1. Spirit Fanfics >
  2. Green >
  3. I can

História Green - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Aí Marco, eu te entendo kk

Capítulo 13 - I can


Pov's Marco 

No começo, eu achei besteira, achei que eu não precisava e que eu dava conta, mas eu estava errado...eu quis segurar tudo sozinho mesmo tendo tantos irmãos que desde o começo estavam para me ajudar, quer dizer, não tão no começo, mas eles estavam lá.

Eu achei que teria minha mãe pra sempre e que ela ia ver eu me formar, achei que ela estaria comigo em todos os momentos da minha vida e que nada ia dar errado, mas quando ela se casou com aquele homem, tudo despencou e eu fiquei sozinho tendo minha mãe sobre o mesmo teto. 

Depois que eu comecei a roubar, achei que ela viria me dar uma bronca ou coisa do tipo, porque ela sabia as coisas que eu andava fazendo, mas ela não veio. Eu queria tanto ter tomado uma bronca ter apanhado dela pelos meus erros, assim eu saberia que ela ainda se importava comigo, mas ela não veio. 

Quando ela me deixou, eu vi tudo escuro e sem esperanças, até encontrar o Pai, aquilo foi como se meu coração tivesse voltado a bater, eu tinha uma família de novo e preferia morrer do que decepcionar ou magoar eles, então achei que dava conta sozinho e que não precisava preocupar eles com nada. 

Desde então eu dei o meu melhor para aprender tudo e me formar, ajudar eles em tudo e cuidar do tesouro do nosso Pai. Deixei meus problemas de lado e foquei em cuidar de tudo, não por obrigação mas sim porque eles mereciam, afinal, alguns deles me ensinaram coisas que eu não sabia e nunca me acharam um problema.

Mas agora que eu conheci o Ace, vi que tava fazendo tudo errado, e que podia mesmo dar conta do problema, mas fiz tudo errado...eu ignorei em partes e deixei acumular. Mas parece que agora tudo é fácil

Por que parece tudo fácil quando o Ace aparece na minha cabeça? Ele me falou coisa por coisa e me deu atenção, me disse coisas legais e me deixou falar sempre, eu sei que é o trabalho dele, mas por que meu coração faz parecer que não é? Eu não sinto por ele as coisas que eu sinto por meus irmãos ou pelo meu pai, mesmo que todos tenham me dito coisas boas. 

Quando eu lembro dele, sinto meu peito aquecer e quando escuto ele falar qualquer coisa, sinto minha mente relaxar e descansar como se pela primeira vez tivesse uma folga...e quando vejo ele...ah, sinto vontade de tocar e mantê-lo perto de mim, segurar suas mãos e não soltar, quero escutar ele falar bem perto de mim pra sempre. 

Eu não sei se isso é amor ou só meu coração me iludindo, eu nunca amei ninguém, então é difícil entender, mas me deixaria feliz em saber que é amor. 

Passo o dia lembrando das letras que ele me deu, praticando é claro, mas quando eu lembro delas, é a voz de Ace que pronúncia cada uma, a voz dele explica cada uma delas e isso faz eu passar mais tempo ainda praticando elas.

"A,c,a,l,m" "A,c,a,l,m" Isso roda meu cérebro por uma longa parte do dia, enquanto estou comendo, escrevendo, dirigindo e até quando tem uma reunião importante, o que me faz ter atenção redobrada no que os outros falam, mas eu gosto de escutar cada letra com a voz dele, me deixa calmo.

Na primeira vez que beijei ele, meu coração e cérebro entraram em colapso, nenhum dos dois conseguiram indentificar a sensação que meu corpo estava tento.

Na segunda vez, tanto meu cérebro quanto meu coração sentiram a nescessidade de sentir seus lábios de novo e eu não poderia negar aquilo para mim mesmo. Eu quero tê-lo em meus braços, quero sentir de novo a sensação de beijar seus lábios, quero ter essa sensação pra sempre.

Então eu posso concluir que definitivamente estou apaixonado por Ace.


Continua


Notas Finais


Oi flores, espero que gostem, foi de coração oq o nosso Marco falou 🤧💜❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...