1. Spirit Fanfics >
  2. Giant Wheel >
  3. Capítulo I

História Giant Wheel - Capítulo 1


Escrita por: Yoshida_Aika

Notas do Autor


Oii gente, td bem com vcs?
Espero q sim!!
Essa e a minha primeira fanfic, eu não sou boa com esse tipo de coisa, mais essa realmente me deu vontade de escrever. Motivo?
Eu queria um Nalu q fosse do jeito pra que a gente fique torcendo q seja, não exatamente, se não seria muito chato, mais em questão de dar a volta por cima, por isso o nome Roda Gigante "Giant wheel" espero que gostem ;)

Capítulo 1 - Capítulo I


 

 

 

Oie, meu nome e Lucy Heartfilia, tenho 16 anos e frequento a escola Fairy Tail High School. 

Sou bastante estudiosa, “uma puta nerd”, e não tenho muitos amigos. Desde pequena sempre fui muito sozinha, meu pai trabalhava demais, mais nunca deixou de ser presente, ainda mais depois que a minha mãe nos abandou, foi para a Inglaterra casar-se com um homem pouca coisa mais rico que o meu pai, mais deixei ela de lado quando Vigor entrou nas nossas vidas. Ela foi como uma mãe pra mim.

Mais deixando as apresentações de lado. Meu dia começou cedo, 7:00 ao som de Numb- Linkin Park, me levantei ainda muito sonolenta da cama, mais logo me animei e fui dançando ao ritmo da música do despertador para banheiro fazer minha higiene matinal, voltei para meu quarto e vesti a farda do colégio, uma blusa branca lisa de abotoar de manga com uma gravata vermelha, uma saia preta , e pra minha infelicidade ela era curta, pois o diretor era um tarado, porém com a autorização do mesmo, eu alonguei um pouco a saia, em vez dela cobrir dois palmos da cocha, agora ela cobria quatro, pode parecer pequena, mais essa e uma grande diferença.

Desci as escadas da mansão e fui pra cozinha toma café, encontrei o meu pai lendo o jornal e a Vigor, uma das empregadas, servindo-lhe, fui ate meu pai e dei-lhe um beijo na testa, fiz o mesmo com Vigor, afinal ela e como uma mãe pra mim.

 Sai de casa e entrei no carro que me leva a escola, em menos de 20 min ja estávamos frente ao portão, desço do carro e vou ate as catracas de entrada, passo o meu cartão e comprimento o porteiro com um sorriso, e o mesmo me retribui, de longe avisto as meninas e me aproximo.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                             ~*~ 

 

 Eae, meu nome e Natsu Dragneel, tenho 17 aninhos de pura saúde e gostosura, estudo numa escola ai, amigos? Alguns, pai? Um filha da puta ai, mãe? Da pra para de pergunta?  

 Acordo com o sol na minha cara, coço meus olhos e me viro pro lado, TA PARIU!! quem e essa mina deitada aqui? AÍ que puta ressaca que eu to, aparentemente raive no meio da semana não e uma boa ideia, Droga! Tenho que ir pra escola. 

 Me levanto e boto uma camisa de manga cumprida de abotoar, deixo alguns botões abertos pra dar um charme, boto a desgrama da gravata vermelha e a calça preta, sai do quarto sem faze barulho pra não acorda a minha "acompanhante" da noite passada. 

  Desço a escadaria e vou direto pra garagem, NÃO, eu não tomo café da manha, tenho que mante o corpinho aqui. 

 Pegoa minha Porsche 911 preta, acelero em direção a escola ouvindo Twenty One Pilots- Stressed Out, a todo volume no rádio do carro, ja na entrada encontro Gray conversando com o Gajeel, os dois sao meus amigos desde que me entendo por gente, nossa amizade e boa pros negócios dos nossos pais. 

 

 

    - Yo seus puto- digo me aproximando

 

  - Yo, como foi a noite com a sua bela acompanhante?- pergunta Gray com deboche.

 

    - Sinceramente- os dois assentem- nem lembro o nome dela

 

 

   Nos olhamos por alguns segundos e caímos na gargalhada, paramos ao notar o olhar fixo do Gajeel pro grupinho das meninas, Gajeel sempre foi apaixonadamente apaixonado na Levy Mcgarden mas nunca teve coragem de chegar nela.

 

 

    - A menina acabou de emagrecer uns dois quilos contigo secando ela desse jeito- acabei rindo do meu próprio comentário 

 

    - Cala boca seu ameba- Gajeel saiu bufando em direção a sala

 

    - Iiih alguém ta de TPM.

 

   - Deixa o cara quieto seu ameba- disse Gray me dando um tapa na cabeça.

 

 - Cala boca gelinho- rimos e continuamos jogando a conversa fora ate o sinal tocar.

                                                                                                                                                                                                                                                      ~*~ 

 

  Dentro da sala tava um saco, ninguém parava de fala pro Rogue-sensei explicar a matéria, eu ja tava soltando fogo pelo nariz, eu só quero estuda será que e tão difícil cala a boca?

 

 

  - O que você ta pensando Heartfilia?- a não mano esse garoto de novo não, todo dia isso, ele não tem mais o que fazer não? 

 

  - Oi?- forcei um sorriso- Posso te ajudar?

 

    - Que tal sair comigo um dia desses?

 

 - Nossa Hibiki, eu queria muito - menti descaradamente- mais eu não posso as provas estão se a aproximando e eu não quero ir mal, se não meu pai me bota de castigo- iiih menti de novo. 

 

    - Você não sabe nem menti Lucy, mais tudo bem, tem muitas outras que morreriam pra poder sair comigo- gente esse meninos não se fraga não? 

 

 

   Apenas dou um sorriso e me viro pra prestar atenção na aula, se e que da pra chamar aquilo de aula, Gray grita pro Jellal que tava do outro lado da sala, o Gajeel babava pela Levy, a mesma tava lendo um livro, Erza tava discutindo com o Jellal, sempre ne esse dois não fazem outra coisa além de briga, mais tenho que admitir, são o casal mais foda da escola, ele e capitão do time de basquete e ela capita das lideres de torcida.  

 Eu também sou uma líder de torcida, mais só por que eu preciso de uma atividade extracurricular pra universidade e a Erza me sugeriu entra pras lideres de torcida, e como as Fairy Vixens sao muito populares dentre as demais escolas eu aceitei, seria uma boa. 

  Dois períodos se passaram e ja era hora do intervalo e eu tava sentada em uma das mesas da cantina com o povo ( Levy, Erza, Juvia, Gray, Jellal, Natsu, Wendy, Gajeel ) eu sempre sou muito quieta ainda mais quando os meninos estão junto, eu não sou muito de socializar com gente do sexo oposto. 

 

                                                                                                                                                           ~*~

 

   Na cantina eu e os meninos estávamos na mesa das meninas, o que e raro de acontece, mais eu gosto delas, sao engraçadas, tava tudo normal ate que uma encarnação do diabo, vulgo Lissana me u puxou pelo braço. 

 

 

    - Nat-kun por que você me deixou sozinha hoje mais cedo, tive que sair escondida e me sujei toda pulando a janela- não me aguentei, tive que rir- do que você ta rindo? 

 

    - De nada apenas do fato de eu nem saber que era você, e a cena de você pulando a janela deve ter sido épica - senti a indignação da menina. 

 

    - Nat-kun voc...- não aguentei ficar ali, que menina mais irritante nem sei como eu fui pra cama com ela, voltei para a mesa e me sentei como se nada tivesse acontecido . 

                                                                                                   

                                                                     ~*~ 

 

Como sempre o menino mais galinha da escola ta dispensando mais uma otaria, alias essa não e a diretora de redação do jornal da escola? o que uma menina desse nível ta fazendo se jogando aos pês de um badboy, garota sem noção. 

 

 

     - Oh vadia- olho para Levy que me encara com uma certa rigidez- para de pensa pra quem tu vai dar hoje e interagi com a gente. 

 

     - Não sabia que você era dessas Luce- Zeref brota do nada me abraçando por trás, fazendo que eu tome um pequeno susto. 

 

     - Ai que susto, e... e-eu não sou- faz uma breve pausa- dessas

 

     - Sei, sei vamos indo tenho uma coisa pra te conta.

 

 

Sem me dar tempo pra responder Zeref me puxa em direção a saída do refeitório, deixando os nossos amigos com cara de taxu, chegamos ao terraço, o que será que ele que me fala?

 


Notas Finais


Como eu já disse antes essa e a minha primeira história e n sei se tá mtt boa
Revisei três vezes porém acho q ainda não tá no ponto.
O inrredo da história e interessante, passei um tempão pensando antes de escrever, acho q vocês vão gosta.
Se vcs gostarem ou acha q tem alguma coisa pra melhora, pfvr deixem aí nos comentários, prometo ler e responder todos.
E leitores fantasmas, essa e pra vcs se não quiserem ou terem vergonha de comenta, pode so favorita q eu vou entender como q vcs tenham gostado e vou continua, obgda até o próximo (◠‿◕)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...