História Guarda costas - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Damon Salvatore, Elena Gilbert
Tags Amor, Delena, Drama, Ódio, Romance, Segurança, The Vampire Diaries
Visualizações 193
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeeeeeeeeee me perdoa eu demorei quase 2 meses pra continuar essa história mas eu tenho um motivo eu fiquei muito tumultuada teve a mudança na vdd eu me mudei duas vezes e essa já é a segunda vez nesses dois meses nossa tá tudo uma bagunça me perdoem mesmo pela demora eu me esforcei pra postar hj espero que gostem

Capítulo 36 - Change


P.O.V Elena

Acordei sentindo minha cabeça doer e olhei ao meu redor finalmente percebendo "cadê o Damon?" estava apavorada olhando pra todos os lados até que percebo que tem um papel na minha mão — seguro o papel e levanto sentindo meu corpo doer até que começo a ler e sinto minhas mãos tremerem

 "Você está sem proteção querida aguarde o nosso próximo encontro eu garanto que será inesquecivel - Silas"

— Não pode ser! Ele levou o Damon — digo sentindo minhas mãos tremerem e as lágrimas rolarem em meus olhos, Eu preciso ligar pro meu tio, penso tirando meu celular do bolso e ligando pra Alaric imediatamente ele me atende

— Alô? Elena a onde você se meteu menina?! — diz Alaric

— Alaric não é hora pra isso o Damon tá correndo perigo — digo

— Como?? — diz Alaric sem entender

— O Damon ele foi sequestrado pelo Silas — digo

— Quem é Silas? — diz Alaric

— Alaric não dá pra eu explicar por telefone você precisa vir pra New Orleans eu vou te passar o endereço da onde eu to — digo observando a rua vazia 

— Está bem me fala que eu anoto — diz Alaric, passo o endereço pra Alaric — Eu já estou indo pra ai com a Katherine

— Está bem por favor andem logo — digo com a voz embargada por estar chorando em seguida Alaric desliga e eu mexo no celular e vejo uma foto minha com Damon ele estava me abraçando e eu estava de cara feia lembro que meu pai tirou essa foto e as lágrimas caem mais ainda depois eu acabo sentando na rua encarando aquele bilhete eu sentia um medo me invadir ai meu Deus tomare que não aconteça nada de ruim com o Damon, sinto meu coração apertar, Se algo acontecer com ele eu nem sei o que pode acontecer eu já perdi o meu pai e muitas outras pessoas já morreram e a única coisa que me sobrou foi ele... volto a encarar a nossa foto e acabo sorrindo fraco em meio as lágrimas você já me protegeu tanto segurou as suas lágrimas pra que eu pudesse soltar as minhas lágrimas foi forte por mim aguentou toda a pressão por mim e pelo meu pai mesmo eu sendo mimada e teimosa você nunca desistiu de mim, passo o dedo na foto, Eu te amo tanto Damon que as vezes acho que eu devo te proteger e eu vou fazer isso, eu vou te encontrar de novo eu prometo

P.O.V Silas

Chego na mansão Salvatore na verdade isso aqui é mais como um esconderijo meu pai vai adorar saber o que eu trouxe — penso saindo do carro e abrindo o porta malas vejo Damon abrir os olhos e pude ver nos olhos dele toda sua fúria puxo ele arranco ele do porta malas

— Nem adianta me olhar assim — digo com deboche puxando ele até a mansão ele parecia estar observando o local abro a porta e o jogo no chão do salão e pude ver ele resmungar mesmo com a fita na boca e arranco a fita fazendo ele gritar

— Ai — grita Damon e ele parecia olhar ao redor — A onde eu estou? seu idiota — grita Damon

— Calma irmãozinho não se exalte — dou um sorriso cinico enquanto ele me encara com raiva 

— Você vai ver quando eu me soltar daqui eu vou fazer você se arrepender de ter nascido — grita Damon e eu dou risada

— Não tenho medo de você Damon apesar de você ser o mais velho você não é o melhor de nós — rebato me encostando na parede a mansão estava com as luzes desligadas e só um abajur de luz fraca estava iluminando tudo

— Trouxe o que eu te pedi? — ouvimos uma voz autoritária e Damon parecia encarar as escadas até que vimos alguém descer

— Mas é claro papai — sorrio fraco até que vi a expressão de Damon mudar totalmente ele parecia estar com muito ódio

— Seu desgraçado — grita Damon

— Você fala assim com seu pai? Deveria ter mais consideração comigo Damon — diz Giuseppe sarcastico chegando perto de Damon

— Você não merece consideração nenhuma eu tenho nojo de você e você não é meu pai porque pai é quem cria,cuida,ama e abençoa — diz Damon

— Ah é? Eu posso não ter te dado tudo isso mas você me deve a vida Damon você tem o meu sangue então sim eu sou o seu pai e você me deve respeito — diz Giuseppe,observo os dois

— Respeito? — Damon ri — Como eu vou respeitar um bandido mal carater? E que ainda se diz meu pai porque pra mim você não passa de um lixo posso até ter o seu sangue mas eu não sou como você — diz Damon e senti um ódio me invadir socando Damon

— Respeite o nosso pai ele não é o bandido mal carater quem não presta é a sua mãe — grito

— Não fala da minha mãe — grita Damon e Giuseppe suspirava tentando ter paciência

— Bom Damon eu já adivinhava que você não iria colaborar então não temos opção Dr. Luke — diz Giuseppe e vimos um homem vestido de médico

— Quem é ele pai? — digo

— Já vou explicar Silas ele é um médico e trabalha pra mim você se lembra do assassinato da Doutora Meredith Fell? — diz Giuseppe

— Sim, Me lembro um dos seus homens matou ela a facadas — digo

— Sim, Ela criou um projeto muito importante — diz Giuseppe tirando um frasco do bolso dando ao Dr. Luke que estava com uma siringa ele colocou o liquido na siringa e Damon observava tudo atento 

— O que vocês vão fazer comigo? — diz Damon confuso encarando a siringa

— Calma filho — diz Giuseppe

— Não me chama de filho — grita Damon e Giuseppe revira os olhos 

— Homens — diz Giuseppe chamando uns homens — Segurem o Damon — ordena Giuseppe e imediatamente os capangas de meu pai pegam o braço de cada lado de Damon

— O que vão fazer comigo??? — grita Damon tentando se debater

— Luke use a siringa no Damon — diz Giuseppe e observo

— Pai me explica que projeto é esse? — digo

— É um projeto importante tem a ver com o fato das pessoas perderem a memória por exemplo ele é usado nas pessoas que tem alzheimer que esquecem tudo com o tempo é uma doença incuravel mas a Meredith achou um jeito de anestesiar a doença esse liquido que vamos usar no Damon fará com que ele fique do nosso lado mesmo que ele não tenha alzheimer ele vai esquecer tudo sobre o John,Elena e etc... Na verdade quando a siringa for usada nele as memórias dele vão se perder mas elas podem voltar se ele parar de tomar o medicamento ele pode ser ingerido atraves de uma bebida ou uma siringa eu preferi siringa porque seu irmão é muito teimoso ele não iria beber por vontade própria — diz Giuseppe

— Tá mas como ele ficará do nosso lado? Eu ainda não entendi isso — digo

— Isso nunca — grita Damon se debatendo mas Luke coloca a siringa em Damon — Não — grita Damon tentando reagir e Giuseppe ri

— Tarde demais Damon — diz Giuseppe e observamos Damon desmaiar — Levem ele e Luke termine o processo do medicamento 

— Certo Sr. Giuseppe — diz Luke saindo sendo seguido pelos homens que carregavam Damon

— Pai poderia responder a minha pergunta? Como faremos o Damon ficar do nosso lado? Mesmo que ele esqueça tudo? — digo

— O Luke além de médico também é bom em hipnose na verdade é quase uma hipnose é um tratamento que envolve hipnose depois do liquido ingerido o Damon vai acordar sem lembrar de nada e o Luke vai entrar na mente dele e colocar memórias falsas ele vai te considerar um irmão o melhor amigo dele e o respeito que ele tinha pelo John passará a ter por mim e assim colocaremos ele contra os fundadores e eu duvido que eles venham reagir contra nós agora temos uma grande arma contra eles — diz Giuseppe sorrindo e eu sorri

— Tem razão pai mesmo que seja de um jeito torto nós seremos uma familia eu vou fazer um esforço pra fingir que sou amigo do Damon pra podermos recuperar tudo o que era nosso por direito e iremos destruir os Gilbert e os fundadores — digo sorrindo fraco abraçando meu pai e ele retribui o abraço

— Esse é meu menino um dia você irá herdar tudo isso e não deixe ninguém roubar nada do que é seu filho — diz Giuseppe

— Não mesmo depois de ter sido abandonado pela minha mãe eu não vou deixar mais que ninguém me humilhe da forma que ela fez — digo com ódio — E quem vai pagar por tudo isso é o miseravel do Stefan — digo com ódio vendo meu pai sorrir

— Tudo a seu tempo Silas — diz Giuseppe virando as costas e cerro os punhos tomare que ele morra aos poucos naquele hospital

P.O.V Elena

Eu esperei por muitos minutos até que vi o carro do Alaric chegar depois disso vi minha irmã saindo correndo pra me abraçar — Katherine me abraça e eu retribuo

— Katherine — digo chorando — O Damon ele... 

— Calma vai ficar tudo bem eu te prometo — diz Katherine naquele momento a segurança que a Katherine me passou me fez ficar forte eu vou encontrar o Damon de novo...


Notas Finais


Gente me perdoa mesmo pela demora realmente não teve como eu continuar com as mudanças que teve nesses dois meses então me perdoem eu prometo que não vou abandonar essa história me incentivem a continuar comentando muito <3 obrigadaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...