1. Spirit Fanfics >
  2. Givin Up On You >
  3. Facetime.

História Givin Up On You - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


todas as fotos da capa do capitulo estão no instagram, link nas notas finais

Capítulo 30 - Facetime.


Fanfic / Fanfiction Givin Up On You - Capítulo 30 - Facetime.

Balões rosas voavam por todo lado... Eu ainda estava abraçada a Diana.

Era uma menina! Minha Emma. Eu coloquei a mão na minha barriga e sorri, eu sonhei tanto que seria uma garotinha.

- Eu sempre estive certo – Robert veio em minha direção e me abraçou – meus parabéns, querida.

- Muito obrigada – sorri.

Depois de muitos abraços e todos perguntando como seria o nome, eu não queria revelar que eu havia pensado em Emma, eu precisava falar com Chris primeiro. Depois de todas as felicitações, algumas pessoas começaram a ir embora, então meus pais se despediram de mim, eles voltavam hoje para Londres, mas antes me prometeram que voltariam aqui mais vezes, antes mesmo da minha filha nascer.

Diana e Henry começaram a juntar os presentes, só tinha sobrado nós três e Scott no grande salão, eu e Scott estávamos comendo o bolo e eu via algumas fotos no meu celular, a foto que tiraram de eu e Henry estourando o balão estava linda.

- Você vai falar com meu irmão? – Scott perguntou quando eu peguei outro pedaço de bolo e coloquei um pouco de vinho sem álcool nele.

Scott me olhou estranho e eu dei de ombros, bolo com vinho parecia uma combinação deliciosa.

- Vou – dei uma garfada no bolo, estava realmente muito bom – preciso falar sobre o nome do bebe... Amanhã mando uma mensagem pra ele, hoje não vai adiantar.

- Entendo – ele assentiu – sabe que ele não vai entender muito sobre ter me convidado e não ter convidado ele...

- Isso aqui é apenas um chá revelação, eu fiz por insistência dos meus amigos – balancei a cabeça – eu e ele brigamos, as coisas entre nós já não estavam boas, acha mesmo que eu conseguiria convidá-lo pra isso? Eu convidei você por motivos bem alheios a isso, mas é conversa pra outra hora – continuei a comer meu bolo.

- Eu entendo, Meg – ele se levantou – meu voo é amanhã, fique bem, ok? Saiba que pode sempre me ligar quando for preciso – eu me levantei e o abracei, agradecendo-o.

Voltei a comer meu bolo com vinho, quando Diana apareceu.

- Os presentes já estão no carro, vamos pra casa? – ela pegou o resto das lembrancinhas e também o bolo. Eu agradeci mentalmente, acho que eu acabaria com esse bolo hoje mesmo.

Eu me despedi de Henry e o agradeci por ter cedido o lugar, Diana que dirigiu de volta pra casa, eu estava perdida olhando algumas coisas no celular... Não é como se eu tivesse jogado Chris Evans e Lilly Collins no search do twitter, longe de mim, mas as notícias correm rápido, ainda mais quando se é um ator famoso.

- Você está vendo foto deles dois, não é? – Diana me olhou quando parou em um farol.

- Eu estou muito errada em ter convidado Scott? – larguei o celular

- Você tem seus motivos de convidar quem você quiser, a festa era sua. – ela deu partida no carro quando o farol abriu – e sei que Chris vai entender muito bem disso quando você decidir contar e apenas isso importa, não o restante.

Assenti e voltei para o celular, novas fotos de Chris bombardeavam minhas mentions.

“Chris Evans é visto chegando em casa sozinho, será que seu encontro com Lilly Collins não acabou bem? Ou ele preferiu ficar sozinho essa noite?”

Chris era visto entrando em sua casa sozinho, então eles não tinham ficado, certo?

- Chris chegou em casa sozinho – soltei, de repente.

- Meu Deus Megan, você está vendo site de fofoca? – Diana revirou os olhos quando estacionou no meu prédio

- Não, mas as fãs dele estão me mandando isso toda hora – dei de ombros e sai do carro, pegando minha bolsa e uma das sacolas que tinha o meu bolo

- Sabe que isso não significa nada, certo? – ela pegou as sacolas com os presentes e trancou o carro

- Eu sei, mas é uma esperança – andei até o elevador e ela veio atrás.

Eu sei que estava alimentando esperanças que Chris não tinha ficado com Lilly e que na verdade ele esperava ansiosamente uma mensagem minha.

Chris Evans’s POV

Cheguei em casa batendo a porta, estava bravo por tudo que tinha acontecido, meu twitter não parava e as ligações não atendidas de Scott e da minha mãe explicavam que eles estavam preocupados. Eu nunca sai de casa na intenção de ir para um encontro com a Lilly ou coisa do tipo, foi coincidência, acabei indo para um bar que ela sempre vai e nos encontramos ali, ela sempre foi minha amiga, acho que seria bom eu desabafar de como eu estava me sentindo.

Mas as coisas nunca eram vistas assim pela mídia. Ainda mais quando minha ex namorada estava fazendo um chá revelação no mesmo momento que as fotos comprometedoras foram tiradas. Eu conseguia entender um pouco de não ter sido convidado, afinal, eu e Megan não estávamos na melhor relação, não nos falávamos desde que eu a confrontei no aeroporto, eu nem falei com ela quando ela decidiu postar que estava grávida.

Sentei no meu sofá e abri uma cerveja, eu só tinha bebido um copo de whisky no bar, a maior parte do tempo foi lamentando com Lilly que eu havia perdido a mulher da minha vida e também o meu filho ou filha. A essa hora Megan já saberia se era menino ou menina e eu atualizava toda hora o perfil dela e da Diana, pra ver se alguma das duas postava alguma coisa, alguma pista.

O fuso horário de Paris para Los Angeles me deixava maluco, era de madrugada e eu acordado esperando que ela fosse me mandar alguma mensagem, eu sou o pai, eu merecia saber se era filho ou filha. Agora nem Scott atendia mais minhas ligações, que merda aconteceu?

Até que meu telefone apitou, avisando que tinha uma nova mensagem, eu abaixei o volume da TV e peguei o aparelho que estava na mesa de centro.

Megan: Hey. Sei que está tarde por aí... Está acordado? Que pergunta burra, mas você entendeu.

Então ela tinha mandado uma mensagem e meu coração acelerou na mesma hora

Chris: Oi, eu estou acordado sim, não consigo dormir. Está tudo bem?

Eu me arrumei no sofá quando aguardava a resposta, eu nem conseguia acreditar que ela estava falando comigo.

Megan: Está. Eu só queria te falar que já sei o resultado... Mas eu queria te contar isso de outra maneira, você poderia entrar no facetime comigo amanhã?

Meu coração apertou só de pensar em ver Megan novamente, nem que fosse por uma tela de celular.

Chris: Claro, sem problemas! Espero pela ligação.

Megan: Tudo bem então, boa noite Chris, vê se dorme, sabe que essa ansiedade não te faz bem.

Respirei fundo e mandei boa noite, algumas lágrimas caíram assim que eu deixei o celular de lado, em algumas horas eu descobriria se seria pai de uma menina ou de um menino e eu não conseguia mesmo dormir, a ansiedade me dominara por completo. Fui até minha varanda e olhei para o céu, o frio não me incomodava, só gostaria que Megan estivesse aqui.

Megan’s POV

Eu estava na minha varanda, tomando um chá que Diana havia preparado pra mim, ela tinha ido dormir logo depois do banho, eu decidi ficar na varanda e trocar as breves mensagens com Chris, assim que lhe desejei boa noite, me permiti chorar. Me permiti chorar pelas fotos que vi mais cedo, por estar longe da pessoa que eu amo e por toda insegurança que eu sentia em carregar uma filha.

Eu passei a mão em minha barriga e fiz um breve carinho nela, fiquei fazendo carinho e olhando para o céu, quando senti um chute. Depois mais chutes, foi então que eu comecei a gravar, ela deu pequenos chutes e eu continuei acariciando.

- DIANA – entrei na casa e gritei pela minha amiga, sentando-me no sofá

Ela veio correndo do quarto, com a maior cara de sono

- O que foi? O que aconteceu? – ela parecia meio atordoada

- Ela chutou – apontei pra minha barriga – minha menininha chutou

- Sério? – ela se sentou ao meu lado e colocou a mão em minha barriga – chuta pra titia, hein?

Ficamos alguns minutos fazendo carinho, até que ela chutou novamente onde a mão de Diana estava

- Ah meu Deus, ela chutou – então Diana deixou que algumas lágrimas caíssem enquanto falava com a minha barriga

Eu me permiti chorar por aquilo, quando Diana decidiu voltar a dormir, eu voltei pra varanda e peguei meu celular, abrindo a conversa com Chris e anexando o vídeo.

Megan: Acho que você gostaria de ver isso...

Eu imaginei que ele estivesse dormindo, ainda era um pouco cedo na França, mas era madrugada em L.A

Chris: Estou completamente emocionado.

E eu realmente imaginava isso, Chris sempre foi uma manteiga derretida.

[...]

Acordei com uma bela dor de cabeça, afinal, eu não tinha dormido direito. Tomei um banho demorado e fui tomar café da manhã, já passava das 8h da manhã, eu ia comer alguma coisa e já ligar pra Chris, não queria que ele esperasse mais um pouco. Diana estava no quarto, mexendo no notebook, resolvendo algumas coisas do trabalho, passei pra dar bom dia e disse que ia entrar em chamada, ela apenas assentiu.

Voltei para o quarto, eu tinha colocado um shorts do pijama e uma camiseta mais larga, eu apoiei meu celular em uns livros e enquanto chamava, eu prendia meu cabelo. Até que em alguns segundos, Chris apareceu na tela, seus olhos estavam fundos, o que denunciava uma noite mal dormida, ele estava sentado na cadeira da sua pequena escrivaninha, o que era uma pura coincidência, já que eu estava da mesma maneira.

- Hey – falei, antes que ficasse muito na cara que eu preferia ficar observando-o

- Olá – ele se ajeitou na cadeira, ele segurava o celular nas mãos, mas depois o apoiou em algum lugar.

- Vejo que não dormiu muito bem – apoiei meu rosto em minha mão – o que eu falei sobre a ansiedade?

- Sabe que sou difícil pra dormir – ele soltou um riso – mas você que tem uma notícia pra me dar...

- É bom que esteja sentado – mordi meu lábio – É... Uma menina. – soltei e fechei os olhos, quando os abri novamente, Chris pulava pelo quarto.

- SÉRIO? – ele estava muito feliz, eu assenti, sorrindo – uma menininha – ele voltou a se sentar e então vi que seus olhos estavam marejados, foi quando eu senti lágrimas pinicarem meus olhos – e você já decidiu algum nome?

- Eu queria falar disso com você também – sequei os cantos dos meus olhos – eu pensei em Emma, gostaria de saber se você tem algum nome em mente.

- Emma é lindo – ele sorriu e eu achei que seu rosto fosse rasgar com tamanha felicidade – Emma Sky Evans, pra mim parece perfeito – ele se encostou na cadeira e olhou para o teto, deixando então que algumas lágrimas caíssem, mas ele as secou rapidamente.

- Então será Emma – acariciei minha barriga, até que senti mais um chute – Hey, Chris, preste atenção aqui – o chamei e ele veio para mais perto do celular.

Eu me levantei, fazendo com que minha barriga ficasse em evidência, acariciei mais uma vez e sussurrei o nome, e então mais um chute.

- Ela chutou – seu rosto estava enfiado no celular, o que me fez rir – ELA CHUTOU.

- Sim – voltei a me sentar – acho que ela gostou do nome.

Nós conversamos sobre algumas coisas e então nos despedimos, quando a ligação se encerrou, eu cai no choro, meu soluço era tão forte que eu sentia minha garganta doer e minha cabeça a acompanhava com pequenas pontadas.

Diana apareceu no quarto e me abraçou, me levando até a cama, eu desabei em seu colo.

- Eu sinto tanto a falta dele, que chega a doer – coloquei a mão em meu coração.

Gostaria que esse sentimento saísse, eu não sabia lidar com uma ausência tão forte assim. Mas eu também não conseguia perdoar as coisas tão facilmente, sei que eu sentia essa falta por ver a felicidade genuína de Chris com nossa filha.

- Sabe que não precisa ser assim – Diana disse acariciando meus cabelos

- Não quero me machucar novamente e não quero que nossa volta tenha a ver com a Emma – levantei-me do seu colo e sequei as lágrimas

- Emma? – os olhos Diana brilharam

- Nós decidimos o nome... Emma Sky Evans. – sorri

- É lindo – ela me abraçou – eu vou terminar algumas coisas do trabalho e já volto, você vai ficar bem? – eu assenti e ela foi para o quarto ao lado

Eu acariciei minha barriga e lembrei da reação de Chris ao saber que seria uma menina, senti minha garganta doer novamente por conta do choro.

Ai Emma... Que pais complicados você foi arrumar.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...