História Gravity falls:voltando pra eles - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Ação, Bad End Friends, Gravity Falls, Romance, Sobrenatural
Visualizações 112
Palavras 2.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


esse é o começo do fim

dan dann daaannnnn

kkkk,espero que gostem do capítulo: )

Capítulo 16 - Eu te odeio


(NARRADOR ON)

o clima era tenso,mcgucket estava atrás de quatro robôs grandes e robustos,ares e sans viam tudo no cantinho da sala,dipper não entendeu nada,aqueles robôs poderiam levantar um prédio! até que o silêncio foi quebrado pelo mcgucket que botava pressão na voz.

mcgucket:dipper,nós precisamos conversar,quando eu voltei pra mansão ontem,o ares estava pertubado e assustado,eu perguntei o que aconteceu e ele não quis me dizer,eu fui obrigado a vasculhar a memória dele,e vi o que ele viu-dipper ficou confuso,mas depois de pensar,ele lembrou do acontecido,quando ele quase matou o ares,dipper começou a suar frio.

dipper:eu sei,eu sinto muito,não foi a minha intenção,eu não queria ameaçar ele,foi um momento de fraqueza minha!-mcgucket olhava pra dipper com cara de decepção.

mcgucket:tudo bem,eu acredito em você,você é uma pessoa boa,eu só quero fazer uns testes com você e preciso da sua cooperação,okay?-dipper estava nervoso e suando,ele podia sentir que alguma coisa iria acontecer.

dipper:que tipo de experimento?!

mcgucket:calma,eu vou te levar pra uma sala e farei testes com você,pode levar alguns dias,mas se você colaborar,vai ser bem mais rápido e ninguém vai se machucar.

dipper:não,não,não,não,eu não quero fazer esses testes,não quero ficar isolado! não quero ficar longe da minha família e dos meu amigo,não quero ficar longe da pacífica!-dipper tentou correr pra saída,mas o mcgucket puxa um controle do bolso e a mansão é completamente isolada do resto do mundo,placas de metal grosso cobriram as janelas e a porta da saída,o garoto começou a chorar desesperado,ele não queria ficar longe das pessoas que ele ama,ele não queria ficar preso em um sala como um monstro,até começou a socar as placas de metal com força fazendo suas mãos sangrarem,mas não adiantou de nada,a porta estava intacta,num ato de desespero,o dipper levantou a mão pegando fogo com chamas amarelas,deu um soco que toda cidade ouviu,mas mesmo assim,nada aconteceu,dipper se assustou e não entendeu.

mcgucket:desculpa dipper,mas não vai dar certo,fiz algumas pesquisas,e criei esse metal que pode aguentar mais 10.000 socos desses-os olhos de dipper pegaram fogo e suas lágrimas evaporam.

dipper:ABRA A PORTA OU VOCÊ VAI SE ARREPENDER!!-mcgucket nem ligou pras palavras cheias de ódio do garoto e apertou mais botões,os quatro robôs começaram a andar em direção de dipper-FIQUEM LONGE DE MIM!!-dipper ergue a mão e dois robôs voam pra longe,quase acertando o mcgucket.

mcgucket:eu estou tentando te ajudar!eu posso tirar essa maldição de você!você não quer isso?!-mesmo falando,o garoto não escutava o mcgucket,só ficava mais raivoso,mcgucket percebe que falar não vai funcionar,ele aperta mais botões e mais robôs grandes aparecem,torretas que atiravam dardos soníferos apareceram do teto,mãos robóticas saíram do chão e agarraram o dipper.

dipper:NÃAAAAAAAAAAAAAOOOO-dipper gritou e uma onda de fogo amarelo saiu do seu corpo,destruiu os braços robóticos mas as torretas continuavam a atirar,os dardos nem encostaram em dipper que criou um escudo de força,adagas surgiram atrás de dipper,ele lançou elas com toda força nas torretas que foram destruidas em segundos,mcgucket não esperava tamanha força,ele aumentou a potência dos robôs que foram mais agressivos,dipper criou uma foice e começou a destruir os robôs,mas vinha cada vez mais robôs pra cima de dipper,mesmo naquela situação,dipper não queria usar sua força máxima,dipper estava cansado,era muitos robôs,ares saiu do canto dele em direção de mcgucket.

sans:aonde você vai ares?!

ares:isso já foi longe demais! mestre mcgucket,por favor,pare!

mcgucket:ares,fique lá com seu irmão onde é seguro!

ares:não! vocês vão acabar se matando!

mcgucket:eu estou tentando ajudar ele!

ares:como você tem certeza?!

mcgucket:ele quase te matou!eu me preocupo com você e com seu irmão-nesse momento,o mcgucket deu uma arma de choque pro ares-pegue isso,se precisar,atire!-os dois se assustam ao ouvir uma risada,era do dipper,seu olhos brilhavam,ele sorria sádicamente.

dipper:então velho,você vai abrir agora?você ta sem nenhum brinquedo agora.

mcgucket:não,ainda tenho um-ele botou a mão no bolso e tirou um bracelete,ele botou o bracelete que virou uma espécie de luva e atirou um gancho que acertou dipper lhe dando um enorme choque-já era,agora que eu te acertei,você vai tomar esse choque extremo até desmaiar-dipper foi pego de surpresa,ele não conseguiu tirar o gancho,o jogo tinha acabado,pelo menos era isso que o mcgucket pensava,até o ares intervir apontando a arma de choque pro mcgucket.

ares:já chega! isso já foi longe demais!

mcgucket:mas que droga ares,o que você pensa quê está fazendo?!

ares:solta ele!

mcgucket:agora que finalmente consegui pegar ele?! você está loco!-com mcgucket distraido,o dipper finalmente tirou a garra e jogou pra longe.

dipper:acabou a festa velhote!abra a porta e você não vai se machucar!

mcgucket:por favor dipper,você está louco,só eu posso te ajudar.

dipper:e se eu não precisar da porra da sua ajuda?!-ares,sans e mcgucket se assustam com a resposta de dipper,ele não queria ajuda? todos ficaram em silêncio até dipper puxar uma faca do nada e ameaçar o mcgucket-última chance,abre a porta.

mcgucket:.........não,por favor,eu lhe imploro,deixa eu te ajudar-dipper começou a rir.

dipper:aiaiai,eu te avisei velhote-ele ia atacar,mas do nada o mcgucket tomou um choque e desmaiou no chão,dipper olhou pro lado e viu ares,foi ele que atirou no seu próprio mestre.

ares:por favor........por favor.......já chega,pega o controle do bolso dele e vai embora-dipper olhou com carinho e botou a mão em cima dele.

dipper:muito obrigado ares,você é um bom amigo-dipper pegou o controle e as placas de metal que cobriam a porta e as janelas foram desativadas,ele saiu o mais rápido possível,ele foi até a cabana voando,dipper não acreditava no que aconteceu,ele não queria machucar o mcgucket,se não fosse o ares,o mcgucket estaria provavelmente morto agora,mesmo assim,ele estava loco pra ver sua família de novo e ver pacífica,ele aumentou a velocidade até finalmente chegar,ele desce e abre a porta,a partir dali,a vida dele seria completamente diferente,ele não acreditava em seus olhos,não teve reação.

(MABEL ON/UMA HORA ANTES)

dipper tinha acabado de sair pra se encontrar com mcgucket,todos da mesa ficaram desconfiados.

stan:vocês acham que é uma coisa séria?

ford:acho que não,mcgucket provavelmente só quer mostrar uma de suas invenções pra dipper,só isso.

mabel:tem certeza? eu estou com um pressente ruim.

stan:bom,eu adoraria conversar mais,mas eu estou cansado com a viagem de volta e vou dormir.

ford:e eu vou pro meu laboratório ver esse peixe esquesito com pelos,até mais jovens-os dois deixaram a mesa e foram fazer as coisas que disseram quê iam fazer,eu,dave e pacífica sentamos no sofá da sala pra assistir um filme,mas tinha algo de estranho,eu tentei ignorar,minutos depois eu comecei a sentir sono,não aguentei e acabei dormindo.

eu abri os olhos,tudo estava escuro,eu só consegui ouvir uma risada,ela era familiar,eu tentei seguir o som e me choquei,era o bill,nunca achei que ia ver ele de novo,ele virou pra mim e riu mais alto.

bill:hahaha,olha só quem é,eu estava te esperando,vem ver,acabou de começar-eu não entendo,como ele ta vivo?não tive escolha e me aproximei,era uma espécie de tela que mostrava o........dipper?como assim?ele tá lutando contra robôs? o mcgucket estava vendo tudo e não faz nada?!

mabel:o-oque é isso?-bill não parava de rir.

bill:como assim "oque é isso"? é o seu irmão me deixando orgulhoso hahaha-não,não pode ser,esse não é meu irmão.

mabel:o que você fez com ele?!

bill:eu? eu fiz nada,o dipper está fazendo isso por conta própria,mas ele não está completamente maluco ainda,aquela puta da northwest está atrapalhando os meus planos,por isso eu vou usar ela.

mabel:como assim?! fique longe da pacífica seu doritos de um olho só!

bill:não se preocupe,eu vou usar o seu namorado tambem,como é o nome dele mesmo? ah! é dave,sim,eu vou usar o dave muito bem-correntes me prenderam em uma cadeira que surgiu do nada-e você vai ver tudo de camarote hahaha.

mabel:o que você vai fazer ?!

bill:espere e vera-mais uma tela apareceu,e essa mostrava eu mesma!eu estava no sofá dormindo do lado de dave e pacífica que estavam dormindo tambem-agora eu vou mexer um pouco nas memórias dele e pronto!

mabel:não!pare!o que você vai fazer?!

bill:caramba como você é chata,eu só vou mexer na mente deles e fazer eles pensarem que estão com seus amados,ou seja,vou fazer pacífica pensar que dave é o dipper e fazer o dave pensar que pacífica é você,simples.

mabel:NÃO!POR FAVOR!POR QUE ESTÁ FAZENDO ISSO CONOSCO!

bill:quer saber? beleza,eu não aguento mais ficar naquele lugar que você e seu irmão me mandaram depois de me derrotar,eu vou fazer o dipper ver a cena de sua amada com outro homem e ele vai enlouquecer e ficar desesperado,vou propor um acordo pra ele,eu vou dizer que se ele me devolver a minha essência eu volto no tempo fazendo tudo voltar ao normal,mas o que ele não sabe é que eu não consigo voltar no tempo mesmo com a minha essência,com a minha essência de volta,eu vou matar os monstros que me obrigaram a passar a minha essência pro dipper,dai eu vou torturar o dipper de milhares formas possíveis hahaha-eu não podia fazer nada,só podia assistir,na tela do dipper dava pra ver que ele estava quase chegando,o bill percebeu e estalou os dedos e o dave e pacífica acordaram,ele se olharam e começaram a se beijar,não consegui sentir raiva dos dois já que eles não tem culpa,mas o dipper não sabia disso,ele abriu a porta e viu,eu começei a chorar quando vi lágrimas nos olhos de dipper,o bill riu e disse com felicidade na voz-agora vamos ver o que acontece se eu tirar eles da alucinação-ele estalou os dedos de novo e pacífica voltou ao normal com o dave.

(NARRADOR ON)

dipper não sabia como reagir,ele só chorou ao ver a pessoa que ele tanto amava com o seu melhor amigo,pacífica e dave sairam da ilusão e se olharam surpresos.

dave:pacífica?!

pacífica:dave?!-ele não entenderam a situação até ver o dipper parado na porta chorando,os dois se afastaram e tentaram se explicar-dipper!eu posso explicar!a um minuto atrás,ele era você!

dave:e-e-e ela era a mabel!-o dipper nem reagia,ele só ficou parado chorando.

dipper:eu.........eu..........eu te odeio........eu te ODEIO!!!-pacífica começou a chorar desesperadamente,ela tentou abraçar dipper,mas dipper empurrou ele que fez cair no chão,enquanto isso a mabel dormia no sofá tendo o sonho com o bill.

mabel:seu filho da puta! olha o que você fez!-o bill era o único que ria e se divertia,no mundo real,o dipper saiu correndo pra floresta fechando a porta com bastante força,pacífica tentou abrir pra correr atrás dele,mas a porta tinha imperrado,no sonho de mabel,o bill se preparava pra ir até dipper e fazer o acordo.

bill:parece que ele está me esperando,então adeus mabel,eu vou me divertir com o seu irmão hahahaha-bill sumiu deixando mabel sozinha naquela escuridão presa na cadeira,mas não demorou muito pra ela acordar,ela pulou do sofá.

mabel:nós precisamos achar o dipper!

pacífica:a porta está imperrada!

dave:sai da frente!-dave foi com tudo em cima da porta e a derrubou,eles correram a procura de dipper,ele corria sem olhar pra onde ia,ele correu e correu até cair de joelhos no chão.

dipper:por que?por que?por que?por que?por QUEEEEE?!!!-ele socava o chão com tudo,dava pra sentir o tremor do outro lado do mundo,o tempo ficou mais lento,tudo ficou preto e branco,bill apareceu em sua frente fingindo estar com pena.

bill:meu deu dipper,você está bem?

dipper:SUMA DA MINHA FRENTE!!

bill:calma dipper,eu posso te ajudar,eu posso fazer tudo voltar ao normal,eu posso fazer com que isso que acabou de acontecer nunca tivesse acontecido-dipper olhou pro bill com lágrimas nos olhos.

dipper:como assim?

bill:basta você me devolver a minha essência que eu vou poder resolver essa situação com o estalar de dedos-bill estendeu a mão e ela pegou fogo,bill esperava a resposta de dipper até algo assustador aconteceu..........o dipper começou a rir,até o bill ficou surpreso e perguntou desconfiado- q-q-qual é a graça?

dipper:hahaha nada,nada,é que eu parei pra refletir,e percebi que a minha vida é uma piada de mau gosto,amigos querendo me prender,pessoas que eu amo me traindo,não sei você,mas pra mim,essa é a melhor piada do mundo hahahaha.

bill:tá,tá,tá,muito engraçado,trato feito ou não?

dipper:hahaha,você é engraçado haha!

bill:como assim? eu estou falando sério!-até bill no fundo tinha medo do dipper,o garoto estava com uma expressão sádica.

dipper:eu sinto muito sr.triângulo,não vai rolar-dipper não colabora e bill fica cada vez mais irritado.

bill:como assim?! depois de tudo que eu passei! seu pivete de merda!-a expressão sádica de dipper mudou drasticamente para uma expressão fria e séria.

dipper:me chame de "pivete de merda" mais uma vez e você vai se arrepender-bill congelou,ele não queria demonstrar que ele se intimidou pelo dipper.

bill:co-como se e-eu tivesse medo de você,pivete de merda.

dipper:há! você é mesmo engraçado-dipper só precisou levantar um dedo e correntes saíram do chão e prenderam o bill deixando ele imobilizado.

bill:merda! me solta! o que você pensa que está fazendo?!

dipper:sabe bill,eu tive um dia de merda,e o que é melhor pra aliviar do que torturar alguém? hahahaha!!!

bill:você nem ouse me tocar seu merdinha!-bill desesperado tentava escapar,mas não adiantou de nada,dezenas de armas e objetos surgiram nas costas de dipper.

dipper:então,qual eu uso primeiro,pra falar a verdade,não preciso ser apressado,o tempo está bastante lento,eu vou ser bem paciente hahahaha!!

bill:espere,espere,espere,vamos conversar sobre isso,por favor,não!-desde aquele momento,se passaram 5 dias de tortura,bill gritava a cada 2 segundos,chegou ao ponto de que dipper ficou cansado de torturar o bill.

dipper:nossa! isso foi incrível,agora eu sou um homem totalmente novo,eu não sou mais o dipper,eu sou o bipper!

bill:vai.......pro.....inferno.

bipper:não seja mau educado,eu só vou depois de você hahaha-dipper ficou sério do nada,pegou uma adaga e fez ela pegar fogo,um fogo especial-bom bill,acho que isso é um adeus,diga "oi" pro diabo por mim hahaha!-ele afundou a adaga no peito de bill que soltou um pequeno grito,seu corpo perdeu a cor amarela e virou pó,bill cipher está morto de vez,bipper morria de rir,o tempo foi voltando ao normal,só passou 2 minutos,bipper estalou os dedos e suas roupas mudaram,um palitó amarelo,camisa branca,gravata borboleta preta,calça e sapatos chiques,ele botou a mão no queixo pensando no seu próximo passo,até que mabel,dave e pacífica apareceram pela mata e veem o bipper que no mesmo instante abriu um sorriso sádico.


Notas Finais


espero que tenham gostado do capítulo.

(já sabem,qualquer crítica,sugestão ou pergunta é só escrever)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...