História Uma história de amor (Ou não) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Goularte
Personagens Goularte
Tags Goularte, Saiko, Tio Orochi (orochinho)
Visualizações 35
Palavras 852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Uma noite e tanto


Após todas aquelas trocas de olhares nós finalmente jogamos e acabamos a live, e logo após fizemos um vídeo para o meu canal. Sério que eu estou mesmo mostrando pro meu público uma garota que eu conheci a 2 dias atrás e ainda por cima tenho suspeitas de estar apaixonado por ela? - Sim né, preciso fazer vídeo pro meu canal, e ela é uma boa fonte de conteúdo, ela é realmente muito engraçada - Caralho Goularte, o que tá acontecendo? pq eu elogio tanto essa garota??? 


- Goularte tu tá dormindo de olho aberto de novo? Depois que eu te chamo de sonso tu não gosta né gadinho kkkkkkkkkkkkkkkkbrincadeira ta? - diz ela fechando a live e me dando um tapinha no ombro - Mas e aí? que que a gente vai comer? Tô Morrendo de fome

- Ei, para de me insultar demônia, ah, vamo comer pizza mesmo, digamos que eu não tenho uma boa amizade com o fogão - Digo pegando o celular e entrando no ifoodson - Mas e aí, vai ser pizza de que?

- Frango com catupiri né doido, ninguém merece

- Ah não mano, ruim demais, sai fora, vou pedir de calabresa - ela pega o celular da minha mão e saí correndo

- Saí maluco, odeio de calabresa mano, não dá


Após ficarmos um ano discutindo qual seria decidimos pedir metadinha - e para a minha surpresa, ela comeu a parte dela e uns que eu não consegui comer - MAS ELA NÃO DISSE QUE NÃO GOSTAVA???? - meudeus, para onde vai tanta comida? 


- Mano até que calabresa nem é tão ruim assim, uau 

- Cala boca malucona, tu comeu foi tudo

- Seu rabo, tu comeu 4 pedaços

-Que??? EU COMI FOI 3 DEMÔNIA


Depois disso, ficamos um tempão discutindo sobre quem tinha comido mais, eu ofereci uma camiseta larga pra ela e uma samba canção, até pq estava muito calor e a roupa que ela estava não ajudava, Como eu adivinhava, ela aceitou,  até que sentamos no sofá e continuamos jogando. Quando eu fui ver já estava de madrugada, mano, foi tão rápido assim? sério tava mó bom. Eu realmente gosto de estar acompanhado por ela - E quando eu finalmente voltei pra vida real eu vi que ela estava no meu ombro dormindo. Mano???? como que ela consegue?? o Que resta é pegar ela e levar pro meu quarto -  Como assim eu carreguei ela e ela não acordou???? Jesus amado.

 OK e agora? onde eu vou dormir? se ela acordar e me ver deitada do lado dela ela vai ter um treco, imagina se eu voltar com aquele costume de abraçar 'travesseiros'' enquanto eu durmo? Misericórdia, que vergonha - Bom, o que me resta é dormir no sofázinho do meu quarto

Eu acordo num susto quando sinto uma mão macia e fofa no meu cabelo - Ah, é ela - e, logo em seguida ouço sua voz macia por cima

- Oi? Você acordou? Pq tu dormiu aí? vem dormir na cama, mas sem me agarrar achando que eu sou sua namorada

- que namorada? - Digo rindo e com a voz rouca por ter acabado de acordar

- Achei que tu namorasse gadinho. Já que é assim pode me agarra.... MENTIRA, PAREI - Ela diz rindo, dando aquele típico sorriso, ah, esse sorriso

- Meudeusmano, Ok então, vamo lá - digo ela pondo a mão em volta de seus ombros

- Tá achando que eu to cuidando de bebado pra tu ficar assim? Mas continua que eu gosto, ok?

- ok

Quando acordo vejo ela deitada em meu peito, ela fica tão linda com os fechos de luz da cortina em seu corpo, caralho, ela realmente é muito.... gostosa. Mas pera, que que ela tá fazendo deitada em meu peito e com as mão em cima dele, se alguém chegasse aqui e visse isso diria que nós somos um casal, não que essa ideia seja ruim.

Quando eu me viro pro lado vejo ela se espreguiçando, e ficando chocada pelo quão próxima ela tinha ficado perto de mim esta noite - Sério mesmo que ela vai ser linda até acordando? Ok, né?

- Olha, eu disse pra tu não me agarrar e quem acabou te agarrando fui eu, desculpa, eu tenho mania de dormir abraçada com o Fred, meu ursinho 

- Ih ala ela tem ursinho ahahahahahahhaha - pós eu dizer isso ela taca o travesseiro no meu rosto

- Ti fude maluco - ela diz e saí em seguida, certeza que tá putassa - Onde tá minha roupa? Preciso ir embora

- Você ficou brava? Desculpa, é que... - Digo perseguindo ela pela casa

- Eu não tô brava não, é que o fred tá me esperando em casa - diz ela pega as roupas do banheiro e tranca a porta pra se trocar

Logo após ela saí do banheiro vestida com a roupa de ontem, ficamos conversando mais um pouco e ela teve que ir embora - Porém, quando eu abro a porta para ela ir vejo que tem alguém na porta

- Saiko????

- Jhenifer???

 


Notas Finais


foi mal por parar de postar galera, eu realmente estava sem criatividade


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...