1. Spirit Fanfics >
  2. Guardiões Do Amanhã >
  3. O fogo envolto ao caos.

História Guardiões Do Amanhã - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Um pouco sobre a Clare e seu passado,espero que gostem.

Capítulo 18 - O fogo envolto ao caos.


Naquele dia,como nos outros dias,eu estava vivendo o meu pacato exilio do mundo. Era fim do mês de novembro. Eu já tinha me acostumado razoavelmente ao mundo sombrio.

Eu nasci a partir do fogo e caos,era filha dos deuses.

Naquele dia,até aquele momento,eu achava que esse ciclo calmo fosse continuar pelo resto da minha vida,eu sequer tinha consciência disso,e apenas vivia dentro dessa certeza infundada.Contudo,naquele dia,naquele momento...

Envolta pelo pôr do sol avermelhado como o sangue,meu cotidiano,minha certeza,queimaram como um mero pedaço de papel.Ou então,foram incendiados.

Eu estava sendo devorada por um monstro.

De repente,eu tive a vista coberta por chamas.Chamas limpidas de um azulado profundo.

- Quê?

Foi tudo que pude dizer no primeiro instante.

E logo me vi isolada no meio de uma visão extremamente anormal.As chamas se levantaram como uma muralha,distorcendo tudo que se via além delas. Em meu pés,um simbolo estranho,que havia alguns diagramas estava desenhado em meio a poças de sangue.

Eu despertei com o impacto da queda de dois seres e olhei fixamente para eles.Um era uma moça idêntica a uma linda boneca,o outro, uma mulher gigante.

"...Que porra é essa aqui...?, foi o que pensei.Uma visão tão irreal que já havia ultrapassado a categoria de horror,embora fossem reais e estivessem bem diante dos meus olhos.

Até que, enquanto a gigante sacudia o seu corpo imenso.

Então,os olhos da moça quase sem vida dele refletiram uma imagem. A imagem de pessoas queimando e sumindo em meio ao carvão.

A moça idêntica à boneca girou a cabeça em minha direção e a inclinou.

- Enfim,quem e você?

Levei alguns segundos até perceber que a voz infantil falava de mim.

Quando percebeu,a gigante também tinha voltado sua atenção a mim,e disse,pela sua enorme boca surgiu uma voz mais que feminina:

- Ela é linda...que pena ter que matar ela.

- Uma garotinha linda dentro do exílio.

- Talvez,um filho renegado... E ainda por cima,sinto o calor dela.Acho que conseguimos uma presa e tanto.

- Oba! Mandamos bem - Exaltou-se a boneca,dando um salto gracioso que fizeram a terra tremer.

Por conta da sua aparência infantil se divertindo,com um sorriso forçado,chegava a causar pena.

Aquilo que se aproximava de mim era anormal e impactante demais pra que eu pudesse entrar em pânico. A única coisa que pude fazer era dar um passo para trás. Porém,nem isso foi suficiente. Em um instante,fui agarrada brutalmente pelo dorso pela mão que cobria todo meu campo dr visão.E então,como se isso tivesse sido o botão,meu corpo começou a tremer de terror.

Já era tarde demais para qualquer ação.Fui levantada e pendurada no ar.Abaixo de mim,estava a grande boca que poderia me engoli por inteiro de uma vez.Sequer pude gritar.Apenas abri os olhos até não poder mais,suei frio como nunca tinha suado antes e agonizei.

Algo ou alguém,pequena,vinha caindo do céu em alta velocidade e com tamanha pressão. E então,a ponta dos seus pés atingiu em cheio o topo da cabeça da gigante.

A gigante gritou alto de dor. A pressão do impacto foi tanta que afundou quase metade do corpo no chão. A pessoa, no mesmo instante,absorveu toda a força da queda dobrando as pernas delicadas e finas e saltou logo em seguida. O que se viu foi uma espada brilhante afiada.

A gigante percebeu que eu estava girando no ar junto com o braço que foi decepado.

- arghhhh!! - gritou e cambaleou para trás a gigante.Da superfície do corte jorrava um sangue escuro e fedorento.


Notas Finais


Vai ter mais e depois retornarei a história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...