História .good job - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaemin, Jeno
Tags Jaemin, Jaemin!dom, Jeno, Jeno!sub, Nomin, Nomin Pwp
Visualizações 552
Palavras 2.619
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


fiz o plot la no meu twitter (@petitinjun) e me mandaram fazer aqui ✌🏻 nao sei se vai ficar bm porque nunca fiz uma one shot né, mas vou tentar 🥺

Capítulo 1 - Capitulo único


jeno e jaemin estavam dormindo juntos, nada fora do comum. viviam exaustos por causa do trabalho e quase nunca tinham tempo para ficar trocando carícias ou se mimando, como faziam antes de lançarem o novo comeback.

nessa manhã jeno acabou por acordar mais cedo, provavelmente havia tido algum tipo de sonho erótico e já não aguentava mais não poder fazer nada e ter que ficar com tesão pro resto do dia pra chegar no dormitório e ter que dormir.

— nana – jeno chamou, cutucando o namorado com o indicador.

— sim? – jaemin respondeu sem abrir o olho, de uma forma preguiçosa. — já ta na hora de levantar?

— não, é só que... – deu uma pausa por estar com uma certa vergonha de dizer o que queria. — você pode me ajudar? – pegou na mão do outro, fazendo-o abrir os olhos e se sentar na cama.

— com o que? – jaemin perguntou e jeno apenas levantou o dedo e o deslizou até o leve volume que marcava em sua calça.

não falaram mais nada, jaemin colocou sua boca na dele em questão de segundos, sabia que não iria dar tempo de fazerem nada mas pelo menos poderiam dar uns beijinhos.

quando os dois já estavam sem blusa, boca inchada e cabelo bagunçado, ouviram uma musiquinha familiar preencher o quarto. era o despertador.

— ótimo – jeno falou em tom de ironia, pegando sua blusa e descendo da cama.

— vai se arrumar, não vou te deixar assim – jeno o olhou confuso — tive uma ideia. – ele sorriu em malicia.

— qual? – o mais velho perguntou animado.

— te conto depois do banho, vai indo pro banheiro. – depois dessas palavras, jeno correu para o banheiro o mais rápido que conseguia.

jaemin foi até seu armário e abriu a gaveta onde guardava os seus brinquedinhos e pegou a caixa de um vibrador novinho que havia chegado semana passada. como não tinham tempo de usar, jaemin achou que hoje seria o dia perfeito - ou nem tanto - para testarem aquilo. era um vibrador rosa que é controlado por controle remoto, ou seja, jaemin estaria no comando mesmo que jeno estivesse longe dele. 

— perfeito. – o na comemorou sozinho jogando o brinquedo pro alto e o pegou depois.

ao chegar no banheiro, encontrou com um jeno nu embaixo do chuveiro, com shampoo no cabelo e olhos fechados. normalmente eles se esperavam para tomar banho juntos, mas dessa vez jeno precisava tomar banho urgentemente e não aguentou esperar o namorado.

— nono – prolongou a última sílaba de um

jeito fofo, enquanto segurava o objeto atrás de suas costas. 

— nana – jeno o imitou rindo e abrindo os olhos após enxaguar o shampoo. — qual era a sua ideia? – jeno já sabia que jaemin tinha segundas intenções quando veio animado pra cima dele.

— você está com tesão, certo? – jeno concordou com um olhar pidão e fofo mas sedento ao mesmo tempo. — lembrei que compramos isso – mostrou o vibrador para ele. — e acho que hoje é o dia perfeito pra usar. – o mais novo sorriu, tirando suas roupas e entrando no box com o outro.

— como assim dia perfeito? hoje é dia de gravar, lembra? – as palavras de jeno fez com que jaemin risse.

— por isso mesmo. – disse ainda rindo, vendo jeno cruzar os braços. — ah amor, vai falar que não gosta de se exibir agora? 

jeno descruzou os braços quando jaemin colocou a mão dele em sua cara, o olhando com aquele olhar dominador que tanto gostava. de fato, o lado exibicionista de jeno gritava ao ouvir a ideia do mais novo, mas jeno tentava lutar contra esse lado já que é uma figura pública.

— eai? vai aceitar, né? – o rosto de jaemin estava perto o suficiente para que jeno sentisse a respiração quente do mesmo em sua pele molhada.

— sim, nana. – jeno puxou jaemin para debaixo do chuveiro junto dele, o olhando por alguns minutos antes de depositar apenas um selinho em seus lábios.

— gente, anda logo aí! – ouviram a voz de renjun, que agora era o líder do grupo. — agora não é hora de transar, não podemos nos atrasar! – gritou mais uma vez.

só faltava jeno e jaemin terminarem o banho, então se apressaram enquanto soltavam risadinhas. 

jaemin já estava vestido enquanto lia o manual do vibrador na velocidade da luz para entender como aquilo funcionava.

— vai, coloca. – mandou, enquanto entregava o objeto nas mãos de jeno, que apenas acenou positivamente com a cabeça e pegou.

pelo que estava escrito, era só colocar no cu e conectar no bluetooth de um celular. aquilo com certeza ia ser muito divertido e excitante. 

observava jeno colocando o vibrador em si enquanto mordia seu lábio inferior inconscientemente.

— okay vamos, aprendo a mexer dentro da van. – jaemin puxou ele para fora do banheiro, saindo de lá como se não estivesse acontecendo nada.

 

já estavam no meio do caminho, jaemin passara todo esse tempo lendo o manual do objeto vibrante pelo celular. era mais dificil do que pensava. baixou o aplicativo da marca e conectou o bluetooth como falava pra fazer no manual.

o aplicativo era uma tela branca com uma bolinha e ondinhas rosa, provavelmente ja havia visto esse aplicativo em algum video, então sabia mais ou menos como usar. agora só faltava ver se funcionava mesmo.

apertou na bolinha que estava na parte superior da tela de seu celular e a arrastou para cima, vendo jeno pular em seu banco.

— aconteceu alguma coisa? – jisung, que estava no assento do lado de jeno, perguntou assustado após acordar com o pulo do outro.

— não, ta tudo bem. – jeno respondeu com a voz meio tremida, sorrindo fraco. jisung apenas concordou e voltou a dormir.

jeno olhou para jaemin, mas o outro estava digitando no celular despreocupado. logo viu a tela de seu celular acender.

era uma mensagem de jaemin que dizia: pelo jeito funciona muito bem ;)

antes que ele pudesse responder, o manager chamou todos para descerem da van, avisando que haviam chegado no lugar.

foram recebidos por uma multidão de fãs e jeno sentia como se todos estivessem olhando pra ele como se soubessem de algo, mas com certeza era apenas coisa de sua cabeça.

 

começaram a gravar e até que jaemin estava pegando leve com ele, não estava sentindo nenhuma vibração forte dentro de si mas sabia que o mais novo não deixaria ficar só por isso. 

seguiram as gravações normal, as vezes jeno tremia a voz, mas logo depois alguém falava por cima dele, então ninguém iria perceber tanto.

depois de uns vinte minutos, o na começou a aumentar a força das vibrações, observando a cara que jeno fazia pelo canto do olho, mal podia esperar para foder ele como faziam nas férias.

faltava alguns minutos para a gravação terminar e as falas de jeno estavam mais concentradas bem nesse tempo.

agora a diversão realmente começa.

jaemin arrastou a bolinha do aplicativo de celular até o topo do celular. jeno sentiu suas pernas bambearem, mas engoliu em ceco e continuou falando o que tinha que falar, mesmo de um jeito tremido e cheio de suspiros.

após aproximadamente quinze minutos de tortura, jeno não estava aguentando mais, começou a quicar levemente no ar no meio da gravação, como se pedisse por um pau na frente de todo mundo. soltava gemidos entre as falas e a expressão de tesão estava estampada em seu rosto enquanto ele tentava escrever em um papel que haviam lhe entregado.

jaemin o olhava de um jeito julgador junto dos outros meninos, como se não soubesse de nada que estava acontecendo e estivesse tentando entender o porque de jeno estar assim, com um copo de café na mão direita que estava levantada enquanto a esquerda estava ocupada mexendo discretamente em seu celular dentro do bolso.

se continuasse naquele ritimo provavelmente jeno iria gozar ali mesmo, então jaemin parou a vibração, recebendo um olhar odioso de jeno e respondendo com um sorriso e uma piscadinha, o que o deixou ainda mais nervoso. graças a deus uma mesa estava tampando a visão de sua cintura para baixo, então ninguém conseguia ver o grande volume em sua calça jeans branca com o tema do novo comeback deles.

— okay gente, então o programa encerra aqui, obrigado aos que assistiram! – o apresentador falou e todos acenaram para a câmera enquanto se despedem do público.

jeno só sabia agradecer por ter acabado, pelo menos agora não gravariam ele com uma cara de cadelinha faminta.

— jeno, tem certeza que ta bem? – dessa vez haechan perguntou, colocando uma mão em seu ombro.

— sim hyu... – sentiu a vibração voltar, gaguejando e soltando um suspiro no meio da frade. — sim, hyuck. – respondeu de forma rápida dessa vez e saiu, deixando haechan com uma cara de confuso no meio do caminho.

— vamos comer gente! – chenle chamou todos, que seguiram ele.

— lele, vou ficar aqui com o nono, ele perdeu os fones dele no camarim! – jaemin gritou para que ele ouvisse. — depois a gente vai atrás de vocês. – disse sorrindo e recebeu um joia de resposta.

 

jaemin puxou jeno pela gola da regata que estava usando, que o deixava ainda mais gostoso do que era. mal sabiam que ele ficava todo mole nas mãos do na.

chegaram no camarim e a primeira coisa que fizeram ao entrar foi trancar a porta. gostavam de exibicionismo mas também gostavam da carreira deles.

jeno sentia como se pudesse explodir a qualquer momento, foi prensado na parede pelo namorado, que iniciou um beijo um tanto feroz.

a esse ponto o celular de jaemin nem ligado estava mais, simplesmente largou ele em cima da mesa, cansou de ver jeno tendo tremedeiras por causa de um objeto, o faria tremer em si.

jaemin se afastou jeno, puxando uma cadeira de uma mesinha que tinha ali e se sentando de frente pra ele.

— tira a sua blusa. – ordenou com fogo nos olhos, olhando jeno o obedecer.

adorava ter o namorado todo na palma da mão, todo entregue a ele. 

— nana, eu não aguento mais. – a voz de jeno sai de um jeito sofrido enquanto ele tocava em sua ereção por cima da roupa.

— nada de se tocar. – jaemin o puxou pelo queixo, posicionando sua cabeça pra baixo, em um pedido para que ele se ajoelhasse. 

tirou a própria calça rapidamente, tombando a cabeça pra trás ao sentir seu pau ser livre daquele monte de pano.

— chupa, nenê. – jeno sentiu um arrepio ao ouvir o apelido, pegando no pau do outro enquanto olhava para seu rosto. lambeu tida extensão com lentidão de uma forma provocativa, nem sempre gostava de seguir as regras que jaemin dava a ele. jaemin lançou um olhar de repreendimento contra jeno e puxou ele pelos cabelos, ajeitando a boca aberta dele na cabeça de seu pau, que não demorou muito para ser lambida por ele. em poucos segundos já conseguia sentir cada partinha da garganta do lee e ouvir ele engasgando. isso só fazia com que o pau de jaemin pulsasse mais e mais.

jaemin o puxou pelo queixo novamente, se inclinando para beija-lo de forma lenta e apaixonada.

o beijo durou apenas alguns segundos, eles não queriam e nem podiam perder tempo, então jaemin tirou as roupas de baixo do namorado, deixando um beijinho na cabeça do pau dele antes de levantar. 

— parede ou mesa? – jaemin riu de canto.

— tanto faz jaemin, só me fode. – jeno disse e jaemin levantou a cabeça, mostrando que quem mandava ali era ele. — por favor...

— parede então. – virou o lee contra a parede gelada, fazendo ele apoiar suas mãos ali. — abre as pernas, amor.

não dava para preparar e nem tinham lubrificante ali, então jaemin apenas cuspiu no próprio pau e posicionou contra a entrada de jeno.

— se doer é só me falar. – jaemin agora disse calmo, no ouvido de jeno, deixando um beijinho na bochecha dele.

penetrou de uma vez, sem avisar, fazendo com que jeno desse um grito que foi abafado pelas mãos do namorado.

jaemin o fodia com força e mastreia, não demorou para que achasse a próstata de jeno.

— ai! – jeno gemeu alto. — mais forte nana! – pedia enquanto seu corpo tinha leves espasmos a cada vez que jaemin acertava aquele ponto.

jaemin segurou em sua cintura, impulsionando seu quadril contra a bunda dele com força. já tinha desistido de conter os gemidos, a essa altura todos ja deviam estar escutando, mas não ligavam. estavam perto do limite então jaemin saiu de dentro de jeno e se sentou na cadeira de novo.

— jeno, senta em mim, senta. – disse enquanto apontava para seu cacete, sorrindo ao ver jeno correndo até lá.

jeno estava sentindo uma leve dor mas nem se comparava ao prazer que estava recebendo, jaemin impulsionava seu quadril com uma força extraordinária, enquanto beijava e marcava todo abdomen de jeno, um lugar que somente poderia marcar. 

tirou a boca do peito de jeno e subiu para seu pescoço, sentindo seu ventre formigar, o que indicava que iria gozar logo. jeno não estava diferente, gemia alto como se não houvesse amanhã. jaemin colocou sua mão na garganta do namorado, a apertando com seus dedos longos, ouvindo os gemidos dele diminuirem pela falta de ar.

— eu amo o jeito que você vira uma cadelinha quando ninguém ta vendo, jeno. – desceu sua mão livre até o pau do outro, passando e pressionando seu polegar na cabeça dele. — gosta de quando te sufoco, né? quando te fodo com força, quando faço você engasgar no meu pau. gosta, né? – jaemin aumentava a força das estocadas a cada palavra que dizia e jeno concordava com todas. jaemin então soltou o pescoço do lee e o tirou de cima dele, o colocando rapidamente no chão.

— engole. – jaemin disse tombando a cabeça pra trás enquanto se masturbava na cara de jeno que ficava com a boca aberta esperando o gozo que não demorou pra chegar. ele engoliu cada gota que saiu do pau de jaemin, enquanto gozava junto em sua mão e abdômen.

estavam exaustos, ficaram parados por alguns minutos tentando recuperar o ar, principalmente jeno que era o mais cansado dali. jaemin se levantou da cadeira e foi até jeno, o abraçando e lhe dando um selinho. 

— pode ficar ai, principe. – passou a mão no rostinho vermelho de jeno. – vou arrumar tudo e cuidar de você. – deu um último selinho e se levantou. pegou as roupas que estavam jogadas pelo cômodo e vestiu as suas, colocando as de jeno em seu ombro enquanto pegava qualquer papel que viu ali em cima, provavelmente para tirar maquiagem, mas aquilo não importava.

ajudou jeno a vestir sua roupa depois de limpar tudo, sorrindo ao ver ele todo manhosinho e cansado. estendeu a mão para o mais velho se levantar do chão e ficou cara a cara com ele, ainda segurando em sua mão.

— bom trabalho, amor. – jaemin disse arrumando os fios de cabelo que caiam no olho de jeno.

— eu te amo, nana. – jeno disse sorrindo, apertando a mão do outro.

— eu te amo, nono. – deu um beijinho em sua testa, o abraçando rapidamente. — agora nós temos que ir.

 

quando chegaram onde o resto dos meninos estavam, quase todos já haviam acabado de comer, menos jisung e chenle que não paravam de falar.

— finalmente! – chenle exclamou animado.

ambos sorriram, indo até o balcão e pegando o lanche que deixaram pra eles.

— bom trabalho meninos! – o manager se levantou e bateu palmas para todos depois do grupo inteiro estar reunido e toda a equipe bateu palma junto, enquanto os idols se curvavam.

todas as palmas cessaram quando uma das staffs apareceu com um negócio rosa em suas mãos.

— alguém sabe o que ou de quem é isso? – levantou o braço para que todos pudessem ver e identificar.

ninguém respondeu nada, jeno se encontrava corado enquanto jaemin ria baixinho e entrelaçava sua mão na do outro, o dando um selinho como se dissesse: missão cumprida.

 


Notas Finais


hm fiquei com vergonhakk
me desculpem se tiver ficado uma bosta amo voces
ah e eh coloquei uma capa totalmente aleatoria pq nao sabia o que colocar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...