1. Spirit Fanfics >
  2. Guardioes da Besta >
  3. Aberração

História Guardioes da Besta - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é uma história completamente original, nada aqui foi copiado de livros ou sites! Espero que gostem :)

Capítulo 1 - Aberração


Fanfic / Fanfiction Guardioes da Besta - Capítulo 1 - Aberração

Era uma noite fria quando tudo aconteceu...

Uma família normal, que possuía apenas uma filha. Estavam aquecidos em sua casa, numa noite de inverno, até, algo inesperado acontecer. Ouviram uma batida na porta, a filha, Bella, que era apenas uma criança, abriu a porta hesitante(já que estava tarde, e não estavam esperando visitas).quando ela olha para baixo, uma pequena cesta coberta por um pano se movia de forma estranha. A garota arrastou a cesta para dentro e chamou seus paia.

A mãe arregalou os olhos ao tirar o pano que cobria a cesta. Uma criança choramingava dentro da cesta, possuía cabelos vermelhos, grandes olhos verdes e uma cauda pontida de cor negra. 

A aparência pálida da criança assustou Bella, que perguntou ao pai: (Bella)"Pai, oque é isso? Não parece um bebê!"

O pai olhou irritado para a mãe e disse 

(Pai)"isso é uma aberração! Devemos levá-la de volta para seja lá de onde essa coisa veio!"    A mãe agarrou o bebê nos braços e disse: (mae)"Claro que Não! Se alguém o deixou, e porque não pode cuidar dele! Nos podemos, então vamos acolhe-lo aqui! Você querendo ou não!

O pai aceitou quieto, mas afirmou que não cuidaria da criança.


Anos se passaram, e o pai parecia odiar cada vez mais Camil, e dizia a sua filha(Bella) que se não fizessem nada, Camil mataria todos eles! 

Tudo parecia quieto...até  uma noite fria de neblina. A névoa cobria a casa em total escuridão, não dava para ver nada através dos vidros embaçados. A mãe estava na sala, lendo, enquanto Camil brincava no chão perto de seus pés. Foi nessa noite que o pai se sertificou de que nunca mais olharia para camil outra vez, e que a mãe iria com ela para o submundo. 

Esperou o momento certo e chamou Bella para fora, depois, tirou um isqueiro do bolso. Assim que jogou o isqueiro aos pés da casa, tudo comessou a pegar fogo! A mãe tentou sair pela porta mas o pai a havia trancado, então viu uma janela aberta, jogou camil através dela o mais longe que conseguiu da casa, mas a janela era pequena demais para ela passar...

O pai e a filha estavam muito ocupados fugindo para notar que Camil estava a salvo.

E acompanhados apenas pelas cinzas, os dois correram para a floresta.

Os gritos da mãe ficavam cada vez mais baixos  e abafados, até se calarem. Pobre Camil, agora estava sozinha...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...