História Glee - Shinee - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Glee
Personagens Artie Abrams, Blaine Anderson, Brittany S. Pierce, Dave Karofsky, Emma Pillsbury, Jesse St. James, Kurt Hummel, Mercedes Jones, Personagens Originais, Rachel Berry, Sam Evans, Sebastian Smythe, Will Schuester
Tags Drama, Glee, Klaine, Kurt Hummel, New Directions, Stberry
Visualizações 20
Palavras 6.639
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - De Volta à Lima


Fanfic / Fanfiction Glee - Shinee - Capítulo 1 - De Volta à Lima

A neve caia pelo asfalto na avenida 32 de Nova York, cobrindo os cacos de vidro no chão, manchado de sangue. O caminhão tombado estava alguns metros da BMW capotado no meio da estrada. Dentro se encontrava uma criança, aparentemente sozinha. Não muito distante do carro, o homem se encontrava estirado no chão, inconsciente.

Ao longe podia ser ouvido as sirenes da ambulância e do corpo de bombeiros.

Santana:
Step one you say we need to talk
Primeiro passo: você diz, "nós temos que conversar"
He walks you say sit down it's just a talk
Ele se recusa, você diz: "sente-se, é só uma conversa"
He smiles politely back at you
Ele sorri educadamente pra você
You stare politely right on through
Você, educadamente, o encara
Some sort of window to your right

 

- Tracy, você está indo bem, os bombeiros estão chegando, fique conciente me entendeu? - A criança chorava ao telefone, enquanto ouvia a moça da central de emergência.

 

- Eu quero meu pai, eu estou com medo.

 

- Eu sei que é assustador, mas precisa ficar calma, eles ja estão a caminho.

 

Mercedes: As he goes left, and you stay right
Between the lines of fear and blame
You begin to wonder why you came
Ele vai para a esquerda e você continua na direita
Entre as linhas do medo e da culpa
E você começa a questionar-se porque veio

 

Where did I go ?
I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life
O que fiz de errado? Eu perdi um amigo
Em algum lugar no meio dessa amargura
Eu teria ficado com você a noite toda
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Jesse: Let him know that you know best
Cause after all, you do know best
Try to slip past his defense
Without granting innocence
Lay down a list of what is wrong
The things you've told him all along
And pray to God he hears you
And I pray to God he hears you
Deixe-o saber que você sabe mais
Porque você realmente sabe mais
Tente passar pela sua defesa
Sem conceder inocência
Faça uma lista do que está errado
As coisas que lhe disse este tempo todo
E ore a Deus para que ele te ouça
E ore a Deus para que ele te ouça

 

- Tracy! Eu sou a tenente Turner, eu vou te tirar daí.

 

- Como meu papai está?

 

- Eu não vou mentir, ele está mal, mas está vivo e estamos ajudando ele. Eu preciso que seja corajosa e forte, ele também precisa, então, seja a garota valente que eu sei que você é.

 

Quinn e Tina: Where did I go wrong?
I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life
O que fiz de mal? Perdi um amigo
Em algum lugar no meio dessa amargura
Eu teria ficado com você a noite toda
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Rachel, Blaine e Mercedes: As he begins to raise his voice
You lower yours and grant him one last choice
Drive until you lose the road
Or break with the ones you've followed
He will do one of two things
He will admit to everything
Or he'll say he's just not the same
And you'll begin to wonder why you
A medida que ele começa a levantar a voz
Você baixa a sua e concede a ele uma última escolha
Conduza até você perder a estrada
Ou corte relações com aqueles que você tem seguido
Ele fará uma das duas coisas
Admitirá tudo
Ou irá dizer que já não é o mesmo
E você começará a questionar-se porque veio

 

Todos: Where did I go wrong?
I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life
O que fiz de mal? Perdi um amigo
Em algum lugar no meio dessa amargura
Eu teria ficado com você a noite toda
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Artie: How to save a life
Tina: How to save a life
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Blaine: Where did I go wrong?
I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life
O que fiz de mal? Perdi um amigo
Em algum lugar no meio dessa amargura
Eu teria ficado com você a noite toda
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Todos os bombeiros se concentravam em manter Kurt vivo, enquanto a tenente e o capitão focavam em tirar a menina de dentro do carro.

 

O caminho para o hospital foi longo, Kurt teve duas paradas cardíacas e Tracy teve três convulsões. É! Parece que iria ser um longo dia para aquela família.

 

Todos: Where did I go wrong?
I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life
O que fiz de mal? Perdi um amigo
Em algum lugar no meio dessa amargura
Eu teria ficado com você a noite toda
Se eu soubesse como salvar uma vida

 

Rachel: How to save a life
Blaine: How to save a life
Se eu soubesse como salvar uma vida


Kurt

Eu sentia algo estranho, minha cabeça doia, era difícil abrir os olhos, mas eu precisava acordar, meu pai precisava de ajuda para planejar o casamento com Carole, faltava algumas semanas para o casamento e Finn precisava de algumas aulas de dança.

Quando finalmente abri os olhos, me vi em um quarto de hospital. O que aconteceu? Por que estou em um hospital? Olhei para o lado e vi um homem dormindo na cadeira ao meu lado, ele segurava minha mão e não tinha mais ninguém. Comecei a me mexer, mas era difícil, então quando mexi minha mão, o homem abriu os olhos, eram grandes e de um castanho claro, o cabelo era muito volumoso e cacheado.

- K-Kurt? - Foi quando percebi que seus olhos estavam cheios d'água. - V-você acordou.

- Q-Quem é você? - Então eu vi o sorriso feliz sumir do seu rosto. - Por que estou em um hospital? Cadê meu pai? - Eu sentia medo. Eu queria meu pai. Ele apertou um botão e logo uma enfermeira veio correndo e ela me encarou surpresa...

- Chamem a Neuro! - Uma mulher baixa de cabelos castanhos, entrou e sorriu ao me ver.

- Olá, Senhor Hummel, como se sente? - Ela perguntou enquanto colocava uma luz nos meus olhos e me pedia para acompanhar.

- Com dor!

- Vou fazer umas perguntas e você vai me responder com calma e sem preça. - Eu fiz um sinal positivo. - Qual é o seu nome completo?

- Kurt Elizabeth Hummel.

- Em que ano você nasceu?

- 1994.

- Ótimo. Agora vou dificultar, tudo bem?

- Ok.

- Fala o nome de três pessoas que fazem parte da sua vida.

- Burt Hummel... Will Schuster... Finn Hudson e tem a Carole também.

- Qual é a última coisa que se lembra?

- Eu fui para a escola, ensaiamos para seccionais e... Acho que sai da escola, fui para a minha casa... E-eu não lembro.

- Kurt, quantos anos você tem? - Essa pergunta foi tão óbvia.

-dezesseis. - Ela me olhou com tristeza e negou. Nesse momento alguém entrou no quarto.

- Oi, eu sou a Rachel Berry, falaram que eu podia entrar.

- Senhora Berry, posso ter uns minutos com você e o senhor Anderson lá fora? - O homem e estranho e Rachel sairam. - Já falo com você.

Não demorou muito. Ela voltou com os dois, que ficaram de pé ao meu lado. Olhei para a Rachel e ela parecia mais velha do que me lembrava.

- Kurt, não tem jeito fácil de falar isso. Há dois anos você sofreu um grave acidente de carro, você não tem dezesseis anos, você tem quarenta e um. Esse homem... - ela apontou para o desconhecido. - É seu marido, Blaine Anderson.

- Cadê o meu pai? - Eu queria meu pai, aquilo não podia ser real.

- Kurt. - O homem segurou a minha mão e olhou para o mim. - Burt... Ele morreu há algum tempo, já, e...

- Não... Eu... Eu quero meu pai. - Blaine afagou meus cabelos e percebi que ele também estava chorando.

- Eu sinto muito Kurt... - Eu comecei a soluçar, eu queria gritar, sair dali. Olhei para a Rachel que chorava também.

- Cadê os outros... Mercedes, Artie, Tina, Santana, Brittany, Quinn, Puck, Mike... Finn? - Rachel deu as costas e saiu assim que eu falei o nome do Finn.

- Mercedes está chegando, liguei para ela e ela disse que vai pegar o primeiro vôo, Artie e Tina estão vindo o mais rápido que podem, Mike está na Inglaterra, mas disse que vem, Santana e Brittany estão à caminho, Noah e Quinn disseram que só chegam amanhã, assim como o Sam e o Senhor Schue.

- E o Finn? - Perguntei e ele fechou os olhos e depois abriu.

- Finn morreu há mais de vinte anos, Kurt. - Eu não sabia o que falar. - Carole morreu há quatro anos, um pouco depois, Burt morreu. E nós temos três filhos, Tracy, Hapburn e Steve. A intenção era serem só dois, mas Hapburn ganhou um irmão gêmeo. - Ele riu e depois me olhou e eu podia ver todo o sentimento ali, ele me amava, nós éramos uma família. - Nós passamos por muitos altos e baixos, chegamos até aonde chegamos porque nos amávamos demais. Não somos perfeitos, que família é? Mas damos o nosso melhor... Eu achei que ia perder você e eu não podia perder você, eu te amo tanto... Você é meu mundo, Kurt. - Eu respirei fundo. Eu tinha uma familia e tinha que me adaptar à essa ideia... Eu era adulto, provavelmente tinha um emprego e uma casa... Mas não tinha mais meu pai. - A gente vai para casa, assim que receber alta. E você vai ver, vai ficar feliz.

Quando fui liberado, vi muita gente ali, alguns rostos conhecidos, outros não, mas tinha muita gente... Espera? Aquele sentado no sofá era David Karofysk? Assim que ele me viu, ele sorriu e se aproximou.

- Bem Vindo de volta, Kurt. Fico feiz que esteja bem, achamos que não ia acordar. Tom não pode vir, mas ele disse que está muito feliz que esteja bem.

- Tom?...

- O marido dele, Kurt. - Sussurrou e a minha boca abriu e meus olhos arregalaram.

- Você é gay? - Perguntei e ele riu, mas logo percebeu que estava falando sério. Blaine respirou fundo e chamou a atenção de todos na sala.

- Gente, o Kurt acordou depois de dois anos em coma. A Neurologista fez alguns exames e viu que o acidente lesionou algumas partes do cérebro dele... Kurt não se lembra de tudo, ele só se lembra até parte de seus dezesseis anos. - Todos olharam para mim.

- Isso é sério? Isso não pode acontecer, a melhor fase da vida do Kurt foi depois da escola. - Santana levantou e foi até o mim. - Kurt, você tem que lembrar, Nova Iorque, Broadway... O casamento, o nascimento dos seus filhos. - Eu queria me lembrar, parecia que eu tinha uma vida incrível e, não lembrar era horrível.

Quando todos foram embora, ficou apenas eu, meu marido e meus três filhos. Estavamos jantando, mas o silêncio imperava.

- Então, como foi seu dia, Tracy. - Blaine perguntou, tentando amenizar o clima tenso.

- Eu ensaiei para o ballet, estudei para as provas e fui para o curso de culinária. - Eu percebi como Tracy era parecida comigo, exeto pelas roupas, que eram surradas e largas, seus olhos pareciam não ter vida, como se carregasse um peso enorme na alma.

Tracy terminou o jantar rápido, deu boa noite e subiu para seu quarto, os outros dois ficaram em silêncio absoluto, e Blaine, ele parecia desconcertado e chateado. O homem levou os gêmeos para dormir, eu fiquei sentado no sofá, tentando forçar alguma memória, mas tudo era vazio. Quando meu marido desceu... Nossa, como esse pensamento era estanho... É como o filme De Repente 30... no meu caso... quarenta e um, mas parece que o cirurgião plástico era muito bom, é como se eu tivesse realmente trinta. Era estranho me olhar no espelho e ver seu rosto; apesar de lembrar ao Kurt de dezesseis, carregava algo mais, mas não sabia dizer o que.

- Vamos dormir? - Blaine perguntou estendendo a mão.

- Não... Eu quero conversar... minha cabeça está a mil e você é a única pessoa aqui, e se me casei com você, é porque vai me ouvir. - Ele sorriu e fez um sinal positivo. - É estranho, eu me sinto estranho. Essa casa, as crianças e você, parece que tudo que era familiar não está mais aqui. Meu pai, Finn... Todos meus amigos mudaram tanto, e eu sou casado e não estou mais na minha cidade, nem na escola ... Minha vida está de ponta cabeça.

- Hey! Está tudo bem. Eu acho que deviamos voltar para Ohaio, assim você vai estar em um ambiente familiar, e talvez lá pode começar a recuperar algumas memórias. Vou falar com seus médicos amanhã e...

- Espera! Você tem uma vida aqui... quer dizer... há quantos anos moramos em Nova Iorque? - Eu não pediria para ele fazer um sacrifício desses. Aquela vida parecia ser uma vida incrível... Quer dizer, essa casa era enorme, e as crianças? Elas deviam ter escola; Tracy tinha aulas de ballet, amigos...

- Nós moramos aqui há mais de vinte anos, antes de nos casarmos. Você mora aqui antes de noivarmos, pois você se formou antes de mim e veio para NY.

- Nos conhecemos em Ohaio? - Ele sorriu e se dirigiu ao piano enquanto me olhava.

- Nos conhecemos no Colégio Dalton. Você foi espionar nosso coral. Eu cantei uma música e você ficou lá, parado, me olhando, com esse sorriso adorável. - No piano, começou a tocar as notas.

 

You think I'm pretty without any makeup on

 

You think I'm funny when I tell the punchline wrong
Você me acha bonita sem maquiagem

 

Você me acha engraçada quando eu conto uma piada errada

 

I know you get me so I let my walls come down, down
Before you met me I was alright but

 

Things were kinda heavy, you brought me to life
Antes de você me conhecer eu estava bem, mas
A coisa ficou pesada, você me trouxe à vida

 

Eu não me lembrava da música, mas eu conseguia sentir algo diferente. A música despertava algo em mim... Mas não sei explicar.

 

Now every February you'll be my valentine, valentine

 

Let's go all the way tonight, no regrets, just love
Agora todo Fevereiro vocêserá o meu namorado, namoradoAté o fim essa noite, sem arrependimentos, só amor

 

We can dance until we die, you and I will be young forever

 

You make me feel like I'm livin' a teenage dream
Nós podemos dançar até morrer, seremos jovens para sempre
Você me faz sentir como em um sonho de adolescente

 

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back
Don't ever look back

 

My heart stops when you look at me
Just one touch now baby I believe this is real
Você me deixa tão excitada que não consigo dormir
Vamos fugir e nunca olhar para trás
Nunca olhe para trás
Meu coração para quando você olha para mim
Apenas um toque, baby, agora eu acredito que é real

 

Blaine cantava como um anjo, eu entendo ter me casado com ele. Eu me sinto bem perto dele... Como eu queria me lembrar.

 

So take a chance and don't ever look back
Don't ever look back

 

We drove to Cali and got drunk on the beach
Então arrisque-se e não olhe para trás
Nunca olhe para trásDirigimos até Cali e ficamos bêbados na praia

 

Got a motel and built a fort out of sheets
I finally found you
My missing puzzle piece
I'm complete
Achamos um hotel e fizemos uma fortaleza de lençóis
Finalmente te encontrei
A peça que faltava no meu quebra-cabeça
Eu estou completa

 

Let's go all the way tonight, no regrets, just love

 

We can dance until we die, you and I will be young
forever
Até o fim essa noite, sem arrependimentos, só amor
Nós podemos dançar até morrer, você e eu seremos
jovens para sempre
Você me faz sentir como em um sonho de adolescente

 

You make me feel like I'm livin' a teenage dream

 

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back
Don't ever look back
Você me faz sentir como em um sonho de adolescente
Você me deixa tão excitada que não consigo dormir
Vamos fugir e nunca olhar para trás
Nunca olhe para trás

 

My heart stops when you look at me
Just one touch now baby I believe this is real

 

So take a chance and don't ever look back
Don't ever look back
Meu coração para quando você olha para mim
Apenas um toque, baby, agora eu acredito que é real
Então arrisque-se e não olhe para trás
Nunca olhe para trás

 

Imma get your heart racing in my skin tight jeans

 

Be your teenage dream tonight
Let you put your hands on me in my skin tight jeans
Be your teenage dream tonight

 

You make me feel like I'm livin' a teenage dream
Vou disparar seu coração com o meu jeans apertado
Ser o seu sonho de adolescente essa noite
Deixo você colocar as mãos no meu jeans apertado
Ser o seu sonho de adolescente essa noite

 

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back
Don't ever look back

 

My heart stops when you look at me
Just one touch now baby I believe this is real

 

So take a chance and don't ever look back
Don't ever look back

 

Imma get your heart racing in my skin tight jeans
Você me faz sentir como em um sonho de adolescente
Você me deixa tão excitada que não consigo dormir
Vamos fugir e nunca olhar para trás
Nunca olhe para trás
Meu coração para quando você olha para mim
Apenas um toque, baby, agora eu acredito que é real
Então arrisque-se e não olhe para trás
Nunca olhe para trás

 

Be your teenage dream tonight
Let you put your hands on me in my skin tight jeans
B

 

e your teenage dream tonight
Vou disparar seu coração com o meu jeans apertado
Ser o seu sonho de adolescente essa noite
Deixo você colocar as mãos no meu jeans apertado
Ser o seu sonho de adolescente essa noite

 

- Bom, acho que temos que ir dormir. Amanhã vamos ao médico. - Blaine disse sorrindo e estendendo a mão para mim. Nós subimos as escadas e quando chegamos ao quarto, fiquei boquiaberto. Era lindo e grande, tinha um mural de fotos.

 

- Essa é a Tracy, bebê. - Ele falou apontando para a foto do bebê dormindo tranquilamente. - A intenção era não saber quem era o pai biológico, mas acho que como ela tem cinquenta por cento da genética da Rachel, ela achou melhor que as coisas fossem do jeito dela... E ela sempre se pareceu tanto com você... Ela mudou um pouco depois do acidente, mas acho que logo você vai perceber que ela é muito parecida com você... Por fora e por dentro. - Sorri ao imaginar como minha vida era. - Esse é o cartaz da sua primeira peça na Broadway, você ficou tão nervoso, achei que você teria um ataque de ansiedade, mas foi perfeito. Essa foto foi quando você recebeu seu primeiro prêmio, foi um Tony de melhor ator de musical... Essa aqui foi especial, foi do nosso aniversário de dez anos de casados, fomos para Cancún. - Eu não sabia o que sentir, eu era casado, tinha filhos, era bem sucedido... Por um momento pensei em ligar para meu pai, mas me lembrei que ele morreu e toda a minha felicidade se esvaiu. Blaine pareceu perceber e segurou minha mão.

 

- Eu queria ligar para o meu pai... Mas... bem, ele não pode mais atender o telefone. - As lágrimas caiam intensamente.

 

- Você ficou uma semana em silêncio absoluto quando Burt morreu. A Rachel te tirou de casa a força e te levou para dar um passeio por New York... Quando chegaram, vocês cantaram uma música triste e depois você ficou bem... Pelo menos, começou a falar. - Eu olhei para meu marido e ele simplesmente me levou até nossa cama. - Bom... Acho que podemos dormir.

 

- Espera... Eu não fiz a limpeza de pele. - Então me levantei e fui até o banheiro. Eu consegui ouvir a risada de Blaine no quarto. É, Kurt, parece que as coisas estão bem diferentes.

 

Narrador

 

A médica de Kurt adorou a idéia de voltarem para Ohaio, e falou que poderia ajudar sim a recuperar as memórias. Agora, Blaine e Kurt iam contar para seus filhos.

 

- Bom... - Blaine começou após todos terem terminado a sobremesa. - Eu conversei com a médica do papai, e nós achamos melhor voltarmos para Lima, pois assim ele pode recuperar a memória. - Os gêmeos se olharam em dúvida.

 

- Ele não pode recuperar a memória aqui? - Steve perguntou triste. - Eu não quero ir para Ohaio, eu não gosto de lá. E meus amigos?

 

- Eu também não quero me mudar. - Hupburn disse olhando para Blaine.

 

- Vocês podem ficar com a tia Santana ou com a tia Rachel. - Tracy falou e olhou para seus pais. - O papai precisa de espaço. Eu vou para Ohaio e posso ficar na casa de outra pessoa e...

 

- Tracy, isso é horrível, seu pai precisa da família por perto. - Blaine falou bravo com a menina.

 

- Acho que ela está certa. - Blaine se virou para Kurt estupefato. - Pensa, nossos filhos cresceram aqui, não é justo tirar eles de casa, e outra, também acho melhor ter um espaço.

 

Rachel foi buscar os gêmeos, Santana e Brittany ajudaram a arrumar as coisas para a viagem. Todos foram para o aeroporto. Tracy tentava mostrar que estava bem, mas eu sabia que não estava, talvez ela só estivesse preocupada com a viagem.

 

- Ohaio é legal, quer dizer é o melhor que uma cidade pequena pode oferecer.

 

- Eu sei, vai ser divertido.

 

Kurt: Heart don't fail me now!
Courage don't desert me!

 

Don't turn back now that we're here.
People always say

 

Life is full of choices.
No one ever mentions fear!

 

Or how the world can seem so vast
On a Journey... to the past

 

Coração não me falte agora
Coragem não me abandone
Não volte atrás agora que estamos aqui
As pessoas sempre dizem
A vida é cheia de escolhas
Ninguém nunca menciona medo
Ou como o mundo pode parecer tão vasto
Em uma jornada ao passado

 

Blaine: Somewhere down this road
I know someone's waiting
Years of dreams just can't be wrong!
Arms will open wide
I'll be safe and wanted
Fin'lly home where I belong
Well, starting now, I'm learning fast
On this journey to the past
Em algum lugar dessa estrada
Eu sei que alguém está esperando
Anos de sonhos simplesmente não podem estar errados!
Braços se abrirão largamente
Eu estarei segura e desejada
Finalmente em casa onde eu pertenço
Bem, a partir de agora, estou aprendendo rápido
Nesta jornada ao passado

 

Tracy e Kurt: Home, love, family
There was once a time, I must have had them too
Home, love, family
I will never be complete
Until I find you
Lar, amor, família
Houve uma vez, eu devo tê-los também
Lar, amor, família
Eu nunca estarei completo
Até eu te encontrar
Tracy: One step at a time
One hope, then another
Who knows where this road may go
Back to who I was
On to find my future
Things my heart still needs to know
Um passo de cada vez
Uma esperança, depois outra
Quem sabe onde esta estrada pode ir
De volta para quem eu era
Para encontrar o meu futuro
Coisas que meu coração ainda precisa saber
Kurt, Blaine e Tracy:
Yes! Let this be a sign
Let this road be mine
Let it lead me to my past
And bring me home
At last!
Sim! Deixe isso ser um sinal
Deixe esta estrada ser minha
Deixe isso me levar ao meu passado
E me traga para casa
Finalmente!

 

Narrador

 

No McKinley tudo parecia normal, Sam estava preparando a próxima audição para a New Directions, como mais da metade dos alunos se formaram no ano passado. Ele colocou a folha no mural da escola, e agora era só esperar os alunos. Estranhamente, o coral continuava sendo o lugar de alunos desajustados e excluidos, talvez esse fosse o destino da New Directions, reunir alunos que não se encaixam em nenhum grupo e ajudar eles a encontrar o seu lugar.

 

O corredor da escola era tomada pelo som das vozes animadas dos estudantes que comentavam sobre os acontecimentos das férias, as Chereeos como sempre andavam em grupo, sempre seguindo a sua capitã, Wylla Schuester. Mas o corredor parou, tudo ficou em silêncio quando Tracy entrou no corredor. Ela vestia um macacão jeans surrado, botas velhas, seus olhos eram azuis intensos e os cabelos castanhos estavam presos em um rabo de cavalo.

 

- Reasy, você perdeu seu lugar como a pessoa mais mal vestida da escola. - O comentário veio da menina ruiva para a amiga que estava do seu lado.


- Não liga, Wylla não sabe quando está sendo cruel. Ela tem síndrome de Asperger. - Reasy falou para Tracy, que voltou seu olhar para a menina ruiva. - A propósito, eu sou a Reasy e ela é a Wylla.

- Ahnm... Eu eu sou a Tracy.

- Você não quer algum conselho de moda? Parece que você trabalha na borracharia... E seu cabelo também precisa....

- Wylla, acho melhor a gente ir embora. Tchau Tracy, a gente se vê por aí. - Reasy puxou a menina ruiva para longe.

______________________________________

Luke encarava o papel no mural, pensando se devia ou não se inscrever para o coral.

- Dá licença, Karofysk. - Wylla Shuester falou empurrando o garoto.

- Desde quando você sabe cantar, Wylla? - Luke perguntou rindo.

- Eu sou brilhante, talentosa, e você tem inveja, pois nunca será tão incrível quanto eu. - Quando Wylla se virou para ir embora, ela sentiu o líquido gelado no seu rosto.

- Que o coral é lugar dos perdedores, todos sabemos, mas, hospício, é novidade. - O garoto alto e corpulento falou olhando para a Cheerio, mas antes de sair andando, Luke prendeu Brandon Summers na parede. - Olha, o Karofysk aprendeu alguma coisa, será que já sabe escrever o nome para se inscrever para o time dos otários.

- Eu sei que sou burro, praticamente uma porta, mas pelo menos não sou um covarde. - Luke soltou Brandon e se virou para Wylla que estava parada se abraçando e chorando. Ele se aproximou, ele ia abraça-la, mas ela deu um passo para trás.

- Não toca em mim... - Ela começou a tremer e soluçar, quando Luke se virou para socar Brandon, ele já tinha saído.

- E-eu vou... Eu vou te ajudar, vem. - Ela ia se afastar, mas ouviu a voz da Reasy, atrás de si.

- O que aconteceu aqui? Você não disse que inscrever a gente naquele clube idio...- Reasy ia falar mais alguma coisa, mas parou quando a amiga se virou. - Quem fez isso? Se foi você, Karofysk, eu vou te socar até você não conseguir andar de novo.

- Você acha que eu faria algo assim? - Ele olhou incrédulo para Reasy que suspirou. - Foi o Brandon.

- Depois eu acabo com aquele imbecil. - Collins foi ajudar a amiga, deixando Luke sozinho.

Luke voltou seu olhar para o papel e colocou seu nome e o da sua irmã.

- Oi, isso é inscrição de que? - Ele escutou uma voz feminina e resolveu se virar para responder.

- É para a New Directions. - Ele falou, olhando para a menina de intensos olhos azuis.

- Meus pais participaram... - Ela falou olhando para a folha de inscrições.

Inscrições Para Glee - ND
Professor: Sam Evans
Audição: 16:25/ Auditório
Will Kolle
Isadora Stuart
Glendah Wicked
Helen Philipps
Nina Toddy
Kelly Turner
Victor Luie
Renie Florence
Wylla Shuester
Reasy Collins
Naya Phill
Luke Karofysk
Anna Karofysk

 

Ela ficou pensativa, Tracy sentia falta de cantar, mas já fazia dois anos que não subia em um palco. A última vez foi nas nacionais, antes do acidente de carro.

 

- Por que não se inscreve. - A garota foi tirada de seus devaneios e encarou o menino. - Quer dizer, se seus pais foram da New Directions, vocês vão ter muitos assuntos em comum.

 

- É, acho que sim. - Afinal, o que custa tentar? A menina pensou e logo em seguida assinou seu nome.
***********

 

- Ele me chamou de louca. - Wylla falou, enquanto Reasy e Naya limpavam ela.

 

- Adolescentes serem idiotas, isso não me surpreende, a novidade é que agora eles são cruéis também. - Naya comentou.

 

- Desde quando nos importamos com o que esses imbecis dizem? Você é incrível, melhor que qualquer um desses babacas.

 

Auditório Finn Hudson

 


Sam sentou, as audições iam começar. Eram muitos alunos, fazia tempo que eles não tinham tantos nomes para entrar no Glee. Assim como outros integrantes do clube Glee.

 

- Meu nome é Nina Toddy e vou cantar All About That Bass, da Megahn Trainor.

 

Because you know I'm all about that bass
Pois você sabe, eu sou mais um corpo violão

 

'bout that bass, no treble
Um corpo violão, não um tipo flauta

 

I'm all 'bout that bass, 'bout that bass
Sou mais um corpo violão, um corpo violão

 

Yeah it's pretty clear, I ain't no size two
É, está bem claro, não visto 38

 

But I can shake it, shake it like I'm supposed to do
Mas posso rebolar, rebolar, rebolar, como devo fazer

 

Cause I got that boom boom that all the boys chase
Pois tenho aquela performance que os meninos querem

 

All the right junk in all the right places
Todas as gostosuras nos lugares certos

 

I see the magazines working that Photoshop
Eu vejo as revistas abusando daquele Photoshop

 

We know that shit ain't real
Sabemos que essa porcaria é uma ilusão

 

Come on now, make it stop
Fala sério, faça isso parar

 

If you got beauty beauty just raise 'em up
Se você tem beleza, beleza, eleve-a

 

Cause every inch of you is perfect
Pois cada pedacinho de você é perfeito

 

From the bottom to the top
Lá de baixo até o topo

 

Yeah, my momma she told me don't worry about your size
É, minha mãe me disse "não se preocupe com seu peso"

 

She says, boys they like a little more booty to hold at night
Ela diz "meninos gostam de ter o que apertar à noite"

 

You know I won't be no stick-figure, silicone Barbie doll
Você sabe que não vou ser uma vara pau, Barbie siliconada

 

So, if that's what's you're into
Então, se é isso que você prefere

 

Then go ahead and move along
Saia daqui e parta para outra

 

 

 

Because you know I'm all about that bass
Pois você sabe, eu sou mais um corpo violão

 

'bout that bass, no treble
Um corpo violão, não um tipo flauta

 

I'm all 'bout that bass, 'bout that bass, no treble
Sou mais um corpo violão, um corpo violão, não tipo flauta

 

- Muito bem Nina, foi ótima. - Mas se Nina foi muito bem, demorou mais vinte minutos para outro candidato com uma voz incrível como a dela subisse no palco.

 

- Olá, eu sou o Luke e essa é minha irmã Anna, vamos cantar Show You, do Shawn Mendes.

 

You can't walk the streets at night
Você não pode andar pelas ruas à noite

 

You're way too short to get on this ride
Você é muito baixo para andar nesse brinquedo

 

Anna - No I'm not, no I'm not
Não, não sou; não, não sou

 

They're tryna tell me that I
Eles tentam me dizer que eu

 

I gotta be home when the street lights glow
Preciso estar em casa quando as luzes da rua acenderem

 

You can't watch your Tv show
Você não pode assistir ao seu programa agora

 

Luke - I will watch what I wanna watch
Irei assistir o que quero assistir

 

No
Não

 

Won't listen to you
Não irei te ouvir

 

Do what I wanna do
Farei o que quero fazer

 

And I will walk this road ahead
E eu andarei nesta rua adiante

 

One hundred miles on my hands
Cem milhas à minha frente

 

Do I need to show you?
Preciso te mostrar?

 

Guess I gotta show you
Acho que preciso te mostrar

 

And if you don't believe me now
E se você não acreditar em mim agora

 

I'll flip the whole world upside down
Virarei o mundo inteiro de cabeça para baixo

 

Os dois Do I need to show you?
Preciso te mostrar?

 

Guess I gotta show you
Acho que preciso te mostrar

 

- Obrigado, Luke. - Agradeceu, satisfeito com o resultado. - Obrigado, Anna, vocês são incríveis.

 

Sam olhou no relógio. Faltavam ainda, quatorze pessoas. A maioria foi mal, muito mal. Mas agora só faltava quatro pessoas.

 

- Olá, sou Wylla Shuester e eu vou cantar One Kiss, de Descendentes com minhas amigas, Naya e Reasy.

 

- Professor, ela tem síndrome de Asperger, então pega leve. - Davon sussurrou para Sam.

 

Don't freak out, it's okay
Não enlouqueça, tudo bem

 

'Cause true love can save the day
Porque o amor verdadeiro pode salvar o dia


- Acho que não vou precisar. - Todos os alunos ficaram surpresos com a voz maravilhosa de Wylla. Mas não era só isso, Wylla e suas amigas dançavam muito bem.

And I think we feel the same
E eu acho que nós sentimos o mesmo

 

But I don't know
Mas eu não sei

 

When we met, it was sweet
Quando nos conhecemos, foi doce

 

He was oh so into me
Ele estava tão em mim

 

Seems like things are meant to be
Parece que as coisas são para ser

 

But I don't know
Mas eu não sei

 

Does he love me? Or does he love me not?
Ele me ama? Ou ele não me ama?

 

Do I love him? And is it strong enough?
Eu amo ele? E é forte o suficiente?

 


Reassy/Naya - One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

Wylla - It all comes down to this
Tudo culmina neste momento

 

As três - One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

Naya/Reasy Oh, oh, oh, oh
Oh, oh, oh

 

One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

Wylla - This moment could be it
Este momento poderia ser

 

As 3 - I, I, I wanna know
Eu quero saber

 

So here I go (go)
Então aqui vou eu (vai)

 

Wylla - Keep it cool, keep it calm
Mantê-lo fresco, mantenha a calma

 

Think he's loved me all along
Acho que ele me amou o tempo todo

 

But maybe I got it wrong
Mas talvez eu tenha entendido errado

 

As 3 - So I don't know (hey)
Então eu não sei (hey)

 

Wylla - He's so good, got my back
Ele é tão bom, tenho minhas costas

 

But maybe I'm just too bad
Mas talvez eu seja tão ruim

 

Could we be a perfect match?
Podemos ser um par perfeito?

 

Now, I don't know
Agora eu não sei

 

Does he love me? Or does he love me not?
Ele me ama? Ou ele não me ama?

 

Do I love him? And is it strong enough?
Eu amo ele? E é forte o suficiente?

 

As 3 - One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

It all comes down to this
Tudo culmina neste momento

 

One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

Oh, oh, oh, oh
Oh, oh, oh

 

One kiss, one kiss
Um beijo, um beijo

 

This moment could be it
Este momento poderia ser

 

I, I, I wanna know
Eu quero saber

 

So here I go (go)
Então aqui vou eu (vai)

 

Yeah, here I go
Sim, aqui vou eu

 

Todos aplaudiram a performance das meninas. Quando foi chamada a próxima integrante, Sam ficou surpreso. Fazia dois anos que ele não via Tracy cantar.

 

- Meu nome é Tracy Anderson-Hummel e vou cantar God Help The Outcast de O Corcunda de Notredame.

 

- Espero que ela cante melhor do que se veste. - Dessa vez foi Connor que falou. - Que foi? Olha para essas roupas?

 

I don't know if You can hear me
Não sei se pode me ouvir

 

Or if You're even there
Ou se sequer está aí

 

I don't know if You would listen
Não sei se ouviria

 

To a gypsy's prayer
A oração de uma cigana

 

Yes, I know I'm just an outcast
Sim, sei que sou apenas uma excluída

 

I shouldn't speak to you
Não deveria falar convosco

 

Still I see Your face and wonder
Mas vejo seu rosto e me pergunto

 

Were You once an outcast too?
Se já não foi rejeitada também

 

God help the outcasts
Deus ajude os excluídos

 

Hungry from birth
Famintos de nascimento

 

Show them the mercy
Mostre-lhes a piedade

 

They don't find on earth
Que não encontram na Terra

 

God help my people
Deus ajude o meu povo

 

We look to You still
Ainda olhamos para Vós

 

God help the outcasts
Deus ajude os excluídos

 

Or nobody will

 

Coral
I ask for wealth
Peço riqueza

 

I ask for fame
Peço fama

 

I ask for glory to shine on my name
Peço que a glória brilhe no meu nome

 

I ask for love I can posess
Peço um amor que possa te

 

I ask for God and His angels to bless me
Peço a Deus e a seus Anjos que me abençoem

 

Tracy

 

I ask for nothing
Eu não peço nada

 

I can get by
Posso me virar

 

But I know so many
Mas sei de tantos

 

Less lucky than I
Menos afortunados que eu

 

Please help my people
Por favor, ajude o meu povo

 

The poor and downtrod
Os pobres e oprimidos

 

I thought we all were
Pensei que todos fôssemos

 

The children of God
Os filhos de Deus

 

God help the outcasts
Deus ajude os excluídos

 

Children of God!
Filhos de Deus!

 

Todos olhavam para a garota boquiabertos, ela sem dúvidas cantava melhor do que todos os membros do Glee. Sam ousava dizer que até mesmo, melhor que a Rachel.

 

- Bem-vinda ao Glee. - Radija falou fazendo Sam encara-la com repreensão.
°°°°°°°°°°°°°°°
Todos esperavam animados para ver a lista de nomes dos novos integrantes do Clube Glee.

 

Anna Kell Karofysk
Luke Eliot Karofysk
Marina Joe Toddy
Naya Karl Phill
Rosalinda Stephanie Collins
Tracy Rachel Anderson-Hummel
Wylla Pillsbury Shuester

 

Os que foram selecionados comemoraram, os outros olhavam tristes ou com raiva, outros conformados. Mas agora, New Directions estava completa novamente.



 

 

Músicas

 

How To Save a Life
Teenage Dreams
Jorney To The Past
All About That Bass
Show You
One Kiss
God Help The Outcast

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...