1. Spirit Fanfics >
  2. Guardians of the past >
  3. Prólogo

História Guardians of the past - Capítulo 1


Escrita por: e Deidara_Senpai5


Notas do Autor


Oi meus lindos, tudo bem? Estou hoje lançando o primeiro capítulo da história. Ela será focada em cada personagem, essa por exemplo será focada em Lís ( a garota que tem o poder do ar). Ainda não tenho certeza, mas ao todo serão uns Dez capítulos da primeira saga e assim continuará com as outras seguidamente. Espero que gostem.

~ Boa leitura

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Guardians of the past - Capítulo 1 - Prólogo

A cidade permanecia num silêncio total.Às luzes dos postes de iluminação, clareavam as ruas desertas. Ouviam se apenas o barulho de cães latindo nos quintais das casas.

De repente um enorme barulho, ecoou no centro da cidade. Todo aquele silêncio de foi. E uma figura flamejante, riscou os céus da cidade.

No local da explosão, o Banco central para ser mais exato. Uma enorme quantidade de fumaça saía de lá de dentro. Era um assalto.

- Vamos logo com isso!- Disse, um dos assaltantes que estava de vigia.

- Calma aí cara, já tá quase tudo dentro do carro!- disse o outro, jogando às sacolas de dinheiro dentro do carro preto- Pronto!- fechou o porta-malas e correu até a porta do passageiro.- Já coloquei tudo!

- Ótimo!- disse o outro, que segurava um revólver- Vamos dar o fora daqui.

Ao todo era três assaltantes mascarados que estavam comentando o assalto ao banco.

Os dois últimos estavam se preparando para entrar no automóvel, enquanto o outro girava a chave do carro para dar partida e sair, até que uma voz ecoou de um beco próximo onde eles estavam.

- Aonde vocês pensam que vão?- Disse, a voz desconhecida.

Rapidamente os dois assaltantes que estavam fora do carro, sacaram suas armas, mirando na direção do beco de onde vinha a tal voz.

- Quem é você?- Esbravejou um dos assaltantes.

- Eu? - A mesma voz , disse num tom irônico- Sou seu maior pesadelo!

No mesmo instante, enormes ladaredas de fogo incendiaram o mesmo beco e um garoto com estatura baixa e de cabelos vermelhos como sangue, saiu em meio às chamas.

O ruivo avançou sobre um dos assaltantes que começou a atirar no mesmo, que recuou para trás desviando das balas.

- Se acalme Ramon...- Disse outro garoto surgindo do nada.- Devia ter mais paciência.- Disse fazendo uma enorme parede de asfalto, que usou como escudo para proteger os dois.

O garoto ruivo, que agora tinha o nome revelado, apenas revirou os olhos e se ficou nos assaltantes a sua frente.

- São apenas crianças...- disse ,um dos assaltantes, rindo ironicamente- A gente da um jeito neles rapidinho.

Ramon não perdeu tempo e saiu de trás do escudo feito de esfalto, mirando suas chamas no assaltante.

- QUE PORRA É ESSA?- disse o mesmo, se jogando no chão para tentar apagar o fogo que queimava suas roupas.

O outro assaltante que estava fora do carro recuou para trás e começou a atirar no garoto que havia feito a parede de esfalto.

- Tinha que atirar justo em mim?- falou,fazendo várias estacas de cimento, com chão da calçada.

O garoto então mirou no assaltante e as lançou na direção do mesmo que tentou correr,mas foi uma tentativa inútil. Logo ele já estava suspenso do chão, preso com às estacas que atravessaram suas roupas sem machucá-lo.

O outro que estava dentro do carro , ligou o automóvel e saiu, deixando os comparsas para trás, levando consigo todo o dinheiro que haviam roubado.

- Ele está fugindo!- Esbravejou Ramon.

- Deixem o outro comigo!- disse uma voz feminina, deslizando sobre o asfalto com a ajuda da água que saia de um hidrante ali próximo.

O assaltante olhou pelo retrovisor do carro e viu que uma enorme onda vinha atrás dele.

- Que merda é essa!- esbravejou com os olhos arregalados, enquanto toda aquela água se aproximava.

A garota que controlava a água, cercou todo o carro e fez com que ele ficasse totalmente inundado por dentro. O assaltante tentou abrir as portas do carro, mas todas estavam trancadas. Não demorou muito para que o mesmo ficasse sem ar.

Após perceber que o homem estava desacordado, ela esvaziou toda a água do carro e jogou o assaltante para fora do automóvel.

- Muito bem Anahí!- Disse o garoto de cabelos castanhos, caminhando até ela.

- Já conseguiu prender os outros?- perguntou, a garota de cabelos loiros.

- Sim, dei conta de um, enquanto o Ramon cuidou de outro!- apontou para o mesmo que vinha em sua direção, com uma cara nada boa.

- Qual é Zayn? Eu não pedi para que você me ajudasse!- Disse, o ruivo estremamente irritado.

- Queria ter levado um tiro por acaso, é? Se você tivesse sido baleado os assaltantes teriam fugido.- Zayn disse.

- Com o meu poder eu teria conseguido parar aquelas balas.- Ramon cruzou os braços.

- Com esse seu poder de fogo aí?- Zayn disse, debochado- Meu filho, aquelas balas teriam facilmente atravessado essas suas chaminhas de fogo aí- fez alguns gestos com a mão-Você tem chamas, não tem laser que nem o Superman para dissipar as balas, não meu camarada.

Ramon revirou os olhos e bufou.

- Quem aberrações são vocês?- Disse, o assaltante que Zayn tinha prendido na parede.- Vocês são monstros!

- Ah, você ainda tá acordado cara?- Zayn disse, fazendo um esfera de pedra e mirou na cabeça do assaltante que logo apagou.

- Vamos logo galera.- Disse Anahí devolvendo toda a água que havia usado, para dentro do hidrante novamente- Ainda temos que deixar esses assaltantes na delegacia.

- O Zayn dá conta disso.- Ramon falou caminhando- Ele não disse que o meu poder é fraco? Então ele que os leve.

- Hãm? Eu não vou carregar todos esses caras sozinhos.- o moreno reclamou.

- Ué? Sua terra não e boa?- o ruivo disse, ironicamente- Vai lá e faz um avião de pedra e carrega eles.

- Queria poder te ajudar meu amigo- Anahí disse colocando a mão sobre o ombro do rapaz.- Mas com o meu poder não serei de muita ajuda, aliás já seu a minha hora, tenho que ir. Tchauzinho!

- Aff...- resmungou- Você sempre vive falando isso...e sempre o trabalho pesado sobra para mim.




Notas Finais


Até a próxima
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...