História Guardião Dimensional - Capítulo 45


Escrita por: ~ e ~LordeKoorishiro

Visualizações 63
Palavras 3.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 45 - O Nascimento da Fusão Dragão Suprema


Capítulo 45: O Nascimento da Fusão Dragão Suprema

Earth Land:

Kazehana (triste): Por que ela não gosta da gente? Mamãe e papai são tão legais.

A pequena estava em seu quarto depois do retorno de seus pais. Delia e Hayato já haviam retornado a sua dimensão e Grandineey optou por ficar com eles, por mais algum tempo. A casa que Ash havia comprado era grande, com dois andares, seus exterior era lindo e tinha seu próprio gramado fechado em cercas de madeira.

No interior haviam vários quartos. Se alguém perguntasse aos dois o porquê de tantos quartos eles diriam simplesmente:

"Pergunte a nossas mães quantos netos elas querem."

Ichigo e sua avó havia escolhido dois dos outros quartos para eles e agora Ash e Wendy estavam no quarto principal. Ele tinha selos para conter o som e os aromas dentro dele. Não preciso explicar as razões para vocês.

Wendy estava sentada no colo de Ash com a cauda dele em sua cintura e o membro dele dentro dela. Os dois estavam nus e apenas se acariciavam agora.

Ash: Eu gostaria de perguntar a ela porquê desse ódio por nós.

Wendy: Saber que ela nos chamou daquela palavra me magoa. Nunca pensei que uma de nossa própria descedência nos chamaria assim.

Ash: Creio que por enquanto não podemos fazer nada. A procuramos amanhã com o teletransporte.

Wendy saiu do membro dele e Ash se preparava para puxar as cobertas sobre eles quando ele parou de repente. Os dois se olharam nos olhos antes de se levantarem e correrem para se vestirem.

Quarto de Grandineey:

A dragoa já havia adormecido a algum tempo quando sentiu um pequeno volume em sua cama. Ela viu ninguém menos que Kazehana olhando para ela infeliz.

Grandineey: Ainda está chateada com a sua irmã mais velha? (a pequena faz que sim) Meu irmão também teve um filho que fez algumas coisas ruins. Eu acho que você pode considera-lo seu tio.

Kazehana: E o que aconteceu com ele vovó? Ele pediu desculpas?

Grandineey: Sim mas às vezes desculpas não é o suficiente. Eles estão se falando mas a relação dos dois jamais será a mesma. Espero que a sua irmã não faça as mesmas besteiras que ele fez e volte logo pedindo desculpas.

Kazehana: Eu também espero. (treme de medo e a agarra) Estou tendo uma sensação ruim.

De repente Ash e Wendy entraram já vestidos no quarto dela.

Grandineey: O que houve?

Wendy: Cuide deles por enquanto.

Ash: Vamos trazer Haru para essa casa nem que tenha de ser com ela nos chutando e gritando.

Grandineey: Por que essa mudança repentina? Pensei que iam lidar com ela mais tarde?

Wendy: Mudança de planos.

Ichigo (surge na porta): Eu não sou o único que não consegui dormir pelo visto. (olha para seus pais) Não a machuquem.

Ash: Não vamos fazer isso.

Wendy: Embora eu ache que vamos machucar alguém. (ela e Ash saem)

A quilômetros dali perto de uma floresta congelada:

Haru rosnava com o frio da noite e não ajudava que ela ainda estava usando apenas top e calções. Sua cauda balançava com o frio que estava sentindo e em uma pequena parte de sua mente ela se perguntou, como os seus irmãos estavam. Ela rapidamente suprimiu essa parte com irritação.

Se eles queriam fingir que eram normais com aqueles dois eles podiam fingir a vontade mas ela não era filha deles, e nunca seriam. Ela ouviu passos mas os ignorou até notar alguém parado na frente dela. Ela abriu os e viu um homem de pele amarelada, olhos carmesim, cabelos vermelhos e unhas de mesma cor, vestes azuis e dourada com um bastão olhando para ela.

Dimensão DxD:

Bebê (triste): Uaaa. (olhando para o corpo de sua mãe)

Issei (com lágrimas nos olhos): Desculpe pequena. É tudo culpa minha.

Ophis (secamente): Se você estivesse aqui os três estariam mortos.

Issei: E você?

Ophis: Eu sou dano colateral. (mostra a perfuração) Nem mesmo eu sou imune a lança que pode matar deuses. Tive sorte que não fui atingida com a ponta envenenada.

Issei: Qual é o nome dela? (olhando para sua filha)

Ophis: Tiamat a chamou de Kireiko (Bela Filha) antes de Cao Cao invadir o quarto.

Issei: Entendi. (entrega Kireiko para ela) Eu volto em breve.

Ophis: Você vai atrás de Cao Cao. (não era uma pergunta)

Issei (simplesmente): Vou.

Ophis: A diferença de poder entre vocês dois é superior a distância entre céu e terra. O sangue de Samael apenas deixa a balança ainda mais desequilibrada. Você ao menos tem um plano?

Issei (friamente): Procurar, achar e matar. (sua armadura surge e ele sai voando pelos céus)

Kireiko: Uaa. (estica os bracinhos triste)

Ophis: Sekiryuutei-baka. (olha para Kireiko) Eu vou cuidar de você até ele voltar. (pensando) Se ele voltar. (abre um portal para o Fosso Dimensional e entra nele com a pequena e o corpo de Tiamat flutuando atrás dela)

Cupúla do Tempo:

Trunks: O que pretende fazer com Issei? Se ele confrontar Cao Cao agora...

Kaioshin (suspira): Vamos falar com Vali-san para ajuda-lo. Os dois juntos terão uma chance pelo menos.

Trunks: Ok. (sai)

Kaioshin (olha para um cristal): Você vai aprender da pior maneira não é mesmo Haru?

Earth Land:

Haru: Quem é você? (ela estava tremendo ainda mais agora)

Demigra (lambendo os beiços): Eu sou Demigra o futuro mandante do Multiverso.

Haru: E o que isso tem haver comigo?

Demigra: Não gostaria de reinar ao meu lado? O seu sangue permite que você seja uma se não a, mulher mais poderosa do multiverso.

Haru: Vou rejeitar a sua oferta. (se levanta e começa a se afastar)

Demigra (surge na frente dela antes dela poder piscar): Eu estou sendo um demônio legal. E se você não vier comigo por bons meios... (prende ela contra uma árvore)

Sem nenhum dos dois perceber alguém estava se aproximando lentamente.

Haru: Eu não estou afim de fazer nada. (tremendo contra a árvore)

Demigra: Que pena. (sorriso maligno pervertido) Pois eu estou afim. (arranca o top dela e começa a brincar com os seios dela enquanto ela chora)

Haru: Pare com isso! (tenta empurra-lo mas ele dá um tapa na cara dela deixando marca)

Demigra: Cale-se. (arranca o calção dela) Agora vamos ver... (ela o chuta bem "naquele local") Você não está facilitando. (com a voz fina)

Haru se poêm a correr tentando se cobrir o máximo que pode mas Demigra surge novamente na sua frente. Ele a derrubou no chão e ficou sobre ela. Ela começou a chorar e Demigra estava prestes a tirar a calça até ser atingido por uma rajada de gelo.

Haru olhou para ver quem foi seu salvador e viu um jovem de cabelos cinza espetados, olhos azuis claros como uma geleira mas mesmo assim transmitiam bondade, garras em suas mãos, usava uma camiseta branca, bermuda azul e parecia ter asas. Ele olhou para ela.

Jovem: Você está bem?

Haru: Mais ou menos... (se cobre) Quem é você?

Jovem: Eu sou Shirou Fubuki um Dragão de Gelo. (levanta a mão direita) Espere um momento... (sua mão brilha e o corpo de Haru também e então ela está vestida com calças negras, camisa branca e um casaco cinza) Melhor agora?

Haru: Sim. Muito obrigada.

Demigra: Que cena tocante. (ele está com pedaços de gelo no corpo e um pouco ferido) Você realmente acha que pode me impedir?

Shirou: Na verdade... (some e ressurge atrás de Demigra que arregala os olhos) Eu tenho certeza. Kooriryuu no Tekken (Punho de Ferro do Dragão de Gelo)! (atinge o deus demoniáco nas costa mandando-o para frente e ressurge na frente dele) Kooriryuu no Hoko (Rugido do Dragão de Gelo)! (dispara uma rajada de gelo na cara de Demigra fazendo-o voar longe)

Demigra (furioso): Você ousa me atacar?

Shirou: O que você acha?

Demigra (liberando poder): Você irá pagar por atrapalhar a minha diversão! (Haru recomeça a tremer de medo e Shirou estreita os olhos)

Porém antes que ele possa fazer qualquer coisa ele foi subitamente atingido por uma rajada de Ki e um ciclone de magia. Ele olhou para o lado e tremeu com o que viu. Wendy na Dragon Force e Ash como Super Saiyajin olhando para ele com imenso ódio nos olhos.

Eles obviamente ouviram que ele planejava estuprar a filha deles. Ele rapidamente recuperou a compostura com seu famoso sorriso arrogante nos lábios.

Demigra: Vocês vieram assistir eu engravidar a sua filha? (a próxima coisa que ele sabe é que Galatine está perfurando um de seus pulmões e as garras de Wendy o cegam) Hum... (piscando como se fosse um holograma)

Ash SSJ (furioso): O que é essa merda?

Wendy DF (furiosa): Venha e nos enfrente seu covarde!

Demigra: Técnica interessante não? Eu a chamo de “Mirage”. Eu ainda estou selado e vocês acabaram de destruir um clone meu, com 10% do meu verdadeiro poder.

Ash SSJ: Você é um covarde.

Wendy DF: Eu espero que você esteja preparado para morrer quando colocarmos nossas mãos em você!

Mirage Demigra apenas sorri enquanto desaparece. Os dois então voltaram seus olhos para a sua filha que estava abraçada a Shirou tremendo. O dragão de gelo apenas acaricia suas costas sussurando palavras suaves em seu ouvido.

Haru (choramingando): Se você não estivesse aqui ele teria... teria... (abraça ele mais apertado)

Shirou: Calma. (olha para eles e nota a semelhança) Vocês são os irmãos dela?

Ash e Wendy: Os pais na verdade.

Shirou: Ah. Isso explica os aromas misturados e a semelhança. E a falta de cauda de um.

Haru: Por que vieram aqui? (olha para o chão) Eu não disse nada de bom sobre vocês quando saí. Ichigo é testemunha...

Wendy: Nós somos os seus pais.

Ash: Nós sempre vamos vir salvar você mesmo que nos odeie.

Eles deixaram as palavras afundarem na cabeça de sua filha que continuava a olhar para o chão. Seus pais que ela chamou de aberrações vieram salva-la mesmo que ela não merecesse nem que eles dessem a ela, as horas do dia. A meia saiyajin e dragon slayer só sentia vergonha.

Shirou: Bem eu acho que eu devo ir... (tenta sair mas Haru se mantem agarrada a ele) Hum? Haru-san seus pais já estão aqui para te levar.

Haru (sussura): Eu não posso. (os três olham para ela) Eu não posso ir com vocês... (olhos lacrimosos) Eu não mereço estar com vocês.

Wendy: Haru-chan não podemos te deixar sozinha por aí.

Ash: Nós tivemos sorte que Shirou-san estava por aqui. O bastardo tinha colocado uma barreira que impedia meu teletransporte.

Shirou: Se esse for caso eu posso cuidar dela para vocês dois por enquanto até ela se achar digna, de ficar com vocês. (Haru olha para eles esperançosa)

Ash e Wendy se entreolharam preucupados. Os dois só se sentiriam verdadeiramente tranquilos quando Haru estivesse em Magnolia na casa deles. Mas por enquanto eles concluíram que ela ficar perto deles faria mais mal do que bem.

E Shirou era um dragão confiável eles podiam sentir. Eles tomaram a decisão.

Wendy: Cuide bem dela Shirou-san. (ela e Ash abraçam a jovem antes de saírem)

Shirou: Seus pais são boas pessoas.

Haru: Sim. Eles são.

Dimensão DxD:

A base da Facção Heróica não existia mais. E o mesmo se podia dizer dos seus membros mais poderosos. Heracles o descendente do semideus conhecido por sua grande força foi o primeiro a cair.

Issei não mostrou piedade arrancando seus braços que ele tinha tanto orgulho e os estraçalhou na frente dele. O próximo a cair foi Georg um descendete de Johann Georg Faust que fez um pacto com o demônio Mefisto. Ele era um covarde e Issei não deu-lhe tempo para preparar sua magia.

Issei o matou rapidamente não querendo perder tempo com um merda covarde que cagava nas calças. A próxima foi Jeanne Arc que cometeu a tolice de provoca-lo sobre a morte de Tiamat, e lamentar que a filha deles não tinha morrido junto da mãe. Issei tomou bastante tempo arrancando sua pele, unhas e couro cabeludo além de quebrar seus ossos.

Os membros mais importantes além de Cao Cao eram estes já que outros dois haviam sido mortos seis meses antes. Depois disso Issei deixou um rastro de destruição cada vez que achava um membro da Facção Heróica, na sua busca por Cao Cao. Ele finalmente o encontrou brincando com a lança olhando zombeteiramente para ele.

Ele estava prestes a ataca-lo quando viu Vali chegar com um olhar sério em seu rosto.

Issei (estreita os olhos): Isso é pessoal Vali. Não quero ajuda.

Vali: Mas precisa. E além disso isso não se trata só de Tiamat mas de todos de nossa espécie. (bufa) Eu posso me importar menos se você decidir cometer suicídio mas pense, na sua filha.

Cao Cao: Que eu irei matar assim que encerrar o serviço com vocês dois. (bloqueia um Dragon Shot girando sua lança) Ops... Será que eu acertei um nervo?

Issei: Você tem muita coragem matando dragoas grávidas. (ativa o Crimson Over Drive) Vamos ver a sua coragem enfentando um Sekiryuutei enfurecido! (surge na frente de Cao Cao mas este some de vista e surge atrás dele com a ponta envenenada)

Antes que ele pudesse atingir o dragão Vali surgiu chutando-o com o Empireo Over Drive ativado. Porém novamente Cao Cao bloqueou o golpe usando sua lança. Os dois dispararam rajadas de magia dragônica nele mas ele bloqueou com a lança novamente.

Issei tentou atingi-lo com Ascalon mas a lâmina de sua espada foi destruída para seu espanto quando encostou, no cabo da lança. Cao Cao continuou com seu sorriso zombeteiro antes de golpea-lo com a parte sem veneno. Isso não o matou mas como a lança carregava grandes propriedades de magia divina, ela feriu Issei fazendo-o colidir no chão.

Vali tentou tocar em Cao Cao para poder dividir seu poder e comprimi-lo mas este o acertou também com a parte não envenenada. Vali colidiu com Issei que se levantava formando uma cratera. Não satisfeito ele apontou a lança para os dois e um selo mágico surgiu em sua ponta, para em seguida disparar uma rajada celestial neles.

Selos mágicos carmesim e prateado surgiram sobre eles mas não conseguiram impedir a rajada que explodiu o local, em que os dois estavam. Os dois ainda estavam vivos mas suas armaduras e Sacred Gears haviam desaparecido e ambos estavam cheios de feridas. Vali estava tentando se levantar.

Cao Cao: Ainda está tentando se levantar? Por que não segue o exemplo do seu amigo?

Issei (com o rosto no chão inconsciente):...

Limbo:

Issei se viu no que parecia a réplica de seu quarto. Ele viu Tiamat sentada em sua cama segurando Kireiko que ria, enquanto Tiamat brincava com ela. Ela olhou para ele sorrindo e entregou Kireiko para ele que a segurou e finalmente sorriu com ela em seus braços.

Tiamat: Ainda não Issei-kun. Ainda não.

Dimensão DxD:

Vali: Acorda Issei. (se levanta)

Issei (abre os olhos): Já acordei. (se levanta com dificuldade)

Cao Cao: Desistam. Vocês podiam ser mil e ainda assim não poderiam me derrotar.

Vali: Só precisamos ser nós dois.

Issei: Precisamos ser dois? (a Boosted Gear ressurge)

Vali: Ou talvez um só. ( a Divine Divide ressurge)

Em seguida as jóias de ambas começaram a brilhar e então ambas as Longinus Gear soltaram um rugido:

"Heavenly Dragons Fusion (Fusão dos Dragões Celestiais)!"

Cao Cao cobriu os olhos para proteger sua visão e quando a luz se apagou Issei e Vali haviam desaparecido, enquanto um novo cara estava em sua frente. O novo ser tinha o penteado de Vali, com a frente do cabelo com a cor do cabelo marrom do Issei, e os lados do cabelo que possuiam a cor de prata do cabelo de Vali. A cor de seu olho esquerdo era azul claro, ea cor de seu olho direito era esmeralda; cores dos olhos de Issei de Vali e respectivamente. Ele usava um colete preto com um preenchimento branco-azul, calça branca, faixa preta, e botas pretas.

Cao Cao parecia em estado de choque e ele deu um passo para trás.

Cao Cao: O que é isso? O Sekiryuutei... Não eu sinto Hakuryuukou em você também então... Quem é você Issei ou Vali?

Jovem (com as vozes dos dois): Você gostaria de saber, não é? Hmm ... Issei além de Vali. Hum... vamos ver agora. Que tal Valsei Lucidou?

Cao Cao: Valsei Lucidou?

Uma aura vermelho e aura branca e azul começou a se manifestar em torno de Valsei e a aura formou em uma armadura carmesim com destaques em branco e azul. Em seu braço esquerdo, estava a Boosted Gear, e em suas costas, estava a Divine Divide.

Cao Cao: Vocês se fundiram usando suas Sacred Gears? Isso é impossível nunca houve registros de Sekiryuuteis e Hakuryuukous se fundindo antes!

Valsei: Isso foi uma função secreta que Kami colocou nas Sacred Gears em que eles estavam selados caso os dois portadores baixassem, o machado de guerra entre os dragões. Mas agora o que interessa... (intenção assassina) Meu sentimento dominante é a raiva de Issei Hyoudou... Adivinha o que vou fazer agora? (some de vista)

A próxima coisa que Cao Cao sabia era que a lança havia sido arrancada de sua mão. Ele viu Valsei examina-la e então rugir:

"Dragon Blast (Explosão do Dragão)!"

Uma cupúla explosiva de cor carmesim e prateada foi liberada de seu corpo reduzindo a True Longinus a nada além de pó. Cao Cao olhou para a sua lança desesperado ao ver o que o dragão havia feito com a arma mais poderosa, daquele mundo. Sem a lança ele não era nada!

E o dragão sabia disso pois olhou direto em seus olhos. A próxima coisa que Cao Cao sabia era que suas costelas estavam quebradas, seus braçoes estavam torcidos num ângulo estranho e suas pernas partidas em três pontos dierentes. Valsei começou a esmagar cada um de seus ossos restantes lentamente curando-o para prolongar seu sofrimento.

Ele o castrou lentamente usando os restos de Ascalon deliciando-se com os gritos de desespero dele. Ele então começou a abrir seu corpo mas usou uma magia para mante-lo vivo enquanto arrancava, seus orgãos internos. Finalmente Valsei terminou deixando Cao Cao morrer por perda de sangue, falta de orgãos e dor.

Valsei brilhou e quando cessou e Issei e Vali estavam de volta.

Issei: Ele devia ter sofrido mais...

Vali: Nunca teria compensado não importa a dor que você infligisse a ele. Eu falo por experiência.

Issei: Eu sei. (pega Senzus do bolso entrega uma a Vali e os dois as mastigam)

Vali: O que vai fazer agora?

Issei: Cuidar da minha filha.

Mais tarde no Fosso Dimensional:

Ophis (mostra o corpo de Tiamat num caixão de cristal usando um vestido de verão vermelho com detalhes esmeralda): Nesse caixão o corpo de Tiamat será eternamente preservado.

Issei: Entendo. (com Kireiko em seus braços tomando leite numa grande mamadeira)

Ophis (sorri): Ela tem os seus olhos.

Issei: Você acha? (sorrindo para Kireiko)

Ophis: Sim. O que pretende fazer agora?

Issei: Meus irmãos não precisam mais de minha ajuda. Essa pequena vai precisar muito.

Kireiko (termina a mamadeira e boceja): Uaaa. (se aninha a Issei)

Issei: Eu tenho de providenciar um enterro.

Dias mais tarde:

Earth Land:

Wendy: Somos uma família estranha já notou?

Ash: Vamos ver: sua mãe é uma dragoa, meu pai é alienígena, minha mãe é humana, eu sou parte alienígena e humano, você dragoa e humana, nossos filhotes uma combinação de ambos, nosso "irmão mais velho" é um dragão parte demônio e nossa sobrinha também. Isso sem contar Fairy Tail é claro. Se você considerar nosso estilo de vida e nosso trabalho somos normais.

Wendy (sorri): Sim. (triste) Pobre Issei...

Ash (triste): Ele parecia tão quebrado no funeral. Espero que Kireiko possa restaurar ele pelo menos um pouco.

Wendy: Sim.

Floresta de Gelo:

Haru observava Shirou treinando sua magia com interesse o que era irônico considerando sua opinião sobre essa magia de dias atrás. O dragão de gelo olhou para ela.

Shirou: O que houve?

Haru: Nada. Sua magia é interessante. Eu fiquei impressionada ao ver você lidar com... ele.

Shirou (sorri): Nem mesmo os deuses se atrevem a desafiar um dragão adulto.

Blue Pegasus:

Ashura: Posso te fazer uma pergunta Eve? (ele está olhando para uma mulher com o rosto de Ichiya)

Eve (olhando para um bando de pessoas no mesmo estado): Não pode não Ashura. Não pode não. E agora me ajuda a encontrar o antídoto!

Eu não preciso explicar para vocês o que estava acontecendo preciso?

Fairy Tail:

Mavis: E isso faz a sua décima terceira derrota. Mas você melhora rápido.

Ichigo: Obrigado. Posso fazer uma pergunta?

Mavis (reajeitando as peças): Depende. O que quer perguntar?

Ichigo: Como você tem a aparência de pré-adolescente? Eu sei como você recuperou o corpo e agora pode envelhecer mas estou curioso para saber, como o problema se iniciou.

Mavis (suspira): Tudo começou quando minha amiga Yuri Dreyar morreu e... (termina seu relato) E foi isso.

Ichigo (furioso): Ele te amaldiçoou e Zeref-san só porque vocês reviveram sua amiga e irmão? Onde está esse deus para que eu possa traze-los e vocês terem um pouco de justiça?

Mavis (sorri): Ichigo-kun suas intenções são boas mas no seu nível de poder atual você seria o derrotado e na pior das hipóteses, ele te amaldiçoaria como fez comigo.

Ichigo (contrariado): Ok. (sorri de repente) Mas quando eu for forte o bastante eu vou encontra-lo, chutar o traseiro dele e traze-lo para vocês terem um pouco de justiça Mavis-chan.

Mavis (sorri): Eu vou esperar pacientemente.

Em algum Ankhserum tremeu por algum motivo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...