1. Spirit Fanfics >
  2. Girassol - Yoonkook >
  3. De corpo, alma e coração

História Girassol - Yoonkook - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - De corpo, alma e coração


Fanfic / Fanfiction Girassol - Yoonkook - Capítulo 9 - De corpo, alma e coração


Yoongi sempre soube da índole da senhora Jeon, até pelas coisas que ela o falava quando ainda era um adolescente de catorze anos quando ia buscar Jungkook para ir pra escola. Ela nunca tinha gostado da amizade dos dois, mas Yoongi jamais disse nada para o mais novo, apenas escondia tudo e evitava ao máximo estar na companhia dela, por isso priorizava tanto o campo de girassóis. Ali os dois eram livres de tudo que os pressionava ou julgava, ali poderiam desfrutar da amizade que tinham e sentir os primeiros sintomas de um amor sendo construído.

Por causa de seu passado com a progenitora de Jungkook, Yoongi não se impressionou pelas palavras que ouviu ali no hall de entrada de sua sala. Mas confessava que tinha ficado um pouco decepcionado, pensava que talvez com os anos e com as circunstâncias da vida, a senhora Jeon tivesse mudado sua mentalidade, mas não, ali estava ela gritando aos quatro cantos que Yoongi o deixava doente. Mas o pior foi ouvir o ultimato. Ouvir a mãe de Jungkook fazê-lo escolher entre ele e a própria mãe o dilacerou por dentro. Yoongi queria ser aquele que dava coisas a Jungkook, não o que tirava. 

- Você! - a senhora Jeon gritou para Yoongi quando acompanhou para onde o filho estava olhando, mas o mais novo foi rápido a segurar seu braço e a levar para sua sala, longe dos olhos curiosos de todos e principalmente longe dos olhos machucados de Yoongi. - Eu sabia que ele estava influenciando você! - ela disse quando entraram na sala. Namjoon, que estava na mesa ao lado arregalou os olhos, se levantou rapidamente e saiu, deixando os dois a sós - Ele é perigoso pra você, não percebe meu filho? - ela tentou pegar seu rosto com as mãos mas Jungkook foi rápido em se afastar.

- Mãe - ele disse duro e decidido - Eu agradeço de verdade tudo que fez por mim, por ter cuidado de mim na minha doença, por todos os anos que passamos juntos, mas eu sou um adulto agora, eu tenho vinte e sete anos, eu sou advogado formado e a senhora veio no meu trabalho, que é muito importante pra mim, gritar comigo e humilhar meu patrão. Sabe o que isso pode custar?

- Custar sua saúde meu filho, isso que pode custar! - ela disse como se tivesse toda a razão do mundo.

Jungkook riu - Mãe, esse trabalho é tão importante pra mim, a senhora não faz ideia... mas o Yoongi...

- Não fale esse nome!

- Falo sim! Falo, sabe porque? Yoongi é o amor da minha vida, esses meses com ele tem sido os melhores até agora, e eu digo até agora porque sei o que esta por vir é muito melhor! 

Ela chegou mais perto, completamente transtornada - Você tá infectado, não tá vendo! Foi esse menino que fez você ficar doente, você ta doente de novo! Precisamos ir para o hospital...

- Mãe... nada do que a senhora fizer ou falar vai me separar dele. - Jungkook disse enfrentando a mãe de forma decisiva.

- Eu te disse lá fora que seria ele ou eu, e eu tenho certeza que você jamais o escolheria ao invés de mim!

Jungkook suspirou - Eu realmente sinto muito, gostaria muito que a senhora fizesse parte da minha vida agora, que acompanhasse tudo isso e as próximas coisas que estão por vir. A senhora é minha mãe, e eu a amo profundamente, mas não posso, e nem vou, perder Yoongi de novo, então, se eu tenho mesmo que escolher, eu escolho ele, sem nem pensar duas vezes.

A mulher a sua frente arrumou a postura, ajeitou o cabelo e pegou a bolsa - Você vai se arrepender Jeon Jungkook, e quando estiver quase morrendo em uma cama de hospital, vai se lembrar de mim, mas dessa vez vai ter que pedir pro seu amiguinho, porque eu não vou parar minha vida de novo por você. - ela disse saindo e fechando a porta com um baque. 

Jungkook correu, apenas para ter certeza de que ela sairia do prédio e não iria atras de Yoongi. Seu coração batia acelerado no peito, claro que estava doendo, amava sua mãe, apesar de todos seus defeitos. Queria que ela fosse mais tranquila, que participasse de sua vida, que comemorasse suas conquistas, seu relacionamento. Mas desde sempre Jungkook já sabia o quanto ela poderia ser super protetora e sufocante, se achando a dona da razão. Não foi atoa que seu pai e ela tinham se divorciado quando Jungkook estava no segundo ano da faculdade. Era triste, e ele esperava de verdade que ela mudasse, mas não via isso acontecendo tão cedo.

Após ver ela finalmente entrar em um táxi pela janela de sua sala, Jungkook foi até a sala de Yoongi. Não encontrou o mais velho ali, mas encontrou o vaso de girassol no chão, quebrado, tinha terra para todo lado e a flor jazia no chão. Ele engoliu em seco, vendo a secretária de Yoongi na porta.

- Ele saiu logo que você entrou na sala, disse que ia pra casa - ela disse simplesmente.

- P-pode - ele limpou a garganta fechada - Pode pedir pra alguém limpar aqui?

- Claro senhor - ela respondeu e Jungkook respirou fundo, saindo da sala e descendo os andares no elevador. Ele nunca tinha se sentido tão nervoso na vida. E do jeito que Yoongi era protetor consigo já imaginava todos os tipos de coisas que poderiam estar passando na cabeça do mais velho, e ele teria que estar determinado a não deixa-lo escapar.

Pegou um uber - já que tinha ido com Yoongi até a empresa - e foi até o prédio de Yoongi, entrando com facilidade já que sua entrada ali era liberada. Subiu até a cobertura e a abriu com a senha que já sabia. Entrou no apartamento e encontrou Yoongi ali, sentado no sofá da sala com um copo na mão. As pernas abertas e os cotovelos apoiados nos joelhos. Não o olhou, como se já esperasse que ele aparecesse, que com certeza era isso. 

Jungkook andou a passos lentos, se ajoelhando em frente, pousando a mão em seus joelhos - Yoon...

- Não me diga que me escolheu Jungkook... - ele disse com a voz baixa.

- E você ainda duvidava disso? - Jungkook perguntou, com os olhos marejados.

- Era a sua mãe...

- E você o amor da minha vida, eu não vou te perder de novo - ele pegou seu rosto com as mãos - Eu amo minha mãe Yoongi, mas ela viveu a vida dela, fez as escolhas dela, os erros, os acertos, eu sou completamente grato por tudo que ela fez por mim, mas eu preciso viver a minha vida agora, e você é ela... - ele se aproximou mais, juntando suas testas - por favor não se afaste de mim de novo.

Ele sentiu Yoongi agarrar sua cintura - Como se eu conseguisse fazer isso - o mais velho disse rouco e emocionado, juntando suas bocas para um beijo caloroso. Era diferente dessa vez, mais intenso, mais certo. 

Jungkook sabia, e estava decidido, aquele era o momento de consumarem aquele amor, então, quando Yoongi o pegou no colo, o fazendo entrelaçar suas pernas em seu corpo, o levando para o quarto, ele percebeu que não tinha nenhum pingo de medo ou insegurança em si. Ele estava pronto, finalmente. 

Yoongi abria sua camisa devagar, beijando sua pele, lambendo seu pescoço, passando a mão por suas pernas, sentindo o coração bater mais rápido contra o seu. Jungkook se contorcia, vendo o quanto queria aquilo, e o quanto tinha sido importante esperar. Aquele momento seria mágico, ele sabia. 

O mais velho removeu todas as suas roupas, já não era incomum ver um ao outro nu, mas naquele momento significou mais, muito mais. Yoongi adorava seu corpo com uma intenção quase papável, e Jungkook sorria a cada beijo, mordida e chupada que recebia. 

Ele já estava sendo preparado pelo empresário, que não deixava de o beijar durante um segundo sequer, murmurando "eu te amos" roucos ao pé de seu ouvido enquanto deixava o advogado louco de tesão e amor. E quando terminou de o preparar, se afastou para olhar em seus olhos.

Jungkook achou tudo que precisava ali, amor, confiança, adoração, então apenas assentiu com a cabeça enquanto sentia Yoongi se arrumar para tirar sua virgindade. Quantos anos tinha sonhado e imaginado aquilo? Quantas vezes tinha acordado desejando Yoongi daquela forma sem saber se ele ainda se lembrava de si? Tinha tanto medo de acordar e perceber que tudo aquilo tinha sido só sua imaginação de novo...

Mas tudo era tão forte que não poderia ser ilusão. A dor que sentiu, a preocupação nos olhos de Yoongi, o jeito como ele cuidou de si, o distraindo do desconforto e o dando prazer de outras formas até finalmente poderem se mexer juntos. E ah, Jungkook poderia morrer bem ali e estaria completamente feliz e satisfeito. 

Amava Yoongi, e não iria o perder de novo. Não mesmo.

A cada investida do mais velho ele tinha mais certeza disso, sua vida e a dele estavam conectadas, não existia Yoongi sem Jungkook, ou vice versa. Eram partes incompletas de um quebra cabeça que só tinha a imagem perfeita quando estavam juntos. 

Jungkook gozou e gritou alto naquela tarde e Yoongi o acompanhou logo depois, o beijando com toda a intensidade do mundo, deixando-o sentir e saber o quanto o amava, e que estaria ali por ele, não importava o que acontecesse.

- Pelo que me lembro você tinha uma pergunta a me fazer.... - Jungkook disse sem fôlego, sentindo a cabeça de Yoongi escorada em seu ombro.

O mais velho ergueu a cabeça para o olhar, o olhar intenso com olhos marejados - Eu mudei a pergunta. Mas não posso perguntar agora. Você vai precisar esperar mais um pouco pra saber.

Jungkook sorriu, o abraçando - Mas você é meu, só meu.

- Eu nunca fui de mais ninguém coelhinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...