História Guardião da Natureza - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane, Mitologia Brasileira, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Mitologia Nórdica, Mitologia Romana, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Anúbis, Carter Kane, Frank Zhang, Grover Underwood, Percy Jackson, Personagens Originais, Sadie Kane
Tags Annabeth Chase, Anúbis, Carter Kane, Cultivo, Deuses Romanos, Druidas, Fantasia, Grover, Lobisomens, Magia, Mundo Moderno, Osíris, Pan, Percy Jackson, Sadie Kane, Silvano
Visualizações 10
Palavras 2.625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Malz a demora.

Capítulo 7 - Trunfo especial


Fanfic / Fanfiction Guardião da Natureza - Capítulo 7 - Trunfo especial

Pov Alec:

Durante esses 6 meses, treinei junto de meus bebês em várias batalhas de vida ou morte nas masmorras. Por isso, mesmo que eu me cure, algumas cicatrizes ficaram pelo meu corpo, por causa do meu cultivo baixo.

Mas finalmente no mês final antes da competição, eu finalmente quebrei a barreira, e atingi o nivel 5 - Rei de batalha, que fez todos os meus animais subirem para o nível 6 - Imperador de batalha.

E como subi um nível, posso convocar um novo amigo. Mas eu queria que fosse um trunfo poderoso e especial, portanto comecei a pesquisar as lendas da região. E depois de procurar, achei um personagem com duas versões da lenda. A real e a infantil.

Mas se eu ia mesmo torná-lo meu companheiro de contrato, terei que ter um pouco de cuidado. Pois ele será minha primeira besta demoníaca, depois de todos as minhas 4 bestas espirituais.

Mas com o poder dele, terei um poderoso feiticeiro e um grande mestre alquimista. Terei que ir diretamente ao diretor para ver se ele tem algo que possa chamá-lo diretamente.

Depois das aulas, subi as escadas principais, cheio de retratos de florestas e bestas espirituais, sagradas e divinas, e cheguei no escritório do diretor. Bati na porta e entrei. Sentado atrás de uma mesa de madeira escura e envelhecido, um homem de meia idade aparentando uns 40 anos, com um corpo magro e atlético, com músculos magros e fortes aparecendo sob a roupa, pele negra que brilhava como uma pérola negra, e densos cabelos negros estilo rastafari amarrados atrás, junto de óculos de armação azul, vestindo uma simples camisa social branca e jeans pretos, olhou para mim, e fui encarado por olhos azuis eletricos que emanavam poder e pressão de um imperador do nível 6 no pico.

Pov diretor:

Hah, todo esse trabalho de escritório é uma tortura para mim. Logo eu, o grande summoner Zaki, por causa de um golpe de um inimigo, fiquei deficiente ao ponto de ter que me curar cuidando de uma academia, que nem estava indo bem das pernas por causa da falta de talento.

Mas felizmente, esse ano talvez minha escola tenha esperança de recuperar o título de santuário dos convocadores, com o calouro do primeiro ano, Alec Lightwood, reconhecido como príncipe de gelo, e a garota transferida do Egito, que pratica magia de divindade egípicia, para o ramo dos magos.

Todos esses anos, mantivemos apenas a reputação de mestres da cura fora as igrejas e domadores de feras, mas perdemos o título de mestres summoners para a Europa, e mestres alquimistas para a China, e aqueles malditos cultivadores psicopatas.

Enquanto assinava os papeis que pareciam não acabar nunca, ouvi uma batida na porta, e mandei entrar sem olhar. Quando vi que não falava nada, terminei de assinar o último documento e levantei a cabeça e fiquei surpreso ao encontrar meu cavalo negro, Alec Lightwood.

- Boa tarde Alec. Tem algo importante para falar comigo não é? Sente-se. [Eu disse com um sorriso, mas o garoto apenas assentiu com sua eterna paralisia facial e a frieza que lhe deu o apelido. Suspirei internamente. Quanta maldade fizeram com esse pobre menino, para seu ódio contra as pessoas o deixar nesse nivel de frieza e distanciamento?]

- Diretor Zaki, eu venho aqui, pois preciso de sua ajuda em algo. Como cheguei ao nível 5 hoje de manhã, eu quero convocar meu novo parceiro, mas dessa vez, quero um especial que é poderoso, mas um pouco problemático de invocar sem um catalizador especifico. [Alec disse enquanto olhava para mim ainda de rosto frio, mas eu conseguia ver uma leve expectativa em seu olhar.]

- Pois diga qual besta você deseja Alec, e o ajudarei a conseguir. [Hm, estranho ele vir pedir por uma besta especifica.]

- Enquanto eu procurava nas lendas locais da região, descobri um ser muito poderoso e travesso, que poderia ser um trunfo para o torneio e para mim no futuro. Será que o diretor teria como me ajudar a invocar a versão feiticeiro do Saci Perere? [Ouvi o pedido de Alec, e levei um choque. Esse menino perdeu o juizo? O saci da versão real da lenda é muito rebelde para ser domesticado. Geralmente, os alunos convocam ou domam jovens sacis da versão infantil que acabaram de nascer dos brotos de bambu na mata, mas esse menino quer invocar o saci na forma de um gênio da garrafa? Um ser brutal e maléfico que mata e tortura as vítimas até a morte?]

- Isso é muito perigoso Alec. Apesar do saci ser o símbolo do brasão da nossa escola, somente o fundador tinha força e talento suficiente para domar ou convocar o verdadeiro Saci. A versão ancestral do saci moderno, é uma besta demoníaca feroz e violenta, que apenas se submete ao mais poderoso. Se você não conseguir o respeito dele, mesmo sendo seu mestre ele pode quebrar o contrato de união e despedaçar você conjurando um tornado de lâminas. Você realmente quer isso? [Eu perguntei preocupado com o menino, mas pude ver uma forte determinação em seus olhos.]

- Sim, diretor. Como eu imagino que saiba, eu sou um meio elfo. Só de ouvir minha raça, o senhor deve imaginar o que eu passei até agora. Apesar de eu odiar a companhia de humanos, não sou irracional ao ponto de não saber distinguir daqueles que querem me fazer mal, ou apenas me ignorar. Depois de tanto tempo, ganhei uma residencia segura por alguns anos aqui, e como não gosto de dever nada, decidi levar a academia de novo a glória merecida, pois aprendi muito aqui. Por isso, passarei no teste e levarei o símbolo de nossa academia viva para a batalha. [Alec disse enquanto me encarava seriamente. Eu podia sentir sua dureza e espirito de batalha sangrento que apenas aqueles que lutaram até a morte possuíam. Suspirei ao ver isso. Por causa da ganancia, vidas inocentes são corrompidas e prejudicadas. Mas, se ele realmente conseguir convocar e o dominar, ele terá passado no teste de sucessão. Desde o primeiro fundador, todos os diretores e herdeiros, para assumir o controle espiritual da academia, precisava ter um laço com a besta guardiã, o grande feiticeiro Saci perere. Assim como meu pai fez, e também eu. Se ele conseguir isso, será o primeiro de seu nome e uma nova linhagem de diretores começará.]

Dizendo que ia ajudá-lo, o mandei me seguir até a prateleira cheia de livros, onde puxando o segundo livro vermelho da primeira parte de cima do lado direito da poltrona, uma passagem secreta se abriu, e conjurando uma bola de luz, descemos as escadas ouvindo a passagem se fechar.

Descemos na escuridão com a luz guiando o caminho, e saindo da escadaria pela porta, no outro lado iluminado pelo sol escaldante, um mar verde surgiu a nossa frente. A porta era um portal de teletransporte para os diretores e seus sucessores. Passando pelo mar de bambus, podia-se ouvir os choros de bebê dentro das plantas. Jovens Saci, nasciam todos os dias dos bambus. Depois de andar um pouco, chegamos ao centro da floresta de bambus, e no meio um bambu enorme e largo como uma árvore antiga. Seu verde era um profundo e envelhecido como jade, e emanava uma poderosa e antiga energia espiritual. Era a árvore do primeiro Saci. Nascido da morte do príncipe negro que foi trazido de uma grande tribo da África como escravo pelos portugueses, onde foi maltratado por virar um líder entre os escravos, foi perseguido pelos capitães do mato a serviço do senhor das terras, deixado para morrer na mata sem uma perna. Mas o príncipe sobreviveu e virou um símbolo de resistencia, até ser finalmente assassinado, fazendo seu espírito na mata se transformar num gênio feiticeiro muito poderoso graças ao ressentimento e rancor. Graças ao desejo de quando ainda era vivo, continuou ajudando na fuga de escravos, e cuidando da mata. Conhecido como um grande mestre em ervas medicinais, além de ter poderosa magia, era um curandeiro mestre capaz de curar todas as doenças.

Encostei minha mão no bambu de jade, e usando minha ligação com meu próprio Saci, estabeleci o link no bambu ancestral e esperei até ouvir aquela voz masculina forte e grave.

- Quem és tu, que pertuba meu descanso mortal? [Ouvi o Saci ancestral falando comigo.]

- Meu nome é Zaki, filho do grande Zola, atual diretor da academia amazônica. Venho aqui, pois é chegada a hora do teste de sucessão do herdeiro atual para o próximo diretor. [Eu falei mentalmente com respeito, e ouvi uma risadinha maliciosa.]

- Hehehe, parece que finalmente o grande Zaki, o demônio berseker ficou velho e fraco, já que precisa passar a coroa. Não se preocupe, pois o pirralho ai fora tem o direito ao teste e mais talento do que você. Ele é abençoado por seu sangue elfo. Deixe-o vir até mim. Eu pessoalmente o testarei. Se ele for digno, eu mesmo farei um contrato com ele. Será interessante olhar o mundo novamente, desde aquele pirralho índio Tupi, que vocês chamam de fundador, tantos anos atrás. [Disse o Saci enquanto cortava a ligação mental.]

- Alec, agora você terá que passar no teste do ancestral dos Sacis. Não se engane pensando que ele apenas irá fazer travessuras com você durante o teste. O velho endiabrado do gorro vermelho irá fazer testes onde você irá arriscar a sua vida. E mesmo assim, ele ainda pode se negar a fazer contrato com você. E tem mais uma coisa. De acordo com a tradição da academia amazônica, todos os alunos que tem grande talento em convocação, e são o número 1 em força dentre todos, tem o direito a um teste de sucessão. Se você conseguir fazer o velho bafo de fumaça lhe aceitar, quando você se formar, ou atingir o nível 6 como Imperador de batalha, você será meu sucessor, e o próximo diretor. Você está preparado? [Eu perguntei a Alec enquanto o encarava colocando toda a minha pressão no olhar sobre ele, e mesmo que o visse trincar os dentes, ainda me olhava com aqueles olhos azuis que pareciam chamas fantasmas. Percebi que seu cultivo recém quebrado, se estabilizou com minha pressão, e estava subindo. Fiquei internamente estupefato, mas continuei a colocar mais pressão sobre ele, e até ele chegar ao pico do nível 5, ele cedeu e caiu no chão.]

Pov Zaki fim.

Pov Alec:

Aquele velho psicopata. Ele quer me matar jogando toda essa pressão espiritual em cima de mim? E o que era toda essa intenção de matar? Parece que esse velho era poderoso, mas sofreu uma lesão grave.

Mas graças a ele, meu nível 5 atingiu o pico. Agora, só preciso de tempo para estabilizar e tentar atacar o nível 6. Sobre o assunto de me tornar o sucessor, eu já esperava algo assim, no momento em que ouvi o velho dizer que o Saci era o símbolo da academia.

Respirando fundo, toquei no bambu de jade, e minha visão ficou preta. Passado um tempo, abri os olhos, e percebi que meu corpo não existia, e eu era apenas em forma de espirito flutuante.

Senti um chamado da parte interna no centro da planta e cheguei até uma porta com os símbolos que representam o Saci. Um tornado, um pito que é uma espécie de cachimbo, um gorro, e uma garrafa que serve como a lâmpada da história de Aladin.

E no um homem negro robusto e musculoso, com uma expressão feroz com um sorriso malicioso. Entrei pelo portão que se abriu, e uma névoa começou a rodar, e pude ouvir uma voz rouca anunciar o primeiro teste - Coração.

Apesar de ser meu primeiro teste, foi horrivel pois revi minhas piores lembranças e mesmo lutando contra a vontade de morrer, finalmente matei o medo e a insegurança sobre os humanos que tinha sido gravada em meu ser. Senti a sensação de ter um enorme fardo sendo tirado das minhas costas.

O segundo teste foi conhecimento mágico, e graças ao meu estudo intenso na biblioteca e memória fotográfica, passei com notas completas.

O terceiro e último teste, foi um teste de batalha entre mim, e o Saci que se abaixou no meu nível. Foi uma batalha de vida ou morte, onde depois de quebrar uma perna, perder um braço, com costelas quebradas, um olho cego e a boca quebrada, junto de uma maldição desgraçada que me infligia dor, finalmente matei a praga maldita do Saci roubando seu gorro num golpe surpresa e cortando sua garganta depois de apunhalar seu coração.

O que mais me irrita é aquele sorrisinho de deboche. Com a minha vitória, meu corpo espiritual se regenerou e o verdadeiro corpo do Saci estava visivel. Sentado num trono de bambu, rodeado por um jardim de ervas medicinais, vários brotos de bambu com bebês saci recém nascidos estavam ao seu redor, enquanto ele fumava tranquilamente totalmente nu.

Fiquei meio tímido internamente ao notar seu tamanho avantajado, e seu corpo escultural que parecia o corpo de um tigre guerreiro com os músculos grandes e sólidos, que brilhavam na pele negra.

- Bem vindo, Alec Lightwood, filho do deus da natureza, e escolhido do planeta. Herói da natureza e senhor da fauna e flora. Aceito seu contrato, mas a não ser que você esteja a beira da morte e que suas feras tenham todas feridas, não me invoque na forma total, pois você ainda não tem força suficiente para me suportar. Quando precisar de mim, invoque meu avatar, que será o suficiente e acompanhará seu crescimento. Você só terá força suficiente para me invocar por completo, quando você deixar o reino mortal no poder. Pegue, use isso para me convocar quando quiser. Ele nunca poderá ser roubado, quebrado ou perdido, pois estará ligado a você pela alma. [Eu apenas fiquei em branco ao ouvir o discurso do Saci revelando minha identidade, mas era de se esperar. O protetor das matas deveria saber facilmemte meu trabalho de reflorestamento. Recebi seu pito, e o coloquei na boca enquanto cantava o feitiço de convocação e contrato.]

Um grande círculo com runas na lingua dos pássaros, a antiga lingua da natureza perdida pelos homens desde o começo de tudo, cobriu nós dois, e logo eu senti uma nova ligação no meu espaço de alma, e observei uma parte da alma do Saci sair do corpo principal, e entrar em minha consciência. Senti minha energia espiritual crescer e bater no gargalo, e com um golpe senti a barreira quebrar e meu corpo que ja tinha meu espirito de volta se encher de energia, e cheguei ao nível 6 - Imperador de Batalha.

Olhando meu espaço de alma, vi o Saci deitado preguiçosamente enquanto ria das caras chocadas dos outros moradores. Senti uma futura dor de cabeça chegando, agora que tinha um rebelde no bando.

Abri os olhos, e dei de cara com o diretor que me olhava com uma expressão chocada e desanimada. Voltamos ao escritório do diretor, onde o diretor pegou um símbolo de um convocador de 6 estrelas e o símbolo do diretor, e unindo os dois, o símbolo da guilda dos convocadores e da academia se entrelaçaram, e a sucessão começou. Pegando meu sangue e o símbolo de convocador de 4 estrelas que não tive tempo de atualizar, a sucessão foi feita com o julgamento da guilda como Juíz e testemunha.

E assim, eu estava certificado para ser o novo diretor quando o tempo ativo do diretor Zaki acabasse no próximo ano.

Em três dias, o time que eu seria o capitão, seria levado para a lua numa nave intergalactica, na capital lunar onde seria sediado o grande torneio mundial.

Eu faria tudo para obter o troféu. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...