História Glass Bridge - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Carla Tsukinami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori
Tags Amor, Ayato, Beijo, Carla, Demonios, Diabolik Lovers, Fanfic, Ficção, Fundadores, Glass Bridge, Hentai, Incesto, Kanato, Karl Heinz, Karlheinz, Kiss, Komori, Laito, Lua, Lua De Sangue, Masoquismo, Noivado, Ponte De Vidro, Reiji, Romance, Sadomasoquismo, Sakamaki, Sakamakis, San-san, Sexo, Shin, Shuu, Subaru, Tougo, Tragedia, Tsukinami, Tsukinamis, Vampiros, Visual Novel, Yui
Visualizações 647
Palavras 2.500
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


san-san: ヽ(*≧ω≦)ノ Olá pessoal ~♥ Como vocês estão? Hehe ♥ Eu to muito feliz! Estamos com 64 favoritos! E isso
somente em 4 dias! Eu estou realmente muito, muito feliz <3 E como vocês vem comentando tanto, isso me motiva
bastante para escrever e continuar essa Fanfic! Muito obrigado! Espero sinceramente que não me abandonem, e
continuem comentando e dizendo o que estão achando da Fanfic! Pois sinceramente, a cada comentário que eu
vejo, eu fico muito motivada a continuar mais rápido!

Enfim ~♥ Espero que gostem do capítulo! Leiam as notas finais! E Boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo Três: Tentada ao Pecado - Parte Um


Fanfic / Fanfiction Glass Bridge - Capítulo 4 - Capítulo Três: Tentada ao Pecado - Parte Um

[…]

 

As verdades colocadas a mesa, bem na frente dos meus olhos…

Feriram as minhas expectativas de uma vida tranquila.

 

Porém, se eu apenas permanecesse ao lado deles

Eu acreditava que ficaria bem.

 

 

~*~

 

 

O Tsukinami mais velho, logo chamou Hanamaru para entrar, e acompanhados de Shin, os três regressaram ao Castelo, que de fato, era incrivelmente belo por dentro.

 

Possuindo sofisticados móveis e pinturas nas paredes, a Tsukinami mais nova, Hanamaru, sentiu seus olhos ficarem marejados por conta da grande beleza do local. A antes cela escura que era a sua casa, realmente havia sido deixada para trás a partir daquele momento, e agora, sua nova casa era um local belo o suficiente para fazê-la derramar lágrimas.

 

É tudo tão bonito. -Hanamaru comentava com um belo sorriso em seus lábios, sentindo suas bochechas corarem.

 

Chamarei alguém, fique aqui. ­-Carla pedia desaparecendo por alguns instantes, aparecendo então com uma garota loira de olhos cor-de-rosa, bem ao seu lado. Ela parecia assustada, porém curiosa ao ver a pequena Hanamaru a encarar com curiosidade.

 

Carla-Onii-San, quem é essa? -Hanamaru indagava piscando seus olhos cheios de curiosidade, algumas vezes.

 

Fixando seu olhar em Yui, ela percebeu que a garota estava assustada, e por isso, timidamente se aproximou, esticando seu braço e dando leves tapinhas sobre a cabeça da Komori, assim como os mais velhos faziam com ela.

 

—Não fique nervosa, está tudo bem. -Hanamaru sussurrava para a Komori em um tom suave, mesmo desconhecendo da situação, ela apenas queria tranquilizar a garota.

 

O-Obrigado. -Yui a respondeu em um tom baixo e falhado, curvando-se brevemente.

 

—Onii-san, porque ela está aqui? Quem é ela? -Hanamaru perguntava inclinando sua cabeça para o lado, encarando Shin e Carla, que estavam posicionados lado a lado.

 

—É um alonga história, sente-se. -Carla pediu soltando um pesado suspiro, pois sabia que a história seria realmente longa.

 

Carla e Shin então iniciaram a longa conversa. Começaram contando que como a raça dos First Blood, estava quase que extinta, eles precisavam de herdeiros puros de sangue, para que a linhagem fosse continuada, assim, a primeira pessoa quem lhes veio a mente, era Komori Yui, pois ela possuía o coração de Cordélia, que era prima dos dois Tsukinamis.

 

 

Hanamaru ao ouvir a história, logo pensou que ela também pertencia a essa raça, porém em sua mente, ela se sentia realmente confusa em perguntar do porque dos irmãos mais velhos não pensarem nela como uma possibilidade, afinal, a pequena garota não sabia que irmãos não podiam ter esse tipo de relacionamento, ao menos perante as leis da sociedade humana, um local no qual eles não pertenciam.

 

A realidade para os Tsukinamis, era que Hanamaru é alguém na qual eles querem proteger, e por conta disso, nenhum dos dois se sentem a vontade a pressioná-la a participar de tal plano. Ela era um tesouro que eles realmente desejavam cuidar com carinho para sempre, para que nada de ruim acontecesse.

 

Assim, os mais velhos explicaram também, que os Sakamakis, filhos de Karl Heinz com diferentes mulheres, sendo até mesmo uma delas sua prima, Cordélia, estavam atrás de Yui, e mesmo que eles não tivessem forças para resgatá-la de volta, Hanamaru precisava tomar cuidado com eles.

 

Shin disse que eles estavam mantendo a rotina de ir a Escola Humana, que os Sakamakis frequentavam, para exibir que estavam com a humana Yui ao seu lado, e isso foi algo que Hanamaru desgostou, porém não comentou.

Carla então explicou que se Hanamaru desejasse, ela poderia ir a escola também, e mesmo que ela não soubesse, concordou.

 

Pela noite, Carla então ordenou que Yui cuidasse melhor de Hanamaru, pois ela, sendo uma garota, saberia das necessidades da irmã mais nova, que desconhecia completamente tudo sobre a puberdade, pois passou anos e anos presa, crescendo sozinha.

 

~*~

 

 

~*~ No quarto de Hanamaru ~*~

~*~

 

Hanamaru-san, você é irmã do Carla-san e do Shin-san? -Yui indagava com certa curiosidade, abrindo o guarda-roupa da Tsukinami mais nova, para buscar-lhe algumas roupas, pois Hanamaru precisava de um bom banho.

 

—Eles me disseram que sim, e… Eu sinto que sim. -Hanamaru respondi-a com um belo sorriso inclinando sua cabeça para o lado. —Você pode me chamar por “Hana” assim como o Carla-Onii-San faz. -Dizia em um tom gentil, vendo a Komori corar as bochechas.

 

 

H-Hana...-chan? -Yui chamava-a com um sorriso tímido, vendo-a concordar animada. —Sua personalidade é realmente diferente da dos dois, porém sua aparência é idêntica à do Carla-san. -Dizia fechando o guarda-roupa, pois havia pego uma bela camisola cor de roça com alguns babados. —Carla-san e Shin-san me fizeram escolher várias roupas quando eu vim para cá, eu não sabia que era para você, mas espero que goste.

 

 

S-São lindas! -Hanamaru dizia mais uma vez com um belo sorriso. —Tudo é tão bonito. -Murmurava com um rubor em suas bochechas. —Yui-chan, podemos ser… amigas? Eu realmente desejo ter uma amiga, era o que eu pensava quando estava presa. -Dizia em um sussurro tímido, abaixando seu olhar.

 

—Você quer ser minha amiga? -Indagava em um tom surpreso, vendo a aparentemente mais nova, concordar. —C-Certo! Podemos ser amigas! -Yui respondia-a em um tom animado, pois finalmente havia conseguido uma amiga.

 

Que bom...~ Ganhei uma amiga! -Dizia envolvendo seus finos braços ao redor da cintura da Komori, abraçando-a timidamente. —A-Ah! Yui-chan, não fique mais com menos dos meus irmãos, eles não são tão ruins. M-Mesmo que Shin-Nii-san seja áspero e Carla-Nii-san seja aparentemente frio, eles são bons. -Hanamru murmurava com um singelo sorriso, vendo Yui confirmar.

 

—Eu tentarei, Hana-chan. -Yui a respondia em um tom suave. —Mas, agora é melhor ir se banhar. Carla-san ficará bravo comigo se lhe ver mal cuidada. -Dizia com um sorriso amarelo, empurrando-a até o banheiro.

 

—Certo certo ~ -Hanamaru concordava em um tom suave, caminhando para o banheiro, sendo acompanhada por Yui.

 

~*~

 

A manhã e a tarde, haviam se passado sem quaisquer problemas aparentes. Yui estava ajudando muito bem Hanamaru a se adaptar a situações simples da vida, tais como comer a mesa, se vestir e reconhecer coisas básicas como uma escova de dentes.

 

As duas estavam se tornando boas amigas, e a Komori gostava de ter a presença de Hanamaru perto dela, pois era a primeira vez para ela possuindo uma amiga desde que chegou a Mansão Sakamaki, e tudo de ruim e traumático aconteceu a ela.

 

Os irmãos Tsukinami estavam gostando de ver a sua irmã mais nova, se adaptar tão bem a nova vida, porém, estavam preocupados com relação a ela ir a escola junto da Komori, algo que Hanamaru deixou bem claro desejar.

 

Eles estavam hesitantes, pois na Escola de Yui, não só os Mukamis, subordinados de Karl Heinz, estudavam, mais sim também os filhos deles, os Sakamakis, que antes estavam com a Komori Yui.

 

Pela noite, Yui começou a arrumar Hanamaru para que ela a acompanhasse a escola, um ambiente desconhecido para a pequena Tsukinami.

 

~*~

 

—O uniforme é bonito também. -Hanamaru dizia encarando-se no espelho. O uniforme preto com um simples babado branco na borda, e o laço rosa no pescoço, haviam lhe caído muito bem, deixando-a adorável aos olhos de qualquer pessoa que a visse. —Yui-chan, seu cabelo é curto, eu deveria cortar o meu? -Indagava inclinando sua cabeça.

 

—Não faça isso, Hana-chan. Seu cabelo é muito bonito longo. -Yui respondi-a com um fino sorriso em seus lábios, ajudando-a a pentear os longos fios brancos. —Hana-chan, tome muito cuidado na escola, certo? -Alertava-a em um tom preocupado.

 

—Shin-Onii-san ficou bravo quando eu disse que queria conhecer a escola. Porque? É por causa dos “Sakamakis”? Eles são maus? -Hanamaru perguntava com um pequeno bico em seus lábios, erguendo sua cabeça para encarar Yui, que sorriu sem graça.

 

 

—Eles… não são maus, mas podem fazer maldades as vezes. -Explicava com um sorriso amarelo, terminando de prender os longos cabelos de Hanamaru, em um rabo de cavalo baixo, jogando-o para o lado. —Pronto, está bonita. -Yui dizia dando leves tapinhas nos ombros da pequena garota.

 

—Oh… entendo. -Dizia voltando sua atenção ao espelho, corando ao ver que realmente estava bonita. —O-Obrigado, Yui-chan! -Hanamaru agradecia-a levantando-se para calçar seus sapatos. —Vamos? -Indagava após ter calçado os seus sapatos, vendo a Komori concordar.

 

As duas então descerão rapidamente as escadas, vendo os dois Tsukinamis a espera delas. Obviamente, os olhares que eles as lançaram eram diferentes, porém para Shin e Carla, certos pensamentos passaram em suas mentes.

 

 

A imagem que eles tinham de Hanamaru, era de uma doce garota pequena e adorável, porém naquele momento, mesmo que a essência da Tsukinami fosse a mesma, eles podiam perceber que ela não era mais uma criança, e isso acabou por despertar os instintos masculinos adormecidos nos Tsukinamis mais velhos.

 

Eles jamais deixariam que isso transparecesse, porém, ao vê-la tão bela, não conseguiram conter seus suspiros exasperados e os olhares intensos.

 

Shin-Onii-san… Carla-Onii-san…? -Hanamaru chamava-os em um tom baixinho, despertando-os daquele transe em que ficaram presos por meros segundos.

 

 

—Quem lhe vestiu assim? A Humana? -Shin indagava cruzando seus braços, engolindo seco ao ver a pequena concordar.

 

 

—F-Fiquei bonita, certo? -Indagava com animação, rodopiando e em seguida segurando as mãos dos mais velhos. —Vamos, vamos! -Hanamaru dizia começando a puxá-los, e assim, eles apenas deixaram com que ela os guiassem.

 

Sendo seguidos por Yui, os quatro entraram em um carro preparado por Carla mais cedo, para que assim fossem para a Escola.

 

Durante todo o caminho, Yui explicou coisas básicas para Hanamaru, que como sendo mais nova, ficaria em uma sala diferente dos demais. Shin e Carla também a avisavam que se ela estivesse com problemas, bastava gritar.

 

Mesmo que Hanamaru também fosse uma First Blood, pela sua falta de memórias, ela simplesmente desconhecia os poderes que possuía, e sendo assim, se defender sozinha era algo quase que impossível.

 

~*~

 

Ao chegarem na escola, Shin e Carla que ganhavam bastante atenção das alunas ao redor, perceberam que dessa vez, não eram somente eles quem ganhava atenção, pois o belo sorriso de Hanamaru, simplesmente atraía muitos olhares masculinos, e isso foi algo que eles logo desgostaram.

 

Ignorando esse detalhe, eles fizeram questão de levá-la até a primeira aula dela, que seria no último andar da escola. Eles a deixaram na sala, e insistiram no mesmo aviso: grite caso esteja em perigo.

 

~*~

 

 

As primeiras aulas foram cansativas e confusas para Hanamaru, que não entendeu nada do que era falado pois nunca frequentou uma escola. Porém, ela estava animada, pois tinha conseguido fazer vários amigos, pois muitas pessoas falaram com ela.

 

Porém, algumas das alunas invejosas, que eram “fãs dos Tsukinamis” pediram para que a pequena garota saísse para comprar coisas, e assim, Hanamaru agora voltava para a sala com vários sanduíches em suas mãos, ela não estava triste, pois pensava que estava fazendo algo bom.

Andando pelo corredor, porém, ela terminou por esbarrar em alguém.

 

 

Tch. Olhe por onde anda. -O Ruivo de olhos verdes dizia em um tom áspero e rude, encarando-a de cima a baixo. —Oe, você parece com ele… -Esse ruivo, era Sakamaki Ayato, que observava atentamente Hanamaru agachada no chão, pegando todos os sanduíches.

 

S-Sinto muito, eu realmente não lhe vi. -Hanamaru desculpava-se com um olhar baixo, pegando cada sanduíche com cuidado. —Ele? Diz, Carla-Onii-san? -Indagava em um tom inocente, inclinando sua cabeça para o lado. Ela perguntava, pois sabia que se parecia muito com Carla fisicamente.

 

 

Oe. Onii-san? Você é irmã deles? -Ayato perguntava segurando os ombros de Hanamaru firmemente, encarando-a com um sorriso torto em seus lábios. —Isso… é interessante. -Admitia sorrindo sadicamente ao ver os olhos curiosos e assustados de Hanamaru sobre si. —Qual o seu nome? Responda, é o Ayato-sama quem está perguntando. -Ordenava encarando-a com um olhar superior.

 

H-Hanamaru… -A pequena respondia com um olhar assustado, encolhendo-se, encarando-o com hesitação. —V-Você… é um Sakamaki? -Hanamaru perguntava com um olhar trêmulo, vendo esboçar um sorriso torto.

 

 

Eles levaram a nossa presa. -Ayato começava dizendo, ainda segurando os ombros de Hanamaru, imprensando-a na parede em seguida. Ele pode ouvi-la grunhir baixinho por ter suas costas batidas repentinamente na parede. —Acho que seria justo que eu levasse a irmã deles, certo? -Indagava em um tom maldoso, vendo-a negar freneticamente.

 

N-Não, por favor. -Implorava em um tom baixinho, até sentir seu corpo ser puxado para o lado, e abraçado fortemente por alguém.

 

Repentinamente, os olhos de Hanamaru foram cobertos, e ela ouviu sons de socos e uma correria repentina. Ela tremia e aqueles braços fortes a abraçavam com força, como se estivessem a protegendo do mundo inteiro.

 

 

—C-Carla-Onii-san…? -Hanamaru indagava em um tom abafado por ainda, estar sendo abraçada. Ela podia sentir o aroma amadeirado e masculino do mais velho, e por conta disso, tinha certeza de que se tratava de Carla a abraçando.

 

Estou aqui. -Carla dizia em um tom firme, dando leves tapinhas sobre o topo da cabeça da mais nova.

 

—Eu expulsei ele. Tsc… ele correu como um gato assustado. -Shin dizia aproximando-se dos dois. O Tsukinami do meio logo analisou as feições de Hanamaru, e trincou seu maxilar ao ver que ela realmente havia ficado assustada.

 

O-Obrigado. -A pequena garota agradecia-os em um tom baixinho, contornando seus finos braços ao redor da cintura de Carla, abraçando-o com força. Aquela era a primeira vez que ela fazia isso, e tal aproximação realmente havia deixado Carla sem ar por alguns segundos, até correspondê-la com cuidado. —Sinto muito, eu não consegui gritar. -Hanamaru dizia lembrando-se do que os mais velhos haviam pedido para que ela fizesse.

 

Não se preocupe com isso. -Carla dizia segurando os ombros da mais nova, separando-a de si ao constatar que Shin o observava com um olhar incomodado. —Era esperado que algum deles aparecesse, e tomasse essa atitude, não se preocupe.

 

—Mas, você precisa tomar mais cuidado! E o que estava fazendo, sua garota boba? -Shin indagava ao ver os diversos sanduíches pelo chão. —Quando lhe pedem para comprar coisas assim, não é um favor, Hana. Estão lhe intimidando… -Explicava cruzando seus braços, balançando sua cabeça em desgosto.

 

Ah. Entendi… -Hanamaru murmurou em um tom baixinho, encolhendo seus ombros. Ela mostrava uma expressão frustrada por ter sido enganada.

 

Não fique triste. -Carla pedia estreitando suas sobrancelhas, puxando levemente a bochecha da mais nova. —Você não fez nada de errado. -Afirmava com um fino sorriso em seus lábios.

 

—Vamos te levar de volta para a sua sala, venha. -Shin dizia empurrando-a levemente, para que começasse a andar.

 

 

~*~

 

 

~*~ Nas salas do terceiro ano ~*~

 

~*~

 

 

 

Após o incidente com os Tsukinamis, Ayato realmente havia corrido pela sua vida, tal coisa foi humilhante mas, ele sabia que sozinho não daria conta dos Fundadores.

Porém, o Sakamaki não deixaria aquilo impune, e contaria ao mais responsável dos Sakamakis sobre aquela informação valiosa.

 

Reiji. -Ayato chamava pelo mais velho, parando bem em frente a ele.

 

—O que foi, Ayato? Está na hora das suas aulas, não deveria estar aqui. -Reiji dizia em um tom incomodado, arqueando uma de suas sobrancelhas.

 

—Sabe que eles estão por aqui, certo? Então, não estão mais sozinhos. -Ayato começava dizendo, cruzando seus braços. —Aqueles malditos…Tem uma irmã mais nova.


Notas Finais


----------------------------------------------♥ Leiam as notas Finais Please <3 ♥----------------------------------------------------------------

san-san: Então pessoal! Como eu estou vendo que vocês estão comentando demais, e isso realmente é algo bom tanto para me motivar, quanto para a fanfic, resolvi aumentar um pouco a meta de comentários! Portanto, se dessa vez, alcançarmos 15 comentários, amanhã terá capítulo novo! Caso não cheguemos a essa meta (;-;), eu postarei normalmente na quarta-feira um capítulo quentinho♥
MAS! \*-*/ Eu sinceramente confio em vocês <3 E acredito que com a força dos meus leitores, vão bater essa meta linda que vai me deixar animadona!
Agradeço bastante a todos os comentários e espero que tenham gostado do capítulo!

Obrigado por ler lido até aqui~♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...