram amarrados contra o lado do Fenton veículo por correntes fantasmas que surgiram do nada.

-Não!! Exclamou Danny quando Vlad avançou contra Darkmus mas foi arremessado para trás com uma onda de choque.

Darkmus então estalou os dedos e Sam, Paulina, Tucker e Jazz apareceram do nada no local, ele ainda usou o poder da manopla para joga-los contra o Fenton Veículo e amarra-los contra ele junto aos pais de Danny.

-Essa não!!

-O que está acontecendo? Perguntou Tucker desesperado.

-Danny!! O que é isso!? Perguntou Paulina.

-Agora sim!! Todos que Danny Phantom ama!! Reunidos, para um fim digno... Disse Darkmus que via o desespero nos olhos de Danny, ele então avançou num piscar de olhos contra o garoto o segurando pela gola de seu traje e olhando em seus olhos.

-Eles vão morrer bem diante dos seus olhos Danny!! E você vai assistir, sem poder fazer absolutamente nada, você vai perde-los como eu perdi Serenity, você a tirou de mim, e agora vou tira-los de você. Continuou o homem jogando Danny contra uma parede violentamente e então apontando a manopla para o veículo onde todos estavam amarrados.

-Não!! Não faça isso!! Exclamou Danny desesperado caindo de joelhos ofegante.

-Tem razão... Tem razão Phantom... Você ainda pode sofrer mais... Muito mais... Não acha? Lá no fundo... Bem lá no fundo... Você tem mais medos, mais desesperos... Mais... Pesadelos... Sussurou o homem apontando a manopla para Danny e lentamente fechando o punho, quando no meio da distância entre eles alguma coisa começou a tomar forma das cinzas, em poucos segundos Dark Danny então surgiu, pois buscando nos medos da mente de Danny Darkmus trouxe o fantasma de volta, revertendo o que Clockwork fez tempos atrás quando o destruiu.

-Ah isso não é nada bom... Disse Vlad com os olhos arregalados de longe se levantando.

-Eu... Estou de volta... Estou... De volta... Disse Dark Danny olhando para suas mãos e para si mesmo se vendo inteiro, Danny se desesperou ainda mais, ele já não sabia como aquilo poderia piorar.

-Saudações Dan!! E um prazer traze-lo de volta da inexistência. Disse Darkmus quando Dark Danny se virou para ele vendo a situação, todos os seus antigos entes queridos acorrentados lado a lado contra o Fenton veículo e o estranho homem pálido de vestes negras usando a manopla.

-Dan!! Ele vai matar a todos!! A todos nós!! Exclamou Danny de longe para seu eu maligno tentando como uma fagulha de esperança ter sua ajuda, o fantasma se virou para ele o vendo em lágrimas de joelhos ainda sem entender tanto a situação.

-Ora Danny não seja tão imprudente. Disse Darkmus se aproximando de Dark Danny e pousando a mão em seu ombro.

-Mas o que está havendo aqui? Perguntou o fantasma confuso.

-O que está havendo aqui é simplesmente o seu momento, meu caro Dan, eu vim de muito... Muito longe, apenas para acabar com Danny Phantom, e com todos que ele ama, ele tirou alguém de mim, e agora eu vou tirar tudo dele, e sei que isso é o que você quer também.

-Você...

-Eu estou te dando a chance, de ter a sua vingança, você escolhe, mate os entes queridos de Danny bem frente dele, lentamente, ou mate o próprio Danny da forma que quiser, indefeso e sem esperanças, não há nada que ele possa fazer, este momento é seu meu caro.

Dan ficou parado de longe olhando fixo em Danny ainda de joelhos que parecia já estar derrotado, enquanto Darkmus estava atrás dele ainda com a mão em seu ombro.

-Vamos lá Dan, coloque um fim a seu maior obstáculo.

-Hmpf... Só tem um grande problema nisso. Disse Dan se virando bruscamente para Darkmus segurando na manopla e a arrancando de sua mão ao mesmo tempo que seu punho direito atravessa o peito do homem.

-Ninguém me diz o que fazer. Continuou o fantasma sussurrando enquanto Darkmus caía de joelhos a frente dele e o brilho prateado em seus olhos sumia, as correntes fantasmas que prendiam todos ao veículo sumiram e eles ficaram livres, se afastando dali.

-D... Dan... Você...

-Não me entenda mal Danny... Eu apenas não gosto de trabalhar em equipe. Disse o fantasma agora vestindo a manopla enquanto Darkmus agonizava no chão com um arrombo em seu peito a beira da morte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...