História Greater Love - Capítulo 3


Postado
Categorias Arrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Eobard Thawne (Flash Reverso), Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Kara Zor-El (Supergirl), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Wally West (Kid Flash)
Tags Arrow, Aventura, Comedia, Drama, Karamel, Multiverso, Olicity, Romance, Saga, Snowbarry, Supergirl, The Flash, Universo Alternativo
Visualizações 526
Palavras 2.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada pelos comentários anteriores, vocês não sabem como ficamos felizes em saber que estão gostando dessa história. Esperamos que vocês gostem do capítulo de hoje, pois está bem divertido.

Boa leitura 😘😉

Capítulo 3 - - Marriage? Dating? But what? -


                          ⚡👣❄

— O Winn? - Barry perguntou ainda em choque.

Ele ainda não conseguia aceitar aquela história, tudo bem que Caitlin tinha todo direito de seguir sua vida em frente, afinal ela realmente merecia ser feliz.Mas com o Winn? Porque aquilo o incomodava tanto? Porque seu estômago embrulhava?Eram tantas perguntas sem sentidos… mas a pergunta que não queria sumir era :Porque saber que ela era mãe o deixava tão incomodado?

— Quer dizer que ele te engravidou e não quis casar com você? - o latino elevou o tom de voz dirigindo seu olhar para o homem animado no quintal. – eu preciso respirar com licença!

Então o moreno saiu da sala deixando apenas Barry e Caitlin se encarando.Eram tantas perguntas para serem feitas, tantas dúvidas e curiosidades para serem ditas, porém o clima pesado entre eles não facilitava aquele momento.Barry não sabia o que falar, haviam se passado anos que eles não se encontravam e que não tinha nenhum sinal da sua doutora, decidiu então apenas admirar a grande mulher a sua frente, aquela que era sua melhor amiga, que sempre esteve presente em todos os momentos de sua vida, a castanha que o encorajava até nas mais difíceis batalhas. Caitlin podia estar mais velha ou até mesmo ser mãe, mas sua beleza e jovialidade continuavam intactos, ainda melhor. Os anos deixaram a tímida doutora, com traços mais alegres, sua pele tinha um brilho jovial de tirar o fôlego, seus olhos tinham um brilho tão profundo que se podia enchergar a própria alma. Seu corpo receberá curvas mais torneadas, deixando-a uma mulher ainda mais sexy e sensual.Barry suspirou completamente admirado, como ele sentirá falta daqueles olhos sobre ele, como sentirá falta daquelas mãos macias e frias sobre sua pele quando o mesmo se machucava. Sentia falta até mesmo das broncas da doutora quando ele chegava machucado de alguma missão, Barry sentiu tanta falta daquela mulher que chegava a estar surpreso com o tanto que seu coração batia descompassado naquele momento. Sem pensar duas vezes ou até mesmo pedir permissão para a castanha, ele se aproximou a puxando de encontro ao seu peito e a abraçando com força.Nos segundos que Barry a encarava sem sequer piscar direito Caitlin achou que teria um ataque cardíaco naquele momento, só de estar sendo admirada profundamente por aqueles olhos esverdeados ela podia sentir o seu corpo perder às forças, até mesmo suas barreiras que tanto havia lutado pra criar naquele momento foram derrubadas com apenas o calor dos olhos dele sobre ela.Barry não sabia, mais Caitlin sentirá muita falta dele, em seus 5 anos longe de todos não tinha um só dia que ela não pensasse neles, principalmente em um velocista particular. E agora esse velocista estava bem na sua frente, admirando ela da mesma forma que ela admirava ele, Barry estava mais maduro e os anos lhe deixaram um homem muito mais bonito e sexi, seus olhos mesmo não tendo o brilho de antes ainda assim continuavam hipnotizantes.

Caitlin não soube o que aconteceu em seguida pois estava hipnotizada pelas íris esverdeadas de Barry então quando voltou para a realidade já se encontrava nos braços do velocista, aqueles braços que ela tanto ansiava para tê-los por perto. Sem pensar duas vezes no que fazer ela retribuiu o abraço deitando sua cabeça no peitoral do mesmo, Caitlin podia sentir o coração do amigo mais acelerado do que seu normal mas não soube dizer se era o dele ou simplesmente o dela que batia descompassado. Mas aquele simples fato não atrapalhou o momento dos dois adultos sozinhos numa sala de reunião.

— Eu gostaria de conhecer às crianças. - Barry falou ao se afastar um pouco de Caitlin

— Tem certeza?Digo, eles são bem agitados e se gostarem de você, o que com certeza vão, eles não vão desgrudar mais de você.

Caitlin se repreendeu na mesma hora por estar agindo igual Felicity Smoak e Barry que até aquele momento estava só observando o embaraço da amiga não aguentou e riu assentindo novamente.

— Sim Cait, eu tenho certeza.

— Tudo bem, mas não diga que eu avisei.

Quando eles já estavam saindo da sala em direção ao quintal onde todos estavam, ouviram uma certa gritaria e rapidamente reconheceram a voz da pessoa. Os dois se entreolharam assustados e correndo para o quintal onde viram o latino segurando a gola da camisa de Winn -que estava assustado e confuso- ao lado de uma brecha que o mesmo havia feito.

— VOCÊ ACHA QUE PODE ENGRAVIDAR ELA E SIMPLESMENTE FINGIR QUE NADA ACONTECEU?? - Cisco gritava enquanto ameaçava jogar Winn pela brecha.

— E-eu não sei d-do que você está falando!! - Winn estava mais do que assustado e confuso, assim como todos alí presentes.

"Caitlin socorre o Winn antes que seu amigo latino faça mais alguma besteira"

— E-eu..

"Agora!! "

Frost gritou e Caitlin correu em direção ao latino enfurecido, o puxando para longe de Winn e logo Barry se aproximou segurando o amigo.

— ME SOLTA, EU VOU ENSINAR ESSE CARA A SER UM HOMEM DE VERDADE.

— CISCO PARA! - a castanha pediu enquanto segurava o braço de Winn que continuava sem entender.

— Do que ele está falando? - perguntou olhando para a mesma que suspirou fundo.

— Eu disse pra ele que você é o pai dos gêmeos. - sussurrou baixo

— Você o quê??

Caitlin puxou o amigo para um canto reservado do quintal, enquanto todos os outros tentavam entender o que tinha acontecido alí.

— Winn por favor, preciso que me ajude. Barry não pode saber que os gêmeos são filhos da Frost com o Savitar. - implorou segurando as mãos do amigo.

— Porquê? - indagou.

— Você sabe muito bem o porquê, além de deixar Barry confuso ainda vou acabar estragando o casamento dele.

— Mas Caitlin você ama ele, como quer que eu minta sobre o pai das crianças? - apontou para o velocista do outro lado do jardim

— Winn, todos nós sabemos que meus sentimentos pelo Barry jamais serão correspondidos, então eu não vou falar algo que pode prejudica-lo. - segurou às mãos do amigo lhe dirigindo um olhar profundo. – por favor?!

Winn respirou fundo diante dos olhos pidões da amiga, ela sempre tinha esse charme de menininha, ainda mais quando fazia esses olhos brilharem. O que ele não fazia por ela não é mesmo? Desde quando ela apareceu, Winn se tornou seu mais novo melhor amigo, ele se lembrava de sempre e em todas as ultrassoes acompanhar a castanha, mesmo que não fosse obrigação dele e que ela não pedisse. Winn sempre adorou crianças e os gêmeos eram seus melhores amigos.

— Tudo bem, eu te ajudo.

Caitlin sorriu aliviada e sussurrou um obrigada antes de voltarem para o meio dos amigos curiosos e um latino emburrado.

"Ele sabe que vai apanhar né?"

A castanha ignorou o comentário de Frost e se aproximou do latino que encarava Winn com fúria, ela não deixaria que ninguém batesse nele, muito menos seus amigos.

— Cisco, acho que você não entendeu o que eu quis dizer lá na sala.

— O quê?

— Você nem deixou a Cait terminar. - Barry completou ajudando a castanha que sorriu fraco.

Cisco revirou os olhos e balançou a cabeça para que a amiga continuasse, Kara, Alex e Mon-el que estavam de longe se aproximaram para ouvir o que a castanha iria dizer.

— Eu não estou casada porque..

— Por que decidimos nos casar ano que vêm.. - Winn segurou as mãos da castanha que lhe olhou surpresa e continuou – no nosso aniversário de namoro.

— Namoro? - Kara e Mon-el questionaram

— Casamento? - Alex que estava quieta até aquele momento, perguntou recebendo um olhar frio de Caitlin que os três entenderam na hora. – verdade, esses dois enrolam demais com esse casamento.

Barry e Cisco se entreolharam, confusos e até mesmo surpresos com a notícia, porém a expressão no rosto do velocista chamou a atenção de todos alí presentes, menos de Caitlin que continuava distraída com a confusão que se meterá.

— Mamãe, mamãe. - Natalie apareceu correndo parando de frente para a mãe que lhe pegou no colo.

Em seguida Josh apareceu de braços cruzados segurando um ursinho em mãos, Caitlin nunca agradeceu tanto como naquele momento por seus filhos conseguirem desmanchar o clima tenso que estava entre os adultos.

— Mamãe o Josh não quer deixar eu brincar com o Sr Byrne. - a garotinha fez um enorme biquinho.

Barry e Cisco soltaram um "OWN" alto admirados com a cena da garotinha, era incrível como ela e Caitlin eram tão idênticas. Os outros que estavam do lado deram risada da situação dos dois visitantes, estava na cara que eles adoravam crianças, até mesmo Caitlin que tentou manter a pose de mãe séria não aguentou e riu da cara dos amigos, então Josh se pronunciou.

— É mentira dessa chauta. Eu num fiz nada não. O Sr Byrne que quis ficar comigo!

— É chata seu bobo! - a garotinha rolou os olhos corrigindo o irmão.

Caitlin se abaixou no chão puxando a mão do filho até a irmã que lhe fuzilava com o olhar.

— Josh, você sabe muito bem que esse urso é da sua irmã, você têm o Sr Dobby.

— Ele não têm mais mamãe.

— Uh?

— Ele taiu na piscina da tia Kara. - o garotinho fez o mesmo bico que a irmã e deixou algumas lágrimas caírem.

Sim, Josh era ótimo em fazer drama, principalmente quando se tratava de mais sobremesas depois do jantar. Caitlin nunca conseguiu vencer os dramas do filho, quando parava pra ver, Josh já estava na segunda taça de sorvete enquanto Natalie ria da mesma.

— Winn?

— Pode deixar, eu vou lá pegar! - respondeu correndo para trás da casa.

— Eu vou.. ajudar nosso amigo. - o latino falou se afastando.

— Cisco! - Caitlin o repreendeu, ela sabia que ele iria tentar alguma coisa.

— Relaxa Cait, eu não vou mata-lo. - ergueu às mãos para o alto e em seguida correu para trás da casa.

A castanha revirou os olhos e se levantou limpando a barra do seu vestido e dando de cara com um velocista sorrindo bobo na direção dos seus filhos, Caitlin suspirou fundo a hora de apresentá-los havia chegado e no fundo ela estava torcendo para Barry não perceber a tamanha semelhança entre os três.

"Caitlin pensa no que vai falar antes de abrir novamente a boca"

A castanha assentiu ao comentário de Frost e puxou os filhos em direção a Barry que esperava ansioso para a apresentação.

— Naty e Josh esse é o amigo da mamãe, Barry Allen! - ela empurrou às crianças com cuidado em direção ao velocista que sorria de orelha a orelha.

Barry se agachou em frente aos gêmeos que sorriam com timidez e estendeu suas mãos para um aperto dublo.

— Olá crianças!

— Prazer, sou Natalie Nora Snow e esse é o meu irmão Josh Henry Snow.

Caitlin levou as mãos na boca esquecendo desse pequeno detalhe e os amigos seguraram a risada observando outro problema a caminho.

"E a Snow ataca de novo, esquecendo dos nomes de nossos filhos."

Barry se levantou totalmente surpreso e encarou a amiga vermelha em sua frente, Caitlin naquele momento torcia para um buraco se abrir bem na sua frente para não ter que responder às perguntas que o velocista com certeza estava formando em sua cabeça.

"Se esse velocista não se tocar agora, eu não me chamo mais Killer Frost."

— Nora e Henry?

— Homenagens aos seus pais - deu de ombros com um sorriso fraco.

Barry abriu um novo sorriso puxando a amiga para seus braços, Caitlin não sabia mais acabará de dar o melhor presente que Barry tanto quis, algo em homenagem aos seus falecidos pais.

— Obrigado! - sussurrou nos ouvidos da castanha que corou na mesma hora.

— D-de nada!

Kara e os outros que estavam apenas observando, soltaram um enorme suspiro com o clima ali presente enquanto os gêmeos brincavam sem saber o que tudo aquilo se tratava. Por fim, a loira se posicionou na frente de todos chamando a atenção do casal abraçados.

— Bom, já que vocês estão aqui vamos todos jantar fora. Porque não tive tempo para preparar nada, então me sigam!

Eles assentiram seguindo a loira sorridente para dentro da enorme casa, enquanto Caitlin seguia ao lado da amiga ruiva que ria baixinho da situação da mesma.

— Essa foi por pouco em?

— Nem me fale! - suspirou cansada

"É definitivo, não me chamo mais Killer Frost"

Caitlin riu do comentário de sua companheira e entrou para dentro da casa.

— A noite nem terminou.

                         ⚡👣❄


Notas Finais


E aí gostaram???

Deixem seus comentários e o que vocês acham que vai acontecer no próximo capítulo, um beijaaao 😘😘😘😘 e até a próxima 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...