História Girls like You - Capítulo 55


Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Anahí, Ariana Grande, Barbara Palvin, Cameron Dallas, CNCO, Dove Cameron, Dylan O'Brien, Fifth Harmony, Katherine McNamara, Kendall Jenner, Little Mix, One Direction, Taylor Swift
Personagens Ally Brooke, Anahí, Ariana Grande, Ashton Irwin, Barbara Palvin, Calum Hood, Cameron Dallas, Camila Cabello, Christopher Vélez, Dinah Jane Hansen, Dove Cameron, Dylan O'Brien, Erick Brian Colón, Harry Styles, Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Joel Pimentel, Katherine McNamara, Kendall Jenner, Lauren Jauregui, Leigh-Anne Pinnock, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Normani Hamilton, Perrie Edwards, Personagens Originais, Richard Camacho, Taylor Swift, Zabdiel De Jesús, Zayn Malik
Tags Amigasdeinfancia, Amizade, Anahí&zayn, Cymeron, Hithy, Leatriz, Mayshawn, Meliam, Niallanne, Romance
Visualizações 14
Palavras 4.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee😍

Então
Tecnicamente um dia seria 24 horas😂😂😂


E cá estou eu em menos de 24 horaaaaas vejam esse milagreee😂


Gente do ceu, nao postei ontem pois eu queria dar algo a mais na fanfic🙃


E ELA TA MARAVILHOSA 😊❤🤩


Teremos hot, Muuuuuy caliente☀️🔥


Perdoem a capa mei...💩 #Reciclagem


Espero que gostem, e perdoem se houver algum erro, eu tentei revisar bem o cap 🤷‍♀️❤


BOA❤
LEITURA❤

Capítulo 55 - I Have A Great Plan


Fanfic / Fanfiction Girls like You - Capítulo 55 - I Have A Great Plan

Shawn pov on



De repente eu a avistei, a mulher mais doce que já vi em toda a minha vida, era ela, Maya estava ali, do outro lado da rua, vindo ao meu encontro com um sorriso lindo



Ela ficou em pé na minha frente



E ate então eu nao havia movido um único músculo, estava lá, parado, intacto


- Maya?- falei gago e emotivo



- Amor- disse ela vindo contra mim e me abraçando fortemente



Era isso que eu precisava


Esse toque


Esse abraço


Esse perfume


Essa mulher


Era como se tudo estivesse bem, naquele instante tudo voltou a ser como era


Ela me soltou e eu a olhei com os olhos cheios de lágrimas


- Eu voltei- falou ela- agora vamos ser só eu e você


E então, eu a beijei, a mulher da minha vida, e toda a tristeza que eu vinha sentindo se foi com o toque daqueles lábios


Nos sentamos naquele banco e alí ficamos


Falamos sobre a vida, sobre o tempo em que ela esteve fora


- Shawn, eu vou voltar a trabalhar, daqui a pouco ja vou pro restaurante, sei que tens coisas pra fazer, mas Amanhã a noite, passa lá pra me buscar?



- Passo, mas eu nao quero me separar de você, quer me ver longe por todo esse tempo?


- Não, não é nada disso, eu quero ficar o maior tempo possível com você, mas hoje vou me instalar novamente, deu problema com as minhas malas, e meu carro ainda não chegou, parece que as coisas nao estão a favor, e assim, não querendo ser stalker, maaas seu Show na terça começa antes, então, tens mais tempo para ficar comigo quando ele acabar



- Olha você tem razão, mas, acho que segunda, dá também, será que consegue resolver esses assuntos do carro, da mala e da volta pro apartamento hoje a tarde?


- Sim, consigo, eu acho, quer vir hoje?


- Quero, daqui pra frente não te largo mais


- Então, até hoje a noite


- Até minha princesa


Nos despedimos com um beijo cheio de carinho


E assim, foi cada um para um lado, Maya para o restaurante e eu para o carro


Já se passavam das 8:30 então eu acelerei o carro com a intenção de chegar voando para a gravadora


Shawn pov off


Myh pov on


Após aquela confusão com as aranhas, Harry e eu não quisemos continuar no hotel, então viemos para o apartamento das meninas (e meu também)


Nós nos deitamos e assim adormecemos, eu no peito de Harry, sem clima para mais nada


Ao acordar, percebo que não há mais ninguem no quarto e apenas um bilhete no criado mudo com os diseres:


" Bom dia minha princesa

Enfim, como deves ter visto eu não estou aí com você...
Bom eu já fui para a gravadora, espero que não cique preocupada nem chateada, pois você dorme como um anjo e não a quis perturbar

Beijos, Harry♡"


Ao ler isso tranquilizei meu coração


Mas eu ainda estava com raiva, uma raiva tão grande que nem escutei quando a porta foi aberta revelando a Mel brava também


- Bom dia Myh


- Bom dia Mel, está bem?


- Não, e sei que também não estás, temos que pensar em algo grande, algo para acabar com Simon e sua reputação ridícula


- Hummm, eu concordo, já passou da hora de ele ver o que é bom para a tosse, as meninas ja chegaram?


- Não, só eu, mas por que?


- Porque a vingança vai necessitar de todas nós, temos que agir juntas


- Concordo, já temos que ir pensando em algumas coisas enquanto a Anahí, a Ray, a Cyndi não vêm


A campainha soou


- Vou atender- eu disse me levantando e pegando um roupão


Ao puxar a porta me surpreendo


- Serviço de quarto, foi aqui que pediram uma bomba?- falou a descarada


- MAYAAAAA- falei pulando em cima dela



- VOLTEI PUTIANEEEEE



- MAYAAAAA - Mel chegou gritando e caindo no bolinho com nós duas, que por fim acabamos as 3 no chão



-AAAAH- Falou Maya se levantando- Trouxe duas pizzas, bora comer?



- Quais sabores?- Mel perguntou


- Calabresa e quatro queijos


- Bora comer e a senhoritaaaa vai contar tudo Dona Maya- eu disse


Fomos ate a bancada da cozinha e abrimos a pizza de calabresa, cada uma pegou uma fatia


- Cheguei hoje de manhã- anunciou Maya


- Já é meio dia Dona Maya, fosse aonde?- perguntou Mel tentando envelhecer Maya


- Ver Shawn e Fui no restaurante


- Hummm, falar em Shawn ele andou estando péssimo- comentou


- Eu sei, eu falava com ele pra ele se sentir melhor, sei do que fiz e nao me orgulho, mas eu precisava disso


- A gente entende- eu disse com voz suave


- Beleza, gente, eu acho que preciso de ajuda- ela disse soltando a pizza


- É só dizer- falei amistosa


- Shawn vai me buscar hoje, e agora o negócio vai ficar sério


- Vishh... A Virgem inocente falando isso?- Mel riu


- Sim kkk Você entendeu o que eu quis dizer, só que eu não sei o que fazer


- Infelizmente não poderemos ajudar, pois isso é diferente de cada pessoa- eu falei


- Eu tô APAVORADA na melhor das hipóteses


- Só fica calma-Mel respondeu


- Sobre o que estavam falando?- perguntou- antes de eu chegar...?


- Temos que nos vingar do Simon, precisaremos de todas as menina, e ideias também


Myh pov off



Shawn pov on


Ja era noite


Depois da volta de Maya eu não queria a deixar só, então fui busca-la após o trabalho


Meu show acabou ás 00:40 e após isso eu saí em direção ao restaurante de Maya


Estacionei meu carro em frente ao estabelecimento e verifiquei novamente o horário


01:24


Os trabalhos no restaurante se encerram a 01:15, por isso não havia movimento algum de fregueses e os poucos funcionários que restavam ja estavam indo para suas casas, as luzes ja estavam apagadas e so restava uma próxima à recepção


Resolvi sair do carro e entrar, ao adentrar o local vi Maya na recepção assinando alguns papéis Então fiquei observando-a no batente da porta


- Jack, quer ajuda com a Louça?- Ela gritou


- Não precisa, ja terminamos aqui- ouvi a voz gritar em resposta, logo saíram da cozinha um homem alto de meia idade com sua barba branca e um rapaz um pouco mais novo que ele com o uniforme de cozinheiros em mãos


- Terminamos- Disse o Mais novo


- Ja estamos indo, não queremos atrapalhar vocês- o mais velho disse


Então só agora Maya notou a minha presença, lhe lancei meu melhor sorriso


- Tchau gente- os dois cozinheiros falaram em uníssono e foram-se embora


- Shawn?! Ai meu Deus, está aí a muito tempo- Maya falou meia espantada tentando arrumar seu cabelo rebelde que insistia em deixar alguns fios desalinhados mesmo preso


- Não muito, na verdade cheguei quase agora- Falei me aproximando dela- Muito ocupada?


- Não, não eu só estava verificando as contas de agua, gás e energia, quarta ja vou efetuar o pagamento e organizar as compras


- E falta muito?


- Não, ja terminei pra falar a verdade, só vou la dentro guardar a papelada


E assim ela pegou os papeis e rumou ao escritório


Eu? Eu iria esperar ela voltar...


5 minutos depois


Tá ela só foi guardar uns papeis, daqui a pouco ela ja volta


10 minutos depois


Tá, 10 minutos pra guardar uns papeis tambem ja é demais

Fui em direção ao escritório e encontrei Maya em cima da mesa vazia com um abajur em uma luz fraca, a única luz que iluminava o local

- Maya?- a chamei


- Shawn, eu estava te esperando- ela respondeu com um olhar provocante e uma voz tentadora


- Pra quê?


Maya empurrou com o pé a cadeira a sua frente e olhou para mim, depois para a cadeira que havia empurrado, soube então que eu deveria me sentar, e assim o fiz


Ela rumou em direção a porta e a trancou


Ela estava em pé atraz de mim quando falou ao pe do meu ouvido com leves sussurros:


- Da última vez que estivemos aqui, ficamos só nos beijos, mas hoje eu quero mais do que isso


- O que quer dizer com isso?- perguntei um tanto confuso


- Quero dizer- falou andando ate a minha frente me obrigando a encara-la nos olhos- que quero te conhecer melhor- ao dizer isso ela voltou a se sentar na mesa


Levantei e cuidadosamente afastei suas pernas e fiquei em pé entre elas


- Eu não entendi-falei pegando em sua mão e posicionando-a sobre meu membro que começava a se enrigecer- poderia me mostrar?- pedi e Maya sorriu envergonhada


Com suas pequenas mãos ela abriu meu cinto e desabotoou minha calça, que logo em seguida foi parar no chão, mas ela continuava a me estimular ainda com a cueca


Foi quando eu a senti me puxar para um beijo, um beijo urgente cheio de desejo e luxuria. Senti as mãos dela adentrarem a minha cueca e arfei em seu pescoço aonde comecei a depositar beijos molhados


Maya segurava firme em meu membro e se movia com precisão, ate que por fim eu tirei por completo minha cueca


Sem mais delongas ela me empurrou e disse:


- Senta


Obedeci e me sentei naquela cadeira


Maya veio ate mim sem desviar de meus olhos um segundo sequer, apoiou-se com os braços nos braços da cadeira e me beijou, um beijo mais calmo mas ainda com desejo, e falou baixinho enquanto tocava nossos narizes:


- Se eu fizer errado, por favor, me diz


Só fui entender quando Maya se abaixou e passou a língua na cabeça do meu membro o que me fez não conseguir conter suspiros


Em seguida ela começou a usar a boca e lentamente descer sobre meu membro e a cada descida ela investia um pouco mais nele


Tornou a masturbar a parte que seus labios não chegavam


Maya investia fundo nisso, me lambuzava, me masturbava e me chupava de uma forma que me deixava arrepiado


- Eu vou gozar- falei entre gemidos


- Goza pra mim- ela pediu me olhando e tornou a abocanhar meu pau


Cheguei a meu ápice e Maya engoliu cada gota


Ela se levantou e me beijou novamente


Eu a empurrei em direção a mesa e a deitei calmamente, retirei sua calça e a deixei só com a calcinha


- você é tão linda- lembro-me de ter a dito


Desci minha mão até a calcinha dela e comecei a estimular ela por cima do fino tecido


Maya suspirava pesadamente ate que pediu por mais, coloquei sua calcinha para o lado e passei meu dedo pela sua entrada o que a fez recuar um pouco


Retirei sua calcinha e continuei a estimula-la(essa palavra existe?), Maya gemia em minhas mãos, os sons abafados que saiam de sua boca me deixavam mais atento e com uma vontade de tê-la ainda mais


Posicionei meu dedo maior na sua entrada e sussurrei em seu ouvido


- posso?


Ao consentir su a penetrei calmamente vendo a reação que somente meu dedo a fazia ter


Desci meu rosto até o meio de suas pernas e a escutei gemer alto


Minha lingua explorava cada parte dela, e foi tão bom a sentir puxar meus cabelos


Meu nome saia por entre seus labios e isso me deixava cada vez mais louco por àquela mulher, resolvi pegar um pouco mais pesado com ela, além de chupa-la comecei a trabalhar com meu dedo entrando e saindo


Maya nao cabia mais em si, comecou a gritar meu nome, gemer alto de prazer e se agarrar às bordas da mesa


- Shawn... eu... vou....- falou ofegante


Logo entendi o que ela quis dizer e nao parei ate sentir uma onda de espasmos atravessando o corpo dela, sentir suas pernas tremerem e seu liquido escorrer


Maya rendeu-se ao cansaço enquanto eu beijava-lhe a coxa e virilha


Fui para a sua frente e lhe tomei os lábios


- E aí?- perguntei e a fiz sorrir um tanto quanto envergonhada


-Humm-resmungou sapeca se sentando


Como meu corpo ainda estava em meio a suas pernas eu fiquei ali abraçado a ela durante um bom tempo foi ali o nosso paraíso, entre abraços, beijos e uma saudade interminável


- E o seu carro, Maya?- perguntei quebrando nossos 5 minutos de silêncio


- Chegou hoje a tarde, já esta em casa


- Amanhã te trago


- Que? Pra quê isso? Me acha incapaz?- falou fingindo estar ofendida


- Não, para de delírio, você passou quase um mês longe de mim, estou com saudade, quero passar mais tempo com você, mesmo que sejam somente alguns minutos do dia


- Vai querer me buscar também?


- Com toda a certeza, devo lhe buscar em qual horário?


- Nas terças e quintas eu venho mais tarde, passa la às 09:00, se quer vir me buscar, venha à 01:30


- Mas e agora...? Quer ajuda para fechar tudo?


- Não, não, está tudo fechado, já me certifiquei, só ligar o alarme e desligar as luzes no interruptor geral


- Ok, te espero lá na rua- falei e selei nossos lábios


Destranquei a porta e caminhei em direção a rua, lá fiquei esperando-a


Que noite...


Entramos no carro e colocamos os cintos


- Shawn- chamou Maya enquanto eu saia com o carro


- May?- perguntou sem tirar os olhos da estrada


- Pra onde vamos?


- Eu ia te deixar em casa... Ou você quer ir para algum lugar...?


- Eu...- Maya começou a gaguejar


- Calma, me fala- a encarei com um olhar encorajador- quer ir aonde?


- Shawn, eu quero que me leve com você, pra sua casa


Shawn notou as bochechas de maya se avermelharem e suas mãos ficarem tremulas, mas ate então, não compreendia o nervosismo


- Então vamos para minha casa- falou em seguida lhe lançou um sorriso e depositou uma de suas mãos sobre a Coxa de Maya, o que no início a assustou um pouco, mas logo depois ela a segurou com delicadeza


Ao chegarem a casa de Shawn, Maya se acomodou no sofá, enquanto Shawn buscava água na geladeira


- Quer água? - Shawn gritou da cozinha para Maya


- Não, valeu- agradeceu ela


Shawn foi para a sala, e sentou-se no sofá ao lado de Maya abraçando- a por trás


- O que você tem?- questionou ele curioso


- Nada


- Tens alguma coisa, sim, está tão muda- insistiu Shawn


- Não é nada


Ele a encarou sério, e tornou a dizer


- Me fala


- Tô com medo


- Medo de quê?


Maya tornou a aquietar-se


- Medo de mim?


- Não é de você


- Então do que está com medo?


- Eu quero tentar


Desta vez quem se calou foi Shawn


- Tentar?- falou Shawn sem entender


- Quero fazer sexo com você - explicou


- Mas por qual motivo está se cobrando quanto a isso? Não quero que seja forçada a nada, sabe disso


- Eu quero, já estava tudo certo para mim quanto a isso, mas pelo visto eu tenho uma trava, eu simplesmente não consigo ir adiante, me sinto pronta, eu quero, mas não consigo- falou sem o encarar


- Então não o faremos


- Não faz isso comigo, eu quero tentar, me ajuda com isso, não me convence ao contrário, por favor, me ajuda...


- Tudo bem, eu ajudo você, a gente faz, mas primeiro eu quero que me diga tudo o que ta preso ai


- Eu gosto de você, eu te quero mais que tudo, sabe, todos os dias quando eu acordo, eu imagino um futuro ao seu lado, eu quero ter você pra sempre comigo, acordar todas as manhãs e te ver do meu lado, nunca pensei que fosse capaz de sentir algo tao profundo por alguém. Tudo isso é novo pra mim, Shawn, sabe, tudo o que nós fizemos, eu nunca tinha feito nada disso com alguem antes, eu tô confiando em você, só que eu sei que pra você tudo isso ja aconteceu, sei que você já esteve com muitas outras mulheres, sei que nao esta com elas agora, mas eu não consigo parar de pensar em como você foi especial para elas, e o quanto elas também significaram pra você, ok passado eu entendo, mas eu nao quero ficar no seu passado, ser so uma lembrança, eu amo você


- É isso que te deixa com medo?- assenti e ele sorriu olhando para baixo- Seguinte- começou buscando minhas mãos- eu tenho experiência, tá, ok, mas tambem é a primeira vez que eu amo alguem, nunca senti alguma coisa a ponto de querer arrancar meu coração fora quando você está longe, a ponto de adiar shows e mais shows, minhas paixões anteriores eram apenas isso, paixões, quando elas iam embora e eu nunca mais às via, eu escrevia, eu fazia os shows, mas você não, você é capaz de me derrubar, pequena. Não tens que ter medo de mim, nem disso, de se entregar a esse amor doido que temos, porque eu duvido que algum dia deixaremos de ter um ao outro


Ficamos assim por um tempo nos olhando, ate que eu o puxei pela nuca apertando os fios de seu cabelo que estavam presentes la e o beijei com calma


Em questão de minutos o nosso beijo se tornou feroz, com um desejo voraz


Shawn me tomou em seus braços e me levou ate seu quarto me deitando sobre a sua cama


- Quero que seja bom pra você- ele disse e foi em direção a porta e a trancou, foi ate sua pequena varanda e fechou a cortina

Shawn pov off



Maya pov on 


Estava um breu


Senti Shawn se aproximar da cama e livar os abajures ao lado da cama em uma meia luz


Ele se sentou a minha frente na cama e eu puxei meu vestido para cima ate o retirar por completo e o jogar no chão deixando-me apenas com um conjunto preto de lingerie



Shawn começou a tirar sua camisa e quando percebi so estava com sua cueca preta eu enlouqueci, ele era tao lindo


Seus dedos corriam pela minha perna ate pararem em minha intimidade, aonde ele me tocava por cima do fino tecido que logo ele tratou de se livrar


Eu o sentia me penetrar com seus dedos ágeis enquanto eu me relaxava e deitava calmamente em sua cama


Eu estava em êxtase gemendo cada vez mais forte, cada vez mais alto


Shawn começou a investir pesado em mim e eu acabei por me derreter em sua mão


Foi tao forte que quando voltei em mim eu so cosegui ver Shawn colocando a camisinha


Depois disso ele ficou ppr cima de mim e se ajeitou no meio das minhas pernas


- quando você quiser- disse ele


- pode ir


Ele se posicionou em minha entrada e a forçou brevemente, soltei um grito que exalava mais prazer do que dor, porém ele não havia entrado


- Relaxa May, sou eu- disse ele em meu ouvido


Eu sabia que ele tentaria novamente


E assim ele o fez


O posicionou em minha entrada e eu o senti escorregar para dentro devagar com um grande esforço e desta vez, o grito que soltei foi desesperador, a dor era horrível, dificil de suportar


Shawn sabia disso


E ele parou, deixando somente a ponta dentro de mim


Com isso a dor nao se intensificou


- põe tudo- o supliquei


- Tudo?- respondeu confuso


- Tudo- respondi convicta


Ele foi entrando cada vez mais, calmo, mas me deixava cada vez mais aflita e com mais vontade de gritar


Eu nao estava mais em mim, meus sentidos... Eu sentia como se estivesse os perdendo


A cada milímetro que Shawn entrava, eu me exauriava mais


E ali estava eu, completamente entregue áquele homem, me sentia cada vez mais fraca


Ele se movia dentro de mim e foi se retirando mais devagar


Eu gritava e me contorcia em seus braços, arranhava suas costas e me perdia ao sentir seu membro me deixar


Mas a situação piorou quando seu membro retornou para dentro de mim


- Shawn- minha voz saiu por um fio


- Ta tudo bem?- perguntou preocupado


- Tira- pedi com lagrimas em meus olhos


E assim ele o fez, ao sentir seu membro saindo de mim lagrimas jorraram de meus olhos


- Calma, por favor Maya- falou enquanto tirava a camisinha


Eu me virei de lado e me contorci como um feto, e chorei, naquela posição fetal


- Me desculpa, Maya, eu... Eu devia ter parado antes- ele me abraçou por tras e assim ficamos, eu adormeci


Ao acordar percebi que eu estava dormindo no peito de Shawn e o senti acariciar meus fios


- Desculpa- sussurrei baixo e tornei a chorar em seu peito


- Calma, ta tudo bem... Por que se desculpa?


- Não queria que tivesse sido desse jeito


- Não gostou?


- doeu, muito. E eu nao queria que sentisse que está fazendo tudo sozinho, queria que fosse bom pelo menos para você


- mas eu não achei ruim, e não fiz tudo sozinho


- Não fala isso só pra eu me sentir melhor


- Não falei para isso


- eu sei que sim


- olha para mim- ele pediu e assim eu o fiz- acredita em mim, eu amo você, sei que você tem suas limitações, e eu tenho as minhas, foi a sua primeira vez, e eu entendo isso
Sei que você tinha uma expectativa, que queria que fosse perfeito, idealizou e eu queria que se sentisse bem, que gostasse
Não era pra estar frustrada com isso
Ok não foi perfeito, eu sei disso, queria que fosse, não foi, sei que doeu, nenhum de nós queria que fosse assim
Mas foi ruim? Foi necessariamente ruim?
Eu não sou um ator pornô, o meu pau não fica duro igual pedra, e não tem 3 km
E você nao é uma atriz pornô, não temos que atender as expectativas de ninguem, somos somente eu e você, vamos melhorar nisso, vamos nos entender, vai ficar bom, nao precisa ser de primeira


- tem razão, me desculpa por tudo


- tá bom, desculpo, mas me desculpe tambem


- sim, tudo certo


- Vamos dormir, Madrugada agora, amanhã vai trabalhar?


- Não sei, eu nao precisaria ir, acho que não


- Fica comigo?


- Fico


Novamente adormeci


Acordei naquela enorme cama e Shawn não estava mais lá


Me sentei e procurei por ele naquele quarto


Não obtive resposta alguma


Movi minhas pernas e senti uma leve ardência


Será que era isso? Ele transaria comigo e nunca mais eu teria noticias?


Não. Shawn não era assim!


Ou será que era?


Me senti perdida, usada, tao suja


Ele sabia que eu estaria ali... Qual era a necessidade de mentir


Fui tirada de meus desvaneios quando a porta foi aberta revelando um Shawn de cueca e uma bandeija de café da manhã


- Bom dia- disse ele- te acordei?


- Bom dia, não não, fez isso para mim?


- Fiz, vamos comer?- falou enquanto se sentava na cama e colocava a bandeija na cama- acho que estou desconfortável- disse ele onlhando para meus seios desnudos 


Ele se levantou e retirou sua cueca me dando uma linda visão de seu membro não ereto e tornou a sentar


Shawn era caprichoso


Trouxe café com leite, sanduiches de manteiga de amendoim, uma tijelinha com bolachas(autora: É BOLACHA SIM😂😂😂❤) de chocolate, iogurtes de morango, pães, mistos quentes e suco de morango( autora: não eu não sei como tudo isso foi caber em uma bandeija, mas vamos fingir que coube)


- Achei que tinha me deixado- falei comendo um sanduíche


- claro que não, eu não vou te deixar


Shawn pov off


Mel pov on


Acabei de ter uma ideia contra Simon


Acordei todas as garotas e as reuni na cozinha, pelo visto so faltou Maya


- GENTE, EU JA SEI O QUE VAMOS FAZER


Notas Finais


Tantantannnnn😬🤫


Alguém não é mais virgem aqui e nao sou eu, algo me diz que começa com M de Maya😂😂😂


O que achou do cap?


Eu sou a @stayMih e muito obrigada por ler❤😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...