História Grown Child (NAMJIN) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Chanbaek, Jikook, Jin!bottonn, Jin!uke, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Markson, Namjin, Namjoon!seme, Namjoon!top, Sope, Taegi, Taeyoonseok, Vhope, Vsuga, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 26
Palavras 1.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá queridas pessoas!
Turu paum?
Brotou uma ideia na minha mente e puff, escrevi.

Eu não costumo ter datas para postar capítulos, mas vou tentar me organizar.

Me perdoe pro minha escrita, ainda estou aperfeiçoando-a, mas é meio difícil com tanta preguiça -q

A história irá ser sobre o casal Namjin, yaoi (homemXhomem) caso não goste da categoria peço que se retire, e quem gosta, gosta, acabou.

7-7

Bem, espero que gostem, nunca escrevi sobre Namjin, e tecnicamente é a minha primeira fanfic desta conta, então, as honras!

Capítulo 1 - Prólogo.


- Saia daí agora mesmo Seokjin! - a mulher gritou apavorada, cerrando sua mão em um punho na intenção de se acalmar.

O garoto ignorou o pedido de sua mãe e correu para fora da casa, a fim de conseguir fugir do braços dessa má pessoa.

Correu pela calçada, a chuva batia contra sua pele clara, seus cabelos castanhos estavam grudados em sua testa, lágrimas saiam de seus olhos escorrendo por sua bochecha que estava em um tom rosado por causa do frio que fazia naquela noite.

Juntou suas mãos para tentar se aquecer, falhando miseravelmente, olhou ao redor a procura de algum lugar que pudesse ficar para dormir, não voltaria para casa, não depois de tudo o que passou.

A rua já estava vazia, as lojas fechadas, as casas apagadas, só os postes iluminavam seu caminho, entrou dentro de um pequeno beco, encontrando uma pequena caixa de papelão, caminhou até o objeto, sentou-se no mesmo, enconstou suas costas na parede fria e gélida que estava atrás de si, abraçou suas pequenas pernas tentando aquecer-se.

Seokjin mordeu seu lábio inferior demonstrando frustração, fechou seus olhos com força ao sentir mais lágrimas saírem de seus olhos.

Soltou soluços baixos e roucos, não aguentava mais aquela vida, por que tinha que sofrer tanto? Havia feito algo de errado para seus país lhe odiassem tanto assim?

Ouviu passos, o barulho dos sapatos no chão se aproximaram de si, não quis abrir os olhos, pois achava que seria sua mãe que veio gritar e machuca-lo.

- Garoto? - Uma voz rouca lhe chamou, era homem, sentiu o mesmo agachar-se em sua frente e cutucar seus largos ombros - Tá vivo? - Perguntou o desconhecido,  passando a mão na cabeça de Seok, que se encolheu com tal ato - Hey, calma, eu não vou te machucar.

Jin abriu seus olhos, encontrando um par de olhos negros lhe encarando com uma certa preocupação, ele possuía cabelos loiros e tinha uma pele clara, suas roupas estavam um pouco molhadas por causa da chuva, mas não tanto quanto as de Seok.

- Cadê seus pais? - perguntou o homem sentando ao lado da caixa de papelão, apoiando suas costas na parede do beco, ele agora tinha um semblante calmo, olhava para o pequeno garoto curioso, por que ele estaria ali há essa hora?

- Eu... Fugi de casa - falou pausadamente, limpando suas lágrimas com as costas de sua mão, respirou fundo tentando acalmar-se, e continuou - M-meus país me tratam como se eu fosse um... Cachorro, e-eu não quero apanhar deles de n-novo.

O homem ao seu lado arregalou os olhos desesperado, aproximou-se mais do pequeno e passou suas mãos grandes nos finos e macios cabelos para tentar acalma-lo.

Suspirou pesadamente e sorriu.

- Ei garoto, tá com fome? - Seokjin assentiu parando de chorar, enxugou suas lágrimas com as mãos e olhou para o loiro que agora estava agachado há sua frente - Que tal irmos pra minha casa, huh? Você me conta mais sobre isso, e depois resolvemos, certo?

Jin assentiu novamente, se levantando com a ajuda do homem. Assim que se levantaram percebeu, eles não haviam tanta diferença de altura, só era alguns centímetros mais baixo, mas mesmo assim, o homem não deixava de ser alto.

- Ah, antes que me chame de estranho, me chamo Namjoon - sorriu assim que terminou de falar andando em direção a calçada, sendo acompanhado do garoto estranho - E o seu nome, como é?

- Seokjin - falou sorrindo timidamente, seguindo o mais velho que andava em direção ao único carro que estava na rua, Namjoon parou de andar e colocou suas mãos no bolso, procurando suas chaves, pegou-as e abriu o carro.

A chuva ainda caia, mas com menos intensidade, só se ouvia o barulho do carro, as lâmpadas nas ruas piscavam por serem antigas, deixando o cenário um pouco mais assustador.

Namjoon sentou-se a frente do volante e abriu a porta do banco do passageiro, para que Seokjin entra-se no carro.

Jin acomodou-se quando já estava dentro do automóvel, fechou a porta com delicadeza e respirou fundo, tentando se acalmar.

Olhou para o lado e Namjoon lhe encarava, já com as mãos no volante, porém o carro não estava ligado.

- Quantos anos você têm? - perguntou com receio, Seokjin era belo, tinha a aparência de um lindo adolescente.

- 19 - respondeu, lambendo seus lábios para umidece-los, seus olhos foram em direção a estrada, se sentiu incomodado com o olhar pesado de Namjoon.

O citado a cima suspirou aliviado, ligou o carro e deu partida, dirigindo em direção - provavelmente - á sua casa.

- Tenho 24, ah, faz faculdade de que? - perguntou tentando puxar assunto, queria que o mais novo confiasse em si para que mais tarde, lhe contasse o motivo de estar em um beco escuro á altas horas da madrugada.

- Não fasso, não tenho dinheiro o suficiente pra pagar - falou dando de ombros, juntou suas mãos tentando se aquecer, Namjoon percebendo o ato ligou o aquecedor - Obrigado.

-De nada, mas, e seus pais? Não podem pagar? - falou enquanto dirigia, apertou o volante com força ao ouvir um "não" como resposta - Por quê?

- Meus país até que podem pagar, mas... - o garoto suspirou mordendo seus lábios roxos com força, virou seu rosto admirando a vista dos variados prédios e lojas - Só que eles dizem que se eu quiser estudar, eu que vou pagar.

- Que horrível - falou a fim, o caminho inteiro foi em silêncio, Seokjin não desgrudava seus olhos da janela do carro, e Namjoon tentou focar seus olhos na estrada, mas vez ou outra acaba-va por se pegar olhando o mais novo.

Parou o carro em frente a uma grande casa de cor amarelada, o jardim era bonito, havia variados tipos de flores, a cerca branca em volta da casa deixava-a mais alegre.

Desligou o carro e saiu do automóvel, sendo seguido por Seokjin, que olhava para o chão a todo momento.

Trancou o carro e caminhou até o pequeno portão que ficava em volta da casa, abriu-o e entrou no pequeno jardim. Esperou que Jin estrasse e fechou o portão, logo voltando a caminhar.

Namjoon estava nervoso, o que seus pais achariam? Estava tarde, e ainda por cima estava levando um desconhecido para casa, balançou a cabeça tentando tirar esses pensamentos de sua cabeça.

Destrancou a porta de entrada e abriu-a para que passassem, Seokjin levantou seu olhar para a casa assim que entrou dentro dela, era bonita, não podia discordar.

Namjoon acendeu o interruptor, fazendo com que a luz iluminasse a sala, pularam de susto ao ver um casal de homens sentados no sofá.

- Kim Namjoon - o homem mais baixo se levantou, estava com olheiras bem visíveis abaixo dos olhos, suas sombrancelhas estavam franzidas dando o ar de que ele estava estressado - Aonde você estava meu filho?


Notas Finais


Bem, se leu até aqui é por que gostou certo? Bem, eu não sei, a decisão é sua JAJA.

A capa da fanfic foi feita por mim, desculpe se está feia, não sou boa com edições.
- Nem com correções de texto, por que dá uma preguiça -

Passei a noite toda pensando em como escrever o capítulo, e comparado a minhas antigas fanfics, está bom pra mim, por que cara, elas eram horríveis - dá até vergonha de falar ///.-

Espero que tenham gostado! Não tenho data confirmada para postar o primeiro capítulo, vou tentar fazer ele grande, então acho que vai demorar um pouco.

❤ Bye ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...