História Goodbye - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Originais, Romance
Visualizações 31
Palavras 1.544
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Goodbye - 04


Fanfic / Fanfiction Goodbye - Capítulo 4 - Goodbye - 04

 

POVS – Rayane

Eu não sabia o que fazer, e nem como reagir, e como se tudo que eu fizesse se voltasse contra mim, quando finalmente ia me declara ao amor da minha vida, isso acontece...

Me sentei em minha cadeira totalmente derrotada, sentia lagrimas se formarem em meus olhos, mas não deixei que elas caíssem, não queria chorar na frente de todos, onde me veriam como uma pessoa fraca e incapaz de controlar seus próprios sentimentos, então apenas me sentei e abaixei minha cabeça lutando contra a vontade incontrolável de me acabar em lagrimas, mas não podia, tinha que mostrar que era forte, não podia deixar transparecer minha fraqueza.

POVS – Ariel

Eu estava apenas dando uma revisada no conteúdo da prova, pois mesmo que eu seja ótima nos cálculos, precisava pelo menos dá uma olhada nas formulas, e garantir que não deixei passar nada.

Já tinha revisado o conteúdo e as anotações que se encontravam em meu caderno, então decidi ajudar alguém, Kelly parecia despreocupada conversando com a Julia e a ajudando esclarecer alguma dúvida, então me virei para perguntar se a Rayane precisava de ajuda, então me deparo com algo que me partiu o coração, ela estava triste de cabeça baixa, com lagrimas se formando em seus olhos, então a perguntei:

--- o que houve? porque está com essa cara --- perguntei, mas apenas recebi o silencio como resposta, me fazendo insistir no assunto --- é a matéria? você está achando ela difícil, não tem problema, eu te explicou. --- perguntei a ela com a minha teoria de que ela estava apenas preocupada com a prova

--- não... sim... talvez, sei lá --- falou Rayane, me deixando preocupada --- sim..., eu não entendo essa conta, você pode me explicar?

--- hm... ok --- falei, mas não tinha engolido aquela história, era como se tivesse algo mais, então decidi não insistir, e tirar essa história a limpo mais tarde --- então, qual era sua dúvida mesmo?

--- essa aqui --- fala me mostrando a questão

--- tudo bem, isso e bem simples na verdade, mas pode se torna complicado se você não prestar atenção nessa parte, e a onde muita gente acaba se confundindo e errando….

POVS - Rayane

 Não podia deixar que ela soubesse do meu fracasso, antes mesmo de tentar, não sabia como reagir e nem o que falar, apenas seguir em frente e me focar no que é realmente importante, afinal não e porque estou de coração partido que vou ignorar o fato de que tem uma prova a ser feita na próxima aula.

 

~~~~ Quebra de tempo ~~~~

Fiz uma péssima prova, meu pai vai me matar, não consigo parar de pensar nisso por um segundo sequer. Vejo Ariel e Kelly sentadas nos bancos perto da sala, provavelmente me esperando, me bateu um desespero pois eu não como explicar pra elas que todo nosso plano foi por água abaixo e que todo o esforço delas foram em vão.

--- RAYANEEEEEEEEEEE – elas gritaram e meu coração doeu porque elas tinham se dedicado muito para aquilo – Volta aqui AAAAAAAAAAAAAAAAAAA – Gritou Ariel e eu fingi que não tinha visto ela.

--- Desculpa meninas, mas eu estou sem cabeça pra conversar...

Quando penso em sair correndo de lá, vejo elas se levantando e vindo em minha direção, e me seguraram para que eu não escapasse, e assim me arrastam literalmente para o banheiro.

--- O que vocês estão fazendo? --- pergunto assustada

 --- O que houve com você??? Por que você tá tão estranha?? – Perguntou Kelly.

--- aconteceu alguma coisa? você está esquisita --- falou Ariel com uma cara preocupada ---não pense que eu engoli aquela história, você vai me falar agora oque aconteceu!

--- Foi que... --- hesitei um pouco em falar, mas reuni toda coragem que me sobrava e jogue a bomba para que ela explodisse --- Eu... EU DESISTI DE ME DECLARAR! --- Eu disse e elas me olharam com cara feia, como se fossem me matar, acredito que se seus olhas fosse lasers eu já estaria morta nesse espaço de tempo.

--- O que? A GENTE SE ESFORCOU TANTO PRA NADA --- berra kelly em seu momento fúria --- VOCE POR ACASO PIROU, VOCE NÃO VAI DESISSTIR ASSIM, POR CAUSA DE UMA BESTEIRA --- ela continua a berrar, e tenta vir pra cima de mim, mas Ariel segura o pulso dela para que não chegasse a me atacar em um momento de raiva, e cometesse um crime de ódio.

---KELLY !!! --- Ariel dá um berro e a segura pelos ombros, nunca tinha visto ela tão seria, confesso que isso me assustou ---NÃO VAI ADIANTAR NADA SE VOCÊ CONTINUAR GRITANDO DESSE JEITO, apenas tenta se acalmar, ok?

--- ok... --- fala meio hesitante, e Ainda com fogo nos olhos

Então kelly se escora na parede e tenta se acalmar, e assim Ariel vem até mim com uma cara mais suave do que a poucos minutos, e assim olha no fundo de meus olhos, me fazendo sentir um pouco melhor, e me pergunta:

--- O que foi que aconteceu de tão grave, que te fez desistir assim de uma hora pra outra do plano

--- sim, você estava normal e do nada veio com essa “... vou desistir de me declarar...” --- fala kelly visivelmente melhor do que antes, com um tom curioso, mas Ainda dava para perceber que ela ainda estava estável, a qualquer momento ela podia me matar

--- foi que... eu... não... --- não conseguir falar, apenas senti grossas lagrimas descendo sobre meu rosto, não consegui mais suportar, apenas queria me deitar e chorar até não aguentar mais

E assim caiu em prantos abraçando minhas amigas, e as fazendo escorregar junto a mim para o chão, e assim sinto elas me abrasando e me dizendo que estava tudo bem, e que não precisava me preocupar pois elas iriam me ajudar e inverte o problema.

E assim eu contei o que ouve, e da minha mais nova decepção, o menino que eu gosto e que tanto me esforcei pra conquistar gosta de ninguém menos do que a Mariana, olha que surpresa, eu já não gostava dela antes, imagina agora...

E assim eu e as meninas conversamos e elas conseguiram me convencer a continuar, e que quando eu me declarasse as coisas poderiam dá certo, o Maickon poderia perceber que ele realmente gosta de mim, ou talvez até me dá uma chance de tentar ser o sua namorada e até o amor da sua vida.

Logo depois escutamos batidas na porta, era a Julia, dizendo que estava todo mundo nos esperando para começarmos a colocar o plano em pratica, então assim nos levantamos do chão, e que agora que eu me toquei o quão nojento aquilo era, parece que as meninas também notaram, pois foram direto lavar as mãos na pia, fiz o mesmo, e aproveitei e limpei as lagrimas que teimavam em continuar descendo de meu rosto.

--- não se preocupa, qualquer coisa a gente quebra ele --- falou kelly

---sim, a gente faz com que ele precise catar os próprios pedaços no asfalto --- fala Ariel me fazendo rir com a ideia

E assim saímos do banheiro, como se aquele momento de tristeza nunca tivesse acontecido, e fomos de volta para a sala, de onde estaria completamente vazia, bom nem tanta estaria apenas as pessoas que me ajudariam no plano...

 

~~~~ Quebra de tempo ~~~~

Quando cheguei na sala, ela estava quase vazia, a não ser pela pequena aglomeração presente em um canto da sala, onde todos os participantes desse meu quase brilhante plano, estavam a nossa espera, kauã e o primeiro a notar nossa presença, e assim anuncia para que todos pudessem nos identificar:

--- FINALMENTE NE RAYANE --- fala kauã já estressado pelo meu atraso --- pensei que tinha desistido...

--- porque esse atraso todo Rayane? estava fazendo o que --- pergunta Victor recebendo a atenção de todos os presentes que me olhavam com um ar de curiosidade

--- não foi nada de mais --- digo não querendo falar mais do assunto, a única coisa que eu queria era esquecer e fingir que aquela cena no banheiro nunca mais se repita, eu prometi pra mim mesma que nunca mais faria isso, e que agora em diante seria mais confiante, e aprenderia a sorrir todos os dias, não por qualquer coisa, nem por motivos banais ou que são como uma mentira, e sim por mim, me recuso a chorar ou desistir, olho pros meus amigos que sempre então me apoiando, que estão aqui me ajudando nessa ideia maluca, que tem mais chances de dá errado, mas eles então aqui... Ariel, kelly, Júlia, Victor, kauã, Rennam, Driccia... , então me permiti a sorrir...

--- então o que estamos esperando, vamos começar essa porra! --- anuncio mais animada do que já estive em toda minha vida, talvez seja a adrenalina, ou talvez eu esteja certa e a loucura seja mesmo contagiosa e estamos todos infectados, mas quem se importa, as melhores pessoas são assim, e eu amo cada um deles, com seus jeitos, manias, chatices..., pois pra mim tanto faz, afinal foda-se, não sou louca mas sim maluca

--- VAMOS !!!! --- gritam todos em unisso  

--- o plano e o seguinte...

Agora não tem nada que me pare...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...