História Girls Like Girls (Camren) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Girlslikegirls Camren
Visualizações 136
Palavras 2.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se preparem pois o ponto alto da fic está chegando.. avisto muita treta.

Ignorem os erros e boa leitura!

Capítulo 19 - XIX - Confusão


Fanfic / Fanfiction Girls Like Girls (Camren) - Capítulo 19 - XIX - Confusão

O amor é algo tão relativo, você pode amar coisas tão bobas pra uns, mas serem realmente importantes pra você.


Camila estava sentada na aula de debate, era a primeira do dia, Calie falava sobre algo que ela não prestava atenção, sua única preocupação era ver os lábios de Lauren se movendo enquanto ela falava.


Era quase uma obsessão, os lábios se abrindo, a língua passando pra molhar os mesmos, vez ou outra ela sentia o olhar cruzar com o dela e Lauren sorrir fraco. Ally olhava as garotas virando os olhos, falar com Camila naquele momento era em vão.


-Você fica tão irritante - soltou baixo e Camila olhou piscando, como se acordasse - Olhando pra ela assim..


-Você deveria se apaixonar, Ally - ela apenas negou.


Durante o intervalo, Camila entrou no refeitório e viu Dinah acenando na direção dela. Mas seu olhar procurou a mesa no canto. Lauren estava sentada ao lado de Veronica. Keana estava na frente delas mas elas pareciam não falar nada. Brad chegou colocando uma bandeja junto com Brandon. Era a primeira vez que ela os via juntos publicamente.


Marchou até a mesa calmamente dando um olhar a Dinah. Keana foi a primeira a ver a garota chegar e fechou a cara. Lauren virou o pescoço até encontrar os olhos castanhos e sorrir.


-Oi, Lauren - disse baixo - Oi, gente.


-Oi, Camila - Sorriu - Senta aqui com a gente..


Disse apontando pro lado de Veronica, Keana ficou ainda mais brava.


-E aí, Mila.. tudo bem? - disse sugestivamente e ela riu. Era óbvio que a garota já sabia sobre ela e Lauren.


-Não vou ficar vendo essa merda! - Keana disse jogando o sanduíche que comia na bandeja e saiu andando.


Lauren olhou pra garota sem acreditar.


-Eu vou falar com ela - olhou pra Camila e correu atrás da garota.


-O que eu fiz? - disse confusa. Brad olhou sugestivamente pra Vero e Camila entendeu - Vocês..?


-Não mais - explicou - Ela não é gay, foi um deslize - disse imitando a voz da garota e bufando. Camila assentiu.


Iniciaram uma conversa sobre como Brandon estava lidando com tudo aquilo.


Keana adentrou o banheiro fechando a porta com força, Lauren entrou atrás dela e ela revirou os olhos.


-Para! - disse acusativamente - Não vem defender aquela desgraçada.


Estava vermelha de raiva.


-Não vim defender ninguém, muito menos a Vero que não fez nada - Keana a olhou indgnada.


-Meu cu que ela não comeu aquela garota - Lauren riu baixo, o ciúmes cega as pessoas - Você é cega se não viu isso. Eu as vi sexta, o casal romântico dividindo a mesma pizza. Patético.


Lauren suspirou e encostou na porta.


-Você tá com o Malik, qual a coerência em ter ciúmes!? - acusou.


-É diferente. Ele é um homem - disse como se fosse o motivo aceitável e justo.


-Pior ainda, imagina como ela se sente!? Vendo você fugindo assim só porque não consegue lidar - disse e na mesma hora assimilou aquilo pra ela mesma - Zayn não é flor que se cheire, Ke.. Você sabe..


-Ele não usa mais nada - Lauren riu, afinal era Zayn, o maior maconheiro de Napa - É sério!


-O problema não é esse! O problema é você transar com ele e depois achar que pode ter o direito de se meter na vida da Vero - Keana aproximou-se rápido, sentindo o sangue ferver, ela não tinha transado com ele - Eu vi vocês no vestiário..


Sua boca abriu em descrença. Ela empurrou Lauren e a garota segurou sua mão instintivamente.


-EU NÃO TRANSEI COM ELE! - gritou - Que merda, vocês ficam repetindo isso. Eu não transei com ele.


Lauren ficou encarando a garota que iniciava um choro culpado.


-Você vai perdê-la - disse baixo - E depois vai ser tarde.. quando você perceber que ela é o que você queria, ela vai estar em outra.


-Tipo a Camila!? É dela que tá falando? - disse entre dentes chorando - Hein!?


Lauren negou sentindo a garota apertar a jaqueta dela.


-Clar- - sua fala foi interrompida pela boca de Keana que se jogou em cima dela, ela fora tão rápida que ela mal teve tempo de pensar, sua reação veio segundos depois quando sentiu a língua entrar rudemente na boca dela - Você é louca?


Disse ofegante. Olhando a garota com a boca entreaberta, ela olhava pra Lauren piscando.


-E-eu não.. não.. eu - parecia confusa - Desculpa.


Correu pra longe dali. Lauren não foi atrás, estava tremendo. Ela sentia o coração na garganta. Se Camila soubesse, se Veronica soubesse, ela não queria nem pensar, muito menos entendia o  que aconteceu.


A garota correu pro único lugar onde não teria ninguém no momento, o vestiário. Entrou e chorou. O que ela estava fazendo com a vida dela? Até hoje ela só tinha tido atração e desejo por Veronica, mas Lauren ali tão perto dela, parecia tão convidativa.


-Eu gosto de garotas.. - sussurrou pra si própria - Meu Deus, eu gosto de garotas - riu de si mesma - Eu não posso ser lésbica, eu não posso..


Repetia e chorava. Um choro de dor. Keana nunca teve contato algum com esse mundo, onde pessoas que gostam do mesmo sexo eram vistas juntas. Mas lembrava bem da reação da mãe ao ver o noticiário sobre um casal gay atacado nas ruas.


“Essa vergonha merece morrer”. Isso ecoou na mente dela por dias. Ela tinha ficado com Veronica e sentia-se errada. Colocava a culpa na bebida. Mas quando aconteceu de novo, ela queria parar o tempo e ficar ali, no quarto da garota.


Os pais de Veronica eram tão diferentes dos seus, seus pais eram sempre risonhos, liberais. Dividiam a pizza com as garotas quando estavam em casa. Ela sentia o amor no ar na casa. Sua mãe era fria, contida. E homofóbica. Muito homofóbica. Gritava por religião, tradição, família e todas essas coisas.


Ela sabia o peso que seria assumir pra si que gostava de garotas, mas pior, sabia as consequências do que isso traria se alguém mais soubesse. Era muito pra ela aguentar.


Camila voltou pra mesa das amigas, Lauren não tinha voltado ainda.


-Lembrou que tem amigas é? - Mani disse com um bico.


-Desculpa, Mani - riu - Como vocês estão?


Dinah a olhou séria.


-Você é amiga do Brandon agora? - acusou e Camila arregalou os olhos, mal lembrava da história.


-Dinah, esquece isso - Hailee disse solicita - Você sabe que ele não fez isso, ele não é assim - Camila concordou e Dinah revirou os olhos.


-Ele era tão legal com você, não acho que faria isso. Na minha opinião, foi o Bryce - Ally disse e Camila acenou freneticamente - Ele é um idiota, depois do fora que deu nele pra ficar com o Brandon, não duvido nada.


Shawn olhava Camila sentada, ele estava frustrado, a garota parecia tão acessível e agora tão longe.


-Faz sentido - Mani concordou - Ele é um idiota mesmo.


-Chee, ele não fez isso com você.. - Camila disse deitando a cabeça no ombro dela - Ele é muito legal.


-Certo! - disse decidida - Eu não vou falar mais disso, todo mundo viu é não importa quem foi agora..


Ficaram o resto do intervalo conversando distraidamente sobre tudo e nada ao mesmo tempo. Camila viu Shawn a encarando e riu sem jeito. Lauren tinha razão nisso.


Seguiu pra sala ao lado de Hailee, a garota estava com o braço entrelaçado ao seu. Lauren tinha sumido do mapa, ela mandou mensagem e nada, resolveu esperar.


-Como vocês estão? - perguntou curiosa.


-Nós tivemos nossa primeira vez - disse sorrindo - Foi literalmente a nossa primeira vez em tudo - disse mordendo os lábios.


Hailee a encarou intensamente. Ela fazia isso sempre.


-Pela cara foi ótimo - riu e Camila deu os ombros.


-Ótimo não chega nem perto!


Hailee parou e ela riu entrando na sala, a garota acompanhou com o olhar a latina entrando na sala, ela tinha um corpo de dar inveja. Desviou o olhar e entrou mandando os pensamentos pra longe. Era loucura.


Lauren estava saindo do café, estava encerrando seu turno. Colocou o avental no lugar, checando o celular. Camila tinha enviado mais uma mensagem mas ela sentia vergonha, pelo beijo. Não correspondeu, mas foi chato. Evitou Veronica também, não sabia o que dizer.


-Laur - se assustou com o pai parado perto da porta de saída - Oi, filha.


Ele disse carinhoso e ela sorriu.


-Oi - disse simplesmente - O que faz aqui?


Perguntou curiosa, ele tinha ido até o apartamento algumas vezes, mas não ali.


-Queria te levar pra jantar - explicou - Em casa. - ela mordeu o lábio. Pensando a respeito. Ela queria, mas isso era um passo enorme na relação deles - Sua mãe fez pato ao maracujá - disse sorrindo.


-É pato ao molho de maracujá, pai - disse rindo, ele sempre errava o prato.


Mike sentiu os olhos molharem, ela não o chamava de pai havia muito tempo, e foi tão naturalmente que ela não tinha notado.


A verdade é que a gente não nota muita coisa, nosso cérebro sabe bem antes de nós assimilar as coisas, ela havia perdoado o pai, mesmo que não soubesse disso. Ele sorriu.


-Isso - olhou no relógio - Estará pronto em exatos 5 minutos, vamos?


Ela acenou, se daria essa chance. Era o seu prato preferido, mas acima de tudo, era um recomeço. Ela sabia disso. Foi no próprio carro, entrando no jardim verdinho, a casa era enorme, cheia de imponência.


-Oi, mãe - abraçou forte a mulher que estava animada colocando a mesa - O cheiro está ótimo.


-O gosto está melhor ainda - riram - Mike, pegue um bom vinho, essa noite merece.


Ele assentiu entrando na adega. Não podia beber, tinha noção disso, mas a noite merecia. Sua filha estava em casa, e logo seria definitivamente.


-Você e a Lauren namoram, Kaki?


Foi com essa pergunta que Sofia fez a irmã se engasgar com a banana que comia no sofá despreocupadamente, criança tem essa mania de dizer coisas aleatórias em momentos aleatórios. Viam um filme qualquer da Disney, que dessa vez não era Frozen.


Ela olhou pra garota com um ar de interrogação e ansiedade.


-Quem disse isso?


-Ninguém - franziu o cenho - É que você fala muito dela, muito.. - riu - Como os olhos dela são bonitos, como ela tem a voz bonita - Camila ruborizou - Papa fala isso pra mamãe também, e eles não namorados casados.


Disse sabiamente sorrindo. Camila ficou chocada, a irmã era inteligente demais pro seu próprio bem.


-Eu.. eu faço isso? - ela acenou - Não percebo. - disse baixo - Ela não é minha namorada, Sofi.


-Por que não? - ficou com uma carinha triste - Ela não gosta de você?


-Gosta! - Camila disse rápido - Ela gosta - reafirmou - Mas é complicado, os pais dela não são tão legais quanto os nossos - explicou da melhor forma - Então você, mocinha - fez cócegas nela - Não pode contar isso pra ninguém, ok?


Colocou o dedinho em forma de juramento e a irmã pegou murmurando um ok.


De algumas certezas da vida, Camila tinha a que Sofia era a garota mais sábia e cheia de amor que ela conhecia. Outra certeza era como ela odiava Lauren sumir do nada, isso a irritava muito.


-Eu odeio quando você some, Lolo - disse ao ser praticamente jogada pra dentro da cabine no banheiro sul da escola, era pouco frequentado - Eu estou falando com você!


Tentou soar firme mas Lauren a olhava de um jeito. Puxou a garota e colou seu corpo nela, beijando o pescoço dela suavemente. Sentia o corpo arrepiar.


-Fui jantar com meus pais e acabei dormindo lá, desculpa - disse infiltrando a mão na camiseta, camila estava sem sutiã, Lauren a olhou rapidamente, voltando ao pescoço.


-E-eu te perdoo dessa vez - disse perdida sentindo a mão apertar seu seio, segurou um gemido fechando os olhos - Alguém pode entrar aqui..


Tentou tirar a mão da garota que agora estava descendo perigosamente pela sua barriga.


-Achei que a covarde fosse eu - brincou e Camila se distraiu sentindo a mão puxar sua calça pra baixo abilmente - Não faz barulho.


Pediu antes de colocar os dedos na entrada molhada e deslizar beijando a garota que apertou o braço dela.


-Você é.. uma - gemeu - Ridícula.


Lauren não disse mais nada, se dedicou aos movimentos rápidos e silenciosos, Camila não demorou a sentir a sensação de flutuar. Gozou vergonhosamente rápido.


-Eu senti a sua falta - Lauren disse dando um selinho nela e colando as testas - Muita falta.


-Eu também - respondeu rindo.


Se beijaram mais até sentir a movimentação no banheiro aumentar. Esperaram o silêncio e saíram com uma cara de culpa evidente. Seguiram caminhos opostos pelo corredor, estavam atrasadas.


Camila pediu licença e sentou no canto, não conhecia ninguém na sala. Ninguém exceto Shawn, que no momento mudava de lugar e sentava ao lado da latina. Ela suspirou.


-Mila, você tá me evitando? - ela o olhou negando - Pois parece.


-Não é isso.. eu só estou ocupada - disse baixo procurando o livro, ele pegou na sua mão e ela travou.


-Com licença, senhora Holpckins, só quero entregar o livro da Camila - Lauren disse friamente encarando a garota, Camila olhou pra mão de Shawn na dela e puxou rápido, isso não foi despercebido pela morena. Entregou o livro pra um garoto sentado na primeira cadeira e saiu sem olhar pra trás.


Camila estava surtando mentalmente. DROGA DROGA DROGA. Era tudo que seu cérebro repetia.


-Camila, eu tô falando com você.. - Shawn disse entregando o livro que havia pego com o garoto - Eu te fiz algo?


Ela negou. Estava branca. Lauren a olhou de um jeito tão frio.


-Me deixa sozinha, por favor - pediu segurando as lágrimas, Shawn suspirou e saiu. Ela olhou pra janela sentindo a garganta apertar. Sabe o medo irracional de perder algo? Ela sentia isso.


Notas Finais


Não surtem.

Beijos de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...