História Greek Gods - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Grega, Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Personagens Originais, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Deuses Gregos, Sterek
Visualizações 201
Palavras 1.228
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Desculpem a demora gente, mas é que ultimamente tá difícil ter tempo para descanço, o que complica minha vida aqui no Spirit. Peço perdão pela demora, mas eu ainda não entrei em férias e além de tudo estou começando a ter um bloqueio criativo, ou seja, aceito opções, opiniões, ideias e tudo mais.

Espero que gostem 😘😘

Capítulo 6 - A raiva da deusa Athena


Fanfic / Fanfiction Greek Gods - Capítulo 6 - A raiva da deusa Athena

 

 

Presente – New York

 

Derek se levanta da cadeira e vai até Stiles que apenas o olha.

– Peço que tire o colar.

Stiles o olha depois para o colar e franze o cenho.

– Apenas tire... Por precaução. 

Stiles se levanta confuso.

– Precaução de que...? – Stiles pergunta desconfiado.

– Apenas... Logo, logo vai saber.

Stiles avalia Derek de cima a baixo, então tira o colar. Derek estende a mão e Stiles lhe entrega o colar meio contrariado.

Derek coloca o colar em cima da mesa e depois se senta novamente, Stiles faz o mesmo.

– Você quer saber o por quê né? – Stiles não responde, pois percebe que é retórico – Então lá vai...

 

ΩΩΩΩ

 

Passado – Londres

 

Derek estava dentro de Stiles, o estocando rápido e fundo. Derek segurava as mãos do Deus a cima da cabeça do mesmo, que tinha suas pernas entrelaçadas ao redor da cintura do moreno.

– Ah! Derek!.... Arghummm! Oh! Oh! Eu... Estou... Quase! 

Derek continuava a estocar, mas agora aumentando gradativamente a velocidade para finalmente chegar ao seu ápice junto a seu amo. 

Derek beija Stiles apaixonado, Stiles prontamente retribui enquanto se desprende das mãos do maior e puxa fortemente o cabelo do mesmo.

Em mais algumas estocadas Stiles goza pela terceira vez no bíceps de Derek, que junto ao menor goza, mas cuidando para não gozar dentro, afinal os dois haviam concordado que não queriam uma surpresa, como um filho, tão cedo.

Os dois estão deitados recuperando o fôlego. Stiles está de barriga para baixo, com a cabeça apoiada no peito de Derek enquanto faz desenhos imaginários em sua barriga. Já Derek está apenas deitado acariciando os cabelos do castanho. 

Derek da um beijo na testa do deus do amor antes de se levantar subitamente, fazendo o deus sentar-se de lado na cama com uma cara nada contente. 

– Desculpe amor, tenho que guerrilhar. – Derek da um selinho em Stiles antes de começar a se vestir e botar a armadura.

– Promete voltar para mim... – Stiles pediu manhoso e fazendo beiço. 

Derek conhecia aquela expressão, não era aquela pergunta do tipo: “Volta vivo”, “Fique bem” ou “Volte vivo para mim” era mais para: “Volta que eu te recompenso” ou “Volta pra gente continuar se divertindo...”. isso faz Derek sorrir para o deus e dar um pouco mais de chamego ao seu "garoto".

 

ΩΩΩΩ

 

P.O.V. Derek

 

Ultrapasso o véu da barraca e me deparo com a grande Londres. Começo a caminhar com a armadura para a linha de frente onde acontecia a batalha. Mas antes de chegar até lá, algo me chama atenção, há mais um deus aqui, claro sem contar o Stiles. Sua energia é forte, um deus antigo talvez, mas não tanto como Posseidon ou Zeus, mas sim como meus pais.

Vejo alguém encapuzado adentrando em um beco. Sinto a energia vinda da criatura, então descido segui-la.

Não há ninguém no beco, estou só eu e o deus. Sinto o mesmo atrás de mim, então ao me virar me deparo com uma certa deusa da sabedoria. Athena.

– Olá Derek. – ela retira o capuz. 

– Athena. – reverencio-a com um gesto simples.

– Vejo que o filho de Hephesto está muito bem acomodado com o filho de Afrodite... Estranho... Comparando com a relação de seus pais.

– Não vejo o por que de eu não poder me envolver com ele.

– Há, mas a problema sim. Um grande problema... – Athena parecia brava – Diria um problema do tamanho de uma fera parecida com um cão! 

Ok ela está realmente muito brava. Me ofendeu? Claro que sim. Iria enfrenta-la? Mas é claro que não

– Não se preocupe, não vai se repetir. – Falei controlando minha voz, não quero desrespeita-la, ainda mais agora que ela está irritada.

– Eu sei. Me certifiquei disso. 

Eu junto minhas sobrancelhas confuso.

– Acho que não entendi senhora.

– Sabe... Eu reparei a sua aproximação com o nosso belo deus do amor, acha que eu não estive de olho em vocês dois? Afinal sei muito bem o que vocês deuses da guerra podem fazer.

– Não julgue meu pai só por que você não tem uma relação boa com ele... – tentei falar, mas ela me interrompe 

– Você poderia ter matado meus homens, poderia muito bem ter destruído minha cidade, cidade essa que você prometeu proteger!

– E protegi!

– Você baixou a guarda correndo até sua ilusão amorosa, sendo que poderia ter outro batalhão mais a longe, mas não! Você tinha que se transformar num monstro e perder o controle! Tinha que verificar para ver se sua puta estava bem!

– Não fale assim dele! – Pego minha espada e aponto para ela, que sorri.

– Viu? É disso que estou falando! Esse seu romance com o deus do prazer já foi longe de mais! Você está perdendo a razão Derek! – ela para de gritar e eu baixo a guarda, guardando a espada – Por isso eu fiz isso.... – ela levanta a mão mostrando o colar que eu dei a Stiles como meu primeiro presente.

Eu fico ainda mais confuso e com medo. Ares e Athena não tem uma relação nada boa o que pode influenciar na minha relação com ela.

– Stiles por sorte ainda não percebeu que certo presente valioso para ele desaparecera, mas sei que ele nem reparará quando eu recolocar o colar em seu pescoço. – ela sorri e olha para mim, logo reparando minha confusão – Ah, claro eu ainda não expliquei... Eu sabia que não haveria outro jeito de fazer seu auto controle voltar a não ser se eu separasse vocês dois, e como pude ver Stiles está começando, ou já está a se apaixonar por você. Decidi por fim que para separar-vos teria que fazer sacrifícios. – meu coração bate rápido em minha caixa torácica, tão rápido que chega a doer, pois estou morrendo de medo – Então decidi por fim subornar um de vocês. Então vou direto ao ponto: peguei este colar pois sei que ele o usará, então eu fiz o feitiço o qual a espada de Zeus contém. O poder de matar um deus, mas claro um pouco modificado, afinal não quero que ele morra assim que o coloque, o feitiço dura mil anos, depois disso se as coisas melhorarem você poderá pensar em voltar para ele, mas se você não se afastar dele... Eu farei com que ele tenha uma morte lenta e dolorosa. Ou seja, se você não se separar por bem... Vai se separar por mal. – seu rosto sombrio logo é substituído por um sorriso falso – É só você quem decide meu bem.

Antes que eu possa falar ou fazer qualquer coisa ela desaparece. Eu rujo e grito de raiva. Como ela pode ser tão cruel. 

Eu não suportaria ver Stiles... Eu nem mesmo em pensamentos consigo dizer isso.

Eu vou a guerra. Eu boto minha raiva em cima de cada inimigo meu. Eu mato todos os que levantam uma arma para mim. Eu seguro-me para não me transformar. Afinal controle eu já perdi total.

A luta acaba. Ao invés de ir direto para a cabana eu decido ir a pé, preciso pensar, preciso me decidir ou tomar uma forma de tirar a maldição do colar.

 

Afinal quem eu estou tentando enganar, é Athena... Não tenho como engana-la, afinal se eu pensar em tomar uma decisão a qual ela não gostar ela irá matar meu Sti... Isso mesmo, meu Sti. Eu não suportaria sua morte.

Eu já me decidi.

 

ΩΩΩΩ

 

Presente – New York

 

– Me perdoe Sti, mas eu só fiz isso para te proteger. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem suas dúvidas e favoritem quem ainda não favoritou.

fiquem com os anjos 😘😘

PS: bloqueio criativo, aceito opiniões, opções, ideias etc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...