História G.O.D: Game Of Death - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Drama, Fantasia, Fantasia Sombria, Ficção, Gore, Luta, Mistério, Original, Romance, Suspense, Suspense Fantasioso, Universo Alternativo
Visualizações 9
Palavras 2.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Não sei o que falar aqui...

Capítulo 6 - Reencontro


Num lugar escuro e vazio com nada além de telas holográficas vagando pelo vácuo, uma figura humanoide totalmente obscura e sem feição vagava pela escuridão. Logo o ser parou na frente de alguns dos hologramas, estes que projetavam repetidas vezes as cenas de Sarah atingindo o Campo de Força de Yan, mostrando essa cena de diversos ângulos e diferentes velocidades e zoons. A cabeça sem rosto do ser logo formou um sorriso vermelho brilhante sem dentes, sendo uma espécie de projeção. Os hologramas pausaram, logo mostrando diversas fotos de Yan de diferentes lugares como cidades, parques, telhados de prédios e até mesmo em um cemitério.

"Intrigante... apenas com sua vontade ele refletiu um golpe de um usuário do Above All." -- A voz da criatura ecoava em uma triplicação de vozes medonhas. --  "Ao analisar através do A.R.P, os códigos indicam que sua capacidade se estendem ao ponto de serem tão fortes quanto as regras da física e possibilidade; que interessante..."

De repente, o ser escuro foi coberto por um "glitch" de pixels distorcidos que logo sumiram, e após isso a criatura havia se tornado idêntico à Yan, com exceção do fato de ter olhos vermelhos intensos, um sorriso macabro de lábios distorcidos e gelatinosos que grudavam um no outro e uma voz diabólica.

"Vamos ver o quão longe ele chegará."

 

"Os pensamentos são sombras dos sentimentos, sempre mais escuros, mais vazios e mais simples."
~Friedrich Nietzsche

 

Após aquela explosão de energia dourada, Kirizaki continuava intacto, caminhando despreocupadamente por outra rota.

"Poxa, porque o Michel não nos protegeu daquele disparo?" -- Comentou, seguido de um suspiro. --  "O loirinho fez um puta disparo ali agora, foi por muito pouco que eu não fui atingido."

Enquanto caminhava pelo "labirinto" de árvores e rochas enormes, o ser encapuzado em seu manto vermelho avistou algo ao longe, uma silhueta escura e distante. Kirizaki parecia não dar a mínima para aquilo e continuou caminhando.

"É loirinho, você realmente é péssimo em mentir. Do que adianta colocar o nome Mike sendo que o sobrenome continua o mesmo? E o que caralhos é um Alpha Wave? Jurava que seu poder era outro."

Subitamente a figura escura avançou numa velocidade devastadora, levantando poeiras e criando lacunas por onde passava. Aquele ser revelou ser alguém loiro com olhos castanhos, vestindo um longo sobretudo escuro fechado e usando botas de couro marrom com solados metálicos. Era claramente Mike... se é que esse era seu nome. Ele direcionou um soco agressivo contra a face de Kirizaki, que simplesmente se movimentou pro lado e deu um giro, como uma dançarina de balé, não só desviando mas também chutando brutalmente as costas de Mike e o lançando com mais velocidade ainda contra uma grande rocha. O loiro encapuzado a atingiu e a reduziu a escombros, que cobriram seu corpo.

"Apressado como sempre." -- Disse Kirizaki, ainda imitando os passos de uma bailarina. --  "Depois de tanto tempo não só suas mentiras pioraram como também seus golpes. Aliás, pra que caralhos esconder a idade, nacionalidade e poder mas não esconder o sobrenome?"

Mike levantou-se dos escombros da rocha em que aterrissou. Estava intacto, até mesmo suas roupas estavam incrivelmente intactas. 

"Dá pra calar a boca?" -- Disse no seu tom sonolento icônico.

Avançou uma segunda vez, tão veloz quanto antes. Kirizaki simplesmente deu outro giro, dessa vez acompanhando de um pequeno pulinho de balé, fazendo assim um "rodopio" no ar e chutando agressivamente a lateral do rosto de Mike e mais uma vez o lançando, dessa vez para o lado. O loiro incrivelmente se manobrou no ar e chocou seus pés contra um tronco de uma árvore de tamanho surreal, se projetando mais uma vez contra Kirizaki, que ainda terminava seu giro. Mike interrompeu o giro acrobático de Kirizaki, segurando sua cabeça por trás enquanto voava pelo ar, atingindo o rosto dele agressivamente contra o chão, criando uma pequena erosão. Após seu golpe veloz e habilidoso, Mike rapidamente saltou em um giro acrobático e caiu em pé a alguns metros de distância do jovem de manto vermelho, que ainda estava caído de cara no chão.

"Fala demais e ainda por cima mantém a guarda aberta." -- Disse Mike, cruzando os braços e dando um pequeno sorriso sonolento. 

Kirizaki levantou o rosto do solo e cuspiu um pouco de terra ensaguentada. Seu nariz sangrava e ele havia perdido dois de seus dentes pontiagudos, que agora estavam sujos com sangue e presos no chão.

"Ai... essa doeu! Ainda tá bravo comigo por causa do passado? Pelo amor, me diz que você não é um Sasuke da vida." -- Falou ironicamente, dando pequenas risadinhas.

Ele então se levantou do chão e limpou o sangue do nariz com a manga do manto vermelho. Logo dentes novos começavam a "brotar" rapidamente no lugar dos que foram arrancados e Kirizaki os cutucou como se testasse a afiação. Em seguida pareceu notar que Mike ainda existia.

"Você tá bem diferente Two, o que aconteceu com seu senso de humor?"

"Que nome antigo..." --  Comentou Mike, antes de arrancar em alta velocidade na direção do encapuzado de manto vermelho.

Kirizaki simplesmente esbanjou um longo sorriso de dentes afiados e arrepiantes, um tanto bizarro e psicótico. Ele movimentou-se levemente pro lado, fazendo com que o soco que Mike direcionou passasse reto, logo Kirizaki agarrou violentamente o pulso do loiro enquanto direcionou um chute violento contra a canela do mesmo em um movimento diagonal de baixo para cima, sons de ossos se partindo eram ouvidos por Kirizaki, que sentia grande prazer com isso. Dessa forma o ser de manto vermelho puxou agressivamente o pulso de Mike para baixo simultaneamente ao seu chute, com isso Mike teve seus pés tirados do chão e logo em seguida teve um violento encontro com o solo, o atingindo de costas enquanto Kirizaki ainda o segurava pelo pulso. Mike liberou um pouco de sangue e saliva pela boca, enquanto o seu choque contra o chão abriu uma cratera aos seus arredores e de Kirizaki.

"Mesmo depois de tanto tempo... te machucar ainda me dá tanto prazer..." -- Ele estava corado, ofegante e um pouco suado... ridiculamente excitado.

Sem nem dar tempo de Mike recuperar o fôlego, Kirizaki puxou ele violentamente pelo braço e o lançou com brutalidade explícita na direção de um grupo de árvores. Ele estava sem dúvidas muito mais forte e agressivo que antes! As árvores foram destroçadas e derrubadas devido a força com que Mike foi lançado, também abrindo lacunas e erosões pelo solo.

"D-deixe... Deixe-me ver mais. Deixe-me ver mais de seu sangue!" -- Ele disse, mas sua voz estranhamente havia se tornado feminina...

Enquanto isso a centenas de metros de onde fora lançado, caído sobre árvores e rochas destruídas, Mike suspirou e se levantou lentamente. Sua cabeça sangrava e agora seus cabelos loiros estavam manchados com sangue, que escorria pelo seu rosto e olho esquerdo até o queixo. Ele soltou um pequeno grunhido, pondo o palmo sobre o braço esquerdo dolorido com diversas fraturas, fazendo uma careta de dor. Aquela bela voz feminina... porém irritante. Quanto tempo não a ouvia!

"Garota doente. Pra que se vestir de homem...?" -- Perguntou, com seu olho esquerdo fechado devido ao sangue, encarando a direção de onde havia sido disparado.

Kirizaki vinha caminhando lentamente pelo solo detonado e pelos destroços de árvores e rochas. Seu sorriso medonho ainda estava presente e seus olhos amarelos felinos brilhavam em extrema intensidade.

"E eu sei lá, deu vontade!" --Disse, em plena excitação e empolgação. 

Os cabelos dela lentamente começavam a mudar, se tornando mais longos e sedosos, enquanto "transbordavam" pela frente do capuz vermelho. Suas feições que já eram um pouco afeminadas se tornaram mais femininas ainda, mais suaves também. Seu corpo ganhou um pouco mais de "curvas" e aspectos femininos, mesmo que o manto vermelho atrapalhasse perceber isso. Ela se aproximava mais e mais. Mike aproveitava esse tempo: seu corpo lentamente começava um processo de restauração de feridas e anulação de dor e desnorteamento, estancando o sangramento e fazendo pequenos estalos ósseos enquanto seus ossos danificados se reajustavam.

"Two... me deixe sentir seu sangue no meu corpo. Eu quero me sentir bem... faça isso por mim uma outra vez!" -- Ela ficava mais e mais bizarra e psicótica, começando a correr na direção de Mike. -- "Você não faz ideia de quanto estou excitada! Quer sentir minha umidade?"

Enquanto ela corria, Mike fechou os olhos e suspirou. Seu corpo se iluminou levemente por uma aura de energia dourada por um breve momento, logo se apagando. Ele voltou a abrir os olhos e instantaneamente ele desapareceu, deixando em seu lugar um forte som ecoante e grave, além de correntes de ar e uma cratera no chão. Sem nem dar nenhum tempo  de reação para Kirizaki, Mike reapareceu novamente atrás dela e dessa vez seus ferimentos estavam curados, até o sangue havia sumido; ele socou violentamente as costas da garota maníaca, a lançando com extrema força para frente, a fazendo atravessar e derrubar algumas árvores. Apesar dessa grande força... não foi nada comparado com a força e distância que Kirizaki  lançou Mike; ela era muito mais brutal, violenta e agressiva... e possivelmente mais forte.

"Você devia ser menos demente, Zero. Pelo menos leve algo a sério uma vez na vida." -- Disse, com um sorrisinho irônico em seu rosto sonolento, colocando os palmos nos bolsos do manto negro.

Da grande névoa de poeira que foi criada com o impacto do corpo de Kirizaki contra as árvores, ela surgiu numa investida veloz pelo ar. Kirizaki então se manobrou facilmente no ar e investiu contra Mike em um chute com suas botas de solados metálicos com espinhos. Mike não esperou nem um segundo e se esquivou pra trás em um pequeno salto traseiro; Kirizaki atingiu o chão com o solado e logo depois se manteve em pé corretamente, criando mais uma pequena cratera. Ela então fez um simples movimentos com seus braços e de dentro de suas mangas saíram duas adagas de lâmina avermelhada e um forte brilho escarlate, logo Kirizaki empunhou as armas místicas e dirigiu uma série de ataques extremamente velozes e mortais, a ponto de seus movimentos se tornarem "vultos". Mike simplesmente esquivava dos golpes de diversas maneiras, parecia não ligar pra velocidade e continuava calmo.

"E você deveria parar de sentir pena! Me golpeie de verdade e pare de se segurar, Two." -- Ela falou como uma louca masoquista, enquanto corava mais e mais.

Enquanto desviava dos golpes mortais, Mike suspirou, como se pensasse "não diga que não avisei"; Mike fez um movimento brusco e imediato, batendo as costas de sua mão contra o braço de Kirizaki enquanto ela direcionava uma apunhalada pelo lado direito, o simples choque do golpe do loiro destroçou os ossos da garota insana, os dois eram capazes de ouvir os ossos se partindo. Em seguida, quando Kirizaki direcionou uma apunhalada com a outra na mão na direção do peito de Mike, ele segurou o seu pulso agressivamente e impediu o golpe, logo desferindo uma série de socos velozes e imediatos na barriga da encapuzada avermelhada. Kirizaki liberava sangue pela boca. Logo depois atingiu o cotovelo dela com a palma da mão, o empurrando pro alto de seu braço e o partindo ao meio, mais uma vez fazendo um forte estalo de ossos arrebentando, após isso Mike soltou o pulso dela e colocou seu palmo direito envolta do rosto da mesma e a empurrou agressivamente contra o chão, atingindo seu crânio com extrema brutalidade no solo e abrindo uma enorme cratera ao redor dos dois.

"Forte o suficiente?" -- Perguntou Mike enquanto ouvia as risadas abafadas de Kirizaki.

Logo o loiro encapuzado a levantou do chão, ainda agarrando seu rosto com agressividade, a suspendendo no ar e tirando seus pés do chão. Ele a olhou enquanto forçava sua mão contra o rosto de Kirizaki, como se fosse esmagar sua cabeça a qualquer momento. Mas isso não aconteceu, o corpo da garota começou a se desfazer em sangue pegajoso, o contato da mão de Mike com o sangue criou vapor enquanto o líquido sangrento queimava sua mão. Ele se afastou e olhou sua mão. Sua pele foi corroída.

"Que diabos...?" -- Então sua expressão se tornou de espanto... ele havia caído no truque de Kirizaki.

Antes que pudesse agir, a Kirizaki original avançou das árvores pela lateral de Mike, dando um forte chute contra o lado direito do rosto do mesmo, o lançando para o outro lado com extrema força e velocidade. Mike caiu rolando e se chocando contra o solo diversas vezes até acabar se chocando contra uma gigantesca rocha, que sofreu algumas rachaduras. Ele se agachou, ofegante e com uma mão na costela e outra no chão, seu rosto sofreu algumas perfurações ensaguentadas por causa dos espinhos da bota de Kirizaki. Sua expressão era neutra e sonolenta, suspirou e logo cuspiu sangue no chão.

"Que merda... caí nesse mesmo truque de novo." -- Disse, num tom de hipnose e neutralidade.

"Sim, você caiu. É como eu sempre disse..." -- A voz de Kirizaki veio de trás de Mike.

De repente um pequeno tremor aconteceu e a gigantesca rocha fora levantada facilmente do solo, como se não fosse nada. Kirizaki segurava a rocha nos palmos com facilidade, a mantendo acima da cabeça, enquanto estava em pé atrás do loiro encapuzado. Mike virou-se e a olhou com uma expressão de espanto, tentou se levantar e fazer algo, mas estava muito fraco e tonto por causa dos golpes que recebera. Então Kirizaki derrubou a enorme rocha em cima de Mike, que fora soterrado sem poder reagir; o peso e força aplicada foram tão grandes que rachaduras se espalharam pelo solo e árvores foram desalinhadas, além de um tremor que percorreu o local. Kirizaki bateu as palmas uma nas outras, como se limpasse os dedos e as luvas marrons sem-dedos.

"Sua irmã sempre foi melhor do que você." -- Falou num tom maldoso. Sua expressão não era mais de excitação.

De repente, outra Kirizaki veio andando de onde Mike fora lançado anteriormente. As duas garotas idênticas se encararam com um sorriso e logo deram "joinhas" uma pra outra. Em seguida a Kirizaki que esmagou Mike com a rocha se desfez em sangue, que logo evaporou. 

"E com essa eu venci." -- Disse num tom alegre, começando a caminhar despreocupadamente pra longe.

Algumas rachaduras pequenas começavam a surgir na rocha.

 

“Aquele que faz de si próprio uma besta se livra da dor de ser um homem” 
~Samuel Johnson


Notas Finais


E aqui também não.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...