1. Spirit Fanfics >
  2. Good Old Fashioned Lover Boy >
  3. Único.

História Good Old Fashioned Lover Boy - Capítulo 1


Escrita por: e JoJoproj


Notas do Autor


E vamos de fanfic do amigo secreto do projeto! E no eventozinho eu tirei a pessoinha super incrível, que mesmo não tendo intimidade, acho simplesmente demais divertida e talentosa: @JolhaYee!

Espero de coração que você goste, anjinho!~♡

Capítulo 1 - Único.


I cam dim the lights and sing you songs

full of sad things

 

O Ristorante Aroma Bistrot infrequentemente ficaria silencioso e vazio como em qualquer outra noite de outono estava, ou ao menos onde olhos e ouvidos achassem que ele estava silencioso e vazio. Roma continuava com seu movimento e belas luzes ao redor da cidade. Abaixo do Palazzo Manfredi uma pequena banda tocava melodias carregadas de paixão e melancolia, sendo apenas um detalhe a mais que exalava a beleza não somente da cidade, mas de quaisquer pontos que os olhos permitissem enxergar.

Uma única mesa da Aroma Bistrot estava iluminada em meio a pouca luz do ambiente e muito bem ocupada com dois pombinhos entretidos de risadas, vinhos, canapés e conversas que trocavam em tal dia que sempre marcavam a cada novo calendário como a data que não podia ser esquecida. E não que eles realmente esquecessem, era impossível deixar passar em branco o aniversário de casamento com quem se tanto amava.

Giorno havia reservado o último andar por inteiro do Palazzo apenas para ter a privacidade que desejava com seu marido, Guido Mista. Esse luxo ele se daria com todo o prazer do mundo. O loiro tão pouco conseguia tirar os olhos do homem à sua frente vestindo um smoking azul prússia, sem o costumeiro gorro que usava, assim lhe permitindo ver os cabelos castanhos aparados e bonitos bem como achava atraente em si; não muito indiferente de Mista, se deixava passar um oportunidade em elogiar o quanto Giovanna ficava encantador em tons lilás.

 

I can serenade and gently play

On your heart strings

 

Mal podiam acreditar que na mesma manhã contaram o número 6 nos dedos. Há alguns anos atrás Mista tinha feito uma serenata abaixo da janela de seu escritório, lhe deixando de coração tão derretido que tal se caso quisesse brincar em dizer-lhe um ‘não’ ao pedido de namoro, seria impossível. E agora?

 

Be your valentino just for you

 

Se passaram 6 anos, desde quando Guido Mista apareceu na nova sede da Passione com um buquê carregados de begônias vermelhas todo enrolado entre palavras que sequer saiam de sua boca. Giorno aceitou o presente, confuso. Era líder o novo líder da Passione á um tempo, então porquê só agora que lhe foi parabenizado? Na época, mesmo que fossem namorados, o moreno preferia presentes íntimos que públicos, então a única coisa que fez sentido na cabeça de Giorno era um presente que amigos de serviços poderiam se presentear, certo?

 

Oh love, oh lover boy

What’re doing tonight, hey, boy?

 

Com o início de um quase fuzuê do Guido não conseguir dizer o que verdadeiramente queria, e o Giovanna lhe dando uma bronca sobre o escândalo que fazia, foi que os namoradinhos pararam quando Mista soltou um: — Eu não consigo ter coragem suficiente pra te pedir em casamento agora, caralho!

E lá foi um Giorno tão atordoado quanto quem o disse procurar algo a mais ali, e achar uma caixinha tipicamente vermelha. O casal ficou perplexo um com o outro para então, o loiro praticamente avançar sobre o amado com um abraço apertado, mas cuidadoso com as flores ainda em suas mãos.

 

Oh, let me feel your heartbeat

(grow faster, faster)

 

Mista tinha aquilo de garoto apaixonado que era muito fácil de ‘cair na rede’ por ser acostumado em não ser levado a sério, com isso a surpresa de ser namorado do Giovanna por quase 2 anos não lhe trazia tanta confiança; esperava uma iniciativa do loiro, e como sua esperança ainda não havia acontecido, lhe restava ele mesmo propor o que era sua vontade desde certa tarde no escritório de Giorno que se pegou imaginando passar a vida ao seu lado, só percebendo o que tinha acabo de pensar quando foi chamado a atenção pelo próprio de não estar realmente focado no que faziam.

Em dias como esse, davam boas risadas das lembranças passadas e da desorientação e excitação de um amor jovial. Pouca coisa de fato mudará, e os dois não se importavam com o temperamento que tinham de antes e o de agora, só pretendiam viver no próprio ritmo habitual.

 

Say the word, your wish is my command

 

Conforme o relógio caro no pulso de Giorno lhe indicasse o horário próximo à meia noite seu sorriso aumentava. As pontas de seus dedos tocavam a mesa conforme o ritmo da música que se escutava suavemente na rua abaixo, o Guido olhou surpreso para Giorno.

— Desde quando você começou a gostar de tango? — Guido pousou a taça de vinho sobre a mesa, indagando-o

— Talvez desde quando você me fez ser interrogado por quase uma semana sobre quem era o ‘homem das serenatas’ que fazia parte da minha gangue. — Giorno apanhou sobre a mesa a mão do marido envergonhado.

— E você mesmo assim caiu na minha lábia, chefe.

— Porque eu espero até hoje quando você vai me chamar para dançar outra vez. Você me deve essa, Mista.

Mista devia ter corado desde a ponta dos fios de cabelo, até a ponta dos dedos do pé, se lembrando de quando havia se gabado de ser um pé de valsa e durante uma noite inteira morreu de medo de pisar no pé de Giorno, que também não era lá grande dançarino: — E-eu devo...?

A resposta veio sobre uma risada calma, que Mista escutava raramente e sabia que se tratava de no fundo ele estava bem com aquilo. Estava bem com ele próprio. E estava bem com eles. O pistoleiro se assustou levemente ao badalar da meia-noite, e foi a deixa para que ambos rirem.

Acenando para que seus guarda-costas lhes deixassem sozinhos ao menos aquele momento, não podia evitar de o sorriso com o ponto de interrogação invisível que surgira no rosto do pistoleiro.

— Por Deus, Giorno! Você não pretende fazer isso aqui, preten-

Indignado, mas com um sorriso maldoso, o loiro deu um chute fraco na canela do moreno.

— Vontade não me falta, querido, mas não, esse não é motivo. — Giorno lhe sinalizou silêncio, e a face desentendida de Mista aumentava ainda.

De repente, Good Old Fashioned Lover Boy estava sendo tocado pela exata mesma banda de antes, quase fazendo Mista soltar, apesar disso ele apenas se encolheu ainda mais envergonhado desviando o olhar para o coliseu. Giorno não precisou tanto para saber que Mista estava mais que satisfeito, e a maneira como seus pés balançavam de acordo com a música, entregava muito de si.

Narancia em uma de suas crises movidas a base musical, costumava brincar que se Freddie Mercury tivesse o conhecido pessoalmente, Good Old Fashioned Lover Boy teria sido escrita por sua causa, sem meias palavras, já que além de um romântico perdedor do amor, era tão brega — no bom sentido, claro — quanto. Há um tempo atrás, ouvir isso não lhe faria tão bem quanto agora.

 

When I’m not with you

Think of you always, I love you, love you

 

Muita coisa havia passado, e ambos se sentiam confortáveis em falar do passo agora. Não esqueciam, entretanto não se lamentavam como antes. Juraram lealdade à gangue, e uns com os outros, e por um tempo Mista se passou a perguntar se veria Passione sem Bucciarati e com perda de outros companheiros, da mesma maneira que via; foram acontecimentos rápidos demais para assimilar, mesmo com a carranca da face impassível, só o marido sabia ao menos um terço do que se passava em sua cabeça.

Independentemente do que viria pela frente, ele se manteria firme ao lado de seu marido e líder, além de tudo, melhor amigo. Ele não precisava mais de muito para ter a coragem necessária que teria para o proteger.

 

Everything's all right

Just hold on tight

 

Nunca se cansaria das idas a lanchonetes com aquela coisa clichê do casalzinho que toma milk shake no mesmo copo, com canudos diferentes; cartas surpresas em dias que sua cabeça faltava explodir de estresse; cestas recheadas de doces e mensagens positivas; irem às praças somente para ficar entre brincadeiras e beijos castos até o pôr-do-sol e em noites carregadas do fervor da excitação afirmar que pertencia somente a ele.

Eram inúmeras pessoas que Giorno podia ter ficado caidinho de amores, mas... o coração batia loucamente dentro do peito pelo homem moreno com espírito de garoto enamorado.

Giorno levantou-se sutilmente acima da mesa para capturar os lábios ainda doces de vinho de Mista com um beijo repleto de ternura, o canto da boca repuxou em um pequeno sorriso ao ver o moreno lhe seguir com os lábios a fim de ter mais de si, não resistindo o ato de roubar-lhe um selinho.

Foi o pico para Mista se levantar, o induzindo com uma reverência digno de cavalheiro a fazer o mesmo. Eram tão fáceis de se prender um ao outro, que se tornava cômico a não mudança de comportamento depois de anos.

— Me permite deixar o tango para outro dia? — Mista comentou entre uma tentativa de voz galanteadora

— Às nove? — Giorno levantou-se, bagunçando os fios de cabelo do amado

— Às nove.

Quando os dois se aproximaram entrelaçando as mãos para dançarem da única maneira que não pisavam no pé um do outro, as pontas dos narizes se tocaram cheios de chamego tão característicos de si.

Com ‘passo pra lá, passo pra cá’, foram se atrapalhando ainda mais desatando em risadas pelo fracasso, desistindo ao meio do caminho de dançar algo que parecia fazer um pouco de sentido.

E como o bobo exibido que Mista era, lhe sussurrou bem a tempo da música acabar:

That’s because I’m a good old fashioned lover boy.

A noite nem havia acabado pra o casal, mas já era uma ótima maneira de começar. Giorno se sentia na obrigação de até o amanhecer ver o pistoleiro explorar a paleta de cores do vermelho todas as vezes que se envergonhasse com algo que dissera e atrever-se fazer. E Mista não perderia as chances de atentar Giorno em demonstrar-lhe que ele era muito mais que o homem que lhe fez rever as possibilidades de se apaixonar por um amante á moda antiga.

 

 

 


Notas Finais


Muito obrigado a @nxxdlex pela capa, e ao @JoJoproj pela revisão antes da postagem! uwu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...