História Greek mithology: the untold history - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Grega
Visualizações 4
Palavras 1.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


bbs esse cap eu havia esquecido de postar, ele é pra ser antes do capitulo onde a Lara conhece o Percy, por isso ficou um pouco confuso.. me desculpem de verdade!!!!

Capítulo 8 - Esqueci de postar esse cap


No outro dia...

 

arrr... uma harpa angelical começou a tocar, eu queria achar irritante por estar brava com minhas mães, mas não dava. Era lindo demais. Fui seguindo o som até chegar em um jardim com estátuas brancas e uma jovem tocando. Ela era uma ninfa.

 

olá- eu disse e a ninfa se assustou- desculpa, não queria te assustar. Prazer meu nome é Lara, Lara Haguila, filha de Atena e de Virgo-

Ela arregalou os olhos, é levemente se afastou.

 

-não tenha medo de mim, ainda não sou forte. Nem consigo lev...- tentei levantar a harpa dela e consegui. Me assustei pois era muito pesada.

-Er... oi.. meu nome é Alisson, sou uma ninfa. Mas pode me chamar só de Ally. 

-Bem, Ally. Foi um prazer conhecer você. Agora infelizmente, de acordo com as chatas da minha mãe, preciso treinar com a garota que eu gosto sem que eu possa me apaixonar por ela.

Como eu sempre faço com todos, dei um beijo na bochecha dela e fui correndo me trocar. Vesti minha roupa de guerra. Era uma prateada. De acordo com minhas mães, deveria treinar já com minha roupa de batalha, pra me acostumar. Até que eram confortáveis. Tinha um Elmo e uma espada

 

Eu tava adorando aquela espada, e eu já era um pouco pratica por fazer esgrima. Fui então para a cozinha onde na mesa tinha meu café favorito (acho que a Atena e a virgo queriam se redimir) e diversas frutas, inclusive umas que eu não conhecia. Eu comi uma que tinha forma de coração. E aquilo era incrível. Era suculento e derretia na boca.

 

pelo visto vc gostou de coração de hidra- e nessa hora eu cuspi.  E quase vomitei aquilo que havia comido.

Olhei para trás e vi virgo.

 

eu já tava de saída- eu disse enquanto corria

Lara, esp...era- ela disse

Fui correndo até chegar na arena. Lá estavam, Lari, Nate e Amaya nos apoios enquanto Malu dava as ordens gritando.

 

-ATRASADA Lara-  Malu disse seca. E perceptivelmente com enxaqueca. Será que ela se lembra do nosso beijo?

RÁPIDO LARA, 500 flexões - OQUE? QUE MERDA. Mesmo assim, eu não esperei e me ajoelhei.  E comecei a flexionar. Pq o pessoal fez só 1/5 do que eu to fazendo? Pq ela tá fazendo isso comigo? Mas sabe, esse jeitinho dela me deixa excitada.

Finalmente terminei as flexões e logo começamos a treinar a espada. Ela me ensinou como conseguir mais durabilidade lutando sem se cansar. No final, na hora de botar em prática o que aprendemos, lutei com Malu. E nate lutou com as meninas. Apenas Amaya ganhou dele. Eu lutei como se minha vida dependesse disso. E consegui travar espada com ela.

 

20 minutos de descanso galera- Malu disse - Lara, passe na minha sala rapidinho. Preciso falar com você.

Então lá fui eu, temendo oq aconteceria. Malu andava muito estranha. Cheguei na sala dela e vi ela sentada de costas pra mim na mesa.

 

-Malu?- eu disse chamando a atenção dela. Ela se levantou, veio até mim, se aproximou, até demais, colocou a mão dela na minha bochecha e colocou nossos lábios. Mulher estranha da bexiga.  Eu interrompi o beijo

-Então vc lembra de ontem ?!- eu pergunte

-Claro que lembro. Inclusive da lapada q sua mãe me deu- ela respondeu sorrindo de lado

-Me desculpe por isso, mas... pq você me confunde?- era minha maior pergunta

-Lara, eu sinto algo por você, algo q nunca senti por mais ninguém. Sinto isso desde a primeira vez que meus olhos encontraram os seus. Uma química e energia inexplicável- ela diz ficando vermelha e olhando pro chão.

-Ei- eu digo levantando o rosto dela pro queixo delicadamente - eu sinto a mesma coisa. Mas.. pq não podemos ter algo?

-Regras do Olimpo, os deuses ou semi deuses, do mesmo sexo apenas, só podem ter caso com outros caso tenham seu poder completo, caso contrário, o seu parceiro pode interferir no desenvolvimento, pois é um amor muito forte. Mas tipo... a gente pode dar umas ficadas de vez enquanto  .. Escondido- ela diz sorrindo maliciosa. Uau, q sorriso lindo.

-Eu adoraria, mas; eu meio que estou comprometida, com um tal de Percy, filho de Posseidon.

-OQ?- ela disse num espanto - não pode, vc não pode. Aquele é um filhinho de papai do caramba. Mimado e babaca-

-Infelizmente terei. Mas por enquanto... - me aproximo novamente dela. E encosto nossos lábios e vou ao delírio quando nossas línguas se encontraram. Que boca era aquela, meu Zeus. Ela beijava taaaaooooo bem. Ela parou o beijo e foi descendo beijando meu pescoço e deu um pequeno chupão no meu ponto de pulso

Só.. não deixa.. marcas- eu disse ainda de olhos fechados enquanto ela me beijava- mamae virgo tem visão de águia.

Não prometo nada- ela pegou minha cintura e segurou me fazendo andar até a mesa e entendi que ela queria que eu sentasse nela. Subi sem descolar nossas bocas. Ela soltou minha cintura e desamarrou a fivela da bainha da sua espada. Meu zeus, a gente realmente ia transar? Eu era virgem, socorro. A porta se abriu bruscamente, fazendo aparecer uma Amaya, uma Larissa e um Nate surpresos.

Vadias, pq vcs estão demor..- Nate interrompeu a fala quando viu a posição que estávamos. Eu sentada na mesa com as pernas envolta da cintura de Malu. E estávamos com uma cara de pós pegação kkkkkkkkk

Opaaaaa- Nate disse - pera pera kiridas, vcs sabem as regras não é?-

-Nate meu amor, não é amor, é pegacao, então vai lá pegar Allison- Malu disse e eu fiquei triste, pq achei q ela sentia algo por mim. Mas pararei de ligar pra isso, afinal, alguém tão bonito como ela, nunca olharia pra mim como algo mais.

Juntei a espada dela do chão, entreguei em sua mão e sorri torto pra ela. Imagino que ela tenha percebido o pq d’eu ter ficado murchinha.

 

Sai com o pessoal.

 

Lara, cuidado pra você não se meter numa furada- Amaya me disse- vc sabe q mamãe tem ouvidos por todo o Olimpo, né?

Pois é, Lala. E não caia na da Malu não. Ela é a que chamamos de Centareusa. Ou, garanhona, no mundo real.- disse Lari

-É princesa, se cuida. Vc sabe q a gente só fala isso pq te ama, né?!- Nate disse

-Eu sei gente, eu amo vcs por isso. Mas eu acho q to gostando dela...- eu disse

-Então tá, querida. Só toma cuidado pra vc não se machucar.

-Mas iai, Nate, Alisson, é? Aquela ninfa? Conheci-a hoje. Ela é mt linda!

-Pse, Larinha. Ela é incrível. To conhece ela ainda.

Vai dar certo, xuxu- Amaya me disse.

Fui do treino direto pra casa, pra não dar problema de novo. Cheguei lá e estavam sentados à mesa da sala minhas mães e mais dois homens. Um homem já adulto e um jovem de cabelos pretos e olhos marrons. Não não não não não. Não podia ser. Percy jackson, meu futuro esposo.


Notas Finais


NOVAMENTE ME PERDOEM!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...