História Good boy - Yoonmin, Taegi, sugamon, Yoonjin, yoonkook - Capítulo 13


Escrita por: e BiGayTera

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Sugamon, Taegi, Yoonjin, Yoonkook, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 792
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - 010


Fanfic / Fanfiction Good boy - Yoonmin, Taegi, sugamon, Yoonjin, yoonkook - Capítulo 13 - 010

Autora

Namjoon chega em casa completamente cansado, machucado e com uma bala alojada no braço esquerdo. A luta dele com Hoseok havia sido tão intensa que até as marfias, essas que não tinham nada haver com a disputa, acabaram envolvidas. Agora a principal marfia Kim e a marfia Jung, estavam em pé de guerra.

— FILHO DA PUTA! — Xingou o agora ex amigo — Idiota, Desgraçado! Ele teve a coragem de tocar no que é meu! — Chutou a porta de entrada fazendo com que os empregados se assuatasem.

— Senhor, Kim? O senhor esta bem?  Ai meu deus! Você tá machucado! Marta, a emprega brasileira entrou na sala correndo. Marta era uma moça Jovem, não tinha mais de 21 anos, era morena com os cabelos negros, curtos e cachiados.

— NÃO! EU NÃO ESTOU BEM! SUMA DA NINHA FRENTE AGORA! — Ordenou subindo as escadas, nesse momento ele nem se importava se estava sendo rude. Depois de um bom banho e tirar aquele sangue do seu corpo, ele pediria desculpas a moça.

Namjoon 

Subi as escadas indo para o segundo andar da casa, ignorei os outros empregados perguntando sobre o meu estado e fui para meu quarto.  

Diferente dos outros cómodos da casa, meu quarto tinha a decoração completamente diferente, ele não tinha aquele ambiente vivido; ele era um pouco escuro, só havia uma luz neon que brilhava em vermelho; minha cama era uma de casal, mais dava muito mais que duas pessoas nela; no chão havia um carpete cinza que cobria o chão de mármore branco; as paredes da mesma cor que o carpete, apenas um pouco mais claro, davam um bom clima ao quarto.

O ambiente perfeito para uma boa foda.

Pequei uma muda de roupa qualquer mas acabei desistindo e pegando apenas um roupão, a casa é minha que se foda o resto das pessoas fico de roupão mesmo. Fui para o meu banheiro que ficava no meu quarto, enchi a banheira com água quente e coloquei espuma. Mandei uma mensagem para uma empregada me trazer um vinho, se é para relaxar, vamos fazer isso do jeito certo.

Me livrei daquela roupa ensanguentada, pequei o kit de primeiros socorros no armário e coloquei ele do lado da banheira entrando em seguida. Soltei um rosnado de dor quando com uma pinça retirei a bala de uma vez só, coloquei a bala no kit, limpei a ferida e dei ponto logo em segui. Não era a primeira tiro que eu levava então sabia muito bem como me cuidar.

Quando finalmente eu relaxei na banheira, estranhei o meu vinho ter chegado até agora, era só o quê me faltava agora. Bufo e saio da banheira ignorando o fato de eu estar molhado e pelado, como eu disse, tô sem paciência 'pra  nada. Travei assim que eu sai do banheiro, céus, se eu estava sem paciência 'pra agora estou pra tudo 

—Yoongi? O que esta fazendo aqui? — Falo assim que me deparo com a figura do mais novo semi nu na minha cama tomando o meu vinho.

— Vim acalmar você, Daddy — Se aproximou mais de mim me deixando estático. Quando estávamos lá no escritório de Dong, por um momento eu podia acreditar que essa criança era inocente.

— Como pretende me acalmar, Baby? — Resolvo entrar no jogo, sem falar que eu não iria entregar ele pro Hoseok assim de mão beijada. Ele me empurrou na cama e sentou em cima do meu membro com força, gemi alto quando ele começou a rebolar. Agora eu sei de uma coisa, Min Yoongi pode ser muitas coisas, menos inocente.

Jungkook 

Depois de que eu e Taehyung descobrimos que o Yoongi era o nosso Baby boy, resolvemos resolver isso como adultos... Em uma troca de tiro.

— DESGRAÇADO! — Assim que ele levantou eu atirei nele com a minha pistola, infelizmente a bala pegou no vazo de planta.

— FILHO DA PUTA! Gritamos em uníssono e apertamos o gatilho ao mesmo tempo. Por sorte as duas armas estavam descarregadas, então só sobrou agente cair na porrada mesmo.

— Idiota! Você. Tocou. No. Que. É. Meu! — Cada palavra era um soco e um chute que eu dava nele, ele já estava perdendo um pouco dos sentidos mas com o mesmo vazo em que eu atirei ele tacou na minha cabeça.

Tombei 'pra trás um pouco tonto, ele se aproveitou do meu estado e chutou a minha barriga. Eu cuspi um pouco de sangue e cai no chão.

— Game over, Jungkook. — Escutei ele destravar a arma e me virei 'pra ele, mas só ai eu me lembrei que a aram estava descarregada e comecei a rir.

— Não tão cedo, Taehyung.

Seokjin 

— Jimin? Jimin! O filho da puta! — Bati com os documentos na minha mão na mesa fazendo o acinzentado se assustar.

— Que foi porra!

— Porra é oque esta entalado no teu cu! Tô 'ti chamando faz minutos, fica olhando meia hora pro nada e assina a porra do contrato errado!

— Que contrato ? — Franziu o cenho e me olhou confuso. O filho da puta esqueceu!

— O CONTRATO DO TRAFICO DE ARMAS BRANCAS ANIMAL! VOCÊ ESQUECEU!?

—...Sim — Deu de ombros e pegou o celular em cima da mesa, eu bati com na testa e xinguei ele mentalmente de tudo que palavrão existente e inexistente.

— Deixa 'pra namorar depois o caralho! — Eu só queria que ele assinasse a porra do contrato, 'pra sair desse escritório e me vingar do meu Baby, isso é pedir de mais?

— Jin, se uma pessoa te ameaçasse atirar na tua cabeça e depois te deixasse excitado 'pra caralho, oque você faria?

— Comia ela de um jeito tão selvagem que não conseguiria andar mais — Dei as costas 'pra ele saindo do escritório.

— Mais Dong não vai estranhar se o Yoongi chegar mancando em casa ? — parei bem na porta ao ouvir esse nome, como assim Yoongi? 

Não seu oque deu em mim, mais a única resposta que consegui reformular foi: sacar a minha arma e atirar no meu "amigo" sentado na mesa do escritório.

Querem Hot Sugamon no próximo cap?




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...