1. Spirit Fanfics >
  2. Good Trip -Kiribaku. >
  3. Cachoeira.

História Good Trip -Kiribaku. - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Estava muito ansioso para escrever, me perdoem se não consegui alcançar as expectativas de vocês, é minha primeira vez escrevendo uma Lemon espero que compreendam.

Esse capítulo ficou enorme, me perdoem.

Boa leitura :3

Capítulo 10 - Cachoeira.


Fanfic / Fanfiction Good Trip -Kiribaku. - Capítulo 10 - Cachoeira.

Eijiro fez o maior cuidado possível para não acordar o louro que estava adormecido, se retirou do quarto disparando-se atrás de Denki.

Bateu na porta do quarto que ele estava hospedado, que era um pouco longe do seu, a porta foi aberta não com muita demora mostrando um rapaz louro totalmente sonolento.

-O que está fazendo aqui essas horas Eiji? Nem 7 horas ainda são -Bocejou, encarando o melhor amigo.

-Preciso de sua ajuda Kami -O menor liberou espaço para que o mesmo entrasse, fechando a porta atrás de si e indo em direção para cama desarrumada, deitando na mesma e vendo o ruivo sentar ao seu lado- Fale o que você quer.

- Eu... quero saber como você transa -Se embaralhou nas palavras obviamente.

-Me desculpa mas não estou interessado Eiji, somos melhores amigos e eu te vejo como um irmão mais velho muito gostoso -Se cobriu com a coberta.

-Idiota, eu não estou pedindo para transar contigo, eu quero saber como se faz sexo! -Bufou revirando os olhos.

-Pesquisa na internet -Fechou os olhos em puro sinal de desinteresse.

-Além desse lugar não possuir um sinal bom, eu não quero abrir meu celular por um longo período -Cruzou os braços esperando que seu amigo o ajuda-se.

-Ta bom, mas depois vai embora e me deixe dormir -Sentou-se na cama, fitando o maior- Você e o Bakugo vão transar não é?

-Talvez mas isso não importa agora, preciso apenas que me diga o que devo fazer -Bocejou, o ruivo tambem estava com sono porem necessitava da ajuda de Kaminari.

-Ok, quem será o passivo? -Sorriu ao imaginar seus amigos fodendo, era uma visão um pouco engraçada para si.

- Eu não faço a mínima ideia, não refleti sobre isso -Coçou sua nuca sorrindo para o amigo.

-Oh céus Kirishima, como você nao sabe se será o passivo ou não? é melhor se prevenir fazendo uma chuca - Seu semblante estava sério, Kaminari quando podia, conseguia parecer um completo adulto.

-O Que é isso? -O ruivo realmente não compreendeu.

- Ah merda Eiji, você é inocente de mais -Bufou cansado, imaginando o quanto essa conversa seria longa.

   -~♡~-

Estavam conversando a um bom tempo, Kirishima tentou recolher todas informações possíveis, dessa vez estava preparado.

-Sabe Eiji, tem uma cachoeira muito linda assaz perto daqui - Tocou o ombro do mesmo- Se você quiser que seja especial, acho que é o lugar mais perfeito para isso, tenta relaxar pois tudo iria ficar bem.

-Obrigado Kami -Levantou-se, se esticando.

-Eu passo o trajeto ate a cachoeira pelo celular do Bakugo, diga que gostaria de fazer uma trilha a sós com ele até lá -Disse o louro se agochegando na cama.

O ruivo nada disse, apenas fechou a porta indo em direção ao seu aposento, abrindo a porta e se deparando com Katsuki sentando na cama.

- Esta tudo bem? -Se aproximou do mesmo se ajustando ao seu lado.

-Apenas estou com sono, dormi muito bem ontem a noite -Bocejou fitando os olhos carmesim de Eijiro- A onde você estava?

-Fui ver o Denki, ele me contou de uma cachoeira que tem perto daqui -Pausou escolhendo as palavras certas para se dizer- Voce quer ir comigo? Apenas nós dois.

Katsuki compreendeu, balançando a cabeça positivamente.

  -~♡~-

Estavam na trilha indica por Kaminari, tinham trocado diversos assuntos até finalmente chegarem.

Kirishima agradece imensamente Kaminari, a paisagem da cachoeira era magnífica! A cachoeira por si só já era de se admirar.

-O Pikachu sabe o que faz -Disse o louro largando sua mochila e sentando-se na grama confortável.

-Foi um pedido de desculpas perfeito pelo acontecimento do carro -Riu ao lembrar o estrago que seu carro havia ficado, se justapondo ao lado de seu amado.

-O semblante dele era a melhor coisa -O louro riu juntamente.

-Voce deveria rir com mais frequência -Eijiro disse fitando o menor que permanecia com as orbes fechadas por conta da risada.

Imediatamente Bakugo fitou os olhos de Kirishima, deixando escapar um sorriso canto de boca.

-Eu sempre estou sorrindo quando você esta por perto idiota -Tocou o rosto do mesmo, depositando um carinho com o polegar.

-Eu te faço sorrir? -Fechou os olhos apreciando o carinho e o som da cachoeira batendo contra o solo, tudo estava perfeito.

-As vezes, mas sua felicidade me contamina e eu amo isso -Aproximou seu polegar aos lábios do mesmo- Você é perfeito Eijiro, vou repetir isso sempre seu imbecil.

Kirishima não suportou mais, abriu suas orbes puxando-o pela camiseta para perto, selando seus labios.

Um beijo delicado, porém cheio de desejo.

Eijiro abriu a passagem da língua de Katsuki, aprofundando o beijo enquanto soltava a mão que estava em sua camiseta e indo até sua nuca, sentido o mesmo levar as mãos ate sua cintura.

O beijo de Bakugo sempre forá bom, porém aquele era especial, de algum modo esse beijo estava muito mais picante e desejoso do que das últimas vezes.

O louro se separou do ruivo, indo em direção do mesmo e sentando em seu colo.

-Seu sabor é maravilhoso -Katsuki disse no meio dos chupões que estava depositando no pescoço de Eijiro.

-Suki.. -Kirishima o chamou puxando seus fios de cabelos para trás, levando sua cabeça juntamente- Eu controlo.

Katsuki adorova dominar, no entanto ser dominado por Eijiro poderia ser uma grande aventura que amaria experimentar, pois apenas escutar àquelas palavras do ruivo suas pernas estremeceram de desejo.

O louro o observou com dificuldade por conta da posição de sua cabeça que estava sendo puxada, avistando seu amado com os labios vermelhos, abaixou o olhar até o pescoço do mesmo sorrindo ao ver sua obra de arte ali, encarando as marcas que mostravam que ele tinha um dono e esse dono era Katsuki.

O ruivo soltou suas madeixas, selando seus labios necessitado o levantando no seu colo.

-Esta fortinho Kiri -O menor disse entre o beijo.

-Irei lhe mostrar minha força -Sorriu para o menor, que se aproximou de seu ouvido.

-Me mostre -Sussurou.

Kirishima o colocou no chão, selando seus lábios e o guiando até a cachoeira, entrando na mesma ate que suas coxas estivessem submersas.

A água fria não pareceu fazer efeito no fervor de seus corpos, o maior mergulhou sua mão para dentro da camiseta do menor, retirando a mesma e a atirando para o lado.

Não quebravam o contato visual por nada, beijos leves eram depositados diversas vezes.

Estavam nus assim como da última vez, porém dessa vez o desejo predominava o lugar, Kirishima encurralou o menor numa pedra que ali havia na cachoeira, beijando o pescoço do mesmo e sentindo sua bunda ser apalpada por Bakugo.

O ruivo selou seus lábios necessitadamente, levando sua mão até o membro ereto do louro, o masturbando dolorosamente por conta do movimento ser lento.

-Kiri... -O menor gemeu arrastado separando seus lábios.

Eijiro esfregou a glande com o polegar em movimentos circulares, sentindo o mesmo cravar suas unhas em sua costas.

-M-mais ra..pido -Arfou encarando os olhos carmesim com a visão curva.

-Diga que é minha putinha -Sorriu para o mesmo que revirou suas orbes quando o mesmo acelerou os movimentos derepentimente.

- Eu... s-sou sua HM -Nao pode terminar pois se desfez na mão do mesmo.

Sua respiração estava pesada, fechou os olhos numa tentativa de se recompor de seu orgasmo, sentindo Eijiro beijar sua testa.

Bakugo abriu as orbes, sorrindo para Kirishima.

-Vou te mostrar quem é putinha -Sussurou em seu ouvido, vendo o ruivo se enrijecer-se.

Bruscamente colocou o ruivo de joelho para si vendo o mesmo compreender sua intuição,levou seu membro lambuzado pela sua ejaculação até os lábios do mesmo.

-Coloca a língua para fora -Sorriu sem quebrar o contato visual com o maior que o obedeceu.

Bateu seu membro contra a língua do mesmo arfando, ate que derepente o ruivo engoliu por completo seu membro, o fazendo gemer arrastado.

Puxou bruscamente os fios avermelhados para trás, tendo a visão mais bela de seu parceiro com a boca aberta lambuzada de seu mel com os olhos cemi-cerrados.

-Eu não te mandei fazer isso, sua vagabunda -Sorriu recebendo um sorriso de volta para si.

-Nao pareceu não gostar.

-Cale a boca, eu estou no controle aqui então faça apenas o que eu lhe mandar, vadia -Segurou seu membro penetrando a boca do ruivo, revirando os olhos em puro prazer- Tao... quente.

Kirishima nunca em sua vida pensou que iria pagar um boquete para alguém, porém ali estava ele provocando seu cônjuge fazendo movimentos rápidos ou até mesmo usando a língua por volta do pênis.

Bakugo se permitisse que ele continuasse iria acabar tendo seu segundo orgasmo, e não queria que acabasse agora, seria muito fugaz então afastou o mesmo pelo ombro.

-Levanta -Assim seu submisso fez.

Ao se levantar Eijiro encurralou o mesmo, selando seus labios enquanto massageava seu membro que pedia dolorosamente por atenção.

O menor pousou sua mão sobre a de Eijiro, fazendo com o mesmo soltasse seu pênis, deixando o louro o masturbar.

- Ah..  Suki -Kirishima aprofundou seu rosto no pescoço do mesmo, fugando o aroma adocicado do louro, se deliciando da masturbação proposta pelo seu bombinha.

Bakugo se afastou, virando-se de quatro apoiando-se na pedra, fitando o ruivo sobre seus ombros.

-Me fode Kiri -Abriu suas pernas, certamente o provocando.

Kirishima não se assegurou e se aproximou do mesmo, esfregando sua ereção sobre o traseiro de Katsuki, vendo o mesmo rebolar sobre si.

Sem pressa Eijiro finalmente fez penetrando seu amado, recebendo um gemido de seu nome, dentro de Katsuki era melhor sensação que poderia ter, quente definitivamente muito quente e acolhedor.

O louro deu a iniciativa para os movimentos, mexendo sua cintura rapidamente arfando manhosamente pela sensação prazerosa de ser preenchido.

O local já tinha o cheiro impregnado de sexo, os sons de seus corpos se colidindo num ritmo selvagem, combinava perfeitamente com o atrito da cachoeira com o solo.

Bakugo por mais que estivesse tão exposto para Kirishima, deixou claro que quem estava dominando era ele, o que não era mentira pois o mesmo rebolava sobre o ruivo o enlouquecendo, incentivando o mesmo em qualquer gesto.

-S-Suki... eu vou gozar - Disse o maior acelerando o ritimo de seus movimentos, recebendo um gemido manhoso de seu louro.

-Goza... de-entro -Virou a cabeça para trás, fechando suas orbes em prazer ao sentir Kirishima disparar um tapa em seu traseiro com brutalidade.

Eijiro alcançou a ereção do louro, movimentando sua mão no ritimo que entrava e saia dentro do mesmo.

Finalmente se desfez dentro do mesmo, gemendo por "suki" vendo seu amado estremecer suas pernas.

Ficou dentro de Katsuki por algum tempo, se recuperando para satisfazer seu amado que ainda precisava ejacular, o louro virou-se para o mesmo selando seus lábios.

-Abra as pernas para mim Kiri -Disse perto de seu ouvido, guiando o mesmo até uma pedra o fazendo se sentar-se.

Bakugo se ajoelhou em frente ao mesmo pois precisava o preparar já que seria devidamente sua primeira vez, o ruivo mantia seu rosto corado e suas pernas abertas completamente exposto.

O menor segurou suas coxas, levando seu rosto para perto de sua entrada introduzindo sua língua avistando o mesmo virar seu rosto para trás arfando.

Fez movimentos circulares e de vai e vem, ate inserir o primeiro dedo que fez seu amante revirar as orbes.

- Suki... -Para Kirishima era uma sensação estranhamente boa ter algo te preenchendo.

Após alguns minutos, Bakugou já tinha seus três dedos dentro do mesmo que rebolava descontroladamente enquanto gemia manhosamente.

-Quem é a puta aqui agora, Kiri? -Sorriu cessando os movimentos, retirando os dedos e se pondo de pé massageando o próprio membro que já se encontrava dolorido pela espera.

-Coloca dentro...Suki -Abriu mais ainda as pernas, se entregando totalmente assim como louro havia se entregando anteriormente.

O louro sem um aviso prévio penetrou o mesmo, se posicionando em cima do ruivo que se sentia nas estrelas.

O som selvagem dos corpos novamente se fez presente, Kirishima estava sobre o colo do menor que o ajudava a quicar sobre si segurando-lhe a cintura.

-Mais rápido cadela -Transferiu um tapa em seu traseiro, fitando o mesmo que mantia sua boca aberta em puro prazer e delírio.

Katsuki segurou-lhe pela cintura o retirando em cima de si, se erguendo em pé e o colando sentado masturbando-se agilmente em frente ao seu rosto.

O ruivo estendeu sua lingua, vendo o mesmo chegar em seu limite ejaculando sobre seu rosto e seus labios, Kirishima segurou-lhe pelo braço para o sentar-se em seu colo.

E ali ficaram, Katsuki no colo de Eijiro justapostos um ao outro mantendo o contato visual, aproveitando a sensação maravilhosa de após sexo.

O maior abraçou o menor fortemente, contente por ter satisfeito seu parceiro.

-Isso foi incrível Kirishima -Disse o louro devolvendo o abraço oferecido, sorrindo completamente apaixonado.

Finalmente estavam completos e conectados, tinham se entregado totalmente um ao outro, cada um alcançou a intimidade maior do outro.

E eles amaram isso, amaram os beijos trocados, olhares, toques, amavam pertencer um ao outro.



Notas Finais


Espero não ter decepcionado ninguém.

Obrigado por ler❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...