História Gift Box - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Midoriya Izuku, Uraraka Ochako
Tags Eijiro Kirishima, Kirideku, Memórias, Midoriya Izuku
Visualizações 36
Palavras 927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sorry a demora, eu já tinha até esquecido de fazer o cap kkk... então eu acabei de fazer esse 'pra não ficar sem atualizar.

Capítulo 5 - V


Assim que o Midoriya abriu a porta eu tive de me segurar para não o pegar no colo e o leva-lo até sua cama, aonde deixaria qualquer indicio de raciocínio e sanidade de lado e me sucumbiria por completo aos desejos da carne. Só não cometi tal ato por conta da festa, pois se não fosse por ela eu já estaria na terceira rodada com o Izuku.

 

– Acho que uma limusine seria mais apropriada para uma celebridade – Falei admirando a cara fofa que o outro fazia quando sorria envergonhado depois de um elogio – Você se daria bem se fosse um...

– Um o que? –  Midoriya perguntou antes que eu pudesse completar.

– Um ator – Respondi ao garoto que agora estava mais próximo – Corrigindo... meu ator.

– E como eu seria um ator e uma celebridade se fosse só seu? – Falou ao meu lado enquanto caminhávamos até o carro.

– Você seria meu ator pornô particular, e seria visto por toda a mobília e objetos do meu quarto durante toda noite – Disse recebendo um soco fraco de leve no ombro do outro.

– E só poderia ser no quarto? – Falou com a voz rouca direcionando a mim um olhar malicioso, pois sabia que desse jeito era quase impossível me controlar.

– Não me provoque Midoriya... – Falei o colocando sobre o capô do automóvel.

 

Acabei por fim quebrando o restante da pouca distância que tinha sobre nós iniciando um beijo que no começo foi calmo, mas foi ficando cada vez mais voraz com a medida em que o tempo passava. Tive de nos separar por conta do incomodo que estava preso dentro da minha calça e por causa do tempo, já que se eu atrasasse com o Midoriya a Uraraka certamente me empalhava vivo. Desci o Midoriya do capô e abri a porto para o mesmo entrar e entrando em seguida já ligando o carro.

 

– Aonde estamos indo? – Neguei com a cabeça – Não vai me dizer mesmo?

– É surpresa Izuku, e como é uma surpresa eu não posso contar – Acho que consegui o convencer por um tempo.

 

Não demoramos muito até chegar perto da rua aonde eu morava. Assim que percebi que o Midoriya estava parecendo reconhecer o lugar eu parei o carro, pois não poderia deixar o mesmo saber que estávamos indo até a minha casa por enquanto, que eu espero futuramente ser a nossa algum dia.

 

– Por que paramos? – Perguntou o garoto enquanto descia do carro.

– Porque a partir daqui nós vamos andando – Vi que o outro tinha feito uma cara de cansado – E nem adiante fazer essa cara, você é fofo de todo jeito.

 

Assim que falei isso o mesmo ganhou um tom avermelhado na região das bochechas, o que o deixa ainda mais fofo em contraste com suas sardas. Isso sempre acontecia quando o chamava de fofo, pois só ele e a Uraraka sabem aonde e quando eu mais o chamava disso.

 

Peguei o celular do bolso já desbloqueando a tela e tratando de enviar uma mensagem para a Uraraka.

 

 

Eu já estou com o Izuku aqui

Já chegaram o restante do pessoal?

 

Arara: Ainda não, faltam os amigos do Midoriya

 

Liga ou manda mensagem

 Para ver quando eles provavelmente chegam

 

Arara: Esquece, eles acabaram de chegar

Pode trazer o Midoriya

 

Okay

Já estamos indo

 

 

Bloqueei a tela do celular e o guardei novamente no bolso logo pegando na mão do Midoriya para levá-lo até a festa, sem ele desconfiar que estávamos indo até minha casa.

 

– O que você e a Uraraka estão aprontando dessa vez Kirishima? – Midoriya perguntou fazendo uma cara séria nesse momento.

– Eu e a Uraraka? – Vi que o outro balançou cabeça afirmando – Por que você acha que estamos aprontando alguma coisa?

– Porque você me convidou para sair para algum lugar do nada e também por causa das mensagens que você acabou de enviar para ela –  Respondeu Midoriya.

– Pera aí, como você sabe que foi para ela que mandei mensagem? – Perguntei confuso.

– Quem mais seria “Arara”? – Perguntou o outro.

– Deu para bisbilhotar as conversas dos outros agora? – Perguntei tentando mudar de assunto, o que não funcionou.

– Não são as dos outros, são as suas – Midoriya disse simples – E não tente mudar de assunto. Pode dizer logo o que vocês estão aprontando dessa vez.

 

O que eu iria responder? Não poderia contar sobre a festa para ele, ou se não tudo o que tínhamos planejado e tentado esconder dele seria em vão. Preciso achar alguma desculpa que convença ele, pelo mesmo até chegarmos na festa.

 

– É que eu queria comprar um cachorro para fazer uma surpresa para você, aí pedi ajuda a Uraraka para ele ajudar a escolher um que talvez lhe agrade – Disse esperançoso que ele acreditasse nisso. Como ele gosta de cachorros, talvez posso funcionar.

– Mentira que você fez isso – Disse incrédulo, e animado? Acho que funcionou – E por que nós estamos parados aqui ainda? Vamos que eu quero ver ele – Disse me puxando até o carro.

– Espera um momento Izuku – Falei parando o esverdeado eufórico a minha frente – Eu disse que era uma surpresa para você, então já que eu te contei...

– O quê? – Perguntou o outro.

– Nós vamos ter de fingir que você não sabe, pois você sabe como a Uraraka é quando alguém estraga algum plano em que ela esteja envolvida – Falei vendo o outro ao que parece estar pensando em algo.

– Isso é fácil – Falou me puxando até o carro – Eu não vou caminhando até sua casa.

– Se você diz – Disse risonho já adentrando o carro com o outro.

 

Assim que entramos já tratei de ligar o mesmo para chegarmos o quanto antes.


Notas Finais


'Tá pequeno, eu sei...
O próximo já vai ser o ultimo, por isso vai ser maior e vou demorar mais a atualizar, porque vou colocar nele a parte da festa, o(os) lemon(s) ( não sei se foço mais de um ainda), o motivo do Deku estar em coma e todo o resto também... então desde já sorry pela a demorar do próximo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...