História GOOD GIRL[p.jm] - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias 100%, Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hentai, Jimin, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kpop, Min Yoongi, Park Jimin
Visualizações 47
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 12 - 1.2



Narrador;;

--Abra a porta, S/n-  Jimin gritava enquanto batia na porta do quarto da garota, do outro lado, a garota abraçava seu corpo ajoelhada no chão.

Ela sabia que tinha feito algo errado.

Ela sempre faz tudo errado.

--Abra essa porra agora.- Jimin continuava a gritar, seus punhos doíam mas ele não se importava.

Park suspirou, Ho Shin encarava tudo assustado, ele nunca havia visto Jimin naquele estado. Jimin se virou para encarar o segurança...

--Se ela não sair, vai passar fome.- Ho Shin engoliu seco, Jimin suspirou e se virou a porta novamente. --Se for preciso, ela irá morrer de fome.- Bateu uma última vez na porta, ele não queria fazer isso, mas era preciso. Ao não obter resposta, passou as mãos nos cabelos, suspirou e saiu.

Ho Shin não iria deixá-la passar fome, era algo "radical" de mais a se fazer. Se aproximou da porta.

--Você precisa sair daí.- Suspirou --Ele ja não está mais aqui.- Falou, não esperava resposta mas, por incrível que pareça, ouviu a garota destrancar a porta.

--Eu não quero.

--Você precisa sair.- Suspirou. -- Ele não vai deixar que tragam comida pra você.

--Ótimo, vou morrer então. Daqui eu não saio.

--Eu desço com você.- Engoliu seco. --Não vou deixar que ele te faça nada, ao menos toque um dedo em você.

A porta foi aberta devagar, deixando com que Ho Shin visse S/n. Ela o encarou triste odiando a si mesma por precisar disto, por estar com medo...

--Vamos.- Ho Shin se pronunciou e S/n assentiu.

S/n sentiu um frio na espinha ao ver Park sentando na mesa, encarando seu prato e massagiando o punho. Sentou-se e Ho Shin parou ao seu lado, Park levantou o olhar e encarou, agora, o segurança que estavam a sua frente.

--O que é isso?- Perguntou, sua voz estava incrivelmente rouca. --Ho Shin, estou falando com você.

--Ficarei ao lado dela, senhor. Não quero que você a machuque.-Jimin riu nasalado ao ouvir aquilo.

--Ah, o que eu faço? - Balançou a cabeça negativamente, e riu novamente. --Coma bem.- Foi a vez de S/n ser encarada.

O jantar foi resumido em: silêncio. S/n não queria falar nada que a prejudicasse depois, Jimin apenas queria ignorá-la até o momento certo e Ho Shin apenas observada o quão S/n poderia ser preciosa.

Ao terminar Jimin se levantou e subiu as escadas, deixando-os sozinhos e finalmente S/n pode respirar tranquilamente.

--Ya- Ho Shin a chamou. --Não fique com medo, estou aqui. - Sorriu para S/n que sorriu triste.

S/n subiu as escadas e Ho Shin só saiu do seu lado quando percebeu que ela estava segura. Então ele foi pra casa.

S/n;;

--Shiuu- Jimin me repreendeu. Ele havia entrado no quarto na madrugada de algum jeito ele conseguiu destrancar a porta.

--Me solta.-Tentei gritar mas o mesmo tampou minha boca.

--Eu não vou fazer nada, eu prometo. Só me deixa ficar aqui.- Ele disse, tinha algo diferente nele... Ele estava desesperado.

Jimin se deitou ao meu lado e me abraçou, tentei me soltar mas foi falho. Ele pegou minha mão e brincou com meus dedos. Com a outra mão, fazia carinho em meus cabelos, deixando sua respiração bem perto do meu pescoço.

--Eu tive um pesadelo... Você estava nele...- Me apertou mais. --Por favor, desculpa.

Eu não disse nada.

Ah Park Jimin, você muda de humor muito rápido, eu nem consigo acompanhar suas trocas de humor contínuas.

--Por favor, me perdoe. Eu não quero que aconteça algo ruim com você...- A voz dele estava falha.

--Estou bem, Jimin. Não precisa se preocupar.- Suspirei e senti um beijo na bochecha.

O quarto ficou silencioso, era estranho, tudo o que vem acontecendo esse dias está muito estranho.

Após alguns minutos, eu ainda não conseguia dormir, a possibilidade de Jimin me matar asfixiada enquanto eu dormia era imensa. Não sabia se ele estava me enganando ao aparecer aqui tão dócil.

-- Ainda acordada?- arrepiei por conta da sua voz perto do meu ouvido. Murmurei um "sim".--Você quer... Viajar comigo?- Perguntou.

--Tenho escolha?- Perguntei e virei para encará-lo.

--O Namjoon vai ficar com a casa... Ele quer fazer alguns trabalhos nela, então suponho que você não vá querer ficar.- Fez carinho em minha bochecha.

--Ah... Então vou com você.- Ele sorriu e beijou minha testa.

--Desculpe.- Me abraçou.

*5 semanas depois*


--Você vai mesmo?- Ho Shin perguntou, estávamos no meu quarto, que estava uma bagunça por eu estar arrumando as malas.


Em tão pouco tempo, nós nos tornamos mais próximos, ele muitas vezes é como um irmão mais velho, sempre me ajuda quando preciso.


--Ou vou ou fico aqui com o Namjoon.- Peguei mais algumas peças de roupa e coloquei na mala.


--Mas... Para onde vocês vão?- Perguntou --Vai ser muito longe?- Me ajudou fechar a mala.


--Não sei. E ah, o Jimin disse que você pode tirar folga...- O encarei. -- Não faça besteira.


--Não vou. Sorriu amarelo.


--Te vejo daqui um mês.-Sorri e ele me encarou surpreso.


--Espera... U-um? Um mês? - Perguntou.


--Vamos, S/n?- Jimin perguntou ao entrar no quarto para pegar o resto das minhas malas.


--Vamos.- O acompanhei. --Até logo, Ho Shin.- Acenei.


--Um mês?- Pude ouvi-lo.


Jimin abriu a porta do carro para mim entrar, minha relação com ele nessas últimas semanas também mudou bastante. Jimin estava mais prestativo e carinhoso... Poucas das vezes que ele ficou com raiva, ele apenas me ignorava, não era nada que eu tinha feito, ele apenas acordava de mal humor e todo que desse errado, era motivo para ter alguma briga.


--Vai demorar um pouco, se quiser dormir...-Avisou sem tirar os olhos da estrada. O encarei por um tempo. --O que foi?-Perguntou ao perceber.


--Tão fofinho.- Ele sorriu bobo e corou.


--Ah, o que eu faço com você?- Bateu os dedos no volante. --Aish.- Continuou a sorrir.


Me virei e observei o caminho, as árvores estavam realmente bonitas, mas o clima estava quente.


--Tão fofinha.- Jimin me imitou, sorri.


Continuei a olhar as árvores até meus olhos começarem a cansar, e finalmente dormi.


















Notas Finais


voltei, não me matem

Querem Q&A?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...