História Gravidez - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Daenerys Targaryen, Jon Snow, Personagens Originais
Visualizações 29
Palavras 2.861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai gente, tô gostando muito dessa minha fanfic! Digamos que tá sendo uma terapia! Espero que vocês estejam gostando.
Muitas coisas vão acontecer.
Daenerys vai sentir na pele como é doloroso amar! Mas enfim, aí está mais um capítulo! Enjoy 😁❤️

Capítulo 6 - Ressaca, Margaery Tyrell e o convite.


Fanfic / Fanfiction Gravidez - Capítulo 6 - Ressaca, Margaery Tyrell e o convite.

Depois de uma noite agitada "e madrugada também", Dany e Missandei chegam acompanhadas pelo próprio dono do bar e sua filha, que era sócia do pai no bar, uma mulher bem resolvida e de negócios, mas que ainda era a "menininha" do papai, ela também era muito amiga das meninas, eles não haviam ingerido bebida álcoolica por isso insistiram para levarem as duas para casa, o bar era a duas quadras da casa de Dany, mas como era 4 da madrugada e o bairro era humilde, havia a possibilidade de ter bandidos ou estupradores na rua nesse horário, por isso não arriscaram a deixarem irem sozinhas, caminhando, embora elas insistissem que iriam de Uber, mas eles viram que elas não estavam com condições nem de mexer no celular, por isso fecharam todo seu estabelecimento e as levaram para casa. A filha do dono do bar chamada Margaery Tyrell levava as duas, uma no ombro da outra, Dany no ombro de Marg (como seu pai a chamava) e Missandei no ombro de Dany, e seu pai dirigia. Missandei realmente havia dormido e Daenerys permanecia de olhos abertos, Marg percebeu que Dany lagrimava. 

- O que foi minha querida ? Pergunta ela levantando o rosto de Dany para encará-la. 

Dany apenas começa a chorar mais, para então dizer: 

- Não tenho sorte Margaery, eu só ... Não conseguiu completar. 

- Vai ficar tudo bem minha querida. Disse ela apoiando seu queixo sobre a cabeça de Dany. 

Margaery decidiu não insistir e deixou que Dany tivesse seu momento, afinal ela a entende tão bem e não é preciso perguntar que se trata de alguém que pode a ter magoado. 

Eles finalmente chegam na frente da casa de Dany, Margaery segurando Dany e o pai segurava Missandei, que viera o caminho todo desde que saiu do carro rindo que nem uma louca. 

- EU NUNCA, NUNCA BEBI TANTO E CHEGUEI TÃO TARDE ASSIM! Gritou, logo gargalhando outra vez. 

Daenerys por sua vez estava calada e lagrimando, sem que sua amiga "risonha" percebesse, porém Dany bebeu muito também e não conseguia se segurar, a não ser que esteja sendo guiada, e sua guia Margaery estava fazendo bem o papel. 

- Dany! Onde está a chave ? Pergunta Margaery deixando ela sentada sobre o banquinho da varanda da casa. 

- Está na bolsa, dentro de uma mini-bolsa preta. Disse Dany finalmente encarando Margaery. 

Margaery avistou a bolsa, a abriu e remexeu em tudo, encontrando a mini-bolsa e tirando uma chave com chaveirinho de três dragões.

- São essas ? Perguntou colocando as chaves para Dany ver e confirmar, uma vez que voltou a ficar de cabeça baixa. 

- Sim! Disse com seus olhos nublados pelo efeito do álcool. 

Margaery levanta e deixa Dany e Missandei aos cuidados do pai, em seguida abre a porta, logo voltando e trazendo Dany pelos braços apoiado em seu pescoço, sendo seguida de seu pai com Missandei ainda rindo. Ao entrarem Margaery e seu pai colocam elas duas sentada no sofá. Margaery volta para fechar a porta e logo retorna, observando as duas como se pensasse no que fazer, seu pai também observava as meninas, uma que ria sem parar e a outra que lagrimava olhando para o nada. 

- Pai! Ela o chama fazendo ele olhar pra ela.

- Terei que dormir aqui e cuidar delas, tenho uma dívida com a Dany. 

Seu pai a encarava meio que não querendo deixar, mas observou as meninas e viu que elas realmente não tinham condições de ficarem sozinhas. Uma vez que não tinha nenhum dos pais de Dany na casa e nem vovó Amy, que o pai de Marg também conhecia, por ela ter cuidado de seus dois filhos Loras e a pequena Marg. 

- Tudo bem minha filha, qualquer coisa me ligue. Avisou sua filha. 

- Tá bom! Confirmou. Seu pai lhe abraça e beija sua testa. 

- Boa noite, ops madrugada! Riu e se corrigindo e logo se encaminhando a porta para ir embora. 

- Boa pai! Falou observando o pai sair e logo trancando a porta. 

Ela olha para as meninas novamente e logo diz: 

- Mãos a obra! Sussurrou para si mesma. 

Naquela madrugada Margaery deu banho nas meninas, uma por uma, as vestiu com roupa de dormir, fez uma sopa enquanto as deixou cochilando no quarto de Dany, preparou também um café bem forte porque sabia que a ressaca seria das brabas, Missandei estava mais calma e assim dormiu novamente como um anjo, logo ela voltou com os dois pratos de sopa numa bandeja e as chamou para tomarem. Margaery sabia uma receita que não as deixaria muito tempo se ressaca. Elas degustaram em silêncio e logo dormiram de novo, nem prestando atenção em Margaery ali, apenas fazendo o que ela mandava. Então Margaery as deixa no quarto logo que se certificou que elas realmente dormiram, e dormiram tranquilamente. Logo após tudo isso Margaery tomou seu banho, vestiu uma roupa de dormir que sempre trazia em sua bolsa caso precisasse dormir no bar, tomou um pouco de sua sopa que fizera também, logo saiu da cozinha para a sala, pegou o controle da TV, sentou no sofá e ligou o aparelho, passava um filme de terror, algo que ela amava, mas estava quase no finalzinho, então logo em seguida começa um outro filme de ação que chamou sua atenção, então ela termina sua sopa, deixa o prato em cima de um criado mudo perto do sofá-cama( chique né ? Rsrs), sintonizou a tv para que desligasse em uma hora, ela sabia que seria vencida pelo sono, assistiu um pouco o filme e aos poucos o sono a vencia, então ela se entregou, e apenas a luz da tv iluminava a sala, e nisso tudo já era 5:40 da manhã. 



Quarto de Daenerys, 12:23, Domingo. 

Daenerys desperta e uma ressaca logo toma conta dela, suas mãos vão direto pra sua cabeça, ainda sentada na cama ela olha para um lado e para o outro e vê sua amiga dormindo tranquilamente, em seguida se levanta sem fazer barulho e sai do quarto. 

- Essa dor de cabeça tá me matando. Pensou ao sair e ficar encostada na porta. 

Respirou fundo e saiu rumo a cozinha, ela vai na caixinha de medicamentos que sua mãe tinha como emergência e tira um comprimido, logo toma um copo com água ingerindo o remédio, em seguida se senta sobre a bancada da cozinha tomando o último gole de água. Então deitou sua cabeça sobre a mármore da bancada por cima de suas mãos, ficou ali alguns minutos e resolveu ir fazer um café, porém observou  que a garrafa térmica estava cheia e o café super quente ainda. 

- Estranho. Pensou, mas deu de ombros. 

Pegou uma xícara e despejou o líquido dentro, pegou também algumas torradas com mel colocando tudo em cima de uma bandeja de alumínio, e seguiu para a sala, onde encontrou Margaery dormindo como um anjo. 

- Agora entendi.  Pensou ela e riu. 

Porém ela decidiu não acordar a amiga e sentou no outro sofá perto de onde Marg dormia, deixando a bandeja sobre uma mesinha de vidro, pegou o controle da tv perto dos pés de Margaery e ligou a TV, um programa de Domingo passava, era tipo um game show, ela assistia e tomava seu café comendo as torradas e passando mel nelas. Algo engraçado passou e Daenerys dera uma risada, não muito alto mas mesmo assim fazendo Margaery acordar. Dany preocupada por tê-la acordado a encara. 

Ela abre lentamente os olhos e coloca a mão sobre a cabeça, logo em seguida encara Dany que a olhava com um sorriso de lábios fechados. 

- Dany ? Chamou Margaery. 

- Perdão se te acordei! Colocou a mão sobre o rosto tentando esconder a vergonha por tê-la acordado. 

- Não, tudo bem! Já é tarde, meu pai deve tá louco uma hora dessa. Falou pegando o celular e olhando a hora. 

- Eu imagino. Falou e comeu mais um pedaço de sua torrada. 

- Você está melhor ? Perguntou agora a encarando. 

- Sim! Tomei um comprimido pra dor de cabeça e tô tomando esse café maravilhoso que você fez. Obrigada viu!? Disse e tomou um gole do café. 

- Não precisa agradecer bobinha, faria tudo de novo se fosse preciso, porque sei que você faria o mesmo por mim. Deu um sorriso gentil. 

- Claro! Não tenha dúvidas! Também riu, mas um sorriso doce. 

Um silêncio de cinco minutos se instalou, até que ... 

- Falando no meu pai. Retorceu o beiço mostrando a tela do celular para Dany e logo atendeu. 

Dany deu uma risadinha tímida. 

- Oi pai! Sim, já estou indo, chego em 10 minutos, tá bom, tá bom. Elas estão bem! Tá eu mando sim, beleza, me aguarde. Também te amo. Beijos. Riu e logo desligou. 

- Seu pai é um grande homem, acho linda a amizade de vocês dois. Riu novamente, dessa vez um sorriso terno e lembrou de seu pai Aerys. 

Os dois não eram muito ligados, seu pai queria antes ter um filho homem para administrar os negócios do pai algum dia, negócios esses que haviam falido, e por isso Dany tomara a decisão de fazer administração pra um dia reerguer a empresa do pai, mas não no mesmo seguimento que ele tinha antes e um dia poder lhe provar que era capaz, não importando se ela era mulher. 

- Sim! Desde que Loras viajou e minha mãe faleceu, ele não larga do meu pé, mas eu amo isso nele sabe ? Me faz eu me sentir protegida, inclusive ele mandou um abraço e um beijo pra você e Missandei. Disse ela se levantando e se alongando. 

- Posso ir me trocar no teu banheiro ? - Perguntou ainda Margaery porque estava de baby Doll com robe.  

- Claro, pode sim! Por aqui. Indicou Daenerys e a levou até o banheiro da cozinha. 

- Mande outro abraço ao seu pai e muito obrigada por vocês terem cuidado de mim e Missandei. Agradeceu, se levantou e colocou sua xícara na mesinha sobre a bandeja, pois tinha voltado depois de mostrar o banheiro a Margaery. 

- Bom, vou indo! Diz Margaery indo até Daenerys e a abraçando. 

- Tá bom! Mais uma vez obrigada. Ela diz retribuindo o abraço. 

Margaery apenas acena com a cabeça em sinal de afirmação. E logo se encaminha para a porta, pegando sua bolsa e casaco com Dany lhe seguindo. Ela sai e Dany fecha a porta. Então ela pega as coisas deixadas na sala e vai até a cozinha colocando-as na pia. Procura uma vassoura, a pega junto com uma pá e volta a sala onde estava sujo de restos de torrada, terminando de varrer ela deposita o lixo na pá, joga no cesto de lixo da cozinha e lava as louças sujas deixadas na sala antes, colocando-as depois no devido lugar, enxugando as mãos e retornando para a sala. Ela assiste mais um pouco de tv. 

Passado algumas horas, ela se sente entediada e finalmente lembra do seu celular

Então ela vai até o quarto onde estava sua bolsa, entra batendo a porta bem devagar, procura sua bolsa e a acha por cima de suas roupas que haviam sido deixadas em cima de sua cômoda perto de sua cama. 

Ela apenas tira o aparelho da bolsa, dá uma olhada em Missandei, sai do quarto e desce as escadas e retorna para a sala, senta no mesmo sofá onde estava, a tv ainda ligada mas em volume baixo. Ela encara o aparelho por alguns segundos e o desbloqueia, disca o número de sua mãe e passa alguns minutos conversando com dona Rhaella. 

- Seu pai me trouxe para um lugar lindo. Falou animada. 

- Que bom mãe! E o papai está se divertindo ? Perguntou Dany a mãe. 

- Nossa! Você precisa ver! Um garotinho de 8 anos cativou seu pai, sempre o leva para explorar as áreas verdes da cidade, e eu apenas fico no hotel, sabe que eu não gosto muito de andar em lugares cheios de mosquitos e etc ... Riu ela, sem graça. 

- Claro que sei dona Rhaella! Riu a platinada. 

Silêncio. 

- E você meu amor ? Olha, embora seu pai seja um pouco frio, aqui ele só fala em você! 

- Jura mãe ? Perguntou ansiosa. 

- Claro! Quando eu contar de sua nota da faculdade que foi a maior de todas, é capaz dele infartar. Gargalhou. 

- Quê isso mãe ? Nossa, só você mesmo. E estou bem sim! Missandei me faz companhia, não me sinto só. Disse repreendendo a mãe, para logo rir e sorrir docemente. 

- Que bom meu amor! Bom, vou desligar seu pai está vindo com um monte de treco de pescar, aposto que quer que eu vá! Aerys vem dar um Oi pra Dany ... 

Daenerys ria e aguardava até que ... 

- Oi filha, tudo bem ? Aerys perguntou meio tímido. 

- Oi, sim estou pai! Respondeu ela lagrimando, afinal quase não falava muito com o pai, por ele sempre estar trabalhando, tentando reerguer a empresa falida. 

- Pa ... Parabéns pela melhor nota, sua mãe acabou de me informar. Ele disse e Dany percebeu que ele havia se emocionado. 

- Ôh pai, obrigado! Amo vocês. Falou limpando as lágrimas. 

- Eu também amo você, aliás nós amamos você. Bom, vou desligar, vou levar sua mãe para pescar. 

- Tá... Tá bom pai! Abraço pra vocês e divirtam-se! Falou mais animada. 

- Obrigado! Aproveite as suas também e como diz sua mãe, não esqueça de se alimentar. Beijos. 

- Beijos meu amor! Finalizou Rhaella e desligou. 

Daenerys olhava o aparelho, ainda emocionada e super feliz pelo jeito que seu pai a tratou, ele nunca havia dito que a amava. Ela estava emocionada, porém não chorava mais. 

- Sinto tanto a falta de vocês.  Pensou. 

Logo ela colocou o aparelho na mesinha, somente para o pegar de novo. 

Alguém ligava e esse alguém era ... 

- Jon! Sussurrou para si mesma. 

Deixou tocar umas três vezes, até que atendeu. 

- Alô! Disse sem demonstrar alguma emoção. 

-Oi, até que enfim!  Ele disse surpreso. 

- Eu tava ocupada! 

- Estudando ? 

- Não! Saí com minha amiga e bebemos demais e aí ... Parou, se tocando que tava dando explicações demais. 

Silêncio ... 

- Ah, entendi! E a prova ? Se saiu bem ? 

- Sim, isso que fui comemorar! 

- Droga, me expliquei de novo. Pensou ela com raiva e se repreendendo. 

- Ah, certo! 

Silêncio. 

- Era só isso ? Perguntou sem paciência, na verdade não sabia porque estava sendo arrogante. 

- Não, eu ... 

- Você ... !? O incentivou a terminar 

- O que vai fazer hoje a noite ? 

Daenerys queria dizer "muitas coisas" mas ele saberia que seria mentira e que ela de alguma forma estava arranjando desculpas para se livrar dele. 

Será que ela queria ? 

-Oi, tá aí ? 

- Ah, oi tô sim, é que ... 

- Pensando em uma desculpa ?  Riu ele. 

A risada dele foi o estopim pra destruir o muro que ela havia construído sobre evitar vê-lo novamente. 

- Não, não! Ela também riu. 

 - E então ?  Insistiu ele. 

- Bom, não vou fazer nada hoje. Respondeu, mas com uma risadinha somente pra si. 

- Ótimo! Quer ir a uma balada no centro da cidade comigo ? Descobri que lá tem sua bebida Jayne Mansfield e outras bebidas com morango.   Riu, mas discretamente. 

Ela também riu. 

- Ele ainda lembra que gosto de morangos pelo menos. Pensou ela feliz por dentro. 

- Olha, eu tenho que ir trabalhar amanhã a tarde, não posso exagerar. 

 -Pode deixar!  Disse animado. 

- Só estou aceitando também porque não terei aula amanhã de manhã. 

- Tudo bem! Não vamos exagerar, eu só quero esfriar um pouco a cabeça. 

- Tá tudo bem ? 

- Nada que você precise se preocupar, apenas muito trabalho na empresa. 

- Entendo. 

- Então tá combinado! Te pego às 20:00, manda seu endereço por mensagem. 

- Ok, tá bom. 

- Tenho que desligar! Beijos! Até daqui a pouco.  Finalizou e desligou. 

Daenerys encarava o aparelho rindo. 

- Isso é bom ou ruim ?  Perguntou em pensamento a si mesma. 

Bom, ela queria descobrir. 

Subiu para o quarto, mas antes desligando a tv, abriu a porta de seu quarto, depositou o celular na mesinha e viu que Missandei ainda dormia, resolveu não acordá-la. O relógio marcava 16:00 quando seu celular tocou novamente. 

- Será Jon ?  Pensou ela voltando a pegar o aparelho. 

Dessa vez ele não estava mais em modo silencioso e isso fez com que Missandei acordasse. 

- Dany ? Chamou a morena esfregando os olhos super inchados de tanto dormir. 

- Só um momento. Acenou para a amiga atendendo o celular. 

- Daenerys ? Perguntou a pessoa na linha. 

- Oi Margaery, aconteceu alguma coisa ? Perguntou percebendo que a amiga fungava e havia acabado de começar a chorar. 

- EU ESTOU GRÁVIDA DAENERYS! Disparou aos gritos e chorando copiosamente. 

Missandei que estava ao lado de Daenerys, ficou preocupada pelo jeito que a amiga falou com Margaery e ouviu tudo: 

- O QUÊ???? As duas disseram ao mesmo tempo e se olharam assustadas. 





Notas Finais


E ai gente ? O que acharam ?
Margaery grávida ? De quem ? Palpites ? Rsrs
Não pensem que será só mar de rosas pra Daenerys, muitas coisas ainda virão. Mas será preciso para o desenvolvimento de Dany!
Espero de coração que estejam gostando.
Amanhã se der postarei o próximo.
Vocês gostam de vinho e boa música ? 😏
Bom, até o próximo! Bjsss ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...