História .girls like you;seulrene - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Joy, Seulgi, Wendy, Yeri
Tags Irene, Joohyun, Joy, Red Velvet, Seulgi, Seulrene, Wendy, Yeri, Yuri
Visualizações 164
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hey lemon pies 💓
eu resolvi finalmente tomar coragem e atualizar essa fic linda!
ficou curto e me desculpem os erros eu estou com uma enxaqueca terrível então não consegui ler muito antes de postar!
anyway, boa leitura 💚

Capítulo 2 - In my bed



Depois do convite um tanto indiscreto, Irene só sabia comemorar, até porque a garota dos seus sonhos havia aceitado seu pedido malicioso.


Depois do encontro de Seulgi e Irene, ambas voltaram para a sala, Irene olhava o relógio a todo momento, naquele momento, as horas não passavam, tudo que a garota queria era poder ter seu momento com Seulgi.


"Eu juro pelos deuses que se você olhar esse relógio mais uma vezes, eu vou jogar ele na sua cabeça"  – Yeri sussurrou para Irene, ela estava irritada.


"Você não vai acreditar" – a garota respondeu animada.


"O que? aprendeu a ver as horas?" – Yeri arqueou as sobrancelhas sendo completamente sarcástica, como de costume.


"Muito engraçado Yeri" – a morena chegou mais perto dos ouvidos da ruiva, fazendo o mínimo de barulho possível. – "eu vou pegar a Seulgi" – a morena disse animada.


"P-pegar?" – Yeri não aguentou e caiu no riso, mas logo foi cortada pela professora que chamou sua atenção. – "Você quer dizer que vai transar com ela, não é? Ninguém mais usa o termo pegar Irene" 


"Ainda bem que você entendeu, eu estou tão animada" – Irene abriu um sorriso gigante.


"Hum, sorte sua" – Yeri havia sido cortada pelo som do alarme, era hora de ir embora! – "olha só, chegou seu momento, agora vai lá com a líder de torcida bonitinha" – Yeri se levantou e acompanhou Irene até a saída.



Na entrada da escola, Seulgi esperava Irene com toda ansiedade possível, quando finalmente avistou a morena, abriu um sorriso e correu até ela.


"Você demorou" – Seulgi disse mordendo o lábio inferior 


"Pois é, eu acabei encontrando a Wendy nos corredores e tive que ajudar ela a carregar alguns livros, sabe como Wendy é, totalmente atrapalhada" 


"Sim sim, eu sei, eu conheço muito bem a Wendy" – Seulgi disse dando ênfase nas frases, o que deixou Irene muito pensativa e confusa.


"Tudo bem, vamos para casa" 


"Vamos sim" – Seulgi pegou na mão de Irene rapidamente, a puxando para iniciar a caminhada.


                       •••


O caminho até a casa de Irene não era tão longo, as duas passaram boa parte do percurso em silêncio, Irene chutava algumas pedrinhas no meio da calçada, enquanto Seulgi cantarolava alguma música que Irene achava ser dos Beatles.


"Então...seus pais não estão em casa?" – Seulgi perguntou e cortou o silêncio constrangedor que rolava no momento.


"Os dois estam trabalhando, só chegam mais tarde" 


"Irene, você quer mesmo fazer isso?" – Seulgi disse enquanto parou de caminhar.


"Bem, eu quero, mas e você? 


"Eu quero, mas não quero te deixar desconfortável, talvez eu não seja tudo isso que está pensando" – Seulgi disse um pouco envergonhada.


"Não diga isso, por favor, vamos continuar, falta pouco para chegarmos" – Irene pegou na mão de Seulgi a fazendo andar.


Ambas andaram mais dez minutos e finalmente chegaram na casa de Irene, mas com o nervosismo da garota, elas ficaram três minutos paradas em frente a porta porque Irene não achava as chaves.


De qualquer forma, as duas entraram, a casa de Irene era muito confortável, tudo em tons de nude e marrom, tudo dava um ar muito caseiro e simples, o que era uma coisa de família.


As duas jogaram as bolsas no sofá, Irene seguiu até a cozinha.


"Você quer suco, ou água? – Irene disse nervosa.


"Não, eu não costumo beber antes de transar"


"Eu não sei o que as pessoas costumam fazer antes disso" – Irene riu nervosa.


Seulgi revirou os olhos, chegou até Irene e a pegou pela cintura, a colocando em cima da mesa. Irene usava uma saia que deixava suas pernas completamente a mostra, Seulgi se aproveitou da vestimenta da morena, e passou suas mãos por toda as coxas de Irene, subindo e ficando cada vez mais próxima de sua intimidade.


Irene suspirava lentamente, as mãos frias de Seulgi passavam rapidamente em sua pele quente, uma combinação perfeita.


Seulgi tirou a blusa de Irene, e começou a beijar todo o abdômen da garota, enquanto Irene levava sua mão até o pescoço de Seulgi.


Seulgi parou por alguns minutos.


"Onde fica seu quarto?" – a garota disse e logo depois deixou um beijo no pescoço de Irene.


"Fica lá em cima, subindo as escadas, segunda porta" – Irene arfava entre as falas.


Seulgi puxou Irene devagar e as duas correram até o quarto da garota, Irene abriu a porta e ambas entraram.


Seulgi empurrou Irene na cama enorme a sua frente e começou a tirar toda sua roupa ficando apenas com sua linda lingerie branca.


Seulgi subiu na cama e começou a beijar as coxas de Irene que gemeu baixinho ao sentir os lábios gelados de Seulgi em seu corpo.

Seulgi foi ao encontro dos lábios de Irene, lindos lábios vermelhos por conta do gloss, Seulgi selou os lábios da morena, passando suas mãos por toda a cintura e pelo pescoço de Irene.

Irene interrompeu o beijo.


"Hm, eu reparei que você gosta de Beatles, devíamos conversar mais sobre isso" – Irene sussurrou.


"Bebê, não tente me tirar o foco, porque meu foco é você"


Seulgi voltou a beijar a garota, dessa vez enroscando a sua língua com a da garota, que suspirava alto, Seulgi apertava a cintura de Irene com força, e Irene só queria pedir por mais.


Seulgi foi além, desceu até as pernas de Irene e logo até sua intimidade, fazendo com que Irene gemesse alto e em bom som.

As mãos de Irene passeavam pelos cabelos de Seulgi os puxando devagar, enquanto Seulgi fazia sua parte.


Seulgi continuava e Irene arqueava as costas soltando suspiros altos, suas mãos puxavam o lençol como se ele fosse seu único refúgio.

Mas ele não era.


Horas passaram desde que Irene e Seulgi finalmente se sentiram por inteiro.

As duas permaneceram deitadas uma ao lado da outra, Seulgi passava seus dedos fininhos pelo corpo de Irene, enquanto a garota sorria apaixonada para Seulgi.


"Posso te pedir uma coisa?" – Irene perguntou baixinho.


"Pode, eu acho" 


"Fica para sempre" – Irene disse enquanto piscava rapidamente com os olhinhos grandes e apaixonados.


Seulgi suspirou e se levantou sentando na cama, Irene fez o mesmo.


"Eu não posso"


"Você nunca pode..." Irene disse decepcionada.


"Irene eu pensei que isso seria só um sexo casual" 


Irene se despedaçou, ela estava apaixonada por Seulgi, e acabará de perceber que tudo que a garota queria era um lugar para deitar sua cabeça cansada.


"Ah...é só sexo, só isso, você está certa" – Irene mentiu, como de costume.


"Ótimo, pensei que estava apaixonada por mim, imagina que loucura" – a garota riu nervosa.


"Apaixonada? Nunca" – Irene abriu um sorriso fraco.


Depois de mais algum tempo deitadas, Seulgi havia ido embora, mas havia deixado uma parte dela com Irene, mas o pior de tudo isso era saber que no dia seguinte ela teria que olhar novamente nos olhos da garota.


Notas Finais


Ok, primeiro: EU SOU HORRÍVEL COM YURIS ENTÃO NÃO ME MATEM, eu fiz umas cenas curtas, mas quem sabe dá próxima eu faça algo maior e mais empolgante!
Obrigada por chegarem até aqui!
Amo vocês 💚💚💚💚💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...