1. Spirit Fanfics >
  2. Ghostly >
  3. Capítulo 8

História Ghostly - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo 8


                                                                               Any Gabrielly 01/11/2013 11:10

Paralisada, é assim que eu me encontro. Desde pequena sempre tive um queda por Joshua mas sempre soube esconder os sentimentos assim como ele. Nunca o escutei dizer que eu era sua vida, claro...já falamos ''eu te amo'' um para o outro porém nunca escutei estas palavras saírem de sua boca.
Sempre fui fanática por preto e sempre fui fechada ao mundo, tanto é que quando nos falamos pela primeira vez faltei gritar com ele. Apesar de se mostrar muito carinhoso, Josh não sabe ser assim na frente de muitas pessoas, dificilmente verá ele abraçando alguém que não seja eu e sua mãe.
Noah, não gosto dele por tentar tirar meu cargo de melhor amiga e companheira de vida de Joshua, ele parece não gostar de nossa proximidade e isso me irrita porquê sempre estive com Josh em tudo, ele veio depois e mesmo assim acha que tem direito de se meter em nossas conversas sobre crimes e assassinatos.
A uma semana atrás estávamos na praça conversando sobre o assassinato da rua 13 e Noah chegou falando que não sabíamos resolver casos e que tudo era culpa minha por ser menina. Josh ficou visivelmente irritado e incomodado, primeiro: falou algo ruim sobre mim e segundo: nosso sonho é que algum dia possamos ser mais do que dois adolescentes a flor da pele tentando desvendar crimes e assassinatos cometidos.
Queremos que isso se torne profissional então ao ter tocado neste assunto ativou uma fúria dos dois lados. A partir deste dia Josh está o evitando.
— pensando em que pequena? — me abraça por trás.
Acabo me assustando e ele ri, o som da risada dele é tão gostoso de escutar.
— em como está as coisas em nossa vida.
Vejo-o sorrir então sorrio de volta.
— hoje a noite haverá uma comemoração aos 20 anos da empresa de mamãe e minhas primas chatas e atiradas vão vir, me ajuda com as jararacas? — rio da forma nomeada suas primas.
— ajudo cabeça de vento.
— a de cima porquê a de baixo só tem lei...—não deixo ele terminar de falar pois me viro e bato em seu braço — AI, SUA SELVAGEM.
Choraminga fazendo cara de cachorro abandonado. Vejo Úrsula do outro lado do quintal rindo de nós dois.
— então não fale mais besteiras como essa — ele se aproxima e segura minha cintura.
— por que? Quer ver para ter certeza? — olho para ele abismada mas logo seguro o riso.
Ele começa a gargalhar alto chamando a atenção de toda família, acabo rindo junto. Nós somos o casal de amigos mais doido do mundo.
— Você está corada?
Todos seguravam o riso ao ver minhas bochechas coradas e a cara de espanto de Joshua. Podemos se dizer que eu nunca fiquei envergonhada na frente deles.
Rindo assinto, sinto um empurrão em minhas costas e caio dentro da piscina, me desespero por não saber nadar mas logo sinto braços fortes em minha cintura. Ao ver quem havia me empurrado uma raiva subiu em mim.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...