1. Spirit Fanfics >
  2. Guardians - Jikook (Hiatus) >
  3. Chapter eight.

História Guardians - Jikook (Hiatus) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


⏩ CAPÍTULO NÃO BETADO E NÃO REVISADO.

Capítulo 10 - Chapter eight.


Fanfic / Fanfiction Guardians - Jikook (Hiatus) - Capítulo 10 - Chapter eight.

Namjoon ergueu sua espada no ar querendo acertar o adversário, porem o mais novo foi mais rápido e impediu seu ataque com o objeto semelhante ao seu, para logo em seguida levar seu pé esquerdo ate seu estomago e lhe dar um chute forte, fazendo o corpo de o Kim cair pra trás e arrastar o gramado junto consigo, acabando por destruir ainda mais o jardim dos fundos.

Naquela altura, não se preocupavam mais se o jardim iria ser destruído ou não, ou que mais tarde iriam tentar concertar tudo. Com o passar dos dias, suas mentes estavam focadas em outras coisas e talvez seja por isso que se encontravam mais treinando do que de fato interagindo. Colocavam na espada todos os seus problemas e preocupações, suas aflições e seus medos. Era uma espécie de ritual que por mais destruidor que parecesse, esvaziava toda a negatividade que tinham em seus interiores. Depois de saberem dos sonhos de Yoongi, da sétima jóia e um futuro onde morreriam, passaram a exercer treinamentos mais pesados afim de que, quem sabe, impedir que o universo fosse destruído.

Mas apesar de tudo, também sabiam que Yoongi dera muitas viagens no tempo e que nenhuma delas mostrava uma alternativa, escapatória para aquele futuro tão assustador. Tinham ciência que tudo que começa, termina. Mas porque tinha que acabar daquele jeito? Porque Nêmesis não parecia querer colaborar? Namjoon suspeitava que ela já soubesse de tudo o que iria acontecer e esperava do fundo de seu coração que ela aparecesse e lhe explicasse o motivo de tudo isso.

Seokjin chegou atrás do Jeon quando o mesmo estava ocupado com Hoseok, golpeando sua costela e dando uma rasteira em suas pernas, derrubando o Jeon. Porem no mesmo segundo que foi para o chão, levantou-se e derrubou os dois mais velhos que ainda poderiam ganhar aquela competição contra Jungkook.

Ele tinha ganhado. De novo.

Com os treinamentos mais pesados e freqüentes, conhecer melhor o mais novo foi ate que fácil. Acreditavam que ele, como filho do universo, possuía tantas habilidades quanto eles e poderia fazer as coisas que eles, como portadores, faziam. Era espetacular e exocrínica a forma que ele lutava e desenhos apareciam em si. Talvez, fosse um sinal físico indicando que ele não era qualquer um. Jungkook era filho do universo e aos poucos reconhecia isso.

Os Guardiões, uma vez no chão, não se deram o trabalho de levantar, estavam cansados pelas horas naquele treinamento, e já bastava o jardim destruído. Não duvidariam que pudessem destruir o próprio planeta para vencer Jungkook, porque pqp, o muleque tava ficando cada vez melhor e mais forte.

Namjoon estava certo quando suspeitou que Jeon possuísse algo dentro de si que o fazia ser bom em tudo que fazia. Já fazia algumas semanas que estavam naquele treinamento, onde tentavam explorar todas as habilidades do mais novo do grupo. Enganaram-se aqueles que pensaram que ele não iria os vencer tão facilmente e em menos de um ano de treinamento. E quem pensou isso, estava pagando a própria língua. Por mais que os treinamentos não fossem muitos ou que não ensinaram muito para Jungkook, ele era malditamente bom acabava por deixar os seus hyungs cansados e o jardim ainda mais destruído.

Ainda não sabiam ao certo o que Jungkook era ou do que ele é capaz de fazer, porem não duvidavam que ele era forte, rápido e inteligente. Yoongi já tinha em mente que na próxima missão que precisasse lutar, colocaria Jungkook em seu lugar enquanto iria descansar.

Já Jimin, como um bom namorado apaixonado que era, estava orgulhoso do Jeon estar se saindo bem nos treinamentos. Claro, Jeon sabia que tinha o Park na palma de suas mãos, sendo assim, bastou lhe dar um beijo para que ganhasse do mesmo.

Jimin foi o primeiro a perder, para falar a verdade. Porque como dito, era um caidinho por Jeon Jungkook.

- Esse garoto vai nos matar qualquer dia desses. Se vocês dormirem e não acordarem, já sabe quem foi. – Jin brincou ainda caído no chão, levando os outros a rirem também, e não foi do que tinha dito.

- Podemos colocar ele no nosso lugar e nos aposentar, o que acham disso? – Hoseok comentou entrando na brincadeira. – Soube que na Terra tem umas ilhas ótimas para passamos as férias. Deixamos as pedras guardadas, nos aposentamos e deixamos o piralho no comando.

- Ate que não é uma idéia. – Namjoon comentou, pensando em realmente fazer isso.

- Eu não acho. – Jungkook respondeu, atraindo a atenção de todos. Mesmo sabendo que era brincadeira, Jungkook sentiu que não era o certo a se fazer, como se ele já tivesse um papel naquele grupo. Não sabia explicar, aquele sentimento estava ali já fazia alguns dias e por mais que não fosse incomodo, não conseguia dizer o que sentia a ninguém. Nem mesmo a Jimin, que era seu namorado. – Eu já sei o que eu quero, e com certeza, não é ficar no lugar de vocês. – fez careta. Aquela idéia não lhe agradava. Gostava de pensar que ele já tinha um papel naquele mundo, apesar de ainda não saber qual.

- Você é mais forte e rápido que todos nos juntos, vai ser moleza, cara. – Hoseok continuou brincando, percebendo que o mais novo não tinha de fato se incomodado com a brincadeira. Ate porque, não eram eles quando decidiam quem era os próximos portadores. – È, só por alguns meses, prometo que trago teu Jimin inteiro depois. – tentou bajular.

- E desde quando vocês decidem sobre isso? – uma voz perguntou entre eles. Olharam entre as arvores ainda intactas, onde um homem estava encostado no tronco de uma cerejeira, observando e ouvindo tudo o que estavam falando. Os guardiões, sabendo quem era aquele homem, se levantaram em segundo e se curvaram. Jungkook também se curvou e se perguntou quem era aquele rapaz para deixar todos os portadores tensos e sérios de uma hora pra outra. – Em meio de um possível fim do mundo, vocês brincam que vão deixar seus postos. Acho que fui bem claro quando os ensinei que quem faz essas decisões as coisas aqui sou eu.

- Desculpe Senhor Nêmesis, estávamos apenas brincando um pouco. – se desculpou o líder. E a ouvir aquele nome em especifico, Jeon logo soube que o homem era o universo em forma humana.

- O que esta aguardando vocês não é brincadeira, Kim Namjoon. – repreendeu ele, olhando um por um nos olhos, até que chegou ao mais novo dos sete. – Você cresceu bastante desde que chegou aqui. Vejo que pelo nisso vocês não brincaram. – comentou, porem ninguém respondeu. – Vão se banhar, precisamos conversar.

[...]

- O que queria conversar conosco?

- Sobre a guerra. – respondeu ele. Estavam na mesma sala de reunião quando Aziza veio visitá-los. Tinham tomado banho e se vestido adequadamente para aquela conversa, afinal, não era qualquer pessoa que estaria os acompanhando naquele cômodo. - Yoongi certamente sonhou com o que vai acontecer, então presumo que também viajou no tempo para ver as possibilidades de salvar o universo. – começou a falar. -Para ser franco com vocês, eu não pretendo dar nenhuma chance a isso. Já estava decido o que iria acontecer desde que eu criei as jóias, mas coisas seguiram por um rumo que nem eu mesmo pude evitar. Mas acima de tudo, eu amo minhas criações e seria injusto eu acabar com tudo sem dar uma chance a vocês. Inclusive a você, Jungkook. – continuou, atraindo a atenção de cada um naquela sala. Junghee não estava presente, possivelmente estaria mais distante da casa para que não se juntasse ao resto dos escombros que ficavam após treinarem por horas. - Cada um de vocês tem algo que me leva a ter esperança que um dia, tudo irá se resolver e vamos ter a tão sonhada paz. Porem, as coisas têm desandado tão rapidamente que até mesmo o futuro é incerto pra mim. Se tentar ver o que vai acontecer, vamos ter duas respostas, uma eliminação de toda a galáxia, e uma visão onde só se enxerga a cor branca.

- O que isso significa?

- Significa que vocês têm apenas uma chance entre quinze mil para salvar o universo. Estou dando essa chance a vocês porque sei que não aceitaram quando souberam o que os aguardava.

- Quando diz vocês, porque eu estou incluso nisso? Não sou um guardião. – Jungkook perguntou.

- Mas é meu filho e portador da sétima jóia. – revelou de uma vez, deixando todos chocados e calados. Percebendo o que falou, Nêmesis suspirou. Não foi daquela maneira que planejou revelar sobre Ego.

- Como?

- Ego foi guardado por mim porque eu sabia que Junghee iria vir me pedir um filho em troca de qualquer coisa. Eu sabia o que iria acontecer, então vi uma ótima oportunidade de salvar a minha criação. Eu não posso evitar isso, e mesmo que pudesse, não conseguiria, é o destino escrito para todos nós. – respondeu com um tom melancólico, onde dava a entender que a dor que sentiam com o futuro também doía nele, afinal, ele que criou tudo que existia. - Além de que, ela precisa de um portador e nada melhor do meu próprio filho carregá-la, certo?

- Então, no lugar do coração...

- Está à jóia. Exatamente! Vocês, portadores, guardam a jóia no lado direito do peito, enquanto o coração fica no esquerdo. Entretanto Jungkook tem a jóia no lugar do coração, no peito esquerdo. E como Ego não é um órgão, ele não faz os movimentos normais de um coração, apesar de ter a mesma função de um. – explicou, acabando qualquer duvida sobre aquele assunto. Já que em suas mentes, Nêmesis enviou todas as informações que precisavam saber, esclarecendo todo o questionamento que tinham. Ego a jóia mais poderosa das seis, estava no lugar do coração do filho do universo. Ou seja, Jungkook era muito mais poderoso e forte do que imaginavam. - Só que eu não vim aqui pra isso, já sabem de tudo o que aconteceu e respondi suas duvidas, mas por agora, precisamos focar no futuro do Universo. Vocês tem o poder necessário para isso e espero que não percam essa chance, pois não haverá outra.

- O que devemos fazer?

- Os três reis responsáveis por aquelas explosões seguem um superior chamado Megatron. Seu nome verdadeiro é Zhang Yixing e ele quer vingança depois de perder sua família e planeta para o completo metal e sumir em pó pelo espaço. Ele conseguiu convencer os três reis a procurarem um exercito grande para começar uma guerra contra vocês e conseguirem todo o poder possível. Ou seja, as jóias. E como sabem, algumas jóias podem ser possuídas com um simples sacrifício, e como vocês carregam elas dentro de si, preciso que escondam elas, ou tudo que tentarem fazer será em vão.

- Mas se escondermos é bem capaz deles a encontrarem também.

- Vocês vão me dar a seis jóias e eu irei enviá-las para diferentes lugares da galáxia. Porque eles viram atrás da jóia e sabem que vão conseguir caso matem vocês ou com um sacrifício. E como não vão estar com as jóias, ainda ira existir uma chance de salvar o nosso futuro. Irão continuar tendo os poderes mesmo que não estejam com a pedras em vocês, então não se preocupem caso eles apareçam.

- E o que vamos fazer depois?

- Vão continuar com suas obrigações e sabendo que elas estão seguras. Se estiverem com elas, é bem capaz do universo desaparecer mais rápido do que esperam. Se não fizerem o que eu surgiro, estarão dando a eles a vitoria e a destruição. E não vou impedi-los.

- Porque esta fazendo isso, Nêmesis?- Namjoon questionou indignado. Concordava com o que seu superior sugeriu porem não entendia o que o motivava a ter aquela convicção de um futuro inexistente. - Irá morrer e fala como se fosse à coisa mais normal do mundo.

- È como uma metáfora, Kim. – respondeu ignorando o tom do mais novo. Entendia o que sentia e não o julgava. Por saber o que eles sentiam pela galáxia, permitia dar uma chance a eles. Nêmesis sabia que não tinha controle sobre tudo os esperava, mas podia convencê-los a lutarem para salvar a galáxia e ele sabia disso. Sabia que eles tentariam e sabia que eles dariam tudo de si para proteger a galáxia. Eles tinham tudo em mãos, agora apenas restava eles seguirem a vida com maestria e muito foco e determinação. As coisas não seriam nada fáceis dali em diante. - Você da vida aqueles que te matam, mas não da o poder de te matarem. Eu sei que vocês são capazes de impedir que tudo isso acabe, então vou confiar em vocês.

- Mas o senhor...

- Eu sei o que estou fazendo, Kim. Não se preocupe comigo, se preocupe com o futuro de vocês. – interrompeu. Sabia o que ele falaria e Namjoon precisava dizer isso a ele. Ele sabia muito bem.

- Como quiser. – respondeu apenas.

- As jóias serão escondidas a qualquer momento, nem irão sentir quando isso acontecer. – disse por fim antes de se levantar e se afastar da mesa, porem o questionamento de Jimin o fez parar antes mesmo de dar cinco passos completos.

- Mas e Jungkook? Ele não tem a jóia no lugar do coração?

- Como disse naquele dia, apenas o próprio Jungkook pode dizer quem ele é. Ele tem Ego como parte dele, e vai ser ele quem ira nos ajudar. – se virou para ir embora, mas em alguns passos, voltou pra trás novamente. – Estou contando com vocês para dar mais uma chance a todos. Não me decepcionem. – e saiu, deixando todos pensativos e apreensivos para trás.

O que seria deles dali em diante?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...