1. Spirit Fanfics >
  2. Ghoul? >
  3. Chuva

História Ghoul? - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Chuva


Fanfic / Fanfiction Ghoul? - Capítulo 1 - Chuva

~•[🌧]•~








O loiro corria pelas ruas chuvosas de Tóquio abraçado a um pacote contendo um hambúrguer, o garoto tentava o proteger das grossas gotas de chuva que caíam do céu sem dó. Encharcado entrou na portaria do prédio onde seu danna morava sendo recebido por um "oi" do porteiro que ficava na recepção, o loiro sorriu em um cumprimento mudo, logo se apoiando com os braços no balcão o molhando um pouco- Você sabe me dizer se o Sasori está bem? Faz muito tempo que não o vejo hm- disse educadamente para o senhor de meia idade que o olhou pesaroso- Não, ele sai as vezes mas depois fica semanas trancado lá dentro, parece que ganhou alguma licença para trabalhar em casa- Deidara colocou a mão em seu queixo de forma pensativa, seu danna não deve estar muito bem já que nem sai, logo o homem continuou- quando ele sai volta com um monte de pacote de café e a cada vez parece pior..- Deidara arregalou os olhos ao escutar aquilo, realmente seu danna não estava bem. O mais novo agradeceu ao porteiro indo em direção as escadas, pelo prédio ter três andares não continha um elevador

Ao chegar no segundo andar onde seu danna morava se deparou com um corredor vazio e escuro, andou um pouco e logo as luzes foram acesas fazendo o loiro se assustar levemente. Eles deveriam ter instalado esse sensor recentemente... Pensou Deidara enquanto caminhava a procura da porta que indicaria o apartamento do mais velho. O loiro bateu levemente na porta esperando que fosse aberta, ele colocou o pacote atrás das costas para tentar fazer uma surpresa para o ruivo, a porta não abriu, ele esperou e novamente nada, bateu de novo e dessa vez se ouviu a voz do ruivo que o loiro tanto amava, todavia estava diferente, parecia sofrer? Não sabia dizer ao certo, mas logo a porta foi aberta e Deidara pôde ver seu danna, o mais alto estava com o cabelo curto bagunçado, enormes olheiras, muito magro e com a roupa toda amassada- Ah.. oi Dei..- Sasori forçou um sorriso dando espaço para que o loiro entrasse

Deidara adentrou o apartamento olhando ao redor, tudo parecia mais bagunçado do quê da última vez que havia entrado ali, o mais alto fechou a porta e esfregou o rosto com uma mão enquanto bocejava, parecia que não dormia a tempos, o loiro se sentou no sofá e sorriu para o ruivo tentando o animar- Então danna, trouxe algo que eu sei que vai te animar, está meio molhado pela chuva mas acho que vai gostar hm!- disse animado mostrando o pacote que até agora estava escondido

O ghoul sentiu o cheiro repugnante que aquele hamburguer tinha para ele porém disfarçou inventando uma desculpa de que estava sem fome e que talvez mais tarde o comeria, desculpa essa que fez o loiro fazer uma cara emburrada e cruzar os braços- Quer tomar um café?- tentou mudar o assunto indo em direção a cozinha, o menor apenas o seguiu- Você sabe que não gosto de café hm.. é muito amargo- o respondeu fazendo uma careta. Ao chegarem na cozinha foi recebido com uma visão estranha, no chão vários filtros espalhados e nas bancadas várias caixas de café tanto várias quanto cheias estavam empilhadas

-Você precisa arrumar isso Saso..- disse pegando um dos filtros usados do chão

-Me desculpe a bagunça.. é que não estou tendo tempo pra limpar..- o respondeu colocando café em duas xícaras entregando uma para o loiro que se sentou em uma cadeira vazia no cômodo

-Uhum.. se quiser posso dormir aqui e te ajudar a limpar isso amanhã, o que acha hm?

-Realmente eu não sei Dei, mas acho melhor você ir embora agora- Sasori bebeu um pouco do líquido escuro o sentindo descer quente pela garganta- sabe, você já viu que estou vivo, então já pode ir- sorriu forçado tentando passar confiança para o menor que o olhou desconfiado

-Deixa eu ver se entendi..- colocou a xícara em um canto livre da bancada olhando para o ghoul- eu venho aqui depois de meses, na minha semana de férias- falou se levantando e se aproximando do ruivo- numa chuva desgraçenta, onde poderia até ficar doente- apontou o dedo para sasori- pra você me expulsar assim hm?

Sasori engoliu em seco, Deidara estava perto demais, conseguia sentir seu cheiro, o ghoul fechou os olhos perdendo a consciência por um instante, salivava ao pensar sentir o gosto da carne em sua boca, junto do sangue e dos ossos. Recobrou a consciência quando percebeu que o loiro lhe chamava- Saso, você está bem? Sasoo, acorda!- disse batendo de leve no rosto do maior, o ruivo abriu os olhos castanhos claro fitando os azuis-céu de Deidara

-Não...- disse baixo, entretanto o loiro escutou

-Não? "Não" o quê Sasori?

-N-não posso fazer isso- disse o ghoul ativando seu kakugan fazendo com que o menor se assustasse e se afastasse do mais alto, encostando suas costas na parede da cozinha, Sasori o encarava, o ruivo colocou suas mãos na cabeça e caiu sentado no chão falando alto várias vezes "não", o ghoul chorava e salivava, não queria matar seu amigo que considerava um irmão mais novo, mas ele parecia ser tão suculento.. mas não podia machucá-lo

Deidara olhava a cena assustado, não sabia o que fazer, nunca havia se encontrado com um ghoul antes, e agora seu melhor amigo era um e estava tentando o atacar, Sasori o olhou chorando e implorando para que saísse dali, mas o loiro estava em choque, seu corpo não se mexia e só encarava o ruivo que não demorou muito a perder o resto de sanidade que tinha, o maior o encarou com os olhos negros escarlates fazendo o loiro estremecer

O ghoul andou em sua direção já pronto para pular em cima do menor e acabar de vez com aquela dor horrível no seu estômago, o loiro empurrou uma pilha de caixas de café vazias em cima do ruivo, caixas essas que foram jogadas para longe com sua kagune bikaku semelhante a uma cauda de escorpião, Sasori soltou um riso macabro furando a perna direita do menor com a kagune o prendendo na parede o impossibilitando de fugir

Deidara soltou um grito alto ao sentir a dor na perna e perceber que Sasori o havia perfurado com aquela cauda estranha que ele tinha, o ruivo aproximou seu rosto no braço direito do loiro cheirando o local sentindo o cheiro do menor misturado com o da chuva, aquele se tornaria seu mais novo cheiro favorito, Deidara olhava assustado para o ghoul que segurou seu braço o esticando, o Akasuna abriu a boca pronto para morder o local. Deidara tentava pensar em algo para fugir dali, começou a chorar desesperado e a se debater fazendo com que o ghoul levantasse a cabeça mordendo o ombro para que parasse de se mover, o que funcionou mas logo foi recebido com um soco vindo do menor, soco esse que não fez muito efeito no ruivo mas o fez soltar o ombro levando um pedaço relativamente grande na boca

Sasori retirou a kagune da perna de Deidara se afastando do loiro, o menor caiu no chão chorando com a mão em seu ombro tentando conter o sangramento, o ghoul comeu o pedaço que estava em sua boca sentindo o gosto levemente adocicado e a carne macia, de todas as pessoas que já experimentou a do seu loiro era a mais deliciosa ao seu paladar, após terminar de comer recobrou levemente a consciência vendo Deidara caído no chão chorando e com medo de si. Aquela cena o fazia se sentir péssimo, o Akasuna fechou os olhos e se levantou saindo da cozinha, não queria olhar para os olhos amedrontados do outro, ele saiu se trancando no quarto, iria deixar o loiro se cuidar, sabia que caso se aproximasse poderia perder o controle novamente e não queria isso

Já era doloroso saber que havia o machucado e seria ainda mais se percebesse que havia o devorado por inteiro, Deidara era o único que gostava de si e não se incomodava com seu jeito "estranho", Sasori fechou os olhos tentando afastar o pensamento de fome e do loiro. Olhou para suas mãos vendo o sangue do menor ali, as levou até o nariz sentindo o cheiro dele, começou a lamber a mão tentando sentir novamente o gosto que somente o loiro tinha

Enquanto isso Deidara se levantou com dificuldade soltando alguns gemidos de dor a cada passo que dava, mantinha uma mão na mordida em seu ombro enquanto a outra usava para se apoiar nas coisas, foi andando até o banheiro do local a procura de algo para enfaixar as feridas, pegou o kit de primeiros socorros pegando algumas gases começando a enfaixar com dificuldade sua perna, após terminar passou para seu ombro o enfaixando também, se olhou no espelho vendo seu rosto sujo de sangue e os olhos vermelhos pelo choro

O loiro suspirou voltando a chorar frustrado, sua mente estava uma confusão, queria saber sobre o porquê daquilo, seu danna queria o devorar todo mas também não queria, parecia sofrer e aquilo o instigava mais e mais. Seria arriscado demais procurar ele pelo apartamento? Seria burrisse, o ruivo provou que podia o matar a qualquer momento, mas não o fez..

O menor resolveu tentar achar algo para se defender na próxima vez caso isso acontecesse novamente, seria mais fácil sair daquele local e voltar para casa ou denunciá-lo para a CCG, todavia não queria abandonar o Akasuna daquele jeito, ele precisava de ajuda, e Deidara o ajudaria mesmo que aquilo resultasse em sua morte, era praticamente seu irmão. O jovem foi para a cozinha a procura de uma faca ou algum objeto perfurante para tentar se defender caso ocorresse de novo. Pegou um facão para cortar carnes e foi a procura de seu danna pelo apartamento

Não iria deixar seu ghoul sofrendo por sua causa...


Notas Finais


Sla vey ksksks

Já já atualizo a outra, n esqueci dela não <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...