1. Spirit Fanfics >
  2. Good and Evil- imagine Eldarya >
  3. Maldição

História Good and Evil- imagine Eldarya - Capítulo 81


Escrita por:


Capítulo 81 - Maldição


Fanfic / Fanfiction Good and Evil- imagine Eldarya - Capítulo 81 - Maldição

- vocês tem noção do que fizeram?- Nevra perguntava para os gêmeos na sua frente. Kai permanecia de braços cruzados, tentando se controlar. Sabia que tinha sido imprudente o que haviam feito, mas mesmo assim não queria ouvir um sermão, o que seria inevitável.

-eu precisava ir vê-lo- Elena disse olhando para o vampiro em sua frente.

-nós precisávamos- kai ali a corrigiu, se fossem levar uma punição não queria que a irmã fosse a única a ser punida.

- se queriam isso deveriam ter me avisado, que eu os levaria ate ele de forma mais segura. Provavelmente Elsa não concordaria ,mais vocês são dois adultos que podem fazer escolhas que levam a consequências e acredite terão consequências pelo o que fizeram- Nevra apontou o dedo para ambos os gêmeos, Elena rolou os olhos pelo ato. Não estava tão chateada, pelo menos faria algo de diferente do cotidiano.

- Nós entendemos , mais porquê você está aqui ?- kai perguntou. De fato Nevra não deveria estar ali, não havia motivo algum para ele voltar a prisão a não ser...

-vocês foram liberados, não são mais suspeitos- Nevra respondeu

- é por quê?- Elena perguntou descruzando os braços.

- Ezarel disse que você tinha falado com ele em frente a à sala de alquimia no horário do assassinato. E quanto você- Nevra olhou para kai -sua mãe te viu no mesmo horário na sala de treinamento. Além disso recebemos uma carta enviada por Leiftan, ele confessou o assassinato e nós ameaçou com mais uma batalha. – os gêmeos ouviram com atenção o que o líder da guarda da sombra dizia. – uma última batalha- Nevra disse sentindo seu coração acelerar, o momento era crítico e a cada hora que se passava mais perto do fim eles estavam. Não teria nunca paz em Eldarya? O líder pensava tentando se lembrar da primeira vez que tudo foi tranquilo naquele mundo. Mas não encontrou nenhuma memória, pois assim era Eldarya, um mundo de constante causa é destruição sendo um perigo eminente para todos aqueles que habitavam naquele mundo odioso.

Por um instante seus olhos se encontraram com a morena, não era o mesmo olhar de desdém que Elena sempre tinha, esse era diferente com um brilho especial, fazendo com que humanos corações imortais erassem as batidas dos seus corações imortais, os mesmos suspiraram fundo e quebrar a troca de olhares.

-bom...- ela tentava formular alguma palavra -vamos embora -puxou kai pelo braço passando por Nevra sem olhar para o vampiro novamente.

Não, não, não, não ,não.

Elena repetia essas palavras em sua mente. A vampira se trancou em seu quarto deixando o irmão preocupado.

-não vou permitir isso -disse a si mesma , enquanto observava o seu reflexo – eu não sou uma fraca – amor a primeira vista ou talvez nem fosse isso , mais seja o que for , ele na estava determinada a acabar com o que estava começando a florescer dentro de si. Quando isso começou? Elena se perguntou. -como eu só me dei conta disto agora?- se sentou na cama olhando fixamente para o chão.

Maldição.

Maldita maldição.

É então como se uma luz brilhasse sobre sua cabeça, Elena teve a ideia que poderia a salvar desse sentimento que a destinava a dor e sofrimento. Colocaria um fim nessa história, e ele só seria possível com a morte.

...

Kai bateu freneticamente na porta da mãe que abriu no mesmo instante dando um abraço caloroso no filho.

-cadê a sua irmã? Você está bem certo?- Elsa perguntava como uma mãe desesperada .

-está tudo bem mãe, eles não me torturada eu era apenas suspeito- kai explicou entrando no quarto da mãe. Elsa se lembrou de anos atrás quando seu amigo Chrome foi torturado pelo demônio , pai de seus filhos. – acho que Lena não está bem , ela se trancou no quarto do nada despois que voltamos da prisão.- Elsa estava prestes a sair do quarto indo a atrás de sua filha quando kai impediu a mãe a segurando gentilmente pela braço.

- o que foi?- Elsa perguntou surpreendida pelo ato do filho.

-tem uma coisa que você deve saber – Elsa olhou para o filho sentindo um aperto no peito como se algo ruim tivesse acontecido. Tudo ainda estava muito recente. O assassinato de Ykhar , valkion, seus filhos sendo considerados como suspeitos. Tudo a magoou profundamente. Era doloroso. – eu e a Lena quando fomos pra prisão decidimos fazer uma coisa- Elsa ouvia atentamente , sentindo a pressão em seu peito se tornar maior. – nós o visitamos mãe. Conversamos com o nosso pai –

“Nosso pai”

As palavras eram como um choque para Elsa. Há havia ouvido os filhos chamarem o Dragon de o Pai antes ,mais naquela época isso não a afetava como agora, ainda mais pelo fato de pensar que os filhos Janis se encontrariam com o mesmo.

“nós o visitamos”

Tudo o que Elsa temia havia se concretizado. E não podia os culpar, era apenas dois adultos que haviam sido criados longe do pai e que agora tinham o desejo de pelo menos ver o seu rosto. Elsa assentiu diversas vezes seguidas tentando ignorar o que sentia e se mostrar forte.

- eu vou conversar com a sua irmã- Elsa passou pelo filho indo direção ao quarto de Elena. Agora só estava preocupada com o estado da filha. Bateu divagar na porta de Elena que foi aberta segundos depois. Elsa olhou para filha procurando algo fisicamente errado, mais não tinha , Elena estava perfeitamente bem fisicamente. Mais Elsa e o filho sabiam que t8nha algo errado, ambos conheciam Elena muito bem. -filha...- Elsa disse dando um sorriso para a mesma e a puxou para os seus braços lhe dando um abraço apertado sendo retribuído, e kai se juntou dando um abraço triplo.

-eu tenho uma coisa pra te contar mãe- ela disse parando o abraço .

-não precisa , ela já sabe Lena- kai afirmou e ele na deu um sorriso sem graça para a mãe que que balançou a cabeça de forma que dizia “isso não importa”.

-não é só isso...- Elena se afastou da mãe indo em direção a cama.

- o que foi minha querida ?- Elsa se sentou ao lado da filha , enquanto kai fechava a porta. Em um instante os olhos da meia vampira e demônio se inundaram, a postural altamente coincidente havia caído aos seus pés. A alguns minutos era a garota determinada que daria um fim nisso tudo. Fingindo não sentir absolutamente nada , mais isso não podia ser feito, sentimentos não eram tão fáceis de esconder. Ela teria que lidar com isso, teria que lidar com a maldição.

- aconteceu mãe...- Elena soluçava enquanto dizia. Kai se aproximou da irmã se sentando ao seu lado – acabou tudo...- Elena puxava o ar com força para o seu pulmão enquanto Elsa já chorava juntamente a filha sem entender exatamente do que se tratava. O desespero de Elena era elevado fazendo todos se desesperarem junto com ela.

- filha... Eu não estou entendendo- Elsa afirmou e ele na se virou olhando fixamente nós olhos da mãe.

- a maldição mãe- ela disse com a voz fraca, a maquiagem borrada debaixo dos olhos – ela floresceu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...