História Gravity falls:voltando pra eles - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Ação, Bad End Friends, Gravity Falls, Romance, Sobrenatural
Visualizações 157
Palavras 1.850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


☆MENSAGEM ESPECIAL☆

muito obrigado pelos 20 favoritos,vocês me inspiram a continuar,espero que gostem desse capítulo :)

Capítulo 12 - "dia de homem"


Léo ficou com medo do homem em sua frente,ele estava com um manto e uma máscara de um triângulo de um olho,Léo tentou correr mas ele estava muito cansado,o homem máscarado se aproxima de Léo.

máscarado:não se preocupe meu filho,eu vim o mais rápido que pude quando senti a essência dele,o que ele fez com você? 

Léo:e-eu não sei,aquilo não era humano! nós precisamos falar isso pra alguém!

máscarado:que era essa pessoa com a essência de cipher?

Léo:sei lá!um cara do meu tamanho com um gorro,camisa vermelha com casaco preto e com ataduras no pescoço e braço,e ele se chamava de "bipper".

máscarado:entendo,você me ajudou muito meu filho hahahaha.

Léo:nós temos quê falar pra alguém!e quem é cipher?-do nada o máscarado parou de rir e ficou em silêncio.

máscarado:você não tem o direito de falar o nome do nosso senhor!-o encapuzado ficou agitado e agressivo e foi na direção de Léo com um facão.

Léo:não por favor!POR FAVOR!!-os gritos foram parando,o máscarado sai da moita coberto de sangue.

máscarado:agora é só começar a busca.

ao amanhecer na cabana de mistério dipper acorda com ressaca,era raro ele ter ressaca já que ele não era fraco com bebidas,ele levanta da cama e desce as escadas,ele se surpreende ao ver dave e mabel conversando no sofá,dave e mabel olham pra escada e ve dipper descendo.

dave:eai cara!como tá?-dipper com dores e com mão na cabeça responde meio sonolento.

dipper:fala dave,o que você ta fazendo aqui?

mabel:ele vei ver como eu estava depois de ontem anoite,dai estamos tendo um papo-dipper sacou que estava rolando mais coisas do que isso e soltou um olhar malicioso pra mabel que ficou vermelha-o quê foi?!é verdade!-dave começou a rir.

dave:hahaha,foi legal o papo mabel,eu já vou indo,e dipper,qualquer dia desses nós poderiam tomar um cerveja no bar juntos?

dipper:claro,por quê não?

dave:legal,que tal as 14:00?-dipper concordou e os irmãos se despediram de dave,quando o dave saiu,dipper olhou pra mabel.

dipper:ele é um partido,se fosse você não deixava escapar haha-mabel ficou sem resposta e só pode se envergonhar,ela vai até o seu quarto enquanto dipper ficava na sala assistindo tv,tava quase na hora e dipper foi se vestir,enquanto ele decia as escadas,mabel seguia ele curiosa.

mabel:entãooo,sobre o quê vocês vão falar?

dipper:sei lá,coisas de homem?

mabel:e isso seria?

dipper:não sei mabel,você quer quê eu fale bem de você pra ele? hihi-mabel toda corada da um soco no ombro de dipper-aiii,por quê fez isso?

mabel:vê se não faz bobagem-os irmão se despedem e dipper sai pra um "dia de homem" com dave,mas minutos depois de dipper sair,alguem bate na porta,mabel abre e vê pacífica.

mabel:oi pacífica!o quê faz aqui?-e pacífica responde meio sem graça.

pacífica:o dipper está?

mabel:não,ele saiu pra se encontrar com dave no bar-pacífica fica triste mas curiosa ao mesmo tempo.

pacífica:por quê?aconteceu alguma coisa?

mabel:na verdade não,acho que só vão passar um tempo juntos......pera......eu tive uma idéia,vamos seguir eles!

pacífica:seguir eles?por que?

mabel:pensa comigo,se eles foram sozinhos no bar,ou seja,sem garotas,quer dizer que eles podem dizer umas coisas quê não tem coragem de dizer na nossa frente.

pacífica:mas mesmo assi-mabel interrompe ela botando o dedo em sua boca.

mabel:tambem quer dizer quê dipper pode dizer pro dave que ama você-nesse momento pacífica paraliza.

pacífica:okay,mas qual é seu motivo de seguir eles?...não me diga que você gosta do dave?!-mabel cora e responde bem baixinho.

mabel:talvez,mas então,você aceita ?-pacífica pensou a respeito e aceitou-muito bem,o problema é saber em qual bar eles foram,então e melhor nós procuramos!-elas pegaram o carrinho de golfe e foram a busca,enquanto procuravam,elas conversavam.

pacífica:então mabel,o quê você gosta no dave.

mabel:eu ainda não sei se gosto dele e vim pra descobrir,mas você,por quê ta caidinha no meu irmão?

pacífica:e-eu a-acho ele inteligente,bonito e educado,tamb-mabel interrompe ela mais uma vez apontando pra janela de um bar.

mabel:LÁ!!!!eles estão naquele bar!-elas param o carro longe do bar,chegam perto da janela e espião os dois,eles estavam bebendo e rindo feito loucos,mas não dava pra saber o quê eles estavam falando-acho que a gente vai ter quê entrar.

pacífica:você tá loca?eles vão ver a gente!-mabel olhou em volta e viu uma loja de roupas e puxou a pacífica até lá,depois de algum tempo,elas saíram com roupas de motoqueiros,calças jeans rasgadas,botas pretas,camisa curta com caveiras,jaquetas de couro e óculos escuros.

mabel:perfeito!eles não vão notar a gente-enquanto mabel se animava,pacífica se sentia constrangida.

pacífica:ma-mabel?nós temos que usar isso mesmo?se o dipper perceber quê sou eu vou ficar invergonhada.

mabel:ele só vai perceber se você agir do jeito "pacífica",você tem que ser durona.

pacífica:mas como eu faço isso?

mabel:seja grossa com as pessoas,rabugenta e agressiva,entendeu?-pacífica pensa um pouco até botar os óculos e fica com cara de brava.

pacífica:vamo nessa porra.

mabel:não precisa exatamente ser brava.

(MABEL ON)

nós entramos e todos olharam pra gente,até dipper e dave,e pude ouvir eles dizerem.

dipper:ué?quem são essas?elas me lembram de alguém-disse dipper com uma lata de cerveja na mão,e pelo o que parecia ele já estava bêbado,caramba,quanto eles beberam?

dave:aaaaah,quem se importa?vamos continuar a beber!-dave parecia estar pior do quê dipper.

dipper:beleza!-e eles continuam a beber,os disfarces funcionarão!nós estavamos indo pra mesa do lado de dave e dipper,mas no caminho um cara grande assobio pra pacífica,ela foi na direção dele e pisou no seu pé,o pobre coitado começou a chorar,nós sentamos e disse.

mabel-você não acha quê está exagerando?

pacífica:mas você não disse pra ser durona?e aliás,eu só vou aceitar os assobios de dipper-ela cruzou os braços e bufou,que fofinha!enquanto nós:"atuavamos",eles continuaram a conversa.

dipper:parceiro,eu ia adorar ver você e mabel juntos,nós iriamos virar "irmãos"

dave:é,mas eu não *burp* sei se ela gosta de mim.

dipper:que nada,eu vejo nos olhos dela.

dave:mas você,você gosta *burp* da pacífica?

dipper:si-sim,disso eu tenho certeza!-após dipper dizer isso eu vi pacífica abrir um sorriso e ficar agitada-eu quero *burp* que ela namore comigo,mas não sei se ela quer uma coisa séria,tenho medo de quê ela me de um chute-pude perceber que a pacífica estava quase falando alguma coisa pro dipper,mas antes de mais alguma coisa acontecer,uma pessoa entrou no bar,me dava calafrios,não dava pra ver seu rosto pelo seu capuz,ele foi até dipper e sussurrando em seu ouvido fez quê ele parasse de rir,ele mudou a expressão pra uma cara assustadora.

dipper:dave,você pode esperar aqui só por um segundo?eu preciso respirar um ar.

dave:claro *burp* pode ir-dipper saiu com o cara estranho pra fora do bar,eu e pacífica ficamos preocupadas e seguimos os dois,eles entram em um beco do lado do bar e ficaram frente a frente,eu e pacífica tentamos ouvir,e foi assustador.

dipper:quem é você e como você sabe da "essência"?

???:deixa eu me apresentar,eu sou zack,mas eu não uso esse nome desde que eu me encontrei com meu mestre,salvador e deus!bill cipher!-eu fiquei em choque,fazia tempo que eu não escutava o nome de bill cipher-e você "bipper",fiquei sabendo que você conseguiu a essência de bill-pacífica e eu ficamos sem entender nada,como assim essência ?

dipper:você vai querer um autógrafo?

zack:hahaha,não,eu quero esse poder dentro de você,você não é digno de ter esse poder!-fiquei pasma,dipper tem um poder especial quê tem a ver com bill?!

dipper:você é patético,você acha esse poder uma coisa boa?essa coisa vai estragar a sua vida e de todos a sua volta

zack:patético?eu?você que não sabe apreciar esse poder divino que lhe foi dado!quando eu morava aqui na época do estranhagedão uma bolha de loucura passou por mim e pude ver o quê bill tem a oferecer,enquanto os outros sentiam medo,eu sentia admiração, agora eu vou te dar duas opções,você pode me dar a essência de bill,ou eu vou ter que cortar a sua barriga pra ver se eu consigo tirar de você!-aquele papo ficava mais assustador e o clima ficava mais pesado.

dipper:se eu soubesse como passar pra você,eu passaria,mas eu não sei,e ainda acho que esse poder não vai ficar seguro com você,então acho quê eu escolho a 3°opção,que é dar uma lição em você!-nem parecia ser o dipper quê eu conheço,ele queria lutar,ele estava com sangue nos olhos,o cara chamado zack puxou um facão que me assustou muito,mas me assustei mais quando dipper fez aparecer um Machado em suas mãos,eu começei a chorar,pacífica tremia com lágrimas nos olhos,os dois começaram a lutar,eles eram como dois animais,sangue vinha dos dois lados,eu não sabia o quê fazer,eu só podia olhar ele se matando,depois de alguns cortes,o dipper ganhou e fincou o machado no ombro de zack,ele cospia sangue.

zack:como?como?você é apenas um muleke!eu devia ter esse poder!não você!-dipper ria sem controle com seus olhos amarelados,eu sentia medo dele,ele se aproxima de zack com uma faca,ele ia mata-lo,mas eu não podia deixar,não podia deixar ele se tornar um vilão,quando eu ia intervir,alguém me segurou,olhei pra trás e era o dave.

dave:não vai!vamos dar uma chance pra ele-eu não entendi até ele apontar pro dipper que estava na frente de zack.

dipper:sorte sua que eu ainda sou eu mesmo e tenho pessoas que não quero decepcionar,e eu sei que você não é assim de verdade,você passou pela bolha de loucura de bill e ficou obcecado por ele,eu não te culpo,e com esse poder eu vou te ajudar,vou criar novas memórias pra você,você pode recomeçar sua vida.

zack:não!NÃO!NÃAAAAAOOO!-dipper botou a mão na cabeça de zack e curou todas as suas feridas,a cabeça de zack brilhou,segundos depois o zack levanta confuso com mão na cabeça.

zack:onde eu estou?quem é você?

dipper:sou eu zack,seu amigo dipper

zack:dipper?sim,agora eu me lembro,meu nome é zack,e você é meu amigo dipper!o que aconteceu?

dipper:eu,dave e você viemos pro bar pra tomar uma breja,e você bebeu tanto que desmaiou.

zack:tem razão!o dave ta lá dentro esperando a gente voltar.

eles estavam saindo do beco,dave,pacífica e eu nos escondemos atrás de uma lixeira e eles passaram pela gente.

dipper:vai pra casa zack,nos vemos amanhã-eles se despediram,e zack foi embora,dipper suspirou e olhou pra trás e viu a gente,ele ficou sem reação e sem palavras,até ele começar a falar.

dipper:eu sei quê vocês viram foi estranho,por favor deixa eu explicar-ele estava quase chorando,antes que ele falasse alguma coisa,eu falei primeiro.

mabel:dipper,não precisa explicar,eu vi tudo-ele se ajoelhou e começou a chorar desesperadamente.

dipper:eu não sou um monstro mabel,eu ainda sou eu,você tem quê acreditar em mim,por favor!-eu me aproximei dele e dei um abraço.

mabel:eu sei quê ainda é você,eu vi como você deu outra chance pra ele,você deu uma nova vida pra ele dipper,você ainda é meu irmão!-eu e meu irmão choravamos sem parar-tá,já chega,você realmente e meu irmão chorão de sempre,eu não sei quê poder você tem,mas nós vamos lidar com isso juntos!-nós nos soltamos e dave foi falar com ele.

dave:você é um grande homem dipper.

dipper:você não ficou surpreso com a magia ?

dave:eu moro em gravity falls cara,não é a primeira coisa estranha que eu vejo-dai dipper se virou pra pacífica.

dipper:pacífica,eu-pacífica interrompe dipper dando um tapa em sua cara.

pacífica:nunca mais esconda esses tipos de coisas de mim ou de qualquer outra pessoa dipper!você sabe como eu me senti quando vi você lutando arriscando sua vida!

dipper:e-eu sinto muito-dipper ficou de cabeça baixa,mas pacífica pega o seu rosto e o beija bem intensamente e se agarrando.

mabel:que nojo!fazem isso em um quarto!-eles se soltaram e começaram a rir,dipper ficou corado e disse sem virar o rosto.

dipper:pacífica,você quer namorar comigo?-pacífica nem responde e dá mais um beijo nele-acho que isso é um sim,quer saber?você fica sexy nessa roupa de motoqueira-eles trocaram olhares deram mais um beijo e seguimos pra cabana do mistério.1

(NARRADOR ON)

tudo estava bem,não tinha como eles ficarem mais felizes,dipper com o apoio de seus amigos poderia controlar seu poder,o problema é que quanto mais coisa uma pessoa pessoa tem,mais ela pode perder.


Notas Finais


espero quê tenham gostado,e mais uma vez,muito obrigado pelo apoio de vocês♡

(já sabem,qualquer crítica,sugestão ou pergunta é só escrever)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...