1. Spirit Fanfics >
  2. Green is the color of freedom >
  3. Capítulo 1

História Green is the color of freedom - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Yo.

Essa é a minha primeira fanfic aqui no spirit apesar de ser mais familiarizada com Au's no twitter, resolvi trazer pra cá por ser o melhor formato pra essa fic.

Espero que gostem.
Críticas são bem vindas =]

Capítulo 1 - Capítulo 1


                    PRÓLOGO 

 

-Izuku certo? 

O pequeno garoto confirmou com a sua cabeça. 

-QUEM É VOCÊ? FICA LONGE DO DEKU. 

O loiro se pôs na frente de seu amigo e o menor segurou a camisa do maior, o homem de cabelos platinados sorriu levemente e se aproximou dos dois estendendo a sua mão. 

-Eu sou o Tomura e agora sou responsável por cuidar de vocês, eu não vou machucar ninguém, prometo. 

                                                                                                ~~xx~~    

Midoriya sentia a brisa levemente forte batendo em seu rosto, observava do topo do prédio o gramado da tão renomada U.A, vários alunos estavam sentados na imensidão verde, conversando sobre coisas que o esverdeado poderia dizer que eram besteira e provavelmente rindo de piadas sem graça alguma, sentiu a conhecida presença de Bakugou ao seu lado e não o encarou. 

-Quando eu disse ‘pra você que meu sonho era entrar na U.A, eu não estava falando que era desta maneira. 

Ouviu a risada nasal do outro, que se aproximou ainda mais. 

-Você estaria tão feliz quanto é agora? Sendo herói? 

O loiro questionou, sentiu as pequenas gotas de chuva batendo em seu rosto, Katsuki sempre fazia a mesma pergunta para si e agora ali dentro, olhando do topo de seu sonho, sabia a resposta. 

-Heróis são uma farsa Kacchan, não tem objetivos reais… Salvar as pessoas? Isso não existe, elas não precisam de salvação, os heróis precisam e nós… Somos a salvação deles. 

Sabia que Bakugou tinha um sorriso mínimo em seu rosto, a chuva piorava e os alunos já se dirigiam para dentro da escola novamente e os dois sabiam que era a hora de ir, mas uma certa cabeleira bicolor o chamou a atenção, estava sozinho longe de todos os outros e sem se importar se estaria molhado ou não andava lentamente. 

-É o filho do Endeavor, nosso objetivo não é ele. 

-Eu não- 

-Eu sei que se interessou porra, te conheço desde que éramos bebês. 

O esverdeado riu e se virou para o loiro rapidamente. 

-Eu não sou a única pessoa que está interessada em alguém aqui. 

Viu a carranca se formar no rosto de seu amigo e soltou uma gargalhada baixa. 

-Cala a boca. 

Virou-se novamente para onde o bicolor estava, imaginando que talvez ele não estivesse mais, porém se enganou, o filho do Endeavor estava parado em meio ao campo vazio com a chuva quase forte se formando, encarava o nada e para a surpresa dos dois garotos em cima do prédio, o garoto olhou para cima, mais especificamente para eles. 

-Merda, vamos Izuku, precisamos sair daqui. 

O esverdeado concordou com a cabeça, mas algo o estava impedindo de se mover, seria a individualidade do garoto? Não, não poderia, se fosse mesmo filho de Endeavor sua individualidade seria fogo ou algo do tipo; Olhava tão fixamente para as orbes heterocromáticas do aluno que o mundo ao seu redor parecia ter desaparecido, até que Bakugou o puxou e entraram em um portal. 

 

                                                                                                   ~~xx~~

-O filho do Endeavor viu a gente. 

Bakugou bateu a mão na mesa e aquilo assustou o esverdeado que estava com a cabeça deitada no balcão. 

-Calma Kazinho. 

Toga pôs seus braços em volta do pescoço do loiro e pulou em suas costas. 

-Kazinho é o caralho. 

A loira riu e passou sua mão pelos cabelos esverdeados de Deku. 

-E o Deku quase não tira os olhos dele, deve até estar pensando nele agora. 

-Se apaixona tão fácil assim bebê? 

Izuku encarou a loira e lhe estendeu o dedo do meio logo voltando a esconder seu rosto entre a bancada e seus braços. 

-Ainda mais por um herói. 

Ouviu a voz de Kaminari atrás de si e não teve vontade de se virar para o encarar. 

-Como será o gosto do sangue dele? 

A psicopatia de Toga, por mais que já estivessem acostumados, ainda os assustava um pouco. 

-De quem? 

A frieza na voz de Tomura fez os pelos de Midoriya se eriçarem e o garoto nem teve tempo de levantar sua cabeça, pois o líder fez por ele, puxou seu cabelo com tanta força que achou que iria arrancar uma parte. 

-O sangue de quem Izuku? 

Midoriya tinha medo de Shigaraki, por mais que houvesse sido criado pelo homem de cabelos platinados, sabia do que ele era capaz e sabia também que se tivesse que matar algum de seus companheiros… Ele o faria. 

-Tira a sua mão do Deku. 

Ouviu a voz ameaçadora de Katsuki. 

-Se você matar o Deku, eu mato você e se for preciso morrer para isso, eu morro. 

O platinado riu sarcástico e tirou a mão do de fios glaucos as colocando ao lado da cabeça em rendição, se retirou do cômodo em seguida e os demais presentes respiraram, Denki levantou do sofá e foi em direção aos três no balcão. 

-Não desfoquem da missão, precisamos do All Might e ninguém além dele. 

-Denki eu só gosto de uma coisa em você. 

Izuku o encarou meio sorridente. 

-O que Deku? 

-Sua beleza, porque venhamos e convenhamos… Você é muito chato. 

Os outros riram e então Deku encarou Bakugou. 

-Você não precisa se meter toda vez que o Tomura me ameaçar. 

-Tsc, eu sei que não preciso seu idiota, faço por que quero, não preciso da sua aprovação. 

O de fios esmeralda concordou com a cabeça e estendeu seu punho para o loiro, que deu uma batidinha leve no mesmo. 

-Oe, eu também quero participar do toquinho. 

Toga encostou seu punho no dos outros dois e Denki a seguiu. 


                                                                                                             ~~xx~~

-Izuku, venha aqui por favor. 

Ouviu o chamado de Tomura e logo se dirigiu até a sala do mesmo, o encontrando sentado de maneira despojada em sua cadeira favorita, não emitiu nenhum barulho, ainda estava incomodado pela situação de mais cedo. 

-Bom, como você sabe, o All Might não é mais o herói numero 1. 

Izuku concordou, sabia o rumo dessa conversa e sabia que não demoraria para que Shigaraki mudasse os planos. 

-Endeavor é o nosso objetivo. 

O esverdeado concordou novamente, ainda sem falar nada. 

-E você vai atacar o provável ponto fraco dele. 

-Quem? 

O de fios glaucos já tinha uma ideia de quem seria, mas deixou seu “chefe” confirmar suas suspeitas. 

-O filho dele, Todoroki Shouto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...