1. Spirit Fanfics >
  2. Goblin >
  3. - 02 -

História Goblin - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


→°Capitulo não revisado°←


≈•se acharem algum erro, por favor, me marquem nos comentários•≈

Capítulo 2 - - 02 -



1999 - República da Coréia do Sul


-LEE YURÍÍÍÍ!!!!! - A Sr.ª Lee corria desesperada por uma pequena estrada de terra no meio de um campo de Margaridas e Dentes-de-leão - YURÍ!! - Ela gritava enquanto recuperava o fôlego e as lágrimas já começavam a rolar em seu rosto


- Mamãe? - A menina aparece dentre as flores com as mãos cheias de Dentes-de-leão.


A Sr.ª Lee imediatamente saiu correndo em direção a filha que não estava muito longe dali.


- Onde você estava!?hm!? - A mulher dizia enquanto abraçava sua filha.


- Porque você tá brigando comigo mamãe? - A garotinha começava a chorar junto com sua mãe - Oque eu fiz?


- Nada minha Florzinha!nada! - Agora a mulher já estava limpando as lágrimas da sua pequena garotinha - Yurí preste atenção em mim agora! - falou levantando o rosto da garota em direção o seu - Lembra oque a mamãe falou sobre seu aniversário de nove anos?


- Quando eu fizesse nove anos a senhora iria ter que fazer uma viagem - Disse a menina num ar de tédio,pois já sabia aquela frase de cor.


- E você teria que seguir regras antes e depois deu ir,quais são? - apontou para menina,como se fosse um jogo de perguntas e respostas.


- Não falar com estranhos e não sair sozinha - envergonhada por desobedece uma das regras,desviou o olhar para sua mão que estava cheia de Dentes-de-leão - Des-descupa mamãe


- Tudo bem minha florzinha - disse abraçando a pequena que já estava com os olhos marejados - Apenas não repita - falou desfazendo o abraço e se levantando do chão - Mas então,oque veio fazer aqui?


- Vim colher Dentes-de-leão para fazer um pedido! - disse a pequena entusiasmada enquanto se levantava para começar caminhar com a mãe.


- E oque você pediu? - perguntou a mulher enquanto caminhava lentamente pela estrada de terra


- Na verdade pedi três coisas - a pequena parou de andar,fazendo assim sua mãe prestar mais atenção em si - Pedi para que o amor da minha vida aparecesse, que eu deixasse de ver fantasmas e... - a pequena fez uma breve pausa - pedi para que pelo menos você comemorasse meu aniversário antes de viajar.


Os olhos da mais velha começaram a marejar ao ouvir todos os desejos da filha.


- Mas sabe filha,nem sempre os desejos se realizam sabia? - a mulher falou enquanto olhava fixamente para o céu na tentativa de não deixar as lágrimas caírem.


Uma tentativa falha.


- Mas um já se realizou mamãe!! - disse a garota entusiasmada.


- Realizou? - A mulher ficou confusa com oque a filha havia dito - Qual florzinha? - perguntou a mulher com um sorriso pequeno e de lado.


- O primeiro pedido!! - Falou entusiasmada - Na verdade mais ou menos - Logo começou a desfazer o sorriso e a animação - Quando ele me viu ele desapareceu novamente - Falou num tom melancólico


A mais velha ficou estática por um breve segundo,ela não acreditava no que a filha acabava de lhe dizer


- Como assim Yurí? - A mulher se abaixou e colocou as mãos nos ombros da filha - Ele te disse algo? Ele tentou falar com você? E as regras Yurí? - a mulher já estava querendo chorar novamente


- Não mãe,ele não fez nada! - A garota se emburrou - Quando ele me viu ele sumiu,foi só isso!


A mulher sem palavras apenas abraçou a menor,o mais apertado que pode, fazendo os Dentes-de-leão que estavam na sua mão caírem,a menor não sabia porque sua mãe chorava tanto, talvez porque a viajem daqui poucos dias? A menor apenas retribuiu o abraço sem pensar muito.


2020 - República da Coréia do Sul


— Onde você está Hoseok??!! — Lee Yurí se perguntava num tom de voz baixo sentada num banquinho atrás do balcão — Já são 20:10 e ele ainda não apareceu aqui, será que ele se esqueceu de mim!?— Ela já estava preucupada com a ausência de seu amigo,ela precisava fechar o café as 20:30 para conseguir chegar em casa a tempo de assistir sua novela favorita — Aaaah!!,mas eu mato Hoseok se eu perde o capítulo de hoje de "It's Okay to No- — Ela e interrompida quando uma voz estranha soa pelo ambiente

— Tudo bem? — Yurí mira o olhar em direção a porta rapidamente para descobrir de quem era aquela voz.

Quando Yurí fitou quem estava na porta imediatamente se abaixou atrás do balcão.

— "Aí meu Deus,porque tinha que aparecer essas assombrações pra mim logo hoje?" — pensou enquanto se levantava novamente e se sentava novamente no banquinho — "Apenas,finja que não ver Yurí,apenas iguinore" — pensou enquanto pegava seu celular e tentava fingir que não via o fantasma com algo estranho enfiado no peito — "Talvez tenha algo haver com sua morte " — pensou sem tirar os olhos do aparelho.

— Ei!!, Não tá me vendo aqui? — perguntou o "fantasma" — Eii!! — Bateu com os dedos no balcão fazendo um leve som,para ver se a garota o reparava.

— Como vo-você? — Yurí apontou para o balcão com uma cara de espantada

— Bati no balcão ?? — perguntou o homem de fios negros meio ondulados

— "Aí meu Deus oque eu fiz? " — Yurí se perguntava enquanto estava com a maior cara de tapada olhando para o rapaz — "se ele não e um fantasma, por que então ele tem isso?? Devo apenas iguinorar?? Será que el- " — Yurí foi tirada dos seus pensamentos quando novamente o homem bateu com os dedos no balcão.

— Você tá bem? — perguntou,ele nunca tinha visto uma garota tão viajante como aquela — "Será que ela ver a espa- não claro que não,larga de ser tapado Taehyung" — pensou consigo mesmo

— Oh,me desculpe!! Estou um pouco desatenta hoje! — Falou já se levantado do banquinho e ficando de pé — Prazer Lee Yurí,como posso te ajudar?

— Ah! Tudo bem, prazer Kim Taehyung — deu um sorrisinho amigável — Um americano, por favor — falou saindo do balcão e indo se sentar em uma mesa próxima dali.

Yurí preparou o americano, colocou na bandeja e se encaminhou para a mesa de Taehyung.

— Aqui está! — colocou o amaricano na mesa tentado não olhar para aquela espada estranha que estava no peito do cara

—Obrigado! — levou o a xícara até a boca

Yurí ficou parada por alguns segundos observando Taehyung beber o americano e juntando todas as suas forças para perguntar para o mesmo oque era aquela espada no seu peito.

— Posso te fazer uma pergunta? — Yurí perguntou já começando a se arrepender de ter tomado iniciativa

— Claro! — respondeu simpático — Algum problema? — Se concertou na cadeira para prestar mais atenção na garota

— Por acas-

— Yurí me perdoa eu ha- — Hoseok chegou adentrando o local falando num tom de voz alto — oh! Me desculpe não sabia que havia clientes.

— Tudo bem! — Yurí e Taehyung falaram ao mesmo tempo

Hoseok olhou para o relógio e viu que já eram 20:32.

— Desculpe senhor mas temos que fechar — Disse para Taehyung no tom mais educado que pode.

— Claro,já estava de saida mesmo! — se levantou da mesa,tirou do seu bolso uma carteira preta e de lá retirou uma nota de dez — Pode ficar com o troco! — Foi a última coisa que falou antes de se retirar do local.

— Ma-mas — Nem deu tempo de Yuri dizer oque queria, Taehyung já tinha se retirado do local

— Vamos? — pegou a bandeja na mão de Yurí e colocou no balcão — Te levo pra casa.

Yurí apenas acentiu com a cabeça e pegou as chaves para sair do local.


Notas Finais


Acho que postarei o capitulo 3 apenas na quarta ou quinta,ainda nem escrevi ele...ksksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...