História Girls vs Boys - Capítulo 13


Escrita por: e Pam_Uchiiha

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Gaaino, Konohana, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 350
Palavras 9.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii meninas, turu bom? Sou eu Hannah Baker e vim contar a história da minha vida kkkkkkkkkkkk brincadeira. Bom, aqui é a JanaHaruno e finalmente hein kkk estamos continuando a fic. Estou fazendo 2 cursos e o bicho tá pegando, mas realmente não quero ver leitoras decepcionadas comigo então vou me esforçar. Kkkkk nem que eu tenha que escrever de madrugada. Eita que esse capítulo tá pegando fogoooooooooooo.

Capítulo 13 - Pegação, Viagra e o Admirador secreto.


Sakura: Konohamaru, fica calmo. Conta essa história direito. - Ela chegava da cozinha com um copo de água com açúcar para o Sarutobi que não parava de soluçar.

 

Konohamaru: Eu tava vindo… - Cada parada era um soluço. - E ele pá… E depois jogou os negócios… E a moto pow. E eu … e eu… - Começou a chorar de novo.

 

Shikamaru: Pera aí… Resumindo; Você está dizendo que alguém sequestrou a Tenten, é isso?

 

  Konohamaru assentiu.

 

Sakura: O que vamos fazer?

 

Shikamaru: Estou pensando! Alguma ideia?

 

Naruto levantou a mão sorrindo

 

Naruto: Podemos contratar um detetive!

 

Sasuke: Isso aqui não é um filme Naruto.

 

Naruto: Mas...

 

Hanabi: Tá Cláudia, senta lá. – Ela empurrou Naruto.

 

  A porta da casa foi aberta por alguém, onde todos olharam pensando ser Tenten, mas era Neji com um belo sorriso no rosto.

 

Garotas: UAU!

 

Deidara: Amigo, você tá um filé!

 

Neji: Felizmente eu consegui concertar o estrago que a Hanabi fez. – Ele mostrou o novo corte de cabelo.

 

  O Hyuuga estava com o cabelo um pouco abaixo dos ombros e o penteado o transformava em um galã de novela.

 

Gaara: Ainda não tá macho, maaaaacho, mas tá macho.

 

Hanabi: E por que demorou tanto? Queria me torturar?

 

Neji: Só um pouquinho. – Debochou fazendo careta. – Mas que climão de morte era aquele quando cheguei?

 

Sakura: Sequestraram a Tenten.

 

Neji: O quê? Como assim vocês estão aí parados sabendo que ela está nas mãos de bandidos ou sei lá o quê?

 

Deidara: Isso! Ela pode estar sendo estuprada por 80 homens agora mesmo! – Ele pôs as mãos na cintura.

 

Neji: Deidara, não está ajudando.

 

Deidara: Ah.

 

Neji: Não tinha um carro? Ninguém viu a placa?

 

Uma lâmpada se ascendeu na cabeça de Shikamaru.

 

Shikamaru: Neji, você é um gênio!

 

  Sem pensar duas vezes o Nara saiu correndo para fora da casa e foi para o meio da rua com os outros atrás dele.

Shikamaru: Olhem lá! - Apontou para cima.

Sakura: Meu Deus é a nossa salvação!

Naruto: O que foi? É algum ET?

Neji: Não, sua besta! São câmeras!

Naruto: Ah, que pena.

Gaara: Como vamos conseguir as gravações das câmeras do condomínio?

Shikamaru: Venham comigo.

 O moreno correu até seu quarto, pegou seu notebook, voltando para a sala às pressas e começou a teclar.

Hanabi: Pensei que só a Tenten sabia fazer isso. - Ela olhava o Nara hackear as câmeras.

Shikamaru: Não sou um profissional, mas acho que consigo.

  Pouco tempo depois eles conseguiram achar a cena, mas as imagens não estavam boas o suficiente para ver o rosto deles.

Shikamaru: Droga, eles são muito espertos... Já deviam saber os pontos cegos.

Gaara: Então eles já estiveram na nossa rua antes?

Shikamaru: Talvez. - Ele pareceu desanimar, mas enfim conseguiu congelar a imagem no tempo certo. - Consegui a placa. - Quando gritou todos correram até ele.

Hinata: Muito bom Shikamaru!

Hanabi: Tá, mas quem é o dono?

Sasuke: Acho que não temos tanto tempo assim para descobrir isso.

Gaara: Ele tem razão.

 O celular de Ino começou a vibrar em seus seios onde ela o "guardava". Havia chegado uma mensagem.

Ino: Gente, a Tenten me mandou uma mensagem. - A loira sussurrou pasma.

Sakura: O que ela diz porca?

Ino: "SOS idiotas!"

Deidara: O que é SOS?

Ino: Eu jurei que o Naruto que iria perguntar isso.

Sai: Surpreendente. - Ele brotou atrás de Ino como um fantasma.

Ino: Que susto! Parece a Tenten.

Hanabi: Nossa, ela não tem tempo pra escrever "socorro", mas tem tempo pra escrever "idiotas" né? - Ela riu ironicamente enquanto pegava o celular da mão de Ino.

Shikamaru: Passa isso aqui. - Ele pegou de Hanabi.

Sasuke: Tem como rastrear a mensagem?

Shikamaru: Vou tentar fazer isso agora, mas só vai dar certo se o GPS dela estiver ligado.

Sakura: Anda logo Shikamaru.

Shikamaru: O sinal está fraco, muito fraco. Está sumindo!

  O Nara fez de tudo para conseguir saber onde o sinal estava, mas acabou sumindo de vez do nada.

Shikamaru: Droga, não deu pra ver onde ela está exatamente, mas consegui restringir a área de busca para um bairro distante daqui. É um dos mais pobres da cidade.

Neji: E daí? Vamos logo.

Hinata: Não é perigoso?

Temari: E desde quando a gente tem medo? - Ela pegou sua jaqueta de couro. - Vamos nessa.

Gaara: Nem pense nisso Temari. Eu acho muito perigoso para vocês mulheres.

Deidara: Ain que fofo, ele tá preocupado conosco.

Sasuke: Ele disse mulheres.

  Deidara abriu a boca fazendo cara de ofendido.

Temari: Você tá de brincadeira né?

Neji: Eu acho que ele tem razão! É melhor vocês ficarem.

Shikamaru: Não por vocês serem mulheres, mas também porque é melhor ir poucas pessoas.

  Temari bufou e irritada subiu as escadas para seu quarto.

Neji: Só vamos Sasuke, eu, Gaara, Naruto e Shikamaru.

Konohamaru: E eu?

Neji: É melhor você ficar aqui de olho nelas.

Konohamaru: Que saco. - Ele também se irritou e foi para o andar de cima.

  Os meninos se apressaram para pegar o carro de Gaara e procurar por Tenten, mas antes de segui-los, Shikamaru tirou uma foto da placa.


...


  Ao chegarem no bairro se depararam com ruas que estavam visivelmente dominadas pela criminalidade. Eles pararam em uma rua próxima de onde o sinal havia sumido e se reuniram.

Sasuke: Que deserto.

Neji: Muito bem, vamos nos separar para procurar por ela.

Shikamaru: Vamos nos concentrar nos locais onde talvez não pegue o sinal.

Sasuke: Bom… Talvez qualquer lugar desse fim de mundo?

Neji: Vamos nos dividir em grupos para ser mais seguro. Naruto, Gaara e Sasuke vão para a direita, que Shikamaru e eu procuramos na esquerda.

Meninos: Beleza.

  Os garotos se separaram. Cada grupo foi procurar por Tenten em um lugar diferente. Neji e Shikamaru logo estavam andando e avistaram um estranho ferro velho. Eles se olharam e concordaram mentalmente que ali seria um ótimo lugar para um cativeiro.

Shikamaru: Precisamos de um plano.

Neji: O plano é achar a Pucca e fim.

Shikamaru: Não está com medo?

Neji: Eu? - Ele riu debochando. - Não conheço esse sentimento.

Shikamaru: OK... - Ele arregalou os olhos quando viu uma Van preta. - Neji, olha lá!

Neji: É a mesma?

Shikamaru: Sim, olha só. - Ele mostrou a foto da placa.

Neji: Acho que está vazia, com certeza eles estão por aqui. - Falou analisando todo o lugar. - Você procura por aqui e eu por ali.

Shikamaru: Certo.

  Neji seguiu em frente e continuou andando por vários minutos até ouvir algumas gargalhadas. Quando olhou encontrou dois homens sentados enquanto conversavam rindo. O Hyuuga se apressou e começou a ouvir atrás de um carro.

????: Quanto tempo você acha que ela vai durar?

????: Aposto que menos de 1 hora.

????: Apostado. - Eles riram novamente.

Neji: Miseráveis. - Disse enquanto pegava uma pedra.

 O Hyuuga jogou a pedra no vidro de um carro longe dali, onde fez um barulho enorme. Um dos caras foi ver o que tinha sido aquilo enquanto o outro continuou de tocaia.

Neji: É agora. - Sussurrou enquanto ia na direção do homem por trás.



~~ Enquanto isso onde Tenten estava ~~


Tenten: O que um cara como você quer comigo? Todo esse teatro porque não paguei você? - Ela riu, mas estava tentando distrair Kidomaru para tentar se soltar.

Kidomaru: Eu avisei muitas vezes pra você que não deixo barato quem quer me passar à perna.

Tenten: E o que vai fazer comigo? Me torturar? Matar?

Kidomaru: Estou pensando em uma alternativa melhor. - Disse enquanto passava a mão pelo corpo dela. - O que você prefere? Já se decidiu como vai me pagar?

????: Chefe!

Kidomaru: O que houve? - Ele revirou os olhos por estar sendo interrompido.

????: Encontramos esse garoto lá em cima. - O cara jogou ele no chão.

Tenten: Neji! - Gritou de olhos arregalados.

Kidomaru: Então seu namoradinho conseguiu encontrar você? - Ele bateu palmas. - Parabéns. - Neji ficou de cabeça baixa.

Tenten: Ele não é meu namorado, mas se deixar ele ir eu faço o que você quiser.

Kidomaru: Ah é? - Ele foi em direção a Tenten.

Neji: Não encoste um dedo nela!

Kidomaru: O que foi? Você quer participar da brincadeira?

Neji: Você é um covarde. Lute comigo!

  Kidomaru fingiu que não ouvia Neji e deu um tapa forte em Tenten, que a fez cair no chão com violência. O Hyuuga não aguentou ver aquilo e tentou ir pra cima de Kidomaru, mas o cara que estava atrás dele o segurou. Em fúria, logo o derrubou com uma cotovelada e continuou a avançar em direção ao Kidomaru, o empurrando para longe de Tenten.

Neji: Tenten, você está bem? - Perguntou tocando seu rosto que estava um pouco machucado.

Tenten: Sim, me solta logo. - Pediu se virando, mas viu Kidomaru vindo na direção deles. - Cuidado!

  O Hyuuga se virou e começou a lutar com Kidomaru com destreza. Os dois lutavam bem, mas Tenten ficou impressionada com o Hyuuga. Ele estava ganhando, até Kidomaru rapidamente pegar uma pequena faca em seu bolso e acertar o moreno de raspão em sua barriga, fazendo ele recuar por conta da dor.

Tente: Não, Neji! - Quando ela viu aquilo começou a se desesperar.

  Mesmo Kidomaru o tentando acertar novamente, Neji usou sua forças para segurar a mão dele fortemente. Os dois empurravam a faca para longe um do outro até que ela voou e parou perto de Tenten enquanto eles voltavam a brigar.

Tenten: É isso aí. - Ela pegou a faca, usou para cortar as cordas e já estava preparada para tentar ajudar Neji, mas o mesmo já se encontrava em cima de Kidomaru o dando vários socos seguidos.

Kidomaru: Sua namoradinha não é quem você pensa. - Ele riu, mesmo com o rosto sangrando e inchado. - Você sabia que ela trabalha pra mim vendendo drogas?

  Por um segundo Neji ficou sem reação, mas sua raiva voltou com vontade.

Neji: Nunca... mais... encoste... um... dedo... nela... - Cada palavra era um novo soco.

Tenten: Tudo bem Neji, vamos embora antes que os outros caras cheguem. - Ela pegou Neji pelo braço e o levantou.

Neji: O aviso está dado. - Disse mais uma vez para Kidomaru. - Vamos.

  Os dois correram para fora dali o mais rápido que conseguiram. Neji ajudou Tenten a subir as escadas que davam de volta para o ferro velho, mas perceberam que estavam sendo seguidos.

Tenten: Corre Neji, corre! - Mandou quando viu um dos caras atrás deles.

  Por um instante Tenten parou pra pensar e correu para um dos carros velhos com Neji atrás dela, onde os dois entraram.

Neji: Não temos chave.

Tenten: Relaxa. - Falou enquanto mexia em alguns fios e ligava o carro. - Viu?

Neji: Pé na tábua.

O carro acelerou com força e saiu correndo para fora do ferro velho, pegando uma estrada qualquer.



~~ Ainda perto do ferro velho ~~
 


 O celular de Shikamaru começou a vibrar. Era Neji.

Shikamaru: Até que enfim, onde você tá?

Neji: Estou com a Tenten. Você precisa ligar para a polícia.

Shikamaru: Claro, mas vocês estão bem?

Neji: Sim! Os outros estão com você?

Shikamaru: Não, mas eu cuido das coisas por aqui. Você cuida da Tenten.

Neji: Que ótimo! Estamos indo pra casa.

Shikamaru: Tudo bem, daqui a pouco chegamos.

Neji: Ok...
 

  Desligando o celular, Shikamaru ligou para a polícia imediatamente. Enquanto esperava, o outro grupo de busca se juntou a ele. Todos viram a polícia chegar e prender um a um, todos os bandidos escondidos no ferro velho.

Sasuke: Que doce visão. - Falou enquanto via os homens sendo levados presos.

Naruto: Ainda bem que acabou tudo bem.

Gaara: Mas como Neji conseguiu salvar a Tenten sozinho?

Shikamaru: Me sinto meio gay falando isso, mas… Verdade seja dita. Ele foi muito corajoso.

Um policial chegou perto deles.

Policial: Obrigado por denunciarem!  Sem vocês não iríamos pegar esses traficantes.

Shikamaru: Traficantes?

Policial: Sim, são bastante perigosos. - Disse saindo.

  Os meninos ficaram com uma pulga atrás da orelha, mas resolveram pegar o carro de Gaara e voltar pra casa.

  O ruivo estava atrás pensativo, mas no meio do caminho percebeu o olhar de um dos bandidos em cima dele. Era Kidomaru.

Kidomaru: Seu pai mandou lembranças, ruivo. - Disse com um olhar ameaçador enquanto passava por ele escoltado por um policial.

  Gaara apenas o encarou de volta com o mesmo olhar e resolveu não dizer nada, apenas seguir em frente.

 

 

~~ Em uma estrada longe de casa ~~


  Tenten freou o carro com força em frente a um campo aberto com poucas árvores. Se Neji não estivesse com cinto teria ido parar longe.

Neji: Você tá louca?

Tenten: Estou sufocada e não quero ir pra casa. - Disse saindo do carro.

  O moreno revirou os olhos e também saiu em seguida.

Neji: O que quer fazer? - Ele encostou no capô do carro com as mãos no bolso.

Tenten: Como fez aquilo? Como lutou daquele jeito?

Neji: Eu posso te ensinar.

Tenten: O quê? Tipo, agora?

Neji: É, mas tem uma condição.

Tenten: Tinha que ter...

Neji: Quero que pare de se meter com pessoas daquele tipo. Pelo amor Mitsashi, tanta coisa pra se fazer e você escolhe vender drogas?

Tenten: Quer parar de me dar sermão?

Neji: Você precisa de vários. Aceita ou não?

Tenten: Tá, mas só porque você está bonzinho hoje. - Acabou aceitando, muito relutante.
 

  Ele riu de canto e começou a caminhar para o campo aberto.

Neji: Vem. - Pediu fazendo sinal com a cabeça.

  Quando estavam no meio do campo Neji decidiu começar explicando como aprendeu aquilo.

Neji: Bom, basicamente é uma luta de defesa pessoal que passa de geração em geração na minha família, que se chama Aikido. Meu pai me ensinou tudo que aprendeu com meu avô e assim por diante...

Tenten o encarava atentamente. Ele começou a andar se alongando e chamou ela com os dedos. Quando Tenten chegou perto, ele simplesmente a derrubou sem esforço nenhum.

Tenten: Cara, você precisa me ensinar isso. - Disse rindo no chão.

Neji: Levanta. - Mandou. - Quando seus instintos perceberem que você está ameaçada, já deve estar pronta pra fazer isso. - Ele fez uma pose de defesa.

Tenten: Assim? - Ela tentou o imitar, mas ficou toda contorcida. Neji caiu na gargalhada. - O que foi?

Neji: Você tá muito engraçada. - Ele dizia com a mão na barriga de tanto rir. – ainda mais com essas roupas. Parece um menininho de chuquinha.

Tenten: Ah é mesmo? - Ela ria debochadamente enquanto tirava seu gigante moletom preto.

  A mesma estava com uma regata cinza que realçava seus seios e suas curvas, o que deixou Neji perplexo.

Neji: Isso é provocação ou um desafio? - Ele apontava pra ela piscando os olhos rapidamente.

Tenten: Pense como você quiser. - Fez careta.

Neji: Então tá. - Ele também tirou sua jaqueta e sua camiseta branca. - Pode lavar suas roupas aqui se quiser. - Apontou para seu "tanquinho" com um sorriso sínico.

Tenten: É um desafio então. - Ela também tirou sua regata cinza e fez questão de jogar longe dali.
 

  A morena tinha uma barriga sensual e lisa, como também estava com uma lingerie preta que deixava seus seios fartos, fazendo Neji engolir em seco.

Neji: Ok, você venceu. - Ele pegou sua camiseta e fez bandeirinha branca com ela, como se estivesse se rendendo.

  Tenten foi em direção a ele e começou a andar ao seu redor com um olhar ameaçador. Neji acompanhava cada passo dela.

Tenten: Não acredito que fui salva pelo cara que morre de medo de aranha. - Ela riu com deboche.

Neji: Vai se arrepender disso Mitsashi.

Tenten: Você que é princesa e eu é quem fui salva. - Ela riu mais ainda. - Vamos, me ensine o que sabe logo. - Mandou.

  Os dois passaram o resto da tarde praticando a luta. Tenten ficava melhor a cada minuto, estava aprendendo rápido.

  O sol já estava se pondo e eles já estavam tão suados que a luz do sol fazia suas peles brilharem.
 

  Ela foi para cima dele outra vez e quando Neji pegou em seu braço o cabelo de Tenten se soltou com o baque o deixando paralisado por vê-la pela primeira de cabelo solto. Com isso, Tenten aproveitou a oportunidade e deu seu próximo golpe, pressionando Neji em uma árvore, o deixando preso com um dos braços em seu pescoço.
 

Neji continuava parado.

Tenten: O que foi? - Ela olhava pra ele e tirou o braço do seu pescoço. - Eu fiz errado?

Neji: Não, é que...

Tenten: NEJI! Você cortou o cabelo? - Ela abriu a boca espantada.

Neji: Precisava consertar aquele estrago.

Tenten: Fez bem! Agora é meio Rapunzel.

Neji: Rah, que engraçada ela. - Fingiu rir.

Tenten: Obrigada por me salvar. - Ela aproveitou o momento, mas fechou a cara novamente. - Você é muito idiota e burro! Não era pra ter se arriscado tanto. - Disse empurrando ele com o dedo, completamente irritada agora.

Neji a encarava sem falar nada.

Tenten: Foi mal. - Falou depois que notou a cara do Hyuuga.

  A Mitsashi resolveu se afastar depois que percebeu a expressão dele, mas quando ela estava prestes a fazer isso, Neji a puxou pela cintura.

Neji: Grr, você é doida. - Rapidamente Neji a beijou com vontade.

 

 Tenten tentou resistir, mas a boca do Hyuuga era tão macia que a fez querer mais daquilo.
 

  Os dois se separaram por 3 segundos e se olharam fixamente. Ela fechou os olhos e empurrou sua boca para a dele, logo pegando em sua nuca pedindo por mais. Neji também queria mais então como um impulso a virou e dessa vez foi ele que pressionou Tenten contra a árvore sem conseguir parar de beijá-la.


 


~~ Na casa ~~

 

 

  Os meninos chegaram morrendo de fome, mas ao abrirem a porta se depararam com Minato e Kushina na sala. Eles arregalaram os olhos e prenderam a respiração.

Naruto: Mãe? Pai? Vocês...

Kushina: Voltamos filhinho! - Ela gritou alegre indo abraçar Naruto e o resto dos meninos. - Está faltando alguém...

Os meninos se entreolharam e começaram a rir de nervoso.

Gaara: Ah, ele saiu, mas já está voltando.

Naruto: Er... Mãe, mãe, mãe - Ele colocou as mãos nos ombros de Kushina e a fez sentar. - Por que vocês estão aqui?

Minato: A casa ainda não tá pronta...

Gaara: Então vocês vão passar mais uma semana aqui? - Ele bateu a mão na testa.

Kushina: Só mais uns 2 a 3 dias. - Ela riu.

Shikamaru: Ihhh - O Nara foi para a cozinha se lamentando. Minato foi junto.

Gaara: E cadê as garotas?

Kushina: Ah, estão lá em cima. Elas pareciam nervosas com algo.

Gaara: Ok, vou subir.

Sasuke: Eu também.

Os dois subiram para o andar de cima deixando Naruto e Kushina na sala. Quando chegaram no corredor as meninas os puxaram para dentro de um dos quartos.

Temari: Sasuke, Gaara até que enfim.

Sakura: Encontraram ela?

Gaara: Sim, ela está vindo com o Neji.

Hinata: E como foi?

Sasuke: Eles realmente eram pessoas perigosas; Traficantes.

As meninas ficaram pasmas.

Hanabi: Como assim?

Ino: Ela vai ter que explicar tudo quando chegar.

Sasuke: Isso, ela nos deve.

Gaara: Er... Temari, podemos conversar a sós no meu quarto?

Temari: Não. - Ela deu as costas.

Gaara: É importante. - Disse enquanto saia.

  Temari revirou os olhos e foi atrás dele, deixando os outros confusos no quarto.

Hanabi: Cara, não acredito que os pais do Naruto voltaram.

Todos: Nem eu.

Sasuke: Eles não sabem o que aconteceu hoje né?

Ino: Não e como vocês encontraram ela, nem precisam saber.

Sasuke: Isso…


 


~~ Algumas horas depois ~~




  Depois do jantar todos resolveram ficar na sala brigando, rindo e conversando como de costume, enquanto esperavam por Neji e Tenten.

Gaara: Cadê seus pais Naruto?

Naruto: Estão descansando no quarto.

  Quando os dois chegaram, a Mitsashi apenas olhou a sala e subiu para seu quarto às pressas tentando não ficar vermelha. Neji riu de canto.

Hinata: Primo, o que aconteceu?

Hanabi: Pois é, você tá parecendo um mendigo. - Disse o olhando de cima a baixo.

Neji estava com as roupas sujas, suadas e amassadas.

Neji: É o que acontece quando se salva uma má agradecida.

 O Hyuuga contou tudo o que aconteceu, mas omitiu a parte da luta e do beijo dizendo que havia dado um problema no carro velho no meio do caminho. O único que não acreditou nessa historinha foi Deidara.
 

  Depois de saberem como tudo aconteceu, eles subiram para o quarto de Tenten e praticamente arrombaram a porta.

Tenten: Mas que porra é essa? - Ela pulou da cama de susto.

Ino: A gente é que pergunta. - A loira cruzou os braços em sua frente. - Como assim você está metida com traficantes dona Mitsashi?
 

  Ela percebeu todos a encarando, esperando uma resposta e engoliu em seco.
 
Tenten: Eu precisava de grana, tá? Eu não sou rica que nem vocês. Achei que seria um dinheiro fácil e acabei me enrolando. - Respondeu baixo. - Desculpa por meter vocês nessa roubada.

Sasuke: Se você não tem dinheiro, eu tenho e é só me pedir.

Konohamaru: Pra mim também.

Ino: Pra todos!

Tenten: Valeu, mas não. Eu não quero dever pra ninguém. - Todos a olharam sérios. - A partir de hoje.

Hinata: O importante é que mesmo entre brigas, ainda somos uma família não é gente? - Ninguém respondeu. - Não é gente?

Todos riram e começaram a sair do quarto, deixando a Hyuuga plantada com cara de interrogação, mesmo que nas mentes todos ali estivessem dizendo: É verdade.

 

 

~~ Pouco tempo depois ~~


  Hinata se revirava na cama tentando dormir, mas estava muito calor e sua sede só aumentava. Ela resolveu descer pra pegar um pouco de água, tentando não fazer muito barulho pela casa.
 

  Quando estava entrando na cozinha paralisou completamente ao se deparar com o pai de Naruto lavando os pratos de costas, distraído. A Hyuuga ficou sem saber o que fazer e voltou para trás da parede rapidamente. Estava vermelha e de olhos arregalados.

  Então mesmo relutante ela resolveu dar mais uma espiada. Agora ele estava enxugando um prato. Dava pra ver seu rosto sereno, mas absurdamente sexy, o que fez Hinata voltar a sentir coisas que não queria. Ela voltou a se esconder atrás da parede e fechou os olhos com força, escorregando por ela até o chão.

Minato: Você está bem menina? - Ele apareceu do nada ao lado dela.

Hinata: Ai meu Deus. - Ela se assustou e se levantou rapidamente, batendo a cabeça fortemente no queixo de Minato.

Minato: Ai... - Ele fez careta com a dor.

Hinata: Me-me desculpa. - Ela colocou a mão na cabeça e cambaleou para trás.
 

  O desespero estava a consumindo, mas quando viu o copo cheio de água na mão de Minato apenas o pegou e saiu correndo dali. Hinata não parava de se xingar internamente por ter passado mais uma vergonha perto dele.
 

Minato: Ei... Minha água...
 


~~ No outro dia ~~


  De manhã, Temari estava no corredor dos quartos indo em direção ao banheiro para tomar um banho relaxante antes de ir para a universidade, mas acabou trombando com Hinata no meio do caminho, por onde andava completamente distraída.

Temari: Ei, ei olha por onde anda baixinha.

Hinata: O quê? - Ela saiu do mundo da lua.

Temari: Alô? - A loira começou a estalar os dedos pra Hinata. - O que foi? Tá apaixonada?

Hinata: Eu não... - Ela ficou muito vermelha.

Temari: Ah, tá sim!

Hinata: Eu não... - Antes que ela terminasse de falar Temari começou a puxá-la pelo braço.

Temari: Vem cá, me conta tudo. - Ela entrou no seu quarto junto com Hinata e fechou a porta. - Quem é o boy? É alguém da nossa universidade?

Hinata: Não! - Ela começou a entrar em desespero.

Minato: Crianças, o café já está pronto. - O pai de Naruto gritou do andar de baixo.
 

Quando Hinata ouviu a voz de Minato deu um salto e ficou muito vermelha.

A loira abriu a boca completamente, chocada com sua descoberta.

Temari: Ah não Hinata!  Me diga que você não está afim do pai do Naruto por favor! - Ela começou a andar pelo quarto pondo as mãos na boca, tentando não rir. - Logo você?

Hinata: Eu... - Ela se sentou na cama cabisbaixa.

Temari: Tá, eu poderia dizer que ele é um homão da porr*... E que homão. - Ela começou a se abanar pensando em coisas obscenas. - Mas ele já tem dona.

Hinata: Eu sei tá? - Ela se irritou. - Mas eu não consigo controlar. Ele foi o lindo taxista que me trouxe. - A morena começou a olhar para o teto enquanto voltava no tempo.

Temari: Ai ai e eu pensando que era louca. - Ela suspirou fundo. - Ei cuidado para não amassar meu vestido.
 

 A loira levantou Hinata da cama, onde embaixo havia um belo vestido vermelho de seda sobre ela.

Hinata: Uau! Esse vestido é lindo...

Temari: Não é? Ele acabou de chegar. - Disse rindo. - me custou o olho da cara.

Hinata: É a sua cara.

Temari: Obrigada. - Riu e depois se levantou. - Bom, você vai ter que esquecer esse seu amor pelo loiro gostosão. É impossível.

Hinata: Eu sei. -  A Hyuuga não queria chorar, mas ela começou a entrar em pânico enquanto falava coisas sem sentido. - ...Aiii, agora já era! Por que esse homem voltou? Por quê? Minha vida é uma merda, tudo é uma merda e enquanto garotas da minha idade estão cavalgando em cima do namorado eu estou aqui sofrendo por homem casado e...

Temari: Hinata! - Ela chamava, mas Hinata não ouvia.

  Temari deu um tapa forte no rosto de Hinata, deixando ela com cara vermelha, chorosa e descabelada.

Hinata: POR QUE FEZ ISSO? - Gritou do nada, assustando Temari.

  Enquanto isso, Naruto ouvia tudo atrás da porta. Minutos antes ele viu Temari puxar Hinata para o quarto de um modo suspeito, e ele nada curioso, correu para ouvir do que se tratava. Abria mais a boca a cada palavra que elas diziam.

Naruto: Que safada... - Dizia baixinho.

Hanabi: O que você tá fazendo aí hein? - Perguntou batendo nas costas do loiro, o fazendo pular de susto. - Tá espiando a Temari seu tarado?

Naruto: Você quer falar mais baixo? - O loiro dizia baixinho enquanto levava Hanabi dali, que continuava desconfiada, e com os olhos semicerrados para Naruto. - Quanto você quer pra não ter visto nada ali? - Perguntou pegando a carteira.

Hanabi: Primeiro, eu quero que controle sua mãe.

 O loiro parou de olhar a carteira e voltou seu olhar para Hanabi.

Naruto: O quê? Isso é impossível.

Hanabi: Ela tá me deixando louca seu viado. - Berrou empurrando Naruto. - Sua mãe é uma louca por limpeza e eu não aguento mais.

Naruto: Como assim?

Hanabi: Eu aguentei uma semana INTEIRA! INTEIRA! Aquela diaba ruiva me acorda 5h da manhã pra limpar meu quarto e faz o maior barulhão cantando e batendo panela.

Naruto: Não posso fazer nada.

Hanabi: Tá vendo isso aqui? - Ela apontou para sua própria cara, que estava com uma olheira horrível.

Naruto: Alguém te espancou?

Hanabi: Resultado do que sua mãezinha faz com todo mundo. - Naruto revirou os olhos. - Controle-a ou vai se arrepender. - Disse apontando para o loiro, mas parou e olhou para a carteira de Naruto. - Agora me dá isso! - Ela pegou a carteira e saiu para o corredor de baixo.

Naruto: Ei, Hanabi! Você não pode levar meu dinheiro todo! - Berrou e correu atrás dela.


~~ Na cozinha ~~


  Depois que Naruto conseguiu recuperar a carteira com o dinheiro, ou pelo menos parte dele, ele procurou por seu pai pela casa e o encontrou na cozinha junto com Shikamaru. Eles riam de alguma coisa.

Naruto: Vocês viraram pai e filho agora? - Cruzou os braços na frente deles.

Shikamaru: Ih lá vem o ciumento.

Minato: Estamos ensinando alguns truques um para o outro sobre cozinhar filho.

Naruto: Hum... Preciso conversar com você pai. - Ele olhou para Shikamaru. - Papo de pai e filho. Sacou né?

O Nara suspirou fundo e saiu da cozinha logo em seguida. O loiro o acompanhava com o olhar.

Minato: Então... O que houve?

Naruto: Pai... - Ele se aproximou e encostou no balcão. - O que você acha da Hinata?

Minato: Hinata... - Ele pensou até se lembrar. - Ah, aquela baixinha de olhos pérola?

Naruto: Sim.

Minato: Ela parece ser uma boa menina, além de ser fofa.

Naruto: Você acha ela fofa?

Minato: Você está gostando dela? - Perguntou dando uma risadinha enquanto ajeitava umas coisas.
 

O loiro quase engasgou.

Naruto: Claro que não! Ela é chata, muito chata.

Minato: Não parece.

Naruto: Ela já gosta de alguém.

Minato: Deve ser de você, com certeza.

Naruto: Ai pai deixa pra lá. - Ele ficou emburrado. - Eu cuido dela sozinho. - E começou a andar em direção a saída da cozinha.

Minato: O que vai aprontar?

Naruto: Nada demais. - Gritou já saindo, mas encontrou com Kushina no caminho.

Kushina: Oi filhinho...

Naruto: Oi... - Ele deu um beijinho nela e saiu.

Kushina: O que deu nele? - Perguntou para Minato.

Ela foi até ele e lhe deu um beijo demorado.

Minato: Acho que ele está gostando de uma das moças aqui da casa.

Kushina: Sério? - Ela abriu um longo sorriso. - Quem?

Minato: Hinata. - Disse o loiro com charme.

Kushina: Aquela gnomo fofa?

Minato: Sim.

A ruiva começou a dar pulinhos de alegria.

Kushina: Super shippo! Shippo muito! - Começou a dar gritinhos.

Minato: Você shippa?

Kushina: Já tenho até o nome do fandom do casal. - Disse se sentando. Minato arqueou uma sobrancelha. - NaruHina. - Disse com inspiração enquanto fazia um letreiro no ar com as mãos.

Minato: O quê? - Ele começou a rir.

Kushina: Falo sério. - Ela sorria com um brilho no olhar. - Eu vou fazer meu casal acontecer! - Ela bateu as mãos na mesa decidida.

Minato: Kushina... - Ele não achou uma boa ideia, mas não quis falar.

Kushina: E você vai me ajudar ou vai ter greve.

O loiro suspirou fundo.

Minato: Ok, ok sua manipuladora.

Kushina: Aaaaah. - Ela deu mais gritinhos, correu até ele e o abraçou de lado. - Eu te amo.

Minato: Também amo você. - Respondeu sereno, a beijando em seguida.

 

 

 

~~ Enquanto isso no corredor de cima. ~~

 

 

  Tenten estava parada em frente ao quarto de Neji tentando decidir se batia ou não na porta. Ela queria esclarecer algumas coisas, mas estava com medo. Quando decidiu que não ia fazer aquilo, o Hyuuga abre a porta e aparece apenas com uma calça moletom e sem camisa.

Neji: Tenten? - Ficou confuso ao notar ela ali.

  A Mitsashi tentou abrir a boca pra falar algo, mas não saia. Ela fechou os olhos com força e deu um sorrisinho.

Tenten: Eu só estava passando. - Ela tentava não gaguejar.

Neji: Sei... - Ele riu de canto. - Tem certeza mesmo? - Perguntou se aproximando dela.

  Quando ele estava quase a tocando começaram a ouvir vozes femininas vindo da escada se aproximando cada vez mais.

Tenten: Ferrou mano! - Ela corria para um lado e para o outro sem saber o que fazer, o que chegava a ser hilário.

 Neji riu e de súbito puxou ela para dentro do quarto, a abraçando e fechando a porta rapidamente.

Tenten: Você tá maluco? - Perguntou o empurrando pra longe. - Já disse para não encostar em mim de novo.

Neji: Se não quisesse não estaria em frente ao meu quarto. - Ele sentiu uma pequena dor em seu corte na barriga.

Tenten: Pois eu estava justamente querendo esclarecer isso.

Neji: O quê?

Tenten: O que aconteceu ontem.

Neji: A gente só ficou Tenten, nada demais. - Ele continuava sentindo dor e colocou a mão sobre o corte.

Tenten: O corte está doendo? - Perguntou se aproximando.

Neji: Um pouco. - Fez careta.

Tenten: É bom você ir na enfermaria da escola.

Neji: Não se preocupe, eu vou.

Os dois se encaravam.

Tenten: É melhor eu ir indo. - Ela sorriu amarelo. - Imagina se alguém me pega aqui né.

  Quando Tenten estava abrindo a porta para sair, um impulso fez Neji ir até ela e fechar a porta com brutalidade.

Tenten: Mas que droga Rapunz... - Ela nem terminou de falar e já sentiu os lábios de Neji nos seus.

  Mesmo não querendo, seu corpo e o do Hyuuga iam em direção á cama dele. Ele sentou nela e puxou Tenten para seu colo, que quando percebeu já estava em cima dele. O moreno arrancou a camisa dela e continuou a beijando com intensidade.

Até começarem a bater na porta.

Hanabi: Neji? Você tá aí? - Ela gritava do lado de fora.

  Os dois pararam de se beijar e Tenten arregalou os olhos. Ela se levantou rapidamente, quase caindo.

Tenten: O que eu faço? - Ela começou a correr de um lado para o outro de novo.

Neji: Em baixo da cama. - Disse apontando pra baixo. - Deixa comigo.

  Ela correu e se escondeu embaixo da cama enquanto Neji pegava uma camisa qualquer, vestia e abria a porta.

Neji: O que você quer Hanabi? Não é uma boa hora...

Hanabi: Eu sei Neji, mas... - Ela entrou no quarto sem nem ao menos olhar pra ele. - Eu quero pedir perdão por ter estragado seu cabelo. - Disse se virando pra ele. - Eu faço tudo errado e... - A boca de Hanabi se abriu em espanto. - O que é isso Neji?

Neji: Isso o quê garota?

Hanabi: Por que na sua camisa está escrito "Eu sou feminista" em inglês? - Praticamente berrou apontando para a camiseta.

Ele olhou para baixo e realmente estava escrito, o que deixou o Hyuuga pálido por perceber que era a camisa de Tenten, mas resolveu se fazer de desentendido.

Neji: O quê? Isso aqui? - Apontou para seu peitoral. - Você não sabia? Eu sou feminista agora. - Dizia nervoso. - Eu defendo as mulheres agora uhuuuul. - Ele fez uma comemoração desanimada com o braço.

Hanabi: Ok... Isso é estranho.

  Tenten, ouvindo tudo, já não conseguia mais segurar a risada, ela queria rir tanto que seus olhos já lacrimejavam e isso a fez bater a cabeça com força na cama em cima dela, o que fez um barulhão.

Tenten: Desgraça! - sussurrou irritada.

  Neji e Hanabi haviam ouvido o baque.

Hanabi: O que foi isso?

Neji: Minha cama anda fazendo esses barulhos estranhos, acho que está quebrada. - Deu a primeira desculpa que veio na cabeça e foi até a cama. - Que cama malvada. - Tenten revirou os olhos em baixo dela, e riu.

 

  Depois de séculos, Neji conseguiu fazer Hanabi sair do quarto e assim que a Hyuuga saiu, Tenten começou a rir muito, já em cima da cama.

Tenten: Não acredito que você vestiu minha camisa por acidente. - Ela começava a chorar de rir.

Neji: Bem que eu achei apertada. - Resmungou. - Por favor, queime isso. - Disse enquanto tirava e entregava a ela.

Tenten: Devia entrar pra história depois disso.

Neji: Por pouco a gente se ferrava.

Tenten: É, mas ninguém pode ficar sabendo disso. Inimiga se pegando com inimigo não agradaria os cães lá fora.

Neji: É e escondido é mais gostoso. - Falou querendo voltar a beijar Tenten.

Tenten: Depois! Estamos atrasados agora. - Ela rolou para o outro lado e se levantou, o que fez Neji cair de cara no travesseiro.

Neji abraçou o travesseiro e fez bico.

Tenten: A barra deve estar limpa a essa hora.

Neji: Devíamos aproveitar o dia…

Tenten: Tchau Neji. - Disse enquanto saia.

Neji: Não se esquece de queimar essa porcaria.

Tenten: Vai se ferrar. - Mandou rindo enquanto fechava a porta com cuidado.

Deidara: Ora, ora, ora...

A Mitsashi encolheu os ombros ao ouvir aquela voz.

Tenten: Que susto bicha dos infernos! - Disse se virando pra ele.
 

O loiro estava atrás dela segurando um cesto enorme com roupas sujas.

Deidara: Aposto que arrepiou até o último fiapo do cabelo do toba. - Ele riu diabolicamente.

Tenten: O que está fazendo aqui capeta?

  O loiro pegou uma tiara com chifres do cesto e colocou na cabeça.

Deidara: Eu mesma! - Ele deu outra risadinha. - Turu bom?

Tenten: Me deixa em paz vai. - Ela queria sair, mas o loiro entrou em sua frente.

Deidara: Huuuuuum... Boca inchada, roupa amassada... - Ele começou a cheirar o ar ao redor de Tenten. - Sinto cheiro de sexo selvagem.

  Tenten começou a tossir desesperadamente.

Tenten: É o quê?

Deidara: Você não me engana não sua Pucca pornográfica. Você anda brincando de pega-pega com o gostosão cabeludo que eu sei. - Ele começou a dar pulinhos ao redor dela. - Saquei tudo, desde ontem.

Tenten: Você deve ter alguma doença mental para pensar uma barbaridade dessas. - Ela começou a ir em direção ao seu quarto.

Deidara: Tá sim, tá sim. - Ele cantarolava dançando ao redor dela.

Tenten: Não estou não.

Deidara: Taaaaaá siiiiiiiiimmm. - Ele começou a cantar ópera.

Tenten: Cala a boca.

Deidara: Não vou parar até você confessar tudinho.
 

  Tenten deu o dedo do meio pra Deidara e fechou a porta na cara dele em seguida.

Deidara: Atrevida. - Riu pegando o cesto e saiu cantarolando.
 


~~ Na sala de jantar do andar de baixo ~~


Minato: Ei, ei come mais devagar ou vai engasgar.

Hanabi: Não dá, estou atrasada e todos já foram.

Kushina: Mesmo assim.

  Os três tomavam café sozinhos já que os outros já haviam saído para a universidade. Hanabi não ligou muito para os sermões e continuava comendo rápido, mas se assustou assim que seu celular começou a vibrar. Ainda com a boca cheia ela pegou o celular e viu que era uma mensagem de um número desconhecido:

????: "Oi princesa Hanabi"

Hanabi: O que é isso? - Se perguntou encarando a tela mastigando a comida, mas resolveu responder:

Hanabi: “Quem é?"

????: "Apenas um admirador, mas pretendo ser o amor da sua vida".

Hanabi: Mas que idiota. - Ela deu uma gargalhada e tomou um gole do seu suco já se levantando.

Kushina: Já vai?

Hanabi: Sim.
 

  A Hyuuga guardou o celular em seu sutiã, pegou a mochila, seu skate e saiu correndo para a universidade. Ela sentia seu celular vibrando a todo momento.
  Quando chegou na escola já haviam se passado 3 aulas e todos estavam fora das salas. Ela resolveu ler as mensagens e viu muitas declarações.

Hanabi: Era só o que me faltava... - Ela mexia no celular enquanto caminhava na direção da sua sala.

  Foi quando ela bateu nas costas de alguém. Era Konohamaru conversando com uma garota.

Konohamaru: Ficou cega? - Perguntou com ironia e depois entrou na sala junto com a garota.

  Hanabi recebeu outra mensagem em seguida e nem conseguiu responder Konohamaru:

???? : "Estou observando você agora. Você é linda."

  Ela olhou ao seu redor e viu muitos garotos mexendo no celular naquele corredor e no jardim, então ela corou.

Hanabi: "O que você quer?"

????: "Você, quero você."

  Ela riu e ficou mais vermelha ainda.

Hanabi: Quem seria? - Perguntou para si mesma, enquanto encarava os garotos que possivelmente poderiam ser seu "admirador". Até que seus olhos lhe chamaram atenção para apenas um deles que estava por ali, muito próximo a ela.

Hanabi: Sasuke. - Ela sorriu intensamente.

  O Uchiha sorria enquanto trocava palavras com outros garotos da universidade. Ele sorria e olhava o celular disfarçadamente às vezes, o que fez o coração de Hanabi quase sair pela boca.

Sasuke: O quê?

  Hanabi acordou do seu sonho e viu Sasuke com cara de interrogação olhando pra ela, junto com metade da universidade. Com certeza havia falado seu nome alto demais.

Hanabi: Oi?

Sasuke: Você falou comigo?

Hanabi: Ah, não. - Ela sorriu abobalhada e nervosa. - Quer dizer, sim, mas não era nada. Nada demais. - Falava tentando sair de fininho.

  Sasuke apenas voltou a falar com seus amigos como antes. Hanabi correu para trás de uma parede e respondeu novamente:

Hanabi: "Onde você está?"

  Ela deu uma espiada pra ver se Sasuke mexia no celular, mas ele já estava de costas e voltando pra sala.

????: "Mais perto do que você imagina, mas não consigo falar com você. Fico nervoso".

Hanabi: Tenho quase 98% de certeza que é o Sasuke. - Riu fazendo cara de boba.


~~ A noite, depois do jantar ~~


  Já era sexta-feira, o dia em que todos, depois de seus cursos, queriam descansar. As meninas estavam na sala assistindo TV. Naruto chegou todo alegre e sentou ao lado de Tenten que estava lendo.

Naruto: Tenten, o que você anda lendo? - Ele sorria. Ela apenas fez cara de tédio e se virou mostrando a capa do livro. - A sutil arte de ligar o f*da-se. - Lia o nome devagar. - Nossa, uau... Nunca ouvi falar.

Tenten: Não é pra idiotas como você. - E voltou a ler.

Deidara: Tudo que tem um "f*da-se" ela gosta, principalmente escondido né Tenten. - Ele riu cruzando as pernas, sentado no sofá.

Tenten lhe lançou um olhar mortal e Deidara fez cara de debochado. Ela agradeceu pelos outros estarem distraídos e não ligarem pra indireta.

Tenten: Vou para meu quarto. - Disse se levantando.

Deidara: Não vai fazer nada que eu não faria, Tenten perigosa. - Ele falava enquanto ela passava e deu um tapa na bunda dela.

  Tenten não pensou duas vezes antes de bater o livro na cara de Deidara, que soltou um gritinho fino.

Deidara: VIADÁ!

Hinata: O que você tanto faz nesse celular Hanabi?

 

 Desde que tinha chegado, Hanabi não tinha largado o celular, o que fez com que sua irmã estranhasse.

Hanabi: É um grupo de trabalho aí. - Mentiu dando um risinho e respondendo uma mensagem do "admirador".

  Hinata estava prestes a tentar ver o que Hanabi tanto conversava, mas Temari começou a falar.

Temari: Hoje é sexta e eu estou afim de beber. Quem topa?
 

  Ino, Sakura, Deidara e Sai levantaram as mãos.

Ino: Quero beber coisa boa.

Sakura: Tudo o que tem álcool é bom.

Ino: Tá acostumada né cachaceira. - Ela riu. - Eu quero champanhe.

Sakura: Isso! Vamos para a cozinha. - Ela correu para lá.

Temari: Hinata, você não vem?

Hinata: Melhor não.

Temari: Vamos logo! Temos que beber pra acalmar os corações. - Disse a puxando pelo braço.

  Hinata cedeu e resolveu ir.

Naruto: Hey eu quero também.

Temari: Desde que você não apronte nada.

  Naruto as seguiu até a cozinha e sentou perto de Hinata. Temari abriu a champanhe com um sorriso no rosto. Hanabi também estava lá de olho em seu celular.

Sakura: Vamos fazer um brinde! - Gritou levantando o copo.

Ino: Tá passando vergonha testuda.

Sakura: Qual é! Quero me divertir.

Hinata: Quer saber? - Ela levantou. - Nós merecemos!

Temari: Isso! Estamos ganhando. - A loira se referiu a guerra contra os meninos.
 

  Elas brindaram e começaram a beber enquanto falavam mal dos garotos, mesmo com Naruto ali. Hanabi não participou do brinde e nem bebia nada, mas participava das conversas algumas vezes.

  Hinata tentava ver o que ela fazia, assim o loiro aproveitou e tirou um pequeno comprimido do seu bolso da camisa, o jogando dentro do copo de champanhe de Hinata, que acabou se diluindo em poucos segundos. A Hyuuga não notou e continuou a beber enquanto fingia interesse na conversa das outras garotas.

  Depois de uma hora ela começou a ficar tonta e sentir enjoos estranhos.

Hanabi: Você tá bem Hinata? - Ela colocou a mão no ombro de Hinata que estava com a mão na boca.

Hinata: Eu não estou me sentindo bem. - Disse devagar. - A-acho que bebi demais. Vou dormir. - Ela correu para fora da cozinha.

  As meninas, Deidara, Sai e Naruto a seguiram até a sala, onde viram ela subindo as escadas quase caindo algumas vezes, até que sumiu no corredor.

Sakura: MELHORAS HINATA! - A rosada gritou.

  Os meninos que agora estavam na sala observavam tudo sem entender nada.

Neji: O que houve?

Temari: Estávamos na cozinha bebendo e ela começou a passar mal. Deve ter bebido demais.

Gaara: Nem chamaram a gente!

Temari: Trambiqueiros não são bem vindos.

Gaara: Fica quieta.

Temari: Pau no cu!

Minato: Meninas, olhem o linguajar. - Ele desceu as escadas junto com Kushina.

Neji: Chega! Eu vou ver como está a Hinata. - Dizia se dirigindo a escada.

Hinata: Não precisa! Eu estou bem.

  Quando todos ouviram a voz de Hinata, olharam para o alto das escadas e ficaram de boca aberta ao verem a Hyuuga com um vestido vermelho de seda que ficava muito apertado e curto, deixando a mostrar um grande corpo cheio com curvas e coxas grandes.

Meninos: Minha nossa...

Deidara: A bicha tá só a deusa do crime hoje. - Ele cruzou os braços e fez cara de deboche.

Sakura: Dei, você anda muito debochado.

Deidara: Sou a rainha dos deboches minha linda.

  Gaara, Sasuke e Konohamaru começaram a babar em Hinata e colocaram almofadas em cima de suas pernas para não notarem demais o quão estavam "animadinhos".

Temari: Meu vestido! - Ela berrou assim que percebeu que era o vestido que Hinata havia visto de manhã.

Hinata: Desculpe Temari, mas eu não resisti. - Ela começou a descer a escadas sorrindo. - Depois eu devolvo.

Quando a Hyuuga estava perto de Minato ela fingiu tropeçar e o loiro a segurou para não cair. Ela ficou rindo e tentando o abraçar.

Neji: O que é isso?

Ino: Definitivamente essa não é a Hinata.

Naruto: Acho que fiz merda... - Ele murmurou baixo.

Minato: Alguém pode levar ela para o quarto por favor?

Sasuke, Gaara e Konohamaru: Eu levo! - Todos se pronunciaram juntos.

Neji: Mas nem pensar! Eu levo!

Sasuke: Eu sou mais forte aqui!

Gaara: Você? - Ele começou a rir e foi em direção a Hinata, mas Neji o puxou de volta.

  Eles começaram a discutir e brigar tanto que acabaram caindo por cima de Shikamaru dormindo no tapete do chão e que acabou sendo amassado.

Hanabi: Eu não estou vendo isso. - Disse encarando as cenas.

Kushina: Meu filhinho pode levar ela. - Ela berrou, fazendo todos a olharem. - Né filho?

Naruto: E-eu? - Ele apontou para si. - Por que eu?

Todos: É, por que ele?

Kushina: Porque sim! Vem filhinho. - Ela pegou Naruto pelo braço e o fez pegar Hinata. - Cuide dela.

  Naruto tentava sorrir, mas na verdade estava com medo. Ele levou Hinata para seu quarto e a deitou na cama enquanto ela berrava coisas absurdas.

Hinata: Minato, pai daquele loiro sem sal e burro, eu te amo. - Ela tentava abraçar Naruto pensando ser Minato.

Naruto: Nana neném... - O loiro tentava a fazer dormir.

Hinata: Eu não quero!

  A Hyuuga fazia birra empurrando o loiro. E aproveitando um momento de distração do Uzumaki, correu pelo quarto indo em direção a janela, tentando escapar.

Naruto: Hinata, desce daí! - Ele gritou indo até ela.

  Naruto tentava a fazer voltar pra dentro do quarto até que ela pulou nele e o abraçou com as pernas. O Uzumaki fazia de tudo para não a tocar, mas teve que segurar suas coxas pra ela não cair.

Hinata: Eu estou com vontade de fazer aquilo que começa com "S". - Ela corou abrindo o zíper do vestido.

O loiro começou a se desesperar.

Naruto: Ah não...

Hinata: Uhum.

Naruto: Ah não.

Hinata: Uhum.

Naruto: Não e não.

  O loiro estava derrubando tudo que tinha no quarto tentando não a deixar abrir o vestido, mas ele escorregou e caiu no chão junto com ela. Hinata ficou de quatro e começou a engatinhar na direção dele, enquanto o Uzumaki tentava escapar se arrastando, mas acabou encurralado por uma parede.

Naruto: Hinata, se acalma. - Se pronunciou com medo.

Hinata: Me acalmar? - Ela ria com uma cara maligna.

  Quanto mais ela se aproximava mais ele ficava assustado. A Hyuuga começou a sentir enjoos estranhos de novo, mas dessa vez vomitou tudo em cima de Naruto que suspirou aliviado.

Naruto: Tá repreendido.

  No andar de baixo todos ouviam os barulhos estranhos vindos de cima, mas Kushina estava de tocaia e não deixava ninguém subir.

  Ouviram mais um barulho de algo quebrando.

Neji: Isso foi uma péssima ideia. - Ele tentava passar por Kushina que mais parecia um muro. - Me deixa passar!

Kushina: No, no, no. - Disse mexendo o dedo.

  Neji tentava driblar ela de todas as formas, mas a ruiva era mais rápida e sempre dava um jeito de o bloquear.

Hanabi: Desisti Neji, nós já tentamos isso.

Sakura: Essa mulher nem é gente.

Deidara: Gente, o negócio lá tá bom. Eu quero ver!

  Neji estava prestes a arrancar os cabelos.

Sakura: Eu tive uma ideia! - Todos a encararam. - Venham comigo!

 

Kushina: Ei mocinhos, onde vocês… 

 

 Eles a ignoraram e seguiram Sakura até o jardim fora da casa, onde viram ela começar a subir em uma árvore ao lado da piscina que dava pra ver o quarto de Hinata do alto.

Ino: Nem morta eu subo aí!

Sasuke: Nem eu, não quero ver o Naruto pelado.

  Os outros não ligaram e subiram junto com Sakura e encararam o quarto de Hinata perplexos.

Sakura e Temari: Own que fofo.

Deidara: Iti malia.

Ino: O quê? - Ela gritou olhando pra eles de baixo. - O que tá acontecendo?

  Hanabi colocou os dedos na garganta querendo vomitar.

Gaara: Que decepção...

  Neji suspirou aliviado.

  Tudo que eles viram foi o quarto completamente bagunçado. Naruto cobriu Hinata com o cobertor e depois ficou a olhando, mexendo em seus cabelos.
  

O barulho de alguém tirando uma foto chamou a atenção de todos e quando olharam para o lado, era Kushina em outra árvore ali perto.

Deidara: Como essa mulher foi parar ali?

Sakura: Não disse que essa mulher nem é gente.

Konohamaru: Então nós perdemos o pornô ao vivo?

  Neji bateu na cabeça dele.

Konohamaru: Ei, não me bate Rapunzel. - Ele empurrou a cara de Neji.

  Quando deram por si todos já estavam brigando e empurrando uns aos outros em cima da árvore.

Sasuke e Ino: Isso vai dar merda... - Falaram em coro encarando a cena de baixo.

  Poucos segundos depois começaram a ouvir gritos. Cada um deles se desequilibrou e caiu na piscina aos berros. O grito de Deidara foi o pior.

Ino: Meus tímpanos. - Ela tapou as orelhas, mas começou a rir sem parar.

  Sasuke tentou segurar a risada, mas não conseguiu.

Gaara: Poha Deidara! - Ele gritou saindo de dentro da água. - Teu berro atravessou o quarteirão inteiro.

  Ino e Sasuke continuavam rindo e receberam olhares mortais. Disfarçadamente Hanabi e Gaara saíram da piscina e empurraram eles dois para a piscina também.

Ino: Filhos da puta! - Berrou tentando tomar fôlego, com a cara borrada de rímel.

  Temari começou a rir da cara dela e Ino jogou água na cara da loira a fazendo engasgar. Gaara e Hanabi se olharam pensando a mesma coisa.

Hanabi: Gerôni... - Ela ia começar a gritar, mas foi interrompida pelo ruivo.

Gaara: Caverna do dragãoooooooo (?) - Gritou correndo e pulou na água.

Hanabi: Os 7 monstrinhooooooos (?). - Ela foi na onda de Gaara e saiu correndo para a água.

Temari: Por que gritou caverna do dragão? - Perguntou para Gaara.

Ino: Em homenagem a você né.

Gaara: Acertou miseravi. - Ele riu para Ino.

Deidara: Por que ninguém grita "Meu pau é gros..." - A boca dele foi tampada por Sakura.

  Kushina que estava ali perto aproveitou e tirou várias fotos daquele momento também.
 

 

 ~~ No outro dia ~~


  Hinata começou a despertar lentamente e sentiu uma luz forte vindo da janela, o que fez sua cabeça doer mais ainda. Quando viu Naruto deitado e encolhido no final da cama ela gritou se cobrindo e batendo o pé na cabeça dele.

Naruto: Aaah não se aproxime! - Berrou caindo da cama.

Hinata: O que você faz no meu quarto?

Naruto: Minha mãe me obrigou a cuidar de você. - Ele tentava levantar.

Hinata: Cuidar de mim? - Se perguntou confusa e em seguida várias cenas cortadas se passaram na sua cabeça. - Ai não... O que eu fiz? - Ela colocou as mãos na cabeça.
 

O loiro iria falar a verdade, mas mudou de ideia.

Naruto: Você só vomitou no meu pai, nada demais. - Ele deu uma risadinha.

A cara de Hinata foi ao chão.

Hinata: Não, não, não, não. - Ela falava rápido tentando se levantar. Se lembrou que tinha mesmo vomitado em alguém, mas estava tudo confuso. - Cadê ele? Preciso me desculpar.

Naruto: Espera, espera. - Ele correu até ela e segurou seus ombros. Hinata parou e estranhou aquele toque, o que fez ele tirar suas mãos dali rápido. - Meus pais já foram embora hoje de manhã. Receberam uma ligação que a casa estava pronta.

Hinata pôs as mãos no rosto por vergonha e querendo chorar.

Hinata: Nunca mais vou conseguir olhar na cara dele. - Ela choramingava.

 O loiro sorriu vitorioso.

Naruto: Que pena né. - Disse com voz triste, mas comemorando por dentro. - Tenho que ir agora. - Ele pegou seu casaco no chão, que estava fedendo a vômito e foi até a porta.

Hinata: Obrigada por cuidar de mim. - Ela murmurou.

Naruto: Não foi nada. - E saiu do quarto sorrindo.

  O Uzumaki começou a fazer uma comemoração sem som com os braços e fazendo careta, mas se assustou ao ver Neji completamente sério parado em frente ao quarto de Hinata. O Hyuuga o encarava mortalmente de braços cruzados. Naruto engoliu em seco.

Naruto: E-eu não fiz nada. - Tentou se defender.

Neji: Você drogou a Hinata ontem?

Naruto: Eu não...

Neji: Mentiroso! Minha prima estava completamente fora de si ontem e o único que estava na cozinha com elas era você.

Naruto: De-desculpa Neji! Não era pra ser tão ruim quanto imaginei. F-foi por uma boa causa, eu juro!

Neji: O que você deu pra ela? - Ele pegou Naruto pela camisa.

Naruto: E-eu pedi um remédio para animar, mas acho que o cara entendeu e-errado.

Neji: Você deu viagra para minha prima? - O Hyuuga se exaltou. - Eu te mato! - Ele começou a enforcar o loiro.

Naruto: Eu não... Podia... Deixar ela se apaixonar... Pelo meu pai... - Ele falava com dificuldade.

Neji: O quê? - Ele ficou confuso.

  Quando Naruto estava quase sem fôlego, Hinata sai as pressas do quarto com a mão na boca e corre para o banheiro.

Neji: Você sabe muito bem que ela tem problemas cardíacos então se acontecer alguma coisa... - Ele passou o dedo pela garganta, como uma ameaça para Naruto.

 

  O loiro então começou a se preocupar, mas não com ele e sim com Hinata.


...


  Eram 4h da tarde e Hanabi estava no quarto passando perfume para finalmente se encontrar com o "admirador" que tanto a mandava mensagem há alguns dias. Ela estava esperançosa em ser Sasuke, mas mesmo que não fosse estaria feliz por ter compartilhado tantas coisas pessoais com uma pessoa que gosta dela de verdade.

Hanabi: Calma Hanabi. - Falava para si mesma enquanto pegava seu skate e boné.

  Ela desceu as escadas e foi para a sala de jantar, mas seu coração acelerou quando viu Sasuke vindo na sua direção muito arrumado e com um sorriso no rosto. Ele estava muito bonito usando uma jaqueta de couro e com os cabelos bagunçados.

Sasuke: Oi Hanabi. - Ele falou dando um sorriso de canto.

  A Hyuuga quase caiu pra trás e começou a sonhar com ele lhe dando um beijo ali mesmo, então fez bico e fechou os olhos.

Sasuke: Hanabi? - Ele empurrou a cabeça dela com os dedos.

Hanabi abriu os olhos e viu o Uchiha de sobrancelha arqueada tentando não rir.

Hanabi: Oi, oi. - Ela corou e sentou em uma cadeira da mesa.

 Ficou pensando que se fosse Sasuke seu "admirador" ele já saberia muitas coisas sobre sua vida e seu notável interesse nele, o que fez ela ficar mais vermelha.
  Ela observou ele trazer uns morangos da cozinha e começar a comer, então rapidamente pegou o celular e mandou uma mensagem para seu "admirador". Sasuke mastigando os morangos de uma forma fofa apenas olhou seu celular.

Sasuke: Estou atrasado, tenho que ir. - Ele colocou o celular no bolso e saiu apressado deixando os morangos ali mesmo.

Hanabi: É ele com certeza. - Murmurou rindo e pegando os morangos para comer.
 

  Depois de comer todos ela saiu de casa e foi rumo ao seu encontro. Ele havia marcado em um lugar público, mas não estava respondendo suas mensagens mais. Assim que chegou na praça de alimentação viu muitas pessoas, mas nenhuma delas era Sasuke.

Hanabi: Estranho... - Murmurou. - Ele saiu primeiro que eu e ainda não chegou.

   A Hyuuga se sentou e sentou em um lugar visível para esperar. Seu celular vibrou:

????: "Espere por mim, estou chegando."







Continua....


Notas Finais


Quem será? Vish, corre Berg.
Gente, avisando que vou corrigir alguns capítulos pra melhorar a leitura de vocês então se virem alguma coisa meio diferente não me matem kkkkkkkk. Espero muitos comentários positivos, apesar que sei que vai ter leitora querendo me matar kkkkkkk rindo de nervoso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...