1. Spirit Fanfics >
  2. Grande e Mau Vampiro >
  3. Capítulo Quatro

História Grande e Mau Vampiro - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpe a demora meus amores, estava ocupada com outras histórias minhas. Mais não se preocupe, que não vou deixar de postar aqui ❤

Capítulo 6 - Capítulo Quatro


Fanfic / Fanfiction Grande e Mau Vampiro - Capítulo 6 - Capítulo Quatro

Louis deixou seu celular em cima da mesa, fazendo o seu melhor para manter seu temperamento sob controle. Ele preferia quebrar a maldita coisa e jogá-lo em toda a sala. Ou a Alfa queria manter Harry longe dele ou Harry não gostou da ideia em ser seu companheiro de alma. Todas as opções o deixaram com raiva. Ele não conhecia Harry, nunca tinha sequer visto o jovem. E agora ele tinha que esperar até que algum membro do bando trouxesse sangue para salvar sua vida.

"Por que o seu companheiro não vinha? O jovem não entendia ou não se importava que Louis estava morrendo de fome?"

Louis sentia seu estômago apertado, a dor forçando-o a cerrar os dentes. Ele fechou os olhos, usando a respiração e meditação, enquanto esperava para se alimentar. Depois do que pareceu horas, a campainha tocou.

- Eu vou buscá-lo. - anunciou Zayn. Louis podia ouvir as roupas do seu amigo farfalhando enquanto corria pela sala.

- Você quer o saco, ou devo despejá-lo em um copo? - Zayn perguntou enquanto caminhava de volta para ele, segurando um saco plástico cheio de sangue líquido espesso e vermelho.

- Na bolsa de sangue. - Louis murmurou enquanto seus dentes se alongaram em preparação para se alimentar. Zayn colocou a bolsa na sua mão, e somente o cheiro fez suas presas afiadas crescerem ainda mais. Ele colocou o saco plástico contra sua boca e perfurou a embalagem.

O gosto do sangue de seu companheiro verdadeiro acariciando sua língua, quase levou Louis ao orgasmo. Cheirava incrível, infinitamente melhor do que qualquer outro doador ao longo de sua extensa vida. Ele não se lembrava de degustar nada tão doce quanto seu Harry. Quando o sangue bateu em seu estômago, quase podia senti-lo ser absorvido e explodindo em sua corrente sanguínea, dando-lhe força. Ele gemeu quando faíscas de prazer percorreram pelo seu corpo, queimando suas bolas e enchendo seu pau. Deus, era bom. Sentir-se completo novamente.

As dores da fome desapareceram enquanto ele chupava a bolsa já seca, retirando até a última gota.

Foda-se! Eu preciso do meu companheiro agora!

Ele queria sentir o corpo do jovem grudado com o dele. Ele queria trazer ao seu homem prazer quando fosse perfurar sua carne e renvidica-lo. Retirando o saco plástico de sua boca, Louis lambeu os lábios e recostou-se na cadeira em contentamento saciado. Depois de alguns minutos de paz e tranquilidade, ele abriu os olhos e viu seus amigos olhando para ele com sorrisos correspondentes.

- Foi tão bom, né? Droga. - Zayn balançou a cabeça, com um sorriso excitado. - Eu mal posso esperar para encontrar meu companheiro de alma.

- Qual é o plano? Vamos invadir a casa da Alfa e roubar o jovem? - Ed perguntou, obviamente pronto para lutar uma guerra. Uma guerra que Louis não queria começar.

- Eu não tenho um plano no momento, mais não vou roubar meu companheiro da sua casa. O homem pode nunca me perdoar se alguma coisa acontecer com seu bando. Ele é um garoto. Talvez ele esteja com medo de vampiros. Agora que eu posso pensar claramente, só fico me perguntando como ele se parece. Será que se eu vê-lo, não vou reconhecê-lo? - Louis desejava intensamente que seu companheiro não estivesse se sentindo rejeitado e magoado.

- Eu conheço alguém que vive com o bando no castelo. Ele vem para minha casa uma vez por mês e se torna meu submisso. É o nosso segredo. Posso pedir-he para tirar uma foto de Harry. - Liam ofereceu.

- Não obrigue o homem para trair sua matilha. - Louis balançou a cabeça. Enquanto ele realmente apreciava a lealdade de seu amigo, ele não queria que Harry o odiasse por qualquer motivo. Seriam um sequestro e decepção suas únicas opções?

- Trair? - Liam zombou, parecendo ofendido. - Nós não iremos fazer nada com a imagem dele. É apenas para que você possa ver como o jovem se parece.

- Ok, mais se o seu Sub disser não, não quero que obrigue-o. - Louis advertiu.

- Claro que não, é um pedido, não uma ordem. - Liam puxou o telefone. Louis viu seu dedo deslizar rapidamente pelo teclado antes de guardar o celular novamente no bolso. - Pronto. Se ele enviar uma foto, eu digo à você.

- Obrigado, meus amigos, por tudo. Eu realmente pensei que estava morrendo, mas agora eu me sinto como se pudesse correr uma maratona.

- Isso é ótimo. - Zayn se levantou e deu um tapa amigável em seu ombro. - Amanhã a noite vamos nos encontrar no Bala de Prata. Pergunte a Alfa se a bolsa de sangue pode ser entregue no clube.

- Por quê? Eu não preciso ir ao clube, eu preciso de um plano. - Louis arqueou uma sobrancelha. A última coisa em sua mente era participar de uma cena com um Sub. Ele nunca iria tocar outro homem novamente. O resto da sua vida seria aproveitado somente com Harry.

- Por isso mesmo. Você precisa falar com os membros do bando de Harry. - Zayn explicou. - Você precisa descobrir sobre o que o garoto gosta, de modo que você possa trazê-lo o mais rápido para cá.

Louis assentiu.

Zayn estava absolutamente certo.

***


Harry jantou naquela noite, um enorme bife, batata cozida e salada.

Depois de doar um litro de sangue, ele precisava de nutrientes para repor em seu corpo. Felizmente, como um Shifter, ele estaria de volta ao normal em questão de horas e pronto para doar mais sangue. Ele sabia que não tinha que dar muito, mais Lauren disse que Louis estava perto da morte. Não queria que seu companheiro sentisse dor, mesmo que ainda estivesse com um pouco de medo dele.

O médico explicou que os vampiros necessitavam de pequenas doses de sangue diáriamente, de oito à doze horas. Ele poderia fazer isso por Louis. Ele poderia sentar e ser picado com agulhas para alimentar seu companheiro. Quando ele terminou de comer, Harry voltou para o seu quarto.

Não conseguiu tirar a voz de Louis da sua mente. Tinha sido tão diferente da última vez, quando Louis gritou no calabouço. Fechando a porta do quarto, Harry fez seu caminho de volta para sua mesa no computador e sentou-se confortável. Ele abriu um dos seus favoritos sites de busca e digitou, BDSM.

Não iria se enganar em pensar que ele iria passar o resto da sua vida enviando sacos de sangue para Louis. Eventuamente, seu lobo assumiria e se tornaria mais animalesco e desesperado para chegar até seu companheiro. Tinha ouvido falar de isso acontecer antes, quando houve uma rejeição de um companheiro. O shifter rejeitado não mudou em sua forma de lobo por meses e quase enlouqueceu. O lobo assumiu, deslocando e caçando seu companheiro como presa.

Os animais que se aclopavam tornaram-se violentos, trocando sêmen e saliva em uma luta perigosa de predador sexual. Quando viraram homens novamente, perceberam o quão machucados estavam. Eles acabaram por ficar juntos e serem felizes, mas Harry se sentia mal por eles. Toda a dor e sofrimento no início poderia ter sido evitada.

Quando ele pesquisou, viu as mesmas três palavras repetidas várias vezes mais ao longo do site. São. Seguro. Consensual. Foi a mesma coisa que Niall tinha dito. Harry mordeu o lábio, e perguntou se Niall poderia ser capaz de dar-lhe mais conselhos, agora que sua mente estava mais calma.

Uma batida na porta chamou sua atenção.

- Ei, Harry, você tem alguns minutos? - Niall perguntou e Harry arqueou a sobrancelha.

Quais eram as chances disso acontecer? Aqui estou eu pensando em falar com Niall e o homem aparece na minha porta.

- Claro, entre. - Harry pediu, minimizando a página que ele estava lendo.

Niall caminhou para dentro de seu quarto, olhando inquieto, e Harry esqueceu seus próprios problemas focando agora em seu amigo.

- O que aconteceu? Você está bem? - Harry se levantou e foi até onde Niall estava.

- Eu tenho um pedido. - disse Niall. Entretanto, não parecia ser um pedido do mesmo.

- Claro, o que você precisa? - Harry perguntou, sorrindo.

- Você me deixaria tirar uma foto sua e enviá-la para Louis? - Niall se encolheu quando perguntou, passando a mão pelo cabelo nervosamente.

- Uh. - ele não tinha certeza se queria que Louis soubesse sua aparência ainda. - Você é amigo dos amigos de Louis?

- Não, quer dizer... mais ou menos. Eu tenho intimidade com somente um deles. Deus, parece que eu voltei pro tempo da escola. Quer saber, vamos esquecer que eu te pedi isso. - Niall balançou a cabeça e virou-se. Antes que ele saísse do quarto, Harry agarrou seu braço, impedindo-o.

- Eu vou deixar você tirar uma foto minha e mandá-la para Louis, se você responder algumas das minhas perguntas sobre o calabouço e sobre BDSM. Eu preciso da sua ajuda para aprender mais, e você obviamente sabe algo sobre isso. - Harry disse.

- Eu respondo suas perguntas, mais não precisa ser em troca da foto, Haz. - Niall ofereceu docemente.

- Eu não me importo em deixar Louis saber quem eu sou. Para falar verdade, ele com certeza se lembrará de mim. Ele é meu companheiro. Nós vamos estar juntos, mais cedo ou mais tarde. Eu só não tenho certeza se estou pronto para as coisas que Louis gosta. Sinceramente, não sei se vou ser capaz de apanhar como o Sub que eu vi naquela noite. Eu só... não quero ser uma decepção. - ele sussurrou de modo que Niall seria o único a ouvir sua confissão.

- Isso não é possível. Você nunca decepcionaria seu companheiro, Harry. - Niall balançou a cabeça, parecendo surpreso com o quê Harry disse.

Harry agarrou a camisa de Niall e puxou o homem de volta para dentro do seu quarto, fechando a porta com firmeza antes de tranca-la com a chave.

- Eu sou virgem. - confessou corado de vergonha.

- Haz, se você disser ao seu companheiro, ele vai ser gentil com você e esperar seu tempo. - o rosto de Niall estava cheio de compaixão.

- Eu sei... mas, e se eu não puder ser como aquele cara na masmorra?

- Você não precisa ser como ninguém. Eu vou responder quaisquer perguntas que você tenha, mas eu quero que você saiba que nem todos os homens no calabouço são iguais.

Harry fez uma careta. Ele não entendia o que Niall estava dizendo.

Claro que nem todos os homens eram iguais.

- O que eu quero dizer é que cada um tem desejos diferentes, e necessidades como submissos. Só porque um cara gosta de ser chicoteado, não significa que os outros gostam. Louis é um dominante, o que significa que ele vai cuidar de você e das suas necessidades.

- E se eu só quiser ser abraçado e beijado? E se eu nunca for no calabouço com ele? - Harry perguntou seriamente.

- Então isso é o que ele fará. Eu não acho que você está procurando nos sites certos. Nem tudo na internet é verdadeiro. Deixe-me mostrar-lhe alguns sites confiáveis que você pode dar uma olhada. Eu também tenho alguns livros no meu quarto, escrito por pessoas reais que vivem nesse estilo de vida. Acho que uma vez que você tenha uma melhor compreensão do que é BDSM, você vai entender. Então eu posso vir e responder suas perguntas.

- Obrigado, Nii. Tenho lido tantas coisas que estou mais confuso do que quando comecei a olhar. - Harry seguiu Niall até sua mesinha de computador e viu que o homem marcou algumas páginas para ele ler mais tarde.

- Ok, tudo feito. - Niall se afastou do computador. - Eu vou trazer-lhe alguns livros. Quando você terminar de lê-los, vêm me encontrar e podemos conversar mais.

- Ok. - Harry sorriu e acenou com a cabeça. Ele não conseguia se lembrar da última vez que sorriu tão em paz assim. Desde que viu Louis no calabouço, ele tinha se tornando uma bola de nervos.

- Agora, tira uma foto minha e me traga aqueles livros.

- Tem certeza? - Niall puxou o celular, incerto.

- Sim, eu tenho. - Harry verificou seu reflexo no espelho e decidiu mudar sua camisa. Agora que ele tinha mais esclarecimento, Harry estava pronto para aprender mais e esperava superar a ansiedade de talvez não ser aquilo que seu companheiro necessitava. Se o que Niall disse era verdade, ele não tinha nada que se preocupar realmente.

- É apenas uma foto casual, não um desfile de moda. - Niall soltou uma gargalhada e Harry relaxou, ruborizando.

- Você está certo. Eu só quero ficar bem na foto. - Harry sorriu e esperou Niall tirar a foto em seu celular.

- Você ficou ótimo. - disse o tigre, mostrando-lhe o seu celular.

- Envie para ele, e depois me traga os livros, por favor. - Harry voltou para o computador e abriu as páginas marcadas.

- Ok, te vejo daqui à pouco. - Niall disse saindo do quarto, deixando Harry a sós que focou no computador e começou a ler.


Notas Finais


Como leitora assim como vocês, também anseio muito pela interação entre os personagens. Sei que está demorando um pouco, mais preciso que nada seja deixado para trás e que tudo seja esclarecido. Como vcs viram, nesse capítulo abordamos sobre os medos e inseguranças do Harry. Ele precisa entender que o Louis não é o mau vampiro que ele acha que é, e que ele vai ser muito bem cuidado pelo seu companheiro.

Enfim, muito obrigada por lerem e favoritarem. Me deixam muito feliz ao saber que também estão gostando dessa história ❤

No próximo Cap teremos interação LARRY 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...