1. Spirit Fanfics >
  2. Green The Warmest Color >
  3. Um Talvez Plano

História Green The Warmest Color - Capítulo 2



Notas do Autor


Oii meus amores como você estão ? Espero que bem ! Trouxe mais um capítulo como prometido espero que gostem, boa leitura e me desculpem pelos erros.

Bora pro capítulo 🐍

Capítulo 2 - Um Talvez Plano


~ Beco Diagonal ~ 


— Gringotts ? Vamos fazer o que lá em Gringotts ? — Rony perguntou se levantando e se juntando com Harry e Hermione

— Ano passado eu fui lá para pegar um dinheiro e o duende me disse algo sobre senhorios, eu precisava comprar algumas coisas e como já estava lá fiz isso por curiosidade. No papel com minhas informações mostrou que eu era herdeiro dos Potter, dos Black por causa da adoção de sangue do Sirius e também dos Peverell

Harry explicava com calma e quando citou o último nome Mione e Rony arregalaram os olhos, a cara de duvida deles era mais que clara

— Peverell ? A família Peverell não é a família puro-sangue da lenda das relíquias da morte ? — Rony perguntou e recebeu a concordância de Hermione — E você não contou isso para nós Harry ?

— Calma Ron, eu achei que tivesse ocorrido algum engano já que para mim não tinha como eu ser o ou um dos herdeiros deles — Harry continuou explicando

— Não tem como seu sangue cometer um engano Harry — Hermione disse fazendo Harry revirar os olhos

— Posso terminar ? — Perguntou em irritação

— Claro — Ambos falaram juntos

— Eu fiquei muito perturbado com isso e então voltei para o Largo Grimmauld, depois de um tempo quando estávamos nas férias eu pesquisei nos livros sobre os Potter e os Peverell. Eu descobri que a neta descendente de Ignotus Peverell se casou com um Potter, então como eu sou o último de ambas linhagens é claro que eu sim, sou o herdeiro, com isso eu peguei meu senhorio Peverell

— Quer dizer que você é podre de rico ? — Ronald disse balançando o dedão e o indicador juntos como se aquilo fosse o que mais importava

— Sim, agora nós vamos para Gringotts, vou dar uma olhada nos cofres e vou pedir para o chefe duende para que me faça uns favores, eu não sou mais o herdeiro Potter e Black, em 1942 tem algum deles vivos

Harry ia dizendo enquanto ia caminhando em direção de Gringotts, tudo fazia mais sentido agora, Hermione e Rony ainda estavam boquiabertos com as informações mas mesmo assim continuaram seguindo Harry

— E qual é o plano em si ? — Rony perguntou correndo um pouco para alcançar Mione e Harry

— Harry não pode ser um Potter já que eles estão vivos, então ele vai ser um Peverell — Hermione disse pensando um pouco — Você não pode ser um Weasley já que ninguém da geração vai te conhecer Rony o que é pelo mesmo motivo do Harry e eu posso ser Granger ainda

— Não se a gente ir para Sonserina — Harry corrigiu atraindo olhares

— E nós vamos ser o que ? — Rony perguntou dando ombros esperando pela resposta — Como assim Sonserina ?

— Vão ser Peverell como eu, temos que ir para a Sonserina já que toda geração Malfoy é daquela casa cheia de cobras além de que estamos em 1942 Voldemort está com 16 anos — Harry suspirou fundo se lembrando de Tom Riddle do diário

— Quer dizer que ele também é da Sonserina...Eles são muito puristas, odeiam sangues-ruins ou mestiços — Hermione disse revirando os olhos — Já perceberam que a gente pode acabar com o Voldemort antes dele existir ?

— Vão estar bem pior agora que Voldemort começou o idealismo purista idiota dele — Rony concluiu recebendo um aceno positivo de ambos os melhores amigos. — Até que... Não é má idéia

Ao chegarem em Gringotts, o trio cumprimentou os duendes que ficaram surpresos, não era todo bruxo que fazia aquilo. Harry tomou a frente indo até o chefe duende que o olhou por cima dos óculos

— Sou Harry Peverell e preciso verificar meu cofre e verificar meu senhorio — Harry disse rapidamente, o duende ficou o encarando com os olhos arregalados por poucos minutos até se levantar

— Tudo bem, venha comigo. — Ele disse e se levantou começando a andar, Harry o seguiu fazendo um simples aceno para Mione e Rony o esperarem, depois de passar por algumas portas eles entraram em uma sala, o duende pegou um pergaminho e uma adaga se aproximando de Harry em seguida — Pode colocar três gotas de sangue aqui

Disse calmamente estendendo a adaga para Harry, o mesmo concordou com a cabeça e cortou o dedo deixando três gotas cair no pergaminho, logo as gotas sumiram e letras curvineas negras surgiram no papel

⊱⋅ ──────────── ⋅⊰

Relatório de Heranças

Herdeiro Peverell (nascimento) : Adquirido por Iolante Peverell (tatará avô)

Descendente de Ignotus Peverell.

Cofres :

Cofres da família Peverell — 9.794. 931,99 Galeões, 977 Foices, 584 Knuts; 3421 artefatos mágicos e 5875 livros.

Propriedades :

Mansão Peverell - Porta invocável

Castelo Peverell - Porta invocável

Propriedades Peverell - total de 42 terras

⊱⋅ ──────────── ⋅⊰

— Quero meu anel de senhorio, por favor — Harry sorriu para o duende que concordou lendo o papel. — Aliás qual o seu nome ?

— Sr.Peverell o anel de senhorio lhe da algumas vantagens, como proteção contra venenos, poções, legilimência e amortentia — Com um estalar de dedos uma pequena caixa apareceu na mão do duende — Me chamo Fenik

— Mestre Fenik, obrigado pelo anel e pela explicação

Harry agradeceu pegando a caixa, o anel era de um lindo ouro fino, no meio uma bela pedra rubi envolto de pequenos diamantes que brilharam como as estrelas no céu, a letra "P" estava gravada no rubi de forma discreta mas ainda assim bonita e visível, logo o garoto o colocou no dedo indicador sentindo sua magia se conectar com a do anel. Harry suspirou se sentando em uma das cadeiras e logo olhou para Fenik

— Mestre Fenik eu quero te pedir um favor — Harry disse cruzando as pernas e sorriu em seguida

— Em que posso ajudar Sr.Peverell ? — Fenik disse se sentando de frente para Harry o olhando com curiosidade

— Preciso de uns papéis, aqueles que estão no salão são Ronald Weasley e Hermione Granger, nós somos de 1995 mas fomos mandados para 1942 por causa de um vira-tempo estranho dos Malfoy — Os olhos do duende se arregalaram mas ele logo limpou a garganta e então fez um sinal de mão para Harry terminar — Eu preciso recuperar o vira-tempo mas não podemos usar nossos nomes verdadeiros

— Onde quer chegar com isso Sr.Peverell ? — Fenik perguntou desconfiado

— Quero que você consiga para mim uns documentos, quero que Hermione e Ronald sejam Peverell como eu e também papéis que mostram que nós estudamos em Durmstrang e queremos nos transferir para Hogwarts para terminar o quinto ano, sei que o senhor tem contatos para isso

Harry disse com um sorriso simples no rosto, Fenik pareceu pensativo por um tempo já que ele estava olhando para todo canto daquela sala completamente branca

— De fato Sr.Peverell...Tenho contatos para isso, não vai ser fácil mas posso conseguir, claro, isso vai lhe custa um preço alto — Fenik concluiu juntando as mãos e entrelaçando os próprios dedos

— Pelo o que eu vi e até mesmo o senhor mestre Fenik, eu tenho dinheiro para isso — Harry deu ombros sorrindo cúmplice com Fenik, duendes amavam ouro, não iriam recusar nunca ele em grande quantidade

— Claro Sr.Peverell, antes de tudo eu posso sugerir algo ?

— Sou todo ouvidos Mestre Fenik

— Seus amigos, futuramente familiares, não são nada parecido com você pelo o que eu vi. Posso lhes ajudar com algo para que fiquem no mínimo parecidos para acreditarem nisso com mais facilidade

— E como pretende me ajudar com isso ? Claro que é uma ótima idéia da sua parte

— Vou chamar minha esposa para que os ajude com isso — Fenik logo desapareceu da sala e em menos de 1 minuto reapareceu com uma duende ao seu lado — Sr.Peverell essa é minha esposa Flere

— Prazer em conhecer Flere, sou Harry Peverell

Harry fez uma breve referência para a duende que o olhou surpresa

— O prazer é todo meu, em que posso ajudar senhor?

Após explicar toda a situação para Flere, a mesma concordou em ajudar de bom grado, logo o trio estava em uma sala não muito iluminada com três macas médicas, Rony e Hermione não estavam entendendo muito bem mas Harry explicou a situação ignorando por completo o surto do Weasley

— Preciso que vocês tirem todas suas roupas e coloquem aquele pano branco em volta do corpo para se cobrir, em seguida tomem essa poção e se deitem na maca

Após passar as instruções, Flere se retirou da sala, Harry foi o primeiro a ir para trás do pano que estava em pé para eles se trocar, seguido de Rony e Hermione por último, eles não trocaram uma palavra no processo o que mostrava o nervosismo, depois de beber a poção todos se deitaram na maca e sem demora Flere entrou na sala novamente, minutos se passaram e o trio acabou caindo em sono profundo.


TOMARRY


Hermione foi a primeira a acordar, a mesma abria os olhos devagar para se acostumar com a iluminação do local, após estarem completamente abertos ela se sentou na maca suspirando fundo

— Harry ? Rony ? — Chamou baixo vendo ambos acordarem também, os olhos da Granger se arregalaram ao olhar para os dois amigos — MEU SANTO MERLIN O QUE ACONTECEU COM VOCÊS ?

— Não grita Mione o que tem d-... Hermione o que aconteceu com você ?

Harry perguntou boquiaberto, mas logo sentiu fios cairem por seus ombros, o mesmo arregalou os olhos passando a mão pelos próprios fios ficando desesperado ao perceber que estavam consideravelmente maiores que antes, chegando até a metade de suas costas. O cabelo de Harry não era mais escuro, agora brilhavam em um loiro tão claro que quase chegava ao branco, assim como os cabelos de Hermione que estavam maiores e completamente lisos.

Os olhos da Granger estavam iguais aos de Harry, um verde belo e vívido, Rony foi o último a acordar por completo e assim como os outros estava loiro com os olhos verdes mas seu cabelo estava menor que os de Harry pegando um pouco abaixo dos ombros, a pele do trio estava pálida como neve, estavam muito parecidos assim como o prometido antes. Flere entrou na sala junto de Fenik e ambos sorriram satisfeitos

— AÍ MEU DEUS EU TÔ LOIRO, OLHA PARA MIM HARRY, TÔ PARECENDO UM MALFOY!! — Rony gritava passando a mão pelos cabelos loiros enquanto se jogava para trás

— Sra.Flere pode nos dizer o que aconteceu ? — Hermione perguntou gentilmente vendo a duende acenar positivo, Flere conjurou três espelhos deixando eles se observarem e logo começou a explicar

— Eu alinhei suas magias, quis dar um pouquinho da aparência de vocês para cada um — Flere começou a explicar — Os cabelos da senhorita Hermione, a pele do senhor Ronald e os olhos do senhor Harry, mas no meio do processo as cores dos cabelos acabaram se fundindo criando esse belíssimo loiro... Além da magia da senhorita Hermione e do senhor Harry se descontrolarem deixando o senhor Harry com a feição mais delicada, vocês estão parecidos agora podem dizer que são parentes

— Realmente, estamos muito parecidos...A pele de Rony e os olhos de Harry — Hermione sussurrou o final se observando no espelho — Harry você consegue enxergar sem os óculos ?

Após essa pergunta, Harry percebeu que estava enxergando sem os óculos, os olhos do mesmo analisavam o próprio rosto vendo que se parecia ainda mais com uma garota

— Eu estou mais parecido com uma garota do que você Hermione — Harry disse suspirando fundo revirando os olhos em seguida, Mione riu junto de Ron vendo a careta de Harry

— Olha pelo lado bom, pelo menos o Harry está enxergando bem e não nós que ficamos míopes, e eu tô com meu rosto mesmo formato — Os três riram juntos e logo se viraram para Flere

— Flere, Fenik muito obrigado pela ajuda que nos deram, sem isso não estaremos correndo perigo de ser pegos, obrigado mesmo — Harry disse se levantando se curvando em respeito, Hermione e Ron logo fizeram o mesmo arrancando sorrisos dos duendes — Agora eu vou fazer uma retirada de dinheiro, precisamos comprar algumas coisas

— Tudo bem Sr.Peverell, vista-se e venha comigo — Fenik disse saindo da sala junto com Flere, Harry então se vestiu rapidamente e acompanhou o duende até a sala onde estavam antes

— Mestre Fenik, o papel da herança me dizia sobre propriedades Peverell com portas invocáveis, como isso funciona ? — Harry perguntou curioso pegando a bolsa e a chave que o duende o deu para fazer a retirada de galeões

— Pelo anel você pode abrir o portal, basta dizer o que quer que o anel faça e ele vai fazer, como mandar coisas para a propriedade desejada.

Fenik explicou e Harry concordou com a cabeça passando os dedos no queixo, mais uma mudança foi vista por ele, sua mão estava mais delicada e suas unhas maiores, maldita fosse a magia de Hermione que decidiu se juntar a dele. Não demorou muito Fenik chamou um duende para levar Harry até o cofre dos Peverell, o garoto estranhou a distância que eles estavam indo, já que era afastado dos demais cofres, Harry decidiu não falar nada e apenas ser guiado pelo duende que controlava o carrinho

Depois de uma certa distância percorrida eles pararam em frente de uma grande porta de ouro, os olhos de Harry brilharam ao ver o quão decorada era a porta, o duende rapidamente passou a unha na porta dourada a abrindo, a visão de ambos foi ofuscada por um brilho dourado muito intenso, segundos depois Harry tirou o braço da frente dos olhos vendo as montanhas de dinheiro que tinha ali, o mesmo nunca tinha visto tamanha quantidade de dinheiro junto, logo ele começou a pegar punhados e punhados de galeões os colocando na bolsa.

Harry e o duende voltaram para onde os outros estavam, o trio fez uma referência para os duendes que ainda se mantinham surpresos

— Manteremos contato Mestre Fenik, que seu ouro sempre cresça!

— Mandarei uma coruja assim que tiver resultados, que seus inimigos caiam perante você!

Assim que o trio saiu de Gringotts por onde passavam chamavam grande atenção tanto de homens quanto de mulheres, além de serem figuras diferentes eram donos de uma beleza inimaginável, além de ser muito parecidos

— Não estou acostumado a andar com todos me olhando assim — Rony comentou sussurrando para Harry que riu junto com Mione

— Tem razão, as pessoas nos olham como se fossemos sei lá, cebridades — Hermione comentou de bom humor, apesar deles não estarem acostumados passar e chamar atenção isso estava os agradando, ser a razão de tantos olhares era satisfatório

—Vamos passar na Madame Malkin, precisamos nos vestir como nobres agora que carregamos o nome Paverell — Harry disse com um grande sorriso cúmplice para os outros dois que sorriram da mesma forma.

Após mais algum tempo de caminhada o trio entrou na loja da Madame Malkin

— Boa tarde queridos, em que posso ajudar ?

A mulher perguntou com um belo sorriso amigável

— Boa tarde, queremos encomendar roupas particulares, as de melhor tecido que tiver por favor para encher três guarda-roupas, e queremos peças para agora também, as roupas tem que ser todas de tecido preto.

Hermione devolveu o sorriso e a mulher os olhou com os olhos arregalados, logo a mesma começou a tirar as medidas de cada um deles, assim que pronto e anotado ela se virou para eles

— Bom, o total disso vai ser 221 Galeões, se quiserem pagar parcelado eu aceit-

— Gosto de pagar tudo à vista — Harry disse sem esperar a mulher terminar de falar, logo ele deixou um saco com a quantidade de dinheiro dita pela mulher antes que os olhava boquiaberta — Assim que a encomenda estiver pronta mandarei um elfo vir busca-las

— C-certo... As roupas que pediram agora estão prontas... — Ela dizia ainda olhando o saco com os galeões, os olhos da mulher brilhavam ao olhar a quantidade que tinha ali — As encomendas vão ficar prontas amanhã pela tarde, posso colocar no nome de quem ?

— Ótimo, as encomendas vão estar no nome de Harry, Hermione e Ronald Peverell — Mais um motivo para a mulher olhar para eles com grande surpresa, Harry riu baixo balançando a cabeça e então logo foram trocar de roupas, após estarem devidamente vestidos, o trio saiu da loja rindo baixo

— Vocês viram a cara dela ? — Ron perguntou entre risos

— Parece até que nós somos de outro mundo — Hermione disse rindo também

— Se bem que nós parecemos de outro mundo mesmo — Harry completou com animação

— Está tudo muito bom, mas... Onde vamos passar a noite ? — Hermione perguntou fazendo Ron parar de rir na mesma hora tendo o rosto tomado por preocupação

— Ah! Vamos para uma das propriedades Peverell, podemos morar lá agora — Harry disse com um grande sorriso, logo aproximou o rosto do anel e disse baixo — Nos leve para a mansão Peverell.


Continua....🐍


Notas Finais


Chegamos ao final, espero que tenham gostado e até o próximooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...