História Giovana Rural - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Leia escutando: Amor Rural - Gabeu

Capítulo 2 - Um péssimo começo


Fanfic / Fanfiction Giovana Rural - Capítulo 2 - Um péssimo começo

Durante as longas horas de viagem eu e a Dominique acabamos adormecendo. Chegamos em Marília lá pelas cinco da manhã. Acordei com minha mãe berrando no meu ouvido:

-Giovanaaaaaa. Larga  de ser preguiçosa e vai ajudar seu pai a descarregar o caminhão da mudança!

-Ah não mãe - disse eu fazendo birra e me espreguiçando- eu tô morrendo de sono. Deixa que eu cuido da Dominique enquanto vocês fazem o resto.

-Giovana de Oliveira, não me obrigue a-

Minha mãe foi interrompida por 3 homens a cavalo que se aproximavam. Foi naquele exato momento que eu me dei conta de que ainda não havia olhado ao meu redor. "Eu tô passada, ChOkAdA!" pensei. A fazenda  se estendia por mais de 10 hectares, de longe eu conseguia avistar alguns currais, um rancho, a extensa plantação de mandioca, e um casarão antigo enorme. Imediatamente a Dominique começou a latir:

- Au au au au au au au ruuff ruf ruf- ah é, esqueci que vocês não falam cachorrês. O que a Dominique disse foi mais ou menos: "Carai biridin, esse lugar é enorme"

Os três homens se aproximaram, e assim eu pude ver que eram na verdade meu avô, meu tio, e minha tia Gardênia (sim, eu achei que minha tia era um homem. Mais a verdade é que ela realmente parece um)

- Pelo amor de Deus filha -disse meu avô descendo do cavalo- deixa menina aproveitar a fazendo sô!

- É verdade, ela já vai ter muito trabalho com a escola e a fazenda. Dá um descanso pra ela.

Lindíssimos falaram tudo. Obrigada Deus por me livrar do trabalho da mudança, eu juro que nunca mais stalkeio o Jung...Espera aí. Ele disse trabalho na fazenda? 

-Ahn. Tio?

-Diga Giovana.

-Como assim trabalho na fazenda?

-Ué, você acho que ia vir aqui só pagar de madame sô -disse meu tio, digo tia Gardênia- assim como todo mundo você vai ter que ajudar na fazenda. Inclusive você já tem sua primeira tarefa.

Minha mãe, meu vô e meu tio foram em direção ao meu pai para ajudar com a mudança. Minha tia me levou em um pequeno tour, e depois de um tempo parou para me passar minha primeira tarefa.Aí Meu Deus lá vai, fala sério eles devem achar que eu tenho cara de cauboy.

-Giovana você ouviu minha explicação?

- Não desculpa tio... TIA. Você pode repetir?

- Você vai ficar responsável pelo leite.

-Beleza, uma caixinha ou duas?

-Caixinha? Aqui a gente bebe leite da vaca sô.

-Mais não é mais fácil comprar pelo iFood? Olha espera aí que eu vou procurar...Não tem sinal. Tia qual é a senha do Wifi?

-Princesa Elsa, aqui não tem Wifi. E nem vai ter leite se você não for tirar. Não se preocupe que seu primo vai te ajudar. Agora vai lá logo, que eu tenho outras coisa para fazer.- disse minha tia me entregando algumas luvas e um balde de alumínio.

Eu e a Dominique ficamos nos encarando.

-Aí Dominique, só quem viveu sabe. Como eu vou sobreviver sem wifi e sem ifood. Eu mal cheguei e já quero ir embora. -disse eu um segundo antes de pisar em uma enorme pilha de esterco. -AI DOMINIQUE NÓS CHEGAMOS NO INFERNO!

-Au au au au ruf au au ruufff- "É melhor  esse lugar ter ração da Pedigree!", disse Dominique.



Notas Finais


Se você não conhece a Giovana me avisa para eu poder zoar ela 🙃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...