História Girl Meets Evil || Jungkook BTS - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Bangtan, Bts, Hentai, Hibridos, Jungkook, Misticismo, Morte, Sobrenatural, Vampiros
Visualizações 406
Palavras 2.559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAA Oi amores, turo bao...
+100 favs... É isso mesmo produção? AAAAAAA
MANO, OBRIGADA! DE VERDADE! Eu nem acredito nisso, eu tô tão feliz, sério *<*
Trouxe um cap pequeno que é pra deixar vocês curiosos, hihihihihi. Talvez a att saia na quarta ou na quinta, depende da minha escola ne, rsrsrs.
Boa leitura! *u*

Capítulo 15 - Chapter XII. - No!


Fanfic / Fanfiction Girl Meets Evil || Jungkook BTS - Capítulo 15 - Chapter XII. - No!

“Antes mesmo de você nascer, nossos corações já estavam predestinados.”

-???


Seul, Coreia do Sul.


Acordei muito cedo, como de costume. Minha barriga doía por causa do tanto de bolo que eu tinha comido noite passada, e eu ainda sentia meu cabelo sujo de farinha. Eu estava morta de preguiça, eu não queria levantar da cama naquele dia, era como se algo estivesse me mandando ficar em casa, dormindo. Eu sentia meu corpo pesar cada vez que eu pensava em levantar da cama, meu coração doía como se algo ruim estivesse pra acontecer.

Estalei a língua e obriguei-me a sentar na cama. Ao fazer isso, me recordei dos momentos legais de ontem, foi um dia memorável. Sorri lembrando de tudo isso. Suspirei feliz e segui até o banheiro onde fiz tudo que julguei necessário –como um maravilhoso banho, por exemplo-- Ao terminar, me joguei na cama novamente, eu estava com muita preguiça naquele dia.

Tateei a cama em busca do meu celular, ao achá-lo, desbloqueei a tela e visualizei trinta mensagens do Hobi.


“ [Hobi-oppa sz]: Wang Hana... PRA ONDE VOCÊ FOI? POR QUE NÃO ESTÁ INDO PRA ESCOLA?

[Hobi-oppa sz]: Hana, é sério, você não foi pra escola essa semana, eu estou ficando muito preocupado.

[Hobi-oppa sz]: Você não está em casa, não atende minhas chamadas e não me responde... Hana, o que te aconteceu? Preciso ligar para a polícia?

[Hobi-oppa sz]: Por que você me tratou daquela forma naquele dia? O que aconteceu com você? Hana... Eu sou teu amigo, pode contar comigo pra tudo, eu sempre vou estar ao seu lado. Não faça isso comigo, Haninha.

[Hobi-oppa sz]: eu estou realmente ficando muito preocupado... Irei ligar para a policia.”


Ler aquelas mensagens fizeram meu coração se despedaçar, Hoseok não tinha culpa das coisas horríveis que estavam acontecendo comigo, ele sempre quis estar ao meu lado, sempre quis me ajudar. Não tem motivos para eu ignorá-lo tanto assim, mas o que eu diria para ele?


"- Oi Hobi, é que eu descobri que um espirito maligno está em meu corpo e eu tive que vim morar com Jungkook e seus amigos, que por sinal também são seres sobrenaturais."


Está fora de cogitação enfiar meu amigo nessas maluquices, eu preciso achar uma forma de me encontrar com Hoseok sem que ele desconfie de algo. Grunhi de nervoso e levantei da cama, mas senti meu celular vibrar novamente. O peguei e vi que era uma nova mensagem de Hoseok.


“[Hobi-oppa sz]: Eu sonhei com você... Sinto sua falta =(

[Hobi-oppa sz}: Meus dias estão cinzas sem ter o seu sorriso pra colorir tudo...”


Ah Hoseok... Tão inocente, mal sabe que era o sorriso dele que alegrava meus dias...


Resolvi que eu iria respondê-lo, não vou aguentar ver o meu amigo sofrer tanto assim. Do jeito que ele é, talvez pense que eu morri.


“- Oie! Também senti sua falta... Eu não te avisei mas eu fui despedida do Café, sobre a escola... Eu desisti. Vim passar alguns dias com a minha família, por isso não te respondi antes, o sinal daqui não é muito bom. Desculpa deixar meu solzinho preocupado, logo logo eu volto e nós vamos poder passar a tarde toda juntos, do jeito que você gostava. Agora eu tenho que ir... Te amo. Saudades ^__^ sz “


Eu precisei mentir, como eu disse antes, não irei contar nada pra Hoseok sobre tudo isso. Ao enviar a mensagem eu automaticamente recebi a resposta.


“[Hobi-oppa sz]: Oh meu Deus! Você está viva! Sinto muito pelo seu emprego, sei que você se esforçou muito por ele. ELES NÃO TE MERECIAM! ;’) Sobre a escola, espero que dê tudo certo e que você tenha feito a escolha certa... EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ VIAJOU E NÃO ME FALOU NADA! Eu estava quase indo pra polícia relatar um desaparecimento... Espero que você volte logo, eu te amo. Saudades Han-chan sz


Sorri ao ler a resposta do meu amigo, eu realmente o amava muito.

Deixei meu celular na cama e sai do meu quarto. Desci até o primeiro andar e não tinha ninguém... É claro, ainda está muito cedo pra alguém acordar. Me joguei no sofá e por minha surpresa, a porta da casa foi aberta calmamente, como se alguém estivesse tentando entrar escondido. Me assustei ao ver que aquela pessoa era Haneul, ela tinha os cabelos bagunçados e tinha uma grande marca roxa em seu braço, como se tivesse recebido uma forte pancada, além de que saía sangue de boca e sua testa.

- Haneul! O que aconteceu? Onde você estava? – perguntei preocupada e indo até sua direção.

- Poupe-me sua sua falsa preocupação. – se desviou de meu toque.

Ao se desviar do meu toque, pude perceber que sua blusa estava manchada de sangue.

- Quem fez isso com você?! – perguntei com os olhos arregalados.

- Me esqueça! – aumentou o tom de voz.

Haneul me empurrou pra longe e subiu as escadas, indo pro segundo andar.

Quem teria feito tais coisas com ela? Onde ela estava? Onde passou a noite?

Me sentei no sofá ainda perplexa. Passei as mãos no cabelo para tentar relaxar.

Eu não queria ser inimiga da Haneul, eu queria que nos tornássemos amigas assim como eu sou com a Yumi. Nos seríamos boas amigas, mas ela acha que eu destruí sua vida... Talvez em partes, mas não é como se eu tivesse feito tudo isso de propósito...

Resolvi esquecer toda aquela cena. Levantei do sofá e fui até a cozinha, pensei arrumá-la, já que tudo deveria estar uma bagunça, mas na verdade estava tudo limpo. Decidi então fazer um café da manhã para todos.

Abri os armários e procurei por comida, mas não tinha praticamente nada lá, apenas aquelas centenas caixas de chás. A melhor opção seria sair para comprar comida, e foi isso que eu decidi fazer, se a Haneul conseguiu sair sem ser percebida, talvez eu consiga também.

{N/A: ela é sobrenatural, Hana, para de ser burra.}

Subi silenciosamente as escadas e entrei em meu quarto. Vesti uma roupa da Yumi, amarrei meus cabelos em um rabo de cavalo e coloquei uma máscara preta no rosto, se o problema era me reconhecerem, com a máscara ninguém iria saber que eu sou a menina com o demônio no corpo.

Já pronta, peguei uma quantia de dinheiro que achei na estante da televisão e segui até a porta, a abri com muito cuidado e saí da casa. Pensei em usar algum dos automóveis, mas faria muito barulho. Lembrei do sistema de teletransporte do Jin, talvez eu consiga usá-lo.

Andei até a lateral da casa e subi no tapete eletrônico. Fechei os olhos e mentalizei um supermercado, mas como esperado, nada aconteceu. Talvez só funcione com seres sobrenaturais ou com bruxos, e como eu não era nenhum dos dois, não funcionou.

Suspirei cansada ao idealizar o caminho enorme que eu percorreria. Eu estava saindo do tapete até que senti meu corpo inteiro formigar. Senti uma enorme pressão e meu corpo estava sendo sugado para um buraco que brilhava, fechei os olhos com muito medo. Quando os abri, eu estava deitada no chão de um supermercado.

Levantei assustada a animada ao mesmo tempo, eu tinha conseguido me teletransportar mesmo sendo uma mundana. Tentei parecer o mais normal possível e comecei a rodar o mercado em busca dos materiais para fazer um ótimo café da manhã.

Comprei torradas, geleia, carne de boi, suco e café, além de outras coisas que iriam servir para uma futura refeição. Ao terminar de pegar todos os materiais, fui até o caixa e paguei por tudo.

Percebi que eu não tinha a menor ideia de como eu voltaria para casa, então chamei um taxi e pedi para que ele me levasse até uma rua próxima de casa. Durante o caminho eu encostei minha cabeça no vidro da janela e me assustei ao ver Hoseok do outro lado da rua, eu senti uma enorme vontade de pular do carro e abraça-lo, passar a mão em seus cabelos, mas eu sabia que não era a hora disso acontecer, eu iria fazer uma surpresa muito grande para ele, eu precisava recompensa-lo por toda a preocupação que fiz ele sentir.

Depois de alguns minutos eu finalmente cheguei ao meu destino. Paguei o taxi e peguei minhas compras, abri a porta de casa silenciosamente mas meu corpo inteiro se tremeu ao ver a imagem de Jin no sofá, rezei para que ele estivesse dormindo e não conseguisse me ver. Comecei a andar pra cozinha em passos lentos.

- Onde você estava? – Sua voz me arrepiou por completo.

- E-eu? Fui no supermercado comprar comida pra fazer o café da manhã... – falei com receio.

- Serio ? O que você comprou? Você sabe cozinhar?! – falou com brilho nos olhos.

- Sim, eu sei. – respondi aliviada, pensei que ele iria brigar comigo.

- Vamos cozinhar juntos! Venha! – Pegou as compras da minha mão e me puxou pra cozinha.

Ao chegar lá, Jin jogou as compras na mesa e começou a analisar o que eu tinha comprado.

- Uau, você comprou muita coisa... Vamos fazer só um café normal e depois faremos um almoço enorme! – falou fazendo bico.

Apenas assenti e começamos a fazer um café da manhã normal. Fritamos a carne e fizemos mais algumas torradas, além do suco e café.

Depois de tudo já pronto, Jin foi chamar todos para a mesa.

A Yumi foi a primeira a descer, depois o Namjoon seguido de Jungkook e Haneul. Todos se sentaram na enorme mesa que tinha na cozinha.

- Uau... Quem fez tudo isso? – Yumi questionou enquanto colocava uma torrada na boca.

- A carne está muito boa... – comentou Jungkook.

- Ah... Foi o Jin-opp.. – eu iria responder mas fui interrompida.

- Foi a Hana, ela que fez tudo. – Jin sorriu pra mim e eu corei com o tanto de atenção que recebi.

- Nossa, você cozinha muito bem Hana... – disse Namjoon.

- Como você comprou todos esses materiais? – questionou Yumi.

- É óbvio que ela desobedeceu e saiu de casa, colocando em risco todos nós... – Haneul se pronunciou pela primeira vez.

- Você o que?! – Jungkook aumentou o tom de voz e deixou seus hashis caírem sobre a mesa, fazendo um barulho alto.

- E se alguém te viu? Você viu se alguém te seguiu? – Yumi perguntou preocupada.

- Nos te avisamos! Não era pra você sair de casa! – Gritou Jungkook. Eu me encolhi em minha cadeira e senti meus olhos marejarem, eu não estava preparada para receber esses gritos.

- Chega! – Gritou Jin fazendo com que Jungkook se calasse. – Eu fui com ela, ela me pediu para comprar os materiais e eu fui com ela, parem de agir como crianças!

Todos voltaram a fazer suas refeições em silêncio e eu murmurei um obrigada pro Jin e ele me respondeu com um sorriso sem dentes.

- Eh... – Chamei a atenção de todos. – Eu estava pensando... Algum de vocês poderia me levar em minha casa para que eu pudesse pegar minhas roupas? Não quero ficar usando as da Yumi... – Falei ainda tímida

- Jungkook te leva. – Jin falou levantando-se da mesa.

- Por que eu? – Perguntou fazendo careta.

- Porque eu mandei você ir, então você vai. – Jin falou fazendo um sinal para que eu o seguisse. – Assim que você terminar, vá ao meu escritório buscá-la. Vamos Hana, precisamos conversar.

Levantei da mesa e segui o Jin. Nós fomos até um outro corredor que tinha duas escadas, uma que dava para outro andar superior e outro que dava pra um local subterrâneo. Nós descemos pelas escadas e passamos por outro corredor bem empoeirado. Lá tinha algumas teias de aranhas e alguns desenhos nas paredes, pareciam ter sido feitos por crianças.

Chegamos no final daquele corredor e encontramos uma porta de madeira, ela tinha um estilo nórdico, como se fosse muito velha. Jin falou algumas palavras em outra língua que eu não conhecia e a porta se abriu, revelando um escritório com coisas mágicas.

Entrei seguido dele e visualizei o local, ele era bem decorado e possuía inúmeros livros que deduzi serem de magias e feitiços. Tinha também um caldeirão e outra estante com alguns potes, essa parte me assustou pois percebi que tinha alguns fetos e embriões dentro dos potes.

- Hana... Sente-se. – Jin chamou minha atenção.

Me sentei na cadeira de frente com a sua, Jin possuía uma expressão séria e eu já tinha me preparado pra bronca que eu possivelmente iria levar.

- Me explique como você saiu. – Falou sério.

- Eu resolvi fazer um café da manhã para todos, mas não tinha nenhum material aqui... Então eu resolvi sair escondido para compra-los, mas eu juro que ninguém me seguiu pois eu usei uma máscara! – falei afobada.

- Disso eu sei... – passou a mão nos cabelos. – Eu quero saber como você conseguiu sair da casa, ela tem um escudo espiritual que não permite que pessoas desautorizadas saiam... – Falou.

- Sério? Meu Deus... – Fiquei assustada com tudo isso. – Eu usei o seu sistema de teletransporte... – falei envergonhada.

- VOCÊ O QUE? – Berrou.

- AAA, DESCULPA! NÃO FOI A MINHA INTENÇAO USAR SEM SUA PERMIÇÃO! – Gritei de desespero.

- Não tem como! – pareceu preocupado.

- Me desculpe! De verdade! – Senti meus olhos marejarem novamente.

- Oh não! Não é por causa disso... Apenas seres sobrenaturais podem usar o sistema... Como você conseguiu? ... – ficou pensativo.

- Eu só subi em cima e mentalizei o mercado, quando de repente eu apareci lá... – Comentei simplista.

- Hana, eu vou precisar fazer alguns exames em você, preciso descobrir o porquê disso... – colocou as mãos no queixo.

- Deve ser por causa da Jihyo... Não sei... – chutei uma ideia.

- Não... Ela não tem nada a ver com isso. - semicerrou os olhos.

Ouvimos alguém bater na porta e ela foi aberta lentamente por Jungkook.

- Da pra adiantar aí? ... – Disse ele.

- Hana, quando você voltar, venha até aqui. Iremos realizar uns exames... – Falou Jin enquanto revirava os olhos.

- Tudo bem... – respondi me retirando da sala.

Ao fechar a porta, eu e Jungkook voltamos a andar para casa.

- Pra que você precisa fazer exames? – perguntou indiferente.

- Huh? Nada não... – respondi e ele deu de ombros.

Andamos até a garagem e entramos no carro.

O caminho até minha casa foi silencioso, como se ontem não tivesse acontecido nada. Pensei que finalmente nós teríamos criado alguma afinidade mas acho que Jeongguk não está interessado em fazer amizade comigo, afinal, “eu” que matei seus pais e destruí sua família e possivelmente estou destruindo seu namoro também, então eu até entendia em partes.

Chegamos em minha casa e eu abri a porta, dei passagem para que jungkook pudesse entrar. Depois que ele entrou, tranquei a porta e me dirigi ao meu quarto, deixando Jungkook livre pra fazer o que quisesse. Peguei uma mala e comecei a colocar minhas roupas e outras coisas dentro dela.

Estava tudo silencioso até ouvir um estrondo muito alto, meu corpo inteiro se tremeu por conta do susto que tinha levado.

- Jungkook! Tente não quebrar as coisas! – gritei porém não recebi uma resposta, ignorei aquilo e voltei a arrumar minha mala.

Depois que ela ficou pronta, as arrastei para a sala. Quando cheguei lá, tive uma visão horrível. Jungkook estava no chão gemendo de dor e ao redor dele tinham quatro lobos enormes. Arregalei meus olhos e senti meu corpo paralisar de medo.


...


Notas Finais


Obrigada por ler! ❤️

*;EITA PORRA
ACHARAM O KOOK E A HANA, E AGORA?
QUEM SERÁ ESSES LOBOS AI? #__# eu tô tão ansiosaaaaa.

*;Obrigada pelos comentários no capítulo anterior, teve uma menina que fez uma teoria lá sobre o Yoongi, nossa, eu fiquei assustada com ela KDHSJDH deus eh mais.

*;Não se esqueçam de comentar! Beijo, amo vocês ❤️
*; Que vocês tenham uma semana maravilhosa! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...