1. Spirit Fanfics >
  2. Guardiões demoníacos >
  3. Six

História Guardiões demoníacos - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Six


Eu estava com raiva e eu estava triste ao mesmo tempo. 

 

Eu estava com raiva daquele garoto por ter feito aquilo com o meu Pinetree e eu estava triste por que ele teve que passar por aquilo.

 

Eu queria muito matar aquele cara, queria tortura-lo de todas as mais horripilantes formas, queria mandá-lo para o "inferno", como o Dipper chama, para ele ser torturado pelo seu maior pesadelo na prisão do desespero.

 

Mas ao ver meu Pinetree com os olhos cheios de lágrimas e com o rosto cheio de tristeza não pensei duas vezes antes de o abraçar, deixei um beijo em sua testa e apoiei meu queixo em seus cabelos castanhos.

 

Olho para o lado e vejo Pacífica abraçando Mabel enquanto acariciava carinhosamente os longos cabelos castanhos da garota.

 

– Vem vamos pra casa – falo pegando na mão de Dipper.

 

Mas quando nós já estávamos quase saindo de lá nós ouvimos passos vindo em nossa direção.

 

– Os gêmeos Pines – escuto uma voz irritante vir de trás de nós – quanto tempo se passou desde a última vez que nos vimos.

 

Quando me virei vi o garoto baixinho de cabelos brancos sorrindo com os braços abertos enquanto olhava para os gêmeos que estavam claramente desconfortáveis com a sua presença.

 

– Minha doce Mabel – Gideão falou beijando uma das mãos das mãos de Mabel.

 

A mesma puxou a própria mão para longe de Gideão.

 

Pacífica abraçou Mabel por trás fazendo Gideão a olhar intrigado e fazendo-o olhar para mim e um sorriso surgiu em seu rosto logo em seguida.

 

– E quem seriam os seus novos amigos? – ele perguntou enquanto cruzava seus braços e nos analisava de cima a baixo.

 

– O que você tá fazendo aqui Gideão? – Dipper perguntou com um olhar sombrio e com um leve tremor na voz.

 

– Bom, depois do que aconteceu no primeiro ano do ensino médio eu fiquei no reformatório durante um ano, mas eu acabei arrumando uma briga lá fazendo com que eles me transferissem para a prisão para adultos de Gravity Falls e eu fui liberado a um mês atrás e depois de algumas semanas eu e minha família resolvemos nos mudar para essa doce cidade do Oregon – explicou tudo enquanto um sorriso permanecia em seu rosto.

 

Gideão teria ficado um pouco mais e teria nos obrigado a conversar com ele se o pai do mesmo não tivesse o chamado para irem para casa.

 

⚠️Uma semana depois⚠️

 

Mesmo após ter se passado uma semana desde o dia no shopping Mabel e Dipper evitavam ao máximo sair da cabana do mistério.

 

Eu estava muito puto, eu queria muito pegar aquele filho da puta do Gideão e tortura-lo até que a última gota de sangue saísse de seu corpo.

 

Os gêmeos estavam na sala de estar, Mabel estava assistindo tv enquanto Dipper estava lendo um dos diários que eu dei para ele.

 

Pacífica estava desenhando alguma coisa em um caderno todo decorado com miçangas e purpurina que Mabel havia lhe dado uns dois dias atrás.

 

E como eu estava sem porra nenhuma pra fazer eu decidi espiar o que ela tava desenhando porque eu sou curioso e não tenho nem um pingo de bom senso ou noção de privacidade.

 

Me aproximei dela por trás e olhei por cima de seu ombro e vi que ela estava desenhando um vestido cor de vinho que ia até os pés do manequim com um corte na perna direita deixando-a a mostra.

 

– Por que você tá desenhando isso? – Pergunto curioso fazendo com que ela pule assustada no sofá – aliás, você desenha bem – digo sorrindo para ela que retribui com um sorriso envergonhado.

 

– Primeiro: obrigada – falou se ajeitando no sofá – segundo: eu to fazendo isso para a festa que o Stan está planejando para hoje.

 

– Festa? - pergunto confuso – Que festa?

 

Eu estava confuso porque eu não havia sido avisado sobre nenhuma festa durante a tarde inteira.

 

– O tivô Stan falou sobra a festa a mais ou menos uma hora atrás – Dipper falou entrando na conversa – você só não sabia disso porque tava distraído demais mexendo no seu celular.

 

Após as palavras de Dipper a lembrança de ter Stan em minha frente falando alguma coisa que eu não estava nem um pouco interessado em ouvir veio em minha mente.

 

– Ah lembrei – falei e logo uma expressão entediada tomou posse de meu rosto enquanto eu via um brilho surgir nos olhos castanhos de Mabel me deixando meio intrigado.

 

– Eu tive uma ideia – Mabel falou animada reservando seu olhar entre mim e o Pinetree.

 

– Lá vem bomba – Dipper murmura sem tirar os olhos do diário.

 

– Ei! – Mabel exclama olhando para seu irmão com uma expressão jangada em seu rosto enquanto inflava suas bochechas a fazendo parecer uma criança.

 

– Fala Mabel – Pacífica incentivou a garota de cabelos castanhos a contar a ideia que a deixara tão alegre.

 

– Já que o Bill tem senso de moda e o Dipper não tem nenhum senso não tem nenhum senso de moda...

 

– Ei! – Dipper reclamou interrompendo a fala de sua irmã.

 

– Xiu, deixa eu continuar – falou olhando para Dipper enquanto colocava o dedo indicador entre seus lábios e o retirando de lá logo em seguida – continuando... o Bill poderia ajudar o meu maninho sem nenhum senso de estilo a escolher uma roupa bonita para a festa.

 

– Gostei da ideia – digo olhando para o Pinetree enquanto um sorriso surgia em meus lábios.

 

– O que você acha Dipp – Mabel pergunta com um enorme sorriso em seu rosto enquanto olhava para o garoto.

 

Dipper pareceu pensar por alguns minutos mas ele logo assentiu com a cabeça.

 

Vou até o menor, pego sua mão e o arrasto até seu próprio quarto onde nós começamos a escolher a roupa que ele iria usar na festa do Stan.

 

⚠️Quebra de tempo⚠️

 

Depois de mais ou menos umas três horas escolhendo combinações de roupas eu finalmente achei uma roupa perfeita pro Dipper.

 

Uma calça jeans azul escura, uma blusa cinza, uma blusa de manga longa xadrez vermelha e preta por cima e coturnos masculinos da cor marrom.

 

– Ufa – digo me sentando na beira do colchão enquanto olho para Dipper se admirando no espelho – finalmente conseguimos achar uma roupa que combina com o seu estilo e que é estilosa ao mesmo tempo.

 

– Eu adorei essa roupa – falou de forma alegre enquanto continuava a se admirar no espelho com um sorriso no rosto.

 

Ri da forma animada que o menor estava agindo, me levantei da cama, me aproximei do menor e o abracei por trás.

 

– Você tá muito bonito vestido assim – sorri ladino e beijei seu pescoço logo em seguida, fazendo o menor soltar um suspiro e estremecer de leve.

 

– B-B-Bill – gaguejou e eu vi através do espelho que suas bochechas estavam levemente coradas – v-você p-p-precisa se arrumar – falou envergonhado olhando para todos os lados.

 

– Ah isso não é problema – digo me afastando de Dipper e estralo meus dedos logo em seguida.

 

Alguns segundos depois as roupas que eu estava usando antes por uma blusa amarela, uma jaqueta preta com um pinheiro azul costurado nela e uma calça jeans azul escura.

 

– Pronto – digo olhando para ele – vamos Pinetree?

 

– Eu já te falei mil vezes que eu não gosto que me chame assim – falou inflando as bochechas e cruzando os braços – sim vamos.

 

Descemos e fomos até onde antes era a loja de lembrancinhas da cabana do mistério que foi reformada para parecer com um salão de festas.

 

Eu queria ficar com o Dipper durante a noite toda mas assim que nós colocamos os pés dentro daquela imitação de salão de festas o Stan veio até nós como se estivesse desesperado.

 

– Dipper preciso que você faça um favor para mim – falou afobado por causa da corrida que fez até nós.

 

– O que houve tivô Stan? – perguntou preocupado pois do jeito que Stan havia falado como se fosse algo urgente.

 

– Preciso que fique na bilheteria com a Wendy – falou agora um pouco mais calmo.

 

Assim que terminei de processar suas palavras uma expressão irritada tomou conta de meu rosto antes que eu pudesse evitar isso.

 

Dipper pareceu notar minha insatisfação com aquilo pois olhou para mim de canto de olho antes de responder seu tivô.

 

– Tudo bem se eu for? – pergunto de uma forma insegura enquanto olhava para o chão nervoso.

 

Soltei um suspiro cansado e assenti observando o menor sorrir agradecido para mim e seguir o Stan até o lado de fora do local.

 

Caminhei até uma mesa que estava com uma tigela de ponche em cima, peguei um copo e o enchi de ponche.

 

Depois caminhei até um canto solitário do salão perto de uma janela, encostei minhas costas na parede e dei um gole no meu copo de ponche.

 

Olhei pela janela do salão e vi Dipper conversando e rindo junto com aquela garota ruiva chamada Wendy.

 

Senti meu coração pesar em meu peito, eu não sabia o que eu estava sentindo mas eu sabia que era uma coisa muito forte que eu jamais havia sentido.

 

Resolvi ignorar o sentimento que fazia meu coração pesar.

 

Fiquei o resto da noite bebendo ponche, conversando com algumas garotas, comecei a fumar para ver se me ajudava a esquecer meus problemas e até que me ajudou um pouco.

 

Nesse momento eu estava com uma garota que havia se aproximado de mim por causa de uma aposta boba entre amigas mas nós começamos a conversar e acabamos virando amigos.

 

Descobri que a garota, que se chamava Isabele, é bissexual e que ela está em um relacionamento a três, ou trisal  como ela fala.

 

– BILL! – escutei a voz de Dipper e quando eu me virei ele estava vindo em nossa direção com um sorriso alegre, mas conforme ele ia se aproximando sua expressão alegre se tornava uma expressão intrigada.

 

– É ele? – Isabele perguntou antes, que Dipper chegasse perto de nós, e eu assenti para ela – Bom eu tenho que ir nos vemos outro dia – falou em voz alta quando o menor chegou perto de nós.

 

– Quem era ela? – perguntou observando a garota voltar para seus amigos – E desde quando você fuma? – perguntou olhando para o cigarro em uma de minhas mãos.

 

– Ela era uma amiga e eu comecei a algum tempo – digo e apago o cigarro logo em seguida.

 

– Isso não vai te fazer mal não? – perguntou parecendo estar preocupado comigo.

 

– Não se preocupe eu sou um demônio então isso não vai me fazer mal – digo o tranquilizando.

 

Ficamos nos divertindo juntos e ficamos conversando e rindo durante o resto da noite.


Notas Finais


Oi gente! Espero que tenham gostado do capítulo. Bjs ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...