História Grisâtre


Escrita por:


Sinopse:
Baekhyun sempre dizia que, na gigantesca cidade francesa, tudo era tediosamente cinza. E Sehun, os cabelos esbranquiçados enquanto folheava as páginas de seu livro em algum canto da instituição de ensino que adornava as ruas parisienses, não era exceção à regra.

[ SEBAEK!AU | France!80’s | Luta de classes ]
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 6.040
Favoritos 542
Comentários 110
Listas de Leitura 235
Palavras 69.013
Terminada Não
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Oh Se-hun (Sehun)
Tags 80s, Angst, Anos 80, Baekhun, Bottom!sehun, Sebaek, Slight!suchen, Top!baekhyun

Fanfic / Fanfiction Grisâtre
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Paris, l'après-midi
28
1.845
5.522
 
2.
Cette journée
18
1.050
8.468
 
3.
Le plus beau du quartier
10
774
7.232
 
4.
La pluie
11
719
8.713
 
5.
On était beau
11
568
7.485
 
6.
Ma mémoire sale
16
628
13.419
 
7.
Dernière danse
16
456
18.174

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por baobao
Capítulo 7 - Dernière danse
Usuário: baobao
Usuário
Puta merda.
Ok, não comentei nos últimos 6 capítulos mas agora vai (me perdoa não fiz por mal, mas eu juro que esqueço), pq não tem como não comentar nesse capítulo. Primeiro que não canso de dizer que tu és minha autora favorita por diversos motivos; A forma como tu detalha cada momento, cada gesto, cada fala até o modo como detalha o cenário, nossa é tudo milimetricamente notado e detalhado, a gente sente como se tivesse lá, tivesse vivido naquela época. É tão real, que puta merda Lara, é formidável realmente. E agora lendo esse encontro, me deixou de coração quentinho, os dois juntinhos transparecendo nos olhos apaixonados o que eles sentiam um pelo outro. Eu acho que o momento mais marcante foi quando Sehun beijou o Baekhyun sem medo no meio daquele povo, parecia libertador, pros dois literalmente. Tão lindos, e na hora da foto? aaa que capítulo mais fofo!!!! E não consigo esquecer a frase: “eu quero ir até o final com você, Baek” CARALHOOO! pqp amo esses dois. Acabou meu coração morreu aí. Nesse exato momento AAAAA. Surto. E de novo, LARA, o que foi esse Lemon? Me diz, O QUE FOI ISSO?!!? EU TO SURTANDO TANTO, pq eu nunca tinha visto um lemon tão bem escrito. Sério, tu conseguiu passar todos, TODOS, os sentimentos! Juro, não to brincando. Caralho, Je t’aime!
Baekhyun, eu te entendo não tem como não se apaixonar pelo Sehun, caralho eu to em choque ainda, que capítulo foda. Eu não sei mais nem o que dizer, LARA EU TE AMO OBRIGADA POR ISSO! Já to trêmula e ansiosa pro próximo capítulo, tá tudo lindo 😭❤️
Postado por dingie
Capítulo 7 - Dernière danse
Usuário: dingie
Usuário
O que dizer sobre o capítulo mais perfeito desse mundo?

Primeiramente, eu fiquei incrivelmente apaixonadinha pela referência de A Dama e o Vagabundo... Aquela cena me deixou toda soft, e eu nem imaginava que teria um caminho bem rsrs. Eu não queria admitir, mas quase chorei quando o Sehun disse que queria fazer AMOR com o Baekhyun, puta que pariu, eu tremi pra caralho, Lala... Você detalhou tão bem aquele momento, só deles... eu fiquei toda aaaaaaaa com cada frase que você tinha escrito. Agora, o Baekhyun dizendo que amava o Sehun foi o meu fim, eu juro que chorei mesmo. E o nosso acinzentado dizendo que também amava ele...

Uma coisa que eu queria dizer, é que eu sempre sinto como se estivesse lendo um livro quando leio Grisâtre. É sério. Eu amo demais essa história, e ainda tenho esperanças de que ela seja muito reconhecida, a ponto de você escrever um livro... Talvez eu esteja sonhando alto, mas a gente finge, né?

Enfim, te amo muito, e obrigada por nos emocionar com mais um capítulo dessa fanfic linda. ❤️❤️❤️🤧
Postado por FckinFlawless
Capítulo 6 - Ma mémoire sale
Usuário: FckinFlawless
Usuário
Ok, tenho q respirar antes de começar a escrever Kkkkkk
Vou confessar q eu tava com um pouco de medo de ler essa história, eu não sou a maior fã de angst e pelo oq vc posta no twitter eu fiquei bastante receosa, eu tinha salvado ela há muito tempo, porém, com todo mundo falando o quão boa ela era e bom, é vc qm tá escrevendo, eu decidi dar uma chance e, sendo sincera com vc, eu to me sentindo muito idiota por ter demorado tanto pra começar a ler
A história é tão incrível, a sua escrita é maravilhosa, cada detalhe q vc coloca, o francês, a forma como vc descreve a França (nunca foi o país q eu gostaria de conhecer, mas por sua causa eu comecei a me interessar bastante) é tudo tão lindo, tão bem escrito q eu consigo sentir oq os personagens sentem, a ansiedade, o medo, tudo mesmo e isso me deixou extremamente encantada
Eu amo ler, de um jeito q eu não consigo passar um dia sem ler pelo menos um poema q eu achei por aí, e tenho uma necessidade de estar sempre lendo algo diferente, mas essa história me deu a sensação de q eu poderia ler só ela pelo resto da minha vida e eu estaria super satisfeita, tanto q eu já reli umas duas vezes antes de vir comentar Kkkkk
Por mais q eu tenha escrito bastante aqui, eu não sei muito bem oq falar pra conseguir me expressar totalmente, acho q não importa o quanto eu fale como está maravilhosa, incrível ou qualquer outro sinônimo, não vai parecer o suficiente
Essa história mexeu muito comigo (eu já estou sofrendo pelo oq eu ainda vou sofrer Kkkkk) e eu queria q vc soubesse disso
Bom, acho q ficou muito grande né?? Vou acabar por aqui, eu estou quase surtando pelo próximo capítulo
Bjoss meu amor ❤❤❤
Postado por undertherain
Capítulo 4 - La pluie
Usuário: undertherain
Usuário
Durante a primeira cena, meu coração parecia um solo de bateria, rápido e potente, enquanto eu soltava alguns barulhinhos esquisitos pela boca. Eu não estava esperando. Mesmo com certa áurea erótica, eu só conseguia enxergar a parte mais adorável e sentimental que aquele momento carregava. E ter um gato como Coquin brincando com as minhas calças, bem, me ajudavam bastante em sentir a cena, ao invés de imaginá-la. Foi uma experiência única.
Eu nunca vou me cansar de dizer o quão mágica é sua narrativa. É literalmente um passaporte, uma viajem gratuita; enquanto leio, sinto todo o clima, as cores, a áurea. Não estou em meu quarto, sentindo calor e dividindo a cama com um gato inquieto. E muito menos estou em Paris; por alguns minutos, eu sou Paris, fria e observadora. Apenas assistindo de perto uma das histórias que discorrem em mim. Não sei se essa foi sua intenção, mas... Foi o que eu senti. Foi o efeito que teve em mim. E é tão bom...
E o jeito sutil que você expressa os sentimentos dos personagens... Eu adoro isso. Como Sehun se importa com o Laporte... Como Baekhyun se importa com D'Aspremont... É muito bonito. Meu coração fica todo molenga.
Eu já me apaixonei pelo Junmyeon e estou curiosíssima sobre ele e Jongdae. Ainda mais porque o Jun também é ace e... Como você, sou sedenta por representatividade. E vinda de você, ainda! Com sua narrativa mágica! Mal posso esperar por isso :) (Ainda mais que Suchen é um dos meus casais favoritos, então... É a receita pra me conquistar.)
Quando Laporte apareceu na varanda... Ah, eu segurei o meu grito. Mordi a minha língua, pra não acordar ninguém, porque internamente eu estava em pane. Com aquele bilhete, o ambiente... Não prestou. Sua ambientação é tão, tão boa... A forma como a cena discorreu num todo... Me senti tão confortável, sério. Eu quase peguei no sono de tão aconchegante que foi "viver" a cena - a curiosidade e o gato inquieto me arranhando e pedindo atenção desesperadamente, me impediram.
Enfim, novamente, você aqueceu meu coração. Desculpe a demora, porque eu ando tendo dificuldade pra me concentrar nas coisas... Saudade de quando eu conseguia ler por uma madrugada inteira. Sem me perder. Obrigado por escrever algo tão mágico e por disponibilizar isso pra gente. É uma experiência maravilhosa ler o que você faz.
Muito obrigado, sério.
Postado por In52
Capítulo 2 - Cette journée
Usuário: In52
Usuário
Esse capítulo deixou meu coração quentinho. Eu li ele duas vezes, de madrugada e agora de tarde, pois senti que deixei muita coisa passar por estar com sono.
Eu já disse que amo como você usa as cores para descrever ambientes e sentimentos? É lindo, de verdade. Eu sou muito apegada a significados e sempre relaciono cores com pessoas que conheço, e acho que o cinza foi muito bem usado aqui, trouxe uma áurea melancólica e confortável. É interessante também como o Baekhyun sente em relação a essa cor, parece que o deixa confuso, pois representa tudo o que ele não gosta mas mesmo assim o atrai.
Eu me sinto tão inserida na estória que quando acabou me deixou pensativa e com um leve vazio, mesmo sabendo que outro capítulo me espera. Parte disso vem da descrição do ambiente, é tão precisa e escrita de maneira tão cativante e inteligente que deixa de ser apenas um cenário e passa a ser um personagem(???). Lembro de ter sentido isso quando li "A menina que roubava livros".
E sobre o Sehun, eu me identifiquei bastante com ele. Ser pressionada pela família é sufocante demais, gera insegurança e medo de ser quem você é. Acredito que esse seja um dos piores medos, porque mata aos poucos a essência da pessoa. E ele parece tão sozinho..
Gosto de observar como a solidão de um parece chamar a do outro. Eu não sou muito fã de relacionamentos românticos, então é difícil para eu comentar sobre essa parte, mas incrivelmente em nenhum momento me incomodou. Pelo contrário, eu gostei da forma que o beijo foi desenvolvido e do crescente sentimento entre eles.
E obrigada pelos detalhes da descrição tão bem colocados. Sério, coisas super simples como o Sehun levantando do banquinho e tendo o rosto banhado na luz amarelada do poste é uma cena que ficou gravada na minha mente, porque precede um momento importante.
Mais uma vez não sei exatamente como falar do Laporte... Complexo demais, sentindo demais, pensando demais. Eu fiquei um pouco desesperada ao me colocar no lugar dele na cena do bar. Me deu muita vontade de cuidar dele, mas o Sehun já fez isso mesmo tendo sido muito xingado.
Eu tenho muita coisa para falar do Baekhyun mas isso já está enorme kk desculpa.