História Girls Like Girls (Camren) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Girlslikegirls Camren
Visualizações 902
Palavras 1.978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quero deixar algumas coisas claras aqui, a história fala sobre medo e negação, embora seja um romance.

Musiquinha - Devil Side - Foxes

Ignorem os erros e boa leitura!

Capítulo 20 - XX - Caindo


Fanfic / Fanfiction Girls Like Girls (Camren) - Capítulo 20 - XX - Caindo

Sabe quando tudo está dando super certo e você vê tudo desabar?


Esse é o momento que define muita coisa, mas de cabeça quente, as coisas ficam confusas. A mente humana é insana.


Lauren sentia a mão doer de tanto apertar o punho. Marchou até a sala indignada com o que viu. Entrou depois de ser permitida. Sentou no fundo e viu Hailee a acompanhando com o olhar curioso. Ignorou.


Desligou o celular depois da terceira mensagem de Camila. E jogou o aparelho na bolsa. Pegando o caderno, mas não escreveu nada além de OTÁRIA em letras garrafais.


Duas aulas de física eram a maior tortura que ela poderia ter além de lembrar da mão de Camila junto da dele. Bufou, seu cérebro insistia em jogar isso na cara dela.


Camila enxugava os olhos suavemente, ficou a aula toda soltando lágrimas aleatórias. Keana a olhava do fundo da sala com cara de raiva. Mas ela estava alheia a isso. Deixou o celular de lado, Lauren não responderia.


Dinah entrou na sala com Mani, falavam sobre algum garoto do futebol da escola. Seu olhar caiu em Brad e Brandon sentados no fundo da sala.


-Eles estão amigos agora - Mani comentou olhando também e arrastando a garota pra fileira da frente.


-Eu percebi - olhou pra trás e viu Brandon a olhando, ele sorriu mas parecia triste. Ela virou franzindo o cenho - Amigos demais.


-As vezes eu queria contar pra ela - ele soltou olhando a ex - Mas ela me odeia.


Concluiu.


-Eu nunca entendi bem isso - Brad disse olhando a garota - Como aconteceu?


-Ah, a gente tirou umas fotos, coisa boba.. estavam no meu celular e vazou, mas não fui eu. Ela não acreditou, óbvio.


-E quem foi? - disse curioso.


-Não sei - lamentou - Mas eu não fui, pode ter sido alguém do time - disse pensativo - Realmente não sei. Até o Shawn levou a culpa - riu.


-Esse seu primo é um idiota - Brad disse sem pensar e Brandon o olhou com uma cara feia - Nem vem, ele quase agarrou a Lauren uma vez, ele é idiota sim..


-Ele me falou disso, tava bêbado - tentou defender e Brad bufou.


-Bêbado ou não - riu - Direito ele não tem. Não é sempre não. Grava isso, meu amor.


Disse carinhosamente e Brandon sorriu com o meu amor, Brad era muito carinhoso. Ele tinha sorte.


-Você pode me ouvir? - Camila disse baixo, Lauren estava guardando os livros no armário e não a olhava - Por favor, Lolo.. eu não tive culpa.


Disse baixo e agoniada.


-Camila, eu te falei - avisou - Caramba, ele toda hora dá um jeitinho de se pendurar em você, eu mereço isso?


Perguntou magoada e a latina negou sentindo a bola na garganta. Não queria chorar ali.


-Eu juro que vou manter ele longe, me desculpa? - era uma inversão de jogo ali, geralmente Lauren estava no papel de pedir desculpas, mas agora ela sentia algo pior do que estar errada. As vezes estar certo pesa mais ainda.


-Tudo bem - suspirou - Mas mantenha ele longe, ou eu faço isso. - Camila concordou e beijou rapidamente a bochecha dela.


Lauren sentiu o coração acelerar, algo bom. Andaram lado a lado pelo corredor até o refeitório.


Ao entrarem, Perrie estava com um celular na mão parada no meio do refeitório.


-Nossa protagonista chegou, gente - gritou e olhares foram pras garotas.


Lauren sentiu o rosto vermelho pelos olhares, Camila olhou pra ela com medo nos olhos, ela procurou o celular e não achou. Seu rosto caiu. Era o celular dela.


-”Eu adoro a forma como você me olha, me faz sentir mulher” - leu alto - “Eu não esperava primeira vez melhor, boo” “Seu corpo sobre o meu é tudo que eu quero” “A sua boca feminina, suas curvas, seu cheiro doce” “Caramba, eu estou tão apaixonada por essa garota” “Essa garota é tudo que eu quero” “Meu corpo está em chamas por você” - todos cochichavam e Camila sentia o coração acelerar mais e mais, eram mensagens de texto, coisas pessoais, mas também citações que ela anotou aleatoriamente - A melhor parte vem agora pessoal - “Eu não sei, Lucy.. eu sinto tanta atração por ela, e o mais louco, eu senti isso por uma outra garota, foi fraco, comparado ao que ela me faz sentir, mas eu posso dizer, sou oficialmente lésbica” - riu alto e todos faziam o mesmo - Quem será a paixão que tirou o cabaço da Cabello? - olhou sugestivamente pra Lauren que engoliu em seco - Algum palpite pessoal? Eu tenho um..


Camila saiu correndo de volta pro corredor. As garotas estavam chocadas, correram atrás dela, empurrando todos pelo caminho. Ela corria como se a vida dependesse disso, seus olhos embaçados pelas lágrimas dificultavam o caminho.


-Você é doente - Veronica disse arrancando o celular da mão dela - QUAL O SEU PROBLEMA? - berrou e Perrie riu. Ela olhou pra Lauren esperando uma reação, mas ela estava em choque. Travada pelo medo. Ela imaginava passar por um certo julgamento, mas aquilo era mais do que ela poderia aguentar. Olhava aflita pra Vero que devolveu o olhar com decepção, com um certo tipo de raiva - FUI EU, ESTÃO FELIZES!? EU FIQUEI COM A CAMILA! É ISSO QUE QUEREM SABER PRA DEIXAR A GAROTA EM PAZ!? SOU EU, EU SOU LÉSBICA. SOU EU. - gritou sentindo o peito arder em lágrimas - E VOCÊS SÃO UM BANDO DE RATOS MALDITOS, SEU FILHOS DA PUTA!


Perrie sentiu o nariz doer com o soco que ela recebeu da garota. Caiu pra trás. Veronica parou ao lado de Lauren a olhando em descrença.


-Vero.. e-eu-.


-Corta essa, Jauregui - riu debochada - Eu esperava mais de você, muito mais, no fundo você é pior que a Keana. Por que você a ilude com essa ideia de um dia lutar por ela. Eu sei que não vai. Você é covarde demais pra isso.


Saiu deixando uma Lauren destruída, ela não tinha coragem. Ela era fraca. Camila não merecia isso, mas ela não fez nada pra ajudar. Sentiu Brad lhe puxando pela mão em direção ao corredor e soltou as lágrimas que estavam presas. Ela era covarde.


Camila parou ao alcançar o estacionamento, nunca desejou tanto ter um carro. Queria cavar um buraco e se esconder nele.


Dinah foi  a primeira a alcançá-la. Abraçando a garota que chorava de joelhos no chão. Mani, Hailee e em seguida Ally faziam o mesmo, todas elas sentiam a dor da garota. Dinah melhor que ninguém sabia como ela ser exposto, mas uma foto soava como um presente comparado a aquilo agora.


*Play na música*


Run and hide, it's gonna be bad tonight

Cause here comes your devil side

It's gonna ruin me

It's almost like slow motion suicide

Watching your devil side get between you and me


-Eu preciso ir embora - sussurrou fraco.


Veronica veio correndo até as garotas, estava com o celular na mão. Abaixou e puxou Camila pra um abraço. Ela queria apagar aquilo da memória da garota.


So tell me what I need to do

To keep myself away from you

To keep myself from going down

All the way down with you


-Não chora - ela chorava também, estava com o coração quebrado. As pessoas são cruéis - Estamos com você..


As garotas choravam vendo a latina ali, tão frágil e quebrada. O mundo não é justo.


Still I want you, but not for your devil side

Not for your haunted life

Just for you

So tell me why I deal with your devil side

I deal with your dangerous mind

But never with you

Who's gonna save you now?

Who's gonna save you?


Vero colocou a garota no carro dela, dizendo as garotas que a levaria pra casa. Pediu que alguém guardasse o material dela. E elas concordaram. Queriam ir todas juntas mas não podiam.


-Cadê a Lauren? - Hailee disse baixo e Veronica negou. Ela entendeu o que aquilo significava.

I can't lie, but I do miss those times

We were on a high

I thought it would never end

But you and I have come from the same long line

Good kids with a devil side

Just going around again


Lauren escorregou até o chão, estava sem rumo. Brad a olhava em desespero. Ela não falava nada. Só chorava.


-Laur, você precisa me ouvir - ela negou - Você precisa falar com ela.. olha o que fizeram - disse chocado - Por favor..


Quase implorava e ela negava.


So tell me what I need to do

To get myself away from you

To keep myself from going down

All the way down with you

All the way down with you


-Eu nunca vou conseguir isso.. eu achei que sim, mas não - confessou baixo ele a puxou fazendo a garota o encarar - Nunca vou conseguir me casar com uma mulher, namorar uma e aguentar o peso que isso trás - sua voz era puro desespero contido - Eu não posso..


Ele a olhava negando, vendo a garota se afundar em si.


-Você pode, você gosta dela e se não for ela vai ser outra - disse rápido - Não faz isso com vocês..


I want you, but not for your devil side

Not for your haunted life

Just for you (just for you)

So tell me why it's always your devil side

It's always your dangerous mind

It's never you

So who's gonna save you now?

Who's gonna save you?

Who's gonna save you?


-EU NÃO POSSO! EU NÃO CONSIGO! EU NÃO CONSIGO!


Gritou empurrando o amigo pra longe.


-Vai deixar ela ir embora assim? Por que você tem medo!? - tentou se aproximar mas ela se encolheu.


To tell me what I need to know

To make you want to change it all

To keep myself from going down

All the way down with you

All the way down with you

-Eu não vou fazer nada, eu não consigo - sussurrou e Brad chorou baixo, correndo atrás da garota. Camila ainda devia estar algum lugar ali. Provável que a saída.


Chegou a tempo de ver o carro de Veronica sair do estacionamento. Correu até as garotas que se abraçavam.


-Cadê ela? - disse atraindo atenção.


-Cadê a Lauren? - Dinah devolveu e ele sentiu o peso das palavras seguintes.


-Ela não vem, ela não vai vir nunca - Mesmo sem saber da história toda, elas sabia que Brad estar ali era um sinal de que muita coisa estava por trás disso. Um namorado não faria isso por uma garota que a namorada estava ficando.


Elas entenderam que ele sabia, e que não ligava, mas por quê?


I want you, but not for your devil side

Not for your haunted life

Just for you

So tell me why I deal with your devil side

I deal with your haunted life

Never with you

Who's gonna save you now?

Who's gonna save you?

Who's gonna save you now?

Who's gonna save you?


Lauren estava sentada no chão do banheiro quando a porta se abriu, ela ouviu os passos pararem em frente a cabine e agilmente abrir a mesma.


Keana a olhou com dó, ela entendeu o que estava óbvio. Sentou ao lado da morena fechando a porta.


-Não se culpe - disse com a voz rouca, segurando o choro - Eu também não tenho coragem..


Mas ela se culpava, se xingava. Fazia tudo que poderia pra dizer a si mesma que ela estava errada. Mas seu corpo não reagia. Queria correr até Camila, tudo que via era a garota inalcançável. Em um pedestal que ela jamais alcançaria. Seu medo a grudava no chão.


Keana chorou, Lauren chorou. Eram a própria imagem da covardia em um mesmo lugar. A vida era realmente injusta. Sentiram o sangue gelar, seus corpos tremiam e doíam, era uma dor psicológica, algo pra mostrar o poder que o medo tem sobre as pessoas, e por aquelas em questão, ele tinha dominância real.


Camila foi amparada por Vero casa adentro. Estava silenciosa e ela agradeceu. Não queria encarar os pais agora. Vero sentia o mesmo. Queria assimilar tudo. Puxou a garota pro quarto e a deitou na cama. Ela chorava baixo agora mas a dor só aumentava.


-Eu tô aqui com você - segurou a mão dela e apertou.


Camila fechou os olhos desejando voltar, voltar ao momento que conheceu Lauren e apagar isso da memória dela. Era impossível, mas até pegar no sono, seu único pensamento era esse.


Notas Finais


Tentem entender o lado de todo mundo aqui, por favor.. existem barreiras a serem quebradas. É isso.

O problema não está no Shawn querer a camz, está na Lauren não ter coragem o suficiente. Percebem isso?

Beijos de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...